amizade e poesia

Alguém que faz você rir…Alguém que faz você acreditar em coisas boas…Alguém que convence você …De que existe uma porta destrancada…Só esperando para que você abra. Esta é a Amizade Para Sempre.

Archive for 7 de Junho, 2007

TEUS CARINHOS..

Posted by amizadepoesia em Junho 7, 2007

Sinto falta dos teus carinhos…
Preciso ter você…
Olhar nos teus olhos e te sentir
cheio de desejos me puxando
pra você…
Vontade louca de estar junto de você, ficar sem ar de tanto me beijar enquanto tuas mãos em toques suaves
escorregam no meu corpo cheio de paixão…
Saudade dos teus braços fortes me envolvendo em abraços ternos,
quentes e apaixonados…
Saudade do teu melindre buscando com teus toques os meus cantinhos,
só quer me dar prazer…
Preciso sentir a tua emoção
vibrando dentro de mim…
Não demore não,
não demore mais,
venha com premência e me
dê os teus carinhos…
Naidaterra

Posted in poesia | Leave a Comment »

VEM MORENA

Posted by amizadepoesia em Junho 7, 2007

Vem morena me incediar
com o fogo da tua paixão
Vem tua pele em mim esfregar
acendendo o nosso tesão

Vem morena brejeira
da silhueta altaneira
Vem brincar a brincadeira
me amando a noite inteira

Vem morena da cor do pecado
deixar meu corpo extenuado
Vem me fazer sentir amado
em teu corpo assim abraçado

Vem morena me dar teus beijos
despertar em mim os desejos
das delicias que eu antevejo
de passar a noite em folguedos

Vem morena aplacar minha sede
de te amar na relva e na rede
de te possuir contra a parede

Vem morena me dar alegria
fazer amor até romper o dia
nos corpos em pura harmonia.

Jorge Linhaça

Posted in poesia | Leave a Comment »

REGIME PORRETA

Posted by amizadepoesia em Junho 7, 2007

Minha amiga quis emagrecer
ficar na moda da anorexia
parou rapidinho de comer
era só chá todo dia
e ainda parava para ler
na ânsia de tudo saber
tratados sobre a bulimia

Nem o pobre gato escapou
da ressaca da geladeira
e de nada lhe adiantou
apelar para a ratoeira
o queijo branco ressecou
e o ratinho até se mudou
pra casa lá da doceira

Mas justiça seja feita
o regime fez seu efeito
minha amiga anda faceira
com sua forma de esqueleto
a poupança no banco ta cheia
mas a dela finouse parelha
juntinho com seu bom senso

Veja só o estado atual
da amiga antes bem nutrida
e ainda se julga a tal
de caveira assim vestida
este poema tão surreal
resolvi escrever afinal
pra ver se ela da jeito na vida.

Jorge Linhaça

Posted in poesia | Leave a Comment »

BONS COSTUMES

Posted by amizadepoesia em Junho 7, 2007

Não há nada no mundo que impeça a sinceridade
Nem loucos anseios ou quimeras de um sonho,
O que o homem tem é de guardar a sua verdade,
Como se ela fosse um fruto fresco, um medronho.

Muito pior é a indiferença, a cobiça e a vaidade,
Que muitos homens erguem como seu pendão,
De uns para outros, escusando-se, é prioridade
Que aqui façam um voto, do fundo do coração.

Não cobiçarei o outro, meu parceiro e real vizinho;
Atentarei nele as suas dificuldades com firmeza;
Só assim, crescendo em mim, não serei sozinho.

Como é bonito o sorriso de companheiros de jorna,
Sair por aí falando alegremente com destreza,
Olvidando, por pouco que seja, a rigidez da norma.

Jorge Humberto

Posted in poesia | Leave a Comment »

EL VIEJO LIMONERO

Posted by amizadepoesia em Junho 7, 2007

Junto a mi ventana hay un viejo limonero
Retorcido por la edad y tenaz compañero
De las horas mas tristes mías, en la soledad
De mi cuarto, adonde guardo cierto alazán,

Que ya no cumple edad, tantas las luchas
Que trabamos, cumplidas las permutas,
Que nos aliviaban el cansancio de los cuerpos,
Cuando estos jacían en el suelo casi muertos.

Hoy todo eso se acabó, ya no tiene edad
Para estas aventuras, tornándose depósito
De lija por las manos insalubres de la insanidad,

De personas que no supieran soñar
en la vida y como vermes caminan a propósito
De una vieja costumbre, que las hizo desdeñar.

