amizade e poesia

Alguém que faz você rir…Alguém que faz você acreditar em coisas boas…Alguém que convence você …De que existe uma porta destrancada…Só esperando para que você abra. Esta é a Amizade Para Sempre.

Archive for 15 de Maio, 2007

APRENDENDO A VIVER

Posted by amizadepoesia em Maio 15, 2007

Um novo dia !!!!!

Todo dia é um novo dia,
cheio de novas possibilidades,
novas pessoas e novas propostas.

A vida é um banquete.
Se fechamos os olhos e ouvidos
não conseguimos ver,
nem escutar os sons e imagens
que acontecem ao nosso redor.

Se fecharmos as portas do coração,
somos incapazes de sentir afeto,
amor e gratidão

Ei abra os olhos veja o sol que brilha lá fora ..
é uma nova manhã ,Sorria ….
Brinde a Vida que Deus lhe deu
A Vida é AGORA .
não jogue ela fora.

Clicia Pavan

Anúncios

Posted in poesia | Leave a Comment »

CRIAÇÃO DE DEUS

Posted by amizadepoesia em Maio 15, 2007

Ao Dar a Luz

Um milagre se operou

A mulher em Mãe se tornou

A figura mais perfeita

Que Ele criou

Para ajuda-Lo

A manter sua Criação

Lhe concedeu  poder

Alem da Imaginação

Que a todo instante

Merece Nossa Oração

Meus respeitos e saudações

Feliz Dia das  Mães

Beijos

George

Posted in poesia | Leave a Comment »

Absoluta e Plena

Posted by amizadepoesia em Maio 15, 2007

Mãe                  teu nome é mulher

                  branca ou negra,

                  mulher absoluta e plena.

                  Mãe

                  que gera uma vida

                  e alimenta muitas vidas

                  e inspira muitas almas

                  mundo afora.

                  Mãe,

                  teu nome é mulher,

                  profana ou deusa,

                  nunca escrava e sempre senhora,

                  dona do mundo.

                  Mãe,

                  teu nome é mulher

                  rainha ou plebéia,

                  absoluta e plena,

                  cheia de graça

                  e nobreza,

                  Mãe,

                  teu nome é mulher,

                  as vezes pantera,

                  as vezes leoa,

                  a sempre protetora,

                  eterna menina.

                  Mãe,

                  eternamente senhora

                  absoluta e plena,

                  cheia de graça

                  teu nome é amor…

Fatima Dannemann

Posted in poesia | Leave a Comment »

Fico feliz…

Posted by amizadepoesia em Maio 15, 2007

Fico feliz, com vc ao meu lado despertar

e juntos a primeira refeição, saborear…

conversar e mesmo no olhar nos acariciar..

fico feliz…ao ir para orla caminhar…

o mar…nos convidar a juntos nos abraçar

e nos balançar…em ritmadas caricias…

e o sol a nos envolver… carinho e calor

nos conceder…a brisa morna perfumada de ceu e mar

fico feliz ao caminhar em passos compassados

para o mesmo horizonte..de mâos dadas

maos amantes, amigas e namoradas…maos para

o deitar e maos para o levantar…maos que posso contar

feliz por sua presença, estar em todos os meus sentidos

sua face, seu perfume, seu toque, seus sons, sua atenção

e no sexto sentido também, a sua intuição

mais feliz ainda por estar, por ter seu coração

Joe’A

Posted in poesia | 3 Comments »

QUANDO O POETA ESCREVE

Posted by amizadepoesia em Maio 15, 2007

Quando o poeta escreve requer solidão,
O pensamento ilumina-se e diz que não
Ao sujeito intemporal e susceptível,
De sofrer alterações e tornar-se imiscível.

É um mundo só seu que não sofre divisão,
Escrevendo com o que tem mais à mão.
Quando o poeta escreve é indivisível,
E tudo se transforma e se torna possível.

Menino de bola na mão e fisga no bolso,
Montando o dorso de seu alazão,
Ninguém lhe diz que sim nem que não,

Quando vai prado afora sem esforço,
Atravessando o arco-íris da doce ilusão,
Jogando ao acaso pedrinhas no chão.

Jorge Humberto

Posted in poesia | Leave a Comment »

Tempo … Tempo

Posted by amizadepoesia em Maio 15, 2007

Tempo,
que apaga
as lembranças ruins.

Chuva,
que lava
purificando com suas águas.

Vento,
que leva
todos os maus pensamentos…

Noite
que trás
o sono reparador.

Sol
aquecendo
a esperança no amanhecer.

Lua
mistério e fascínio,
doce inspiração dos amantes.

A melodia
e a canção,
lenitivos d’alma…

A poesia
Divina Inspiração!

