amizade e poesia

Alguém que faz você rir…Alguém que faz você acreditar em coisas boas…Alguém que convence você …De que existe uma porta destrancada…Só esperando para que você abra. Esta é a Amizade Para Sempre.

Archive for 30 de Março, 2008

DE PEDACINHOS SE FEZ A VIDA

Posted by amizadepoesia em Março 30, 2008

Quem diria que depois de tanta desgraça,
      viria, de lá de longe, trazer-me esperança
      alguém a quem amar, sem qualquer farsa
      fazendo-me, sentir, de novo, esta criança

      que nunca morreu dentro de mim de alça
      caída amiga de todos que a todos alcança
      Por estes caminhos alcançou ela descalça
      ímpias estradas e o riso que ora descansa

      Então, e por mais sofrido, o meu caminho
      nunca deixei de querer quem me cercava
      eis, talvez, porque, agora não sou sozinho

      Bem-dita, sejas tu, meu amor, pla ternura
      que soubeste reavivar o que despoletava
      pronto em mim, quando. era só candura

      Jorge Humberto

Anúncios

Posted in poesia | Leave a Comment »

Busca

Posted by amizadepoesia em Março 30, 2008

Buscamos três coisas na  vida: amor, paz e felicidade.
                    O paradoxo é que ja temos o  que procuramos.
                    Uma vez por ano vamos ao shoping, compramos un lindo presente, escrevemos uma carta e damos a alguem presente em nossa vida: este presente
                    é para ti, com muito amor.

                    Onde está o amor?

                    No shopping? No presente?
                    Não, esta em meu coração.
                    Então porque não damos isso o ano inteiro?

                    o mesmo acontece com a felicidade.
                    Muitas coisas externas podem fazer-me feliz,
                    mas também pode escravizar.
                    A Felicidade não é uma dependência, é uma decisão                

                    Decida-se a ser feliz!

                                           Mike George

Posted in poesia | Leave a Comment »

Seria otimo se fosse com você…

Posted by amizadepoesia em Março 30, 2008

Dividir meus dias e noites
      com muita alegria, amor e fantasia.
      Somar minhas tristezas, meus
      sucessos, meus fracassos.
      Ter alguém com quem subtrair
      as dores da vida,
      as intemperides do caminho.
      Ter mãos a me afagar,
      a me abraçar em noites frias,
      aquecendo meu coração,
      vivendo toda minha emoção
      com muito sentimento e profusão.
      Acordar na madrugada
      e ver seu rosto , perto do meu
      sentindo seu cheiro gostoso,
      olhando seus lindos olhos
      e ver todo o amor
      que deles emana,
      e saber que é para mim,
      essa centelha de paixão
      que vive no seu coração.
      Ah! Como eu gostaria
      de nessa noite, receber
      um afago carinhoso seu,
      e dos seus lábios ouvir:
      Eu te amo!

Arneyde Tessarolo Marcheschi

Posted in poesia | Leave a Comment »

ENTRE AS FLORES

Posted by amizadepoesia em Março 30, 2008

Me deixo ficar entre as flores…
assim te espero!
O amor maior em sua essência
e configuração, em si mesmo venero!

Talvez nem demores a vir!
Chegastes ligeiro e afinando a voz,
entoastes as sutis notas do sentir
que podes vir a ser…um bem querer!

Tens o pulso forte de quem
sabe o que quer e vai à luta.
Talvez um majestoso totem
de séculos, quem há de saber ?

Me fizestes sorrir ao dizeres:
– Recuperemos o tempo perdido.
Senti nas entrelinhas dos prazeres,
a hora do supremo amor apetecido.

Então…
me deixo ficar entre as flores…
No meio delas, te espero!

Guida Linhares

Posted in poesia | Leave a Comment »

Misteriosa Mulher Poesia

Posted by amizadepoesia em Março 30, 2008

Repleta de pormenores: – Odes exclusivas!
                  Autêntica cantora lírica do ir_real em ecrã.
                  Pianista das letras corr_idas negras ou brancas.
                  Rugido de leoa fugidia em dor seja sofrida ou re_lida.
                  Tic-tac de alento, talento, amor, calor ou fantasia;
                  – Vestida de papel crepom rebordado de crayon azul.

                  A epígrafe estilizada: – Misteriosa Mulher Poesia!
                  Perdeu-se entre brumas, olha_ares ou folhagens mortais?
                  – Alguém a viu?
                  Quem a localizar, por favor, devolva-lhe as belas tintas,
                  O pincel, o canto, o piano, o rugido, o templo, a flor…
                  Assim, a sua própria Vida!

                  Véra Lúcia de Campos Maggioni®

Posted in poesia | Leave a Comment »

Veneno

Posted by amizadepoesia em Março 30, 2008

Veneno… Nosso amor é um veneno
      Que furiosamente, nos come por dentro.
      Louco… Desvairado… Perturbado!…
      É a inquieta força de um rebento!
      
      Ansiedade de pernas, bocas, braços…
      Inconseqüência total em nossas veias.
      Prova de fogo… Emoção e mil beijos…
      Que todas as demências desencadeia!
      
      Veneno… Nosso amor é um veneno!
      Loucos! –  Somos dois loucos!…
      Esquecidos de tudo… Do mundo!
      Perdidos entre abraços e arroubos!
      
      Veneno… Nosso amor é um veneno!
      Agridoce, potente, vigoroso, tão quente!…
      Fatal… Letal… Grandioso, fenomenal!
      Sequer nota a morte, e morre contente!
      
      Sim… Querido meu… Amado meu!
      Nosso amor é um veneno gostoso!
      Que arrelia nossos dias, nossas vidas…
      Já viciamos nesse veneno saboroso!
      
      Somos prazerosamente dependentes…
      Sem medo de morrer, sem cuidado.
      Dele… Fartamos-nos noite após noite…
      Completamente embriagados. Viciados!
      Mary Trujillo

Posted in poesia | Leave a Comment »

Sonho, miragem ou