amizade e poesia

Alguém que faz você rir…Alguém que faz você acreditar em coisas boas…Alguém que convence você …De que existe uma porta destrancada…Só esperando para que você abra. Esta é a Amizade Para Sempre.

Archive for 8 de Março, 2008

O INDECIFRADO AMOR

Posted by amizadepoesia em Março 8, 2008

Queria o verso mais lindo para
    dedicar a ti sentimento amor…
    E quantos eu fiz?

     Centenas… mas no momento

     não me ocorre
    qual lhe seria o mais soberano…
    Ah.. este indecifrado amor,
    um barco lírico que embarco
    oceano afora e desapareço
    envolvida por uma chama que
    me chama… e eu vou…
    E mesmo quando o mar na paria
    me devolve destroçada,
    ainda assim, serei a tua
    eterna poeta… poesia…

    Ah… amor…

Naidaterra

Anúncios

Posted in poesia | Leave a Comment »

NOSSO ENCONTRO DE AMOR

Posted by amizadepoesia em Março 8, 2008

Nosso encontro de amor aconteceu
    assim…como todo o encontro de amor…
    encontro de amor…
    inesperado,surpreendente,
    apaixonado, fascimante.
    O amor não manda aviso
    e o nosso não foi diferente…
    Descobrindo afinidades,
    nos identificamos nas palavras…
    Palavras que tocaram
    nossos corações e
    dominados por  nossas  emoções
    nos entregamos a esse amor
    Um amor feito de ternura
    e de uma doce loucura…
    Não nos preocupamos
    com o amanhã…
    queremos apenas esse amor viver…
    e o coração aquecer…

Clara da Costa

Posted in poesia | 1 Comment »

ASSIM É O AMOR

Posted by amizadepoesia em Março 8, 2008

Sente-se a presença ausente…
    Sente-se do amor a chegada…
    Sente-se o cheiro da pessoa amada…
    Sente-se o carinho, mesmo sozinho…
    Sente-se a emoção vindo devagarinho…
    Sente-se o bater do coração…
    Sente-se a palpitação…
    Sentimos o amor a nosso lado,
    seu respirar entrecortado…
    Sentimos ao lado, presente,
    quem está longe, ausente…
    Sentimos seu beijo,
    enchendo-nos de desejo…
    Sentimos sua carícia,
    despertando nossa malícia…
    Sentimos o gosto do sexo,
    deixando-nos sem nexo…
    Sentimos o tesão,
    em sua quente emoção…
    Sentimos o antegozo
    de nosso gozo…
    Sentimos estar quem não está…
    Sentimo-nos assim… o que é que há??
    Sentimos assim o amor,
    envolvendo-nos em doce torpor…
    Será amor de verdade,
    aquele que nos dará felicidade?
    Ou uma ilusão tão somente,
    um lindo sonho… simplesmente…
    
    Marcial Salaverry

Posted in poesia | 1 Comment »

O AMOR NÃO MANDA AVISO

Posted by amizadepoesia em Março 8, 2008

O AMOR não manda aviso…

    Simplesmente porque ele já existe

    plenamente e absoluto em nosso coração….

    O que acontece numa relação

    é que projetamos este sentimento

    que alimentado por outro coração

    faz do mundo um paraíso….

    Aí ele é alimentado pela PAIXÃO…

    

    O nosso maior sonho é encontrar

    alguém para este amor compartilhar…

    Alguém que realmente saiba amar…

    

    Amar é querer bem!

    É Iluminar o outro com a SUA luz…

    É perfumar com o SEU perfume…

    É dar alegria com a SUA alegria…

    É ser mágica com o SEU talento…

    É ser humana com a SUA condição….

    Ninguém pode me fazer chorar

    se o meu coração não deixar…

    Assim meu amigo amado
    deixa seu coração inundar de amor

    e, com esta fortuna

    você pode ser o maior DOADOR…..

