amizade e poesia

Alguém que faz você rir…Alguém que faz você acreditar em coisas boas…Alguém que convence você …De que existe uma porta destrancada…Só esperando para que você abra. Esta é a Amizade Para Sempre.

Archive for 23 de Março, 2007

QUANDO VOCÊ VOLTAR

Posted by amizadepoesia em Março 23, 2007

Se um dia você voltasse
Esta agonia se apagaria
No calor dos teus abraços
A luz da lua surgiria

Enquanto você não volta
As estrelas
A lua no céu vagueiam…

No dia que você voltar
O céu todo se iluminará
As promessas se cumprirão
E nosso amor ressurgirá
Como uma estrela no céu a brilhar

Fafá Lima

Posted in poesia | Leave a Comment »

Na ponta

Posted by amizadepoesia em Março 23, 2007

Na ponta da língua eu já tenho
Todas as palavras prontas
Pra falar quando encontrar você

Sobre tudo já sei e o que não sei
Posso muito bem imaginar
Fértil é a imaginação

Onde tudo posso só não posso
Você encontrar com a imaginação
Pra lhe falar pra lhe dizer quanto

Eu preciso de você pra me apoiar
Pra me ninar me dar carinho
Fazer cafuné, coçar minha cabeça,

Até que o mal completamente
Desapareça da minha frente
Mãe você continua a ser um grito
Nas noites dos meus pesadelos

Já não a sinto mais ao meu lado
Mesmo estando do outro lado
Da vida minha que vivo agora
ABittar

Posted in poesia | Leave a Comment »

Pedi a Deus

Posted by amizadepoesia em Março 23, 2007

Eu pedi a Deus para tirar a minha dor.
Deus me disse não.
“Não cabe a mim tirá-la, mas a você desistir dela”.

Eu pedi a Deus para fazer com que meu filho deficiente físico fosse perfeito.
Deus me disse não.
” Seu espírito é perfeito e seu corpo é apenas provisório”

Eu pedi a Deus para me dar paciência.
Deus me disse não.
“A paciência é um derivado de tribulações não é doada, é conquistada.”

Eu pedi a Deus para me dar felicidade.
Deus me disse não.
“Eu lhe dou bênçãos. A felicidade depende de você.”

Eu pedi a Deus para me proteger da dor.
Deus me disse não.
“O sofrimento lhe separa dos conceitos do mundo e lhe traz mais perto de mim.”

Eu pedi a Deus para fazer o meu espírito crescer.
Deus me disse não.
“Você tem que crescer sozinho, mas eu lhe podarei para que você possa dar frutos.”

Eu pedi a Deus todas as coisas para que eu pudesse gostar da vida.
Deus me disse não.
” Eu lhe dou vida para que você possa gostar de todas as coisas. ”

Eu pedi a Deus para me ajudar a AMAR os outros, o tanto que Ele me ama.
Deus me disse:
“Ahhh, finalmente você captou a idéia!”

Posted in AMIGOS, amizade, poesia | 8 Comments »

NAS ENCRUZILHADAS DA VIDA

Posted by amizadepoesia em Março 23, 2007

Cavalgo montes e planícies, e, o meu sonho,
É mostrar ao homem, que é possível viver aqui,
Onde o que tiro sem medidas também ponho
E reponho com o que tenho de melhor de mim.

Nas encruzilhadas da vida sempre tropeçamos,
Para logo nos levantarmos e seguir em frente,
Para mais além de nós, onde o que escutamos
É o som da nossa voz, que nos fala de repente.

Um rio pode ser tortuoso com suas pedras, enfim,
Mas se soubermos desviar-nos delas, na hora
De as enfrentarmos, escolheremos o nosso fim,

Que ditará se somos fortes o suficiente para seguir
Mais à frente, quando o tempo exige sem demora,
Que saibamos de nós e de tudo o que está porvir.

Jorge Humberto

Posted in poesia | Leave a Comment »

O AMOR

Posted by amizadepoesia em Março 23, 2007

Ah, que coisa é esta, que tem tanto
De irracional como de saudável,
E nos faz cair em prolongado espanto
Com o que tem de inimaginável?

Ah, quem dera, descobrir os segredos
Que nele encerra e nos faz diminutos,
Ser o que arde sem quaisquer medos,
Na espera tardia dos largos minutos.

E assim, a demora, se faria presente,
Sem quaisquer limitações ou torpor,
Porque, o que queima, só é carente

Se não houver o que alimentar a chama,
Que se chama de eterno e louvado amor,
Que por nós, assim, queimando, clama.

Jorge Humberto

Posted in poesia | Leave a Comment »

UM POUCO DE TANTO

Posted by amizadepoesia em Março 23, 2007

Tanta paixão vivida, tanta emoção,
Tanta perda sentida, tanta ilusão;
Tanta cumplicidade, tanto o amor,
Tanta afinidade, tanto o desamor.

Tanto o bem querer, tanta a leveza,
Tanto sol a nascer, tanta a certeza;
Tanta perdição, tanto vasculhar,
Tanta indignação, tanto desabrochar.

Tantos os afagos, tantas as ternuras,
Tantos os Magos, tantas as alturas;
Tanta recordação, tanto coração,

Tanta sublimação, tanta superação;
Tanto jogar fora, tanto correndo atrás,
Tanto agora, de tudo o que nos apraz.

Jorge Humberto

Posted in poesia | Leave a Comment »

Eu sei que vou te amar

Posted by amizadepoesia em Março 23, 2007

Eu sei que vou te amar…
Por toda a minha vida…
Além desta vida…
E por todas as vidas…
Que ainda hei de viver…
Almas gêmeas são metades
Que se encaixam e jamais
Serão uma… quando separadas…
Mas metades…
Mary Trujillo

Posted in poesia | Leave a Comment »

Ao porto

Posted by amizadepoesia em Março 23, 2007

Ao porto brindo com porto
Que veio da uva e vinho virou
Da melhor qualidade e sabor

Ao mar
Saúdo com o pé
Fincado na areia

Que a maré
Vem beijar
Com carinho

No porto
Do pôr-do-sol
A vela retorna

A gaivota voa
Ao redor da vela
Em dado momento

Ao fazer uma volta
Em volta da vela
Que volta pro porto

Sua silhueta
Fica recortada
Sobre o sol

Ver o que eu vi
Não verás jamais
Não estavas lá

Quando aconteceu
Eu vi e quem viu, viu,
Quem não viu não verá mais

Não a silhueta da gaivota
Não à vela retornando
Nem aquele sol se pondo.
ABittar

Posted in poesia | Leave a Comment »