Luis Carlos Mordegane

Posted in poesia | Leave a Comment »

cosas en la vida

Posted by amizadepoesia em Maio 15, 2007

Hay cosas en la vida
que luego amargan,
no porque no sean dulces,
sino porque se estrechan
y no se alargan.

No he cifrado el secreto
de tus palabras,
es que las adivino
antes que salgan,
y las disfruto vivo,
pues morir… tardan.

Si logro hacer un verso
donde sonrías,
si logro hacer reírte
ahí… cada día,
lograré bendecir
tu vida; y tú la mía.

Metáforas sedientas
de aguas perdidas,
no pases por mis ojos
sin darles vida.
Mejor muero de sed,
para que bebas;
mejor muero de sed…,
para que vivas.

Rafael Angel

Posted in poesia | Leave a Comment »

Sinto

Posted by amizadepoesia em Maio 15, 2007

Que a palavra
Tem pressa
De sair
De se soltar
De ir e acontecer
De se tornar
De ser
Algo
Alguma coisa
Que apenas
Ela representa
Mas ela se acha
Ela quer ser coisa
E é coisa
No meu modo
De entender
Só você
Não acredita
Só você
Não vê
Mas mentalmente
Ela é a primeira coisa
Que você vê
Quando se fala o nome
Da coisa
A coisa então
É a palavra que você vê
Mentalmente
Ou seja ela é o signo
Captou ?
Não?
Então não tem solução!
A coisa palavra
Você não consegue ver
E isso só se dá
Com o tempo
E o treino
De se olhar e ver
Com obstinação
Em breve verás
Se muito se esforçar
ABittar

Posted in poesia | Leave a Comment »

Bela bola bala disparada

Posted by amizadepoesia em Maio 15, 2007

Bela
Bola
Bala
Disparada
Virá gol
O goleiro
Falhou
Belo
Elo
Aliança
Virou
No dedo
Anelar
Da noiva
Que se casou
E de dedo anelar
Direito mudou
Agora esta
No esquerdo
Só porque
A noiva se casou
ABittar

Posted in poesia | Leave a Comment »

UM MOMENTO DE LOUCURA

Posted by amizadepoesia em Maio 15, 2007

Chegou sorrateiro, olhar carente, passo indolênte um ar devasso…

Devagar vem a mim e me enrosco toda numa teia envolvente…

Implora por um beijo ardente, meu corpo queima, pulsa e treme…

Convulsa como um vento, beijo-te a boca incendiando teu corpo…

Inebriados com um cheiro tépido de rosas e uma doce sensação

voluptuosa, nos possuímos…

Loucura a nossa, de tudo restou-nos um segredo e um adeus…

Não sou tua, você não é meu…

Fomos um momento de loucura…

Naidaterra

Posted in poesia | Leave a Comment »

No silêncio da madrugada

Posted by amizadepoesia em Maio 15, 2007

Ao silêncio amigo da madrugada me entrego,
Quando todos se calam, descansam e dormem…
Vou dedilhando ao piano toda minha angústia.
Esse amor louco, a vontade desse homem…

Já não é amor, é doença, pura demência.
Na madrugada deixo que as lágrimas
Banhem meu rosto e o grito de amor
Engulo seco, peito aberto em chagas…

Ah… covardia idiota, até quando serei cativa?
Pedaço de mim, fantoche do destino, escrava…
Até quando suportarei do vulcão, a labareda?
Seguir sendo nada, minha própria madrasta…

Ele é meu dia, minha noite, minha alma,
É senhor do meu corpo, do meu sangue.
Meu segredo mais lindo, cruel, assassino…
Que nega o calor, a felicidade desse instante.

No silêncio da madrugada, fantasio seu toque,
Sorvo em seus lábios o champanhe mais fino.
Rasgo a partitura maldita, me atiro na cama,
E no sonho o tenho entre os lençóis de linho…

Mary Trujillo

Posted in poesia | Leave a Comment »

Luz do meu caminho, estrada do meu destino

Posted by amizadepoesia em Maio 15, 2007

Amor bálsamo encantado,

Leve-me aonde nunca fui, navegando em sentimentos

Descobrindo meu eu, entre lágrimas e momentos

Amor e movimento, serão apenas seus beijos?

Neste eterno momento sou seu por inteiro

Sem palavras nem explicações

Um olhar nós dois

Eternamente único sentimento

Forte e diferente, avassalador e quente

Dois amantes uma paixão,

Várias vidas um amor

Que sobe as estrelas

Ilumina o mundo, renasce a cada segundo

Gesto simples e sincero,

Para sempre,

Luz do meu caminho, estrada do meu destino.

eduardosantos

Posted in poesia | Leave a Comment »