Penhah Castro

Posted in poesia | Leave a Comment »

ESCUTA, AMOR!

Posted by amizadepoesia em Março 8, 2008

Escuta amor,
o que eu tenho p`ra te dizer!
Este momento é todo especial.
Agora você é meu bem querer!
E logo, tudo ser? mais do que real.

Escuta amor!
H? tanto tempo nos conhecemos.
Nos admiramos e nos respeitamos.
Quem sabe juntos talvez poderemos,
fazer tudo aquilo que tanto sonhamos!

 

Escuta, amor!
A m?sica que vem do coraç?o,
que afaga, acarinha e entretece,
a alma sedenta de uma doce emoç?o.
E nela, todo nosso desejo se aquece.

Escuta, amor!
Venha logo, estou te esperando.
Tuas doces palavras sussuradas,
me deixaram em transe, levitando.
Vamos nos amar nas madrugadas.

E também pelas manh?s de sol,
passeando por nuvens de car?cias.
Ou juntinhos vendo as cores do arrebol,
compartilhando chamegos e del?cias.

Guida Linhares

Posted in poesia | Leave a Comment »

Mulher_Emoção

Posted by amizadepoesia em Março 8, 2008

Mulher, a suavidade das tuas curvas
foi a m?o de Deus que moldou, 
para encanto do olhar apaixonado,
que nelas se perde totalmente fascinado. 

Tu mulher, tomas em teus braços
o homem que amas, que te busca
?vido de afagos e car?cias plenas.
E assim o consagras o rei da tua coroa.

Além de amorosa, és a valente
guerreira a empunhar a espada,
da justiça e da igualdade social,
ainda que te custe a incompreens?o.

Altiva, partes para a luta como as amazonas
sobrevivendo a toda e qualquer intempérie.
Seja pisando em espinhos que te machucam,
seja andarilhando leve com teus pés no ch?o.

Segura da idade que s? te acrescenta
conhecimento, humildade e bem querer,
trabalhas com afinco, estudas com entusiasmo,
plantas as sementes do futuro, crias a esperança.

Deus em sua infinita sabedoria, floresceu
no ventre feminino, o campo fértil da vida.
E a mulher em sua magnitude, d? à luz do mundo
a todas as almas que necessitam chegar e evoluir.

Abençoada com a divinal maternidade,
de seus fartos seios, liberta a nutritiva seiva
que vai trazer ao fragil ser, alimento e imunidade
para que possa sobreviver ao ambiente inaspito.

Mulher! és a grande companheira que eleva o homem,
quando o amor viceja como os girass?is no campo.
Da energia solar e lunar, tu retiras a fortaleza
para ser o pilar central dos que est?o no teu entorno.

Na m?o esquerda trazes a espada, na direita a luz.
abençoada Luz que ilumina o trajeto dos teus filhos.
luminosidade que alcança até o sofrimento que precisa
do b?lsamo de um esp?rito iluminado como o teu.

Es o colo no qual repousa a tristeza descompensada.
Es o pescoço que sustenta toda a fam?lia em uni?o.
Es o abraço que acolhe a todos sem distinç?o.
Es o devaneio materializado do Amor Maior.

Mulher! nunca deixes de sonhar e com isso
povoar o mundo das mais belas concepç?es
que a tua inteligência e sensibilidade criam,
para o deleite de todos aqueles que te amam.

Es a personificaç?o dos melhores sentimentos
abrigados na alma, residentes do coraç?o.
Es do Universo a mais linda das criaturas.
Es paix?o e harmonia. Es toda mulher_emoç?o.