Jorge Humberto

Posted in poesia | Leave a Comment »

O MENINO JESUS

Posted by amizadepoesia em Junho 7, 2007

A criança, que brinca comigo, é pura.
Brinca com os meus sonhos, revirando-os
De um lado para o outro, com a candura
Própria de uma criança, instigando-os.

E assim brincamos os dois, altas horas,
Fazendo dos lençóis fantasmas benignos,
E instigamos os cavalos com as esporas,
Como a qualquer cavaleiro mui digno.

Ela conta-me estórias, para adormecer,
Beijando-me os olhos solenemente,
Até que o sono venha em todo o seu querer.

A criança, que vem até mim, fugiu do céu,
Jogou fora as asas, em gesto recorrente.
Vem, criança, até mim, vem, ó filho meu!

Jorge Humberto

Posted in poesia | Leave a Comment »

AMAPOLA

Posted by amizadepoesia em Junho 7, 2007

Por amor,
nas malhas de tua rede
de amor
escutei a triste queixa
de amor
que tocou em meu coração
dizendo-me assim
com sua doce canção.

Amapola,
lindíssima Amapola
sera sempre minha alma tua sómente.
Eu te quero
amada menina minha
como quem ama uma flôr
à luz do dia.

Amapola,
lindíssima Amapola
não sejas tão ingrata e ama-me
Amapola, Amapola
como podes viver tão só.

……

Eu te quero
amada menina minha
como quem ama uma flôr
à luz do dia.

Amapola
lindísima Amapola
não sejas tão ingrata e ama-me
Amapola, Amapola
como podes viver tão só.
( Recebi sem autoria)
Tradução:Joe’A

Posted in poesia | Leave a Comment »

Tu presencia …

Posted by amizadepoesia em Junho 7, 2007

Cada dia que pasa
en esta incierta vida mia
necesito más de ti
tanto de día, como cuando es de noche ….

En la luz del dia…..
en todo me trae recuerdos
de los rayos de tu mirada
de la dulzura de tu modo de hablar…

y en las sombras de la noche
todo se hace saudade
de tu perfume , de tu beso
solo tu contacto, me da deseos

Sigo mi camino
sólito y con tribulaciones
tratando que la vida pase
y alimente mi soñar

fantasiando mi pasión
devaneando mi amar
Nostalgiando mis melancolias
rasgando mi palpitar

queriendo sentir, los acordes de tu amar
cantos y oraciones de esperanzas
por tu falta de presencia
Contigo todo es, soledad solamente recuerdos

(c)Joe’A

Posted in poesia | Leave a Comment »

Vida envolvida

Posted by amizadepoesia em Junho 7, 2007

Nosso amor resiste ao tempo
se fortalece nas intempéries
floresce em todas as estações
com crescente paixão

Com o passar do tempo se purificou
Carinhos e caricias ele fermentou
Beijos e abraços com mais ardor
Respeito e cuidados ele apurou

Alimentou o fogo de nossa paixão
fazer amor com cada vez mais emoção
completa entrega com dação
participação completa na realização

Dia a dia se tornou mais essência
Dando cores e sabores a nossa existência
Cultivando valores com substancia
Vivendo uma vida com excelência

Nos multiplicamos nos obstáculos
Dividimos os bons momentos
Subtraímos os sofrimentos
Somamos nossos esforços

Reverenciando esse amor
por uma vida plena e com sentido
Uma vida comprometida com esse vinculo
De corpo e alma envolvida com o Ser amado…

Joe’A

Posted in poesia | Leave a Comment »

Amar você é meu destino

Posted by amizadepoesia em Junho 7, 2007

Amar você é meu destino

Para sempre,

Teu olhar, minha direção

Seu amor meu coração

Iluminados pela lua, minhas juras teu perdão

Que agora cala as palavras e aquece meu coração

Fazendo crer, imaginando ter

Teu amor, um delírio,

Tuas mãos meu sonho bom

Razão pura e simples, minha feliz ilusão

Aquecendo-me nos dias frios

Refazendo minha alma

Dos delírios, da solidão sem teu brilho

Pois viver sem ti é impossível,

Amar você é meu destino

dos Santos

Posted in poesia | Leave a Comment »

TUDO O QUE MAIS QUERO

Posted by amizadepoesia em Junho 7, 2007

Tudo o que mais quero
É ao seu lado ficar
Quietinha, parada num canto
Ali, te observando…
Quero poder ser o sol
Para seu corpo poder bronzear
Sua pele acariciar
Com o meu calor,
Com os meus raios te aquecer
E a todo instante poder te ver.
Quero de você poder cuidar
E com a minha luz
Seus passos poder guiar.
Eternamente quero ao seu lado ficar.
Poder te abraçar
Seus lábios tocar e beijar.
Tudo o que mais quero
É poder ser a lua
E todas as noites poderei te iluminar
Poderei te encantar…
Na certa toda vez que para mim olhar
Irá encantar-se
Com a beleza do luar.
Tudo o que mais quero
É ao seu lado ficar e te amar
Não importa,
Posso ser o sol…
O vento…
A chuva…
A lua….
Pouco importa,
Só quero é ao seu lado poder ficar.

