amizade e poesia

Alguém que faz você rir…Alguém que faz você acreditar em coisas boas…Alguém que convence você …De que existe uma porta destrancada…Só esperando para que você abra. Esta é a Amizade Para Sempre.

Archive for 25 de Janeiro, 2007

OS VERSOS QUE TE FIZ

Posted by amizadepoesia em Janeiro 25, 2007

Deixa dizer-te os lindos versos raros

Que a minha boca tem pra te dizer!São talhados em mármore de ParosCinzelados por mim pra te oferecer. Têm dolência de veludos caros,São como sedas pálidas a arder…Deixa dizer-te os lindos versos rarosQue foram feitos pra te endoidecer! Mas, meu Amor, eu não tos digo ainda…Que a boca da mulher é sempre lindaSe dentro guarda um verso que não diz! Amo-te tanto!  E nunca te beijei…E nesse beijo, Amor, que eu te não deiGuardo os versos mais lindos que te fiz! 

Fonte: Sonetos” – Florbela Espanca

Posted in Uncategorized | 1.409 Comments »

DEPOSITO UMA FLOR A TEUS PÉS

Posted by amizadepoesia em Janeiro 25, 2007

Uma flor a teus pés deposito
      simbolo de meu amor por ti.
      Uma flor rubra de amor,
      como o sangue que aqueces em mim.
      Deposito a teus pés,
       meu sentimento,
      meu carinho,
      meu desejo,
      meu amar.

      Podes chutar para longe,
      ou podes espezinha-la…
      podes apenas ignora-la
      fingindo não ver
      ou envergonhada,
      quem sabe receosa
      podes fugir dela.

      Mas se a receberes,
      acolheres em tuas mãos,
      hás de senti-la pulsar
      no mesmo ritmo que pulsa
      dentro do peito…
      o meu coração.

Jorge Linhaça

Posted in Uncategorized | 16 Comments »

VIAGEM ASTRAL

Posted by amizadepoesia em Janeiro 25, 2007

Enquanto o corpo repousa inerte
desprendes-te do invólucro carnal
inicias assim a tua viagem astral
liberta para ires onde te apetece

O argênteo brilho da lua te seduz
voas com asas de fada pelo céu
como uma abelha a buscar o mel
ou a mariposa em busca de luz

Sentes-te leve, diáfana, gentil
teu corpo reluz à luz doce do luar
teus cabelos estrelas a capturar

e nesse doce e suave desvario
passas a noite toda a viajar
até um raio de sol te despertar

Jorge Linhaça

Posted in poesia | 1 Comment »