Guida Linhares

Posted in poesia | Leave a Comment »

Coração Machucado

Posted by amizadepoesia em Março 8, 2008

 Sem delicadeza você me tratou
                  e meu coração se feriu,
                  ficou machucado.
                  Agora nem adianta mais,
                  vir conversar comigo.
                  Entre nós,
                  está tudo acabado.
                  Você fique na sua,
                  que eu vou tratar do machucado.
                  Ja coloquei band-aid
                  do esquecimento
                  e logo estará curado.
                  Os homens são muito estranhos.
                  Acho que são mesmo do planeta Marte
                  sempre em guerra com seus botões,
                  cheios de dúvidas e incertezas
                  e palavras de contra-mão.
                  – Saibam marcianos,
                  que todas mulheres gostam
                  e principalmente as venusianas
                  de palavras de carinho e afeto,
                  de sussuros ao pé do ouvido,
                  um ofertar de flores,
                  uma vela acesa,
                  iluminando a hora,
                  fazendo amor sem demora
                  pra começar,
                  e muita demora para acabar.
                  O que elas mais desejam
                  em suas fantasias,
                   é ouvir as preces do amor
                  rezadas carinhosamente de A a Z
                  Amo você!
                  Quero você!
                  Só você é minha…
                  e todas estas coisinhas
                  que fazem a delícia das horas
                  de sexo e amor consentidos.
                  Mas os homens
                  querem muito o Sexoooooo
                  e todas as mil fantasias de sua imaginãção!
                  Dizer todas aquelas palavrinhas
                  que fazem parte do contexto,
                  aumentam o tesão,
                  mas que também sózinhas
                  não completam o texto
                  com a suavidade
                  com a ternura em profusão
                  e muito amor no coração.
                  Desta forma,
                  tendo dito o que já disse,
                  só me resta reafirmar de pés juntos,
                  no Amor eu acredito piamente!
                  Posto o fato,
                  entre nós dois,
                  o silêncio falará mais alto.
                  De agora em diante
                  não há mais trato,
                  e menos ainda contato.
                  Sejas feliz!
                  Tenho certeza,
                  que terás novo amor de imediato,
                  pelo teu elegante charme,
                  pela tua inteligência,
                  pelo teu talento,
                  não te faltarão
                  especiais momentos.
                  Agradecida por tudo,
                  me despeço,
                  dizendo simplesmente,
                  Adeus!

Guida Linhares

Posted in poesia | 1 Comment »

CAMINHOS DO SOL

Posted by amizadepoesia em Março 8, 2008

Vou caminhando colhendo a brisa
da tarde fresca que se aproxima.
Em meu rosto apenas a coriza
das lágrimas vertidas pela cisma.

De tantos sonhares em avesso,
de tantas ilusões jogadas no escuro.
De haver perdido o teu endereço,
me deixo ficar em cima do muro.

Dali avisto o imenso e rubro mar
colorido de vermelho do enrubescer
da tarde que à noite vai despertar.
Nele as lembranças do nosso romper.

Do sonho de amor que se acabou,
depois de tantos anos a nos abrigar.
Vejo-me no instante que desenterrou
as saudades que sinto de ti a me amar.

Se eu voltasse atrás no tempo
e de novo me tomasses em teus braços,
em momento algum mudaríamos o sentimento,
de estarmos sempre presos aos nossos laços.

Mas agora é tarde. Nos caminhos do sol
apenas a nossa imagem ficou gravada.
Pálida e desbotada imagem de um arrebol
que um dia me fez sentir a mais amada.

Guida Linhares

Posted in poesia | Leave a Comment »

Caminho de Saudades

Posted by amizadepoesia em Março 8, 2008

Suave saudade
            em melancólica recordação
            deixando uma lacuna na alma
            corroendo um inquieto coração

            Saudades dos proseados
            das sensações em devaneio
            dos desejos desvairados
            na doce hora do recreio

            Saudade que só faz sentido
            quando no tempo se reconhece
            todo o acariciar amoroso consentido
            que fez da hora do amor profano uma prece

            Saudades são tantas e tamanhas
            que nada nem ninguém conseguirá consolar
            Arde no entristecido coração e nas entranhas
            quimeras de um tempo em que tudo era apenas amar