Catarina

Posted in poesia | Leave a Comment »

ESTRELA PREFERIDA

Posted by amizadepoesia em Junho 7, 2007

De todas as estrelas que salpicam no céu
Da menor com seu minimo brilho
A maior com seu brilho intenso e extonteante
Não brilha e não é mais linda que ti meu amor.
Por mais que as admirem
Por mais que me encante
Sei que não me deixarão mais encantada
Do que o encantamento que sinto por você, minha bela estrela
Que não foi procurada e nem escolhida
Mas soube me encantar assim que a vi
Aos foi me ensinando a admira-la
Sem perceber já estava apaixonada, pela minha linda estrela.
Ao anoitecer olho para o céu
E as vejo todas salpicando
Sinto um aperto enorme no coração
Por não por estar ao lado da minha estrela amada.
Estrela que me encanta e seduz
A beleza do mar pode encantar
Com o seu verde azulado que nos faz apaixonar
Mas não encanta e seduz como você minha estrela.
Todos os dias sinto teu olhar na minha imaginação
Alegrando meus dias e entristecendo minhas noites
Por não poder estar com você ao meu lado
Por querer penetrar no coração
Da minha estrela
Para te-la sempre ao meu lado, iluminando meu viver 

Catarina

Posted in poesia | Leave a Comment »

TEU SORRISO

Posted by amizadepoesia em Junho 7, 2007

Teu sorriso me enlouquece…
Teu olhar me encanta e ilumina,
Chegando a ofuscar a luz do luar
Roubando a beleza do céu ao anoitecer.
Basta lembrar do teu sorriso
Para meu coração disparar
Acordada fico a sonhando
Na esperança de um dia
Teu sorriso poder ganhar…
Reconheço que é muita audácia
Sonhar com o teu sorriso, teu olhar…
Sonhar que teu amor…
Um dia possa ser meu.
Assim passo as noites e os dias
Esperando a hora de poder juntar
Meu riso junto ao teu…
Meus lábios coladinhos nos teus…
Nesse momento ouviremos o som
Dos sinos da capelinha
Homenageando o nosso amor,
Fazendo arder em nossos corpos
O fogo ardente da paixão…
Tu és para mim o céu, a terra e o mar
Teu sorriso é combustivel da minha vida
Teu olhar é que alimenta minha esperança
De um dia poder ser a dona do seu coração

Catarina

Posted in poesia | 1 Comment »

NÃO SABEREI DIZER

Posted by amizadepoesia em Junho 7, 2007

Pelo seu amor
Pensei até em morrer
Sonhando ao seu lado ficar
Querendo apenas, ser a sua namorada.
De que vale morrer?
Com a vida querer acabar
Por alguém que nem se quer
Pensa em te olhar, muito menos te amar.
Alguém que não queira comigo compartilhar
Alegrias e tristezas ou ao meu lado ficar.
E eu querendo com a vida acabar
Por um ser que nem se quer lembra de mim…
Resolvi que não quero mais sofrer
Que vou usar todas as táticas para te esquecer
Sei que amanhã você irá implorar
Louco para um beijo meu poder roubar…
Nesse dia não saberei dizer
Se a tristeza tomorá conta do meu ser
Ou sentirei alegria, por ver você, ali implorando
Um carinho, um beijo, meu amor querer ganhar…
Nesse dia não saberei dizer
Se irei chorar ou se irei sorrir
Na certa direi com toda certeza
Que um dia sonhei com um beijo seu
Esperei muito e cansei
Hoje encontrei outro amor
Que amo e que me ama
Sincero e puro que faz palpitar meu coração…
E pensar que um dia quis morrer por você
Quis deixar de viver por achar que jamais
Outro alguém conseguiria amar
Que de você não conseguiria esquecer…
Hoje com certeza posso afirmar
Que sou feliz com meu grande amor
Que estou arrependida pelas lágrimas derramadas
Com meu novo amor encontrei a alegria de viver
A felicidade enfim encontrei
Descobri que amar é viver e não morrer…

Catarina

Posted in poesia | Leave a Comment »