            Saudade que se faz agora presente
            a todo o momento, deixando a alma nua
            incendiando de paixão o coração da gente
            que suplica o bálsamo do esquecimento para que nele se dilua

            Saudade pungente que chora
            e se machuca na dor da separação
            dos apaixonados que vão embora
            para todo o sempre, sem recuperação

            São desfeitos todos os sonhares
            da alcova antes farta, agora vazia
            pelos destemperos mandado tudo aos ares,
            o desejo, a quimera, o sentimento e a alegria

            Nada mais importa nem faz o justo sentido
            neste atávico encontro que a vida um dia entreteceu
            Dele não houve reféns, muito menos foi reacendido
            o lume do Amor que não cativado, feneceu

  Guida Linhares

Posted in poesia | Leave a Comment »

Bem Querer

Posted by amizadepoesia em Março 8, 2008

Um querer assim tão forte
que incorpora corpo e alma
Transmutação completa
na respiração em uníssono,
onde os sonhares se habitam.

Um amor que tem o sonido
das ardentes sinfonias
Que arrebata completamente
Dourado relicário de magia
por ser único e contente

Benditos sejam todos aqueles
por tal querença abençoados
Quando os olhos desvelam
o espelho do outro,
nas emoções que se entrelaçam

São as sinuosas curvas
que tanto seduzem e fascinam
Mas são as linhas retas
dos corações em paralelo,
que se cruzam num
 único ponto e se completam

Na ansiosa sede do prazer
os moinhos de vento giram
com os corpos em rodopio
Em bocas rubras de paixão
os bichos dançam soltos no cio

Um querer assim..
corpo, alma e coração,
sensível, profundo e altaneiro
Na memória dos sonhos talvez
esteja incubando-se por inteiro.

  Guida Linhares

Posted in poesia | Leave a Comment »

MULHER…

Posted by amizadepoesia em Março 8, 2008

Pra mim, o “Dia Internacional da Mulher”
Foi convencionado a partir de tua imagem,
Pois és amostra de alguém que sempre quer,
Um exemplo feminino de coragem!

Foi de ti, mulher, que ganhei nova vida.
Tiraste-me a tempo do despenhadeiro,
Trouxeste o bálsamo pra minha ferida;
Contigo conheci o amor verdadeiro.

Abraçaste comigo as causas perdidas,
Soubeste dar a meu desespero a calma,
Deste-me o sorriso de mãos estendidas;
Depois, foi a vez de teu corpo e de tua alma.

Mulher!… Ganhaste-me pela lucidez…
Enorme, nas dimensões de tua bondade.
Cuida, pois, de meu coração de uma vez,
Não me deixes fugir a felicidade!

Só pode ser das Alturas este enredo,
Pois somente Deus escreveria tão lindo…
Uma peça de amor envolto em segredo
E que tem na platéia anjos aplaudindo.

Ógui Lourenço Mauri

Posted in poesia | Leave a Comment »

Amor Imaginário

Posted by amizadepoesia em Março 8, 2008

Teu amor está marcado em meu peito
  como uma chama que vagarosamente
  foi se extinguindo por faltar oxigênio
  sob a ação do teu silêncio perturbador

  Minh`alma tristonha vaga solitária
  por entre as nuvens desagregadas
  buscando teu rosto perdido na memória
  sem entender ainda o teu ressentimento

  Busco ansiosa os porquês de toda a trama
  dos meandros que motivaram o teu afastar
  Ainda muito me inquieta saber que tão cedo
  um amor se rompeu, sem sequer se desnudar

  Teus inúmeros receios em correr os riscos
  de saber-se ou não amado à distância
  vem ao encontro dos meus na intensidade
  em que palpitam todas as ilusões perdidas

  Sinto que de ti, sangra tanta tristeza
  que mal consigo segurar as lágrimas
  que descem pela face, tal qual a chuva
  que lava a alma da angústia da incerteza

  Assim vagamos os dois solitários
  tentando fazer do esquecimento
  o bálsamo que irá curar esta desdita.
  Uma chaga aberta ainda dói no peito.

  Loucos fomos por acreditar num momento
  que poderíamos conter estrelas em nossas mãos,
  sorrir ao vê-las e num longo beijo, desfalecer no amor.
  Ah! Doidos somos! Foi tudo e tão somente a imaginação!

Guida Linhares

Posted in poesia | Leave a Comment »

MULHER

Posted by amizadepoesia em Março 8, 2008

A que tem sono leve quando o filho nasce
E como a fênix, que das cinzas e das dores,
a cada dia, renasce!
Que chora quando ama, apaixonada
e faz o coração, do amor, eterna morada!

Mulher,
a que, com sua prece, o mundo presenteia,
que batalha, corre, suspira, malha
e o amor semeia!
Que planta e colhe,
se entrega inteira toda uma vida!

E não morre, se no amor não tiver guarida!
 suporta!
Ou, então, revida!
Busca, não quer perder,
Luta, vence
Eternamente mulher!

Marilena Frade

Posted in poesia | Leave a Comment »

Mulher

Posted by amizadepoesia em Março 8, 2008

Mulher…
Mão que segura… Guia…
Desata os nos…
Arranca espinhos…
Borda carinhos…
Branco lençol de linho
Que envolve e agasalha…
Prateada noite de luar…
Areia macia… Lânguido acordar!…
Mulher…
Ventre que abriga…
Protege e guarda…
Colo para toda vida…
Eterno tempo…
Pré-sentimento…
Instante sagrado…
Momento consagrado
Na sua luz disfarçado!…
Mulher…
Árvore frondosa…
Forte… Mas generosa
Raiz profunda…
Fruto que alimenta…
Esteio da vida…
Não foge à lida…
Nem o sonho invalida!…
Mulher…
Não foge à luta…
E na sua diária labuta
Não perde a suavidade…
O mel da sua doce vontade
De fazer feliz…
De ser feliz!…
Mulher…
De mil faces…
Entrelaces de doçura e bravura…
Que costura a vida com paixão…
Mesmo que o mundo seja cão
Que morde a esperança…
Seu puro sorriso de criança
Anestesia a dor…
Aviva da alegria, a cor…
E neutraliza a tristeza
Que quer brotar…
Mas logo murcha como a flor…
Pétalas levadas pelo vento…
Perdidas no infinito tempo…
Sem ferir o amor!…
Mulher…
Que fecunda a semente…
Parteja a vida como nascente…
Água pura… Cristalina…
Que verte de seus olhos videntes…
Lavando tortuosos caminhos
Onde trava lutas… Constrói ninhos…
E entalha a sua marca
De guerreira da paz!

Carmen Vervloet

Posted in poesia | Leave a Comment »

ALMA DE MULHER

Posted by amizadepoesia em Março 8, 2008

Nada mais contraditório do que ser mulher …

Mulher que pensa com o coração,
age pela emoção e vence pelo amor.

Que vive milhões de emoções num só dia e
transmite cada uma delas, num único olhar.

Que cobra de si a perfeição e vive
arrumando desculpas para os erros,
daqueles a quem ama.

Que hospeda no ventre outras almas, dá a luz
e depois fica cega, diante da beleza dos filhos que gerou.

Que dá as asas, ensina a voar mas não quer ver partir
os pássaros, mesmo sabendo que eles não lhe pertencem.

Que se enfeita toda e perfuma o leito, ainda
que seu amor nem perceba mais tais detalhes.

Que como uma feiticeira transforma
em luz e sorriso as dores que sente na alma,
só pra ninguém notar.

E ainda tem que ser forte, pra dar os ombros
para quem neles precise chorar.

Feliz do homem que por um dia souber,
entender a alma da mulher !!!

Posted in poesia | 1 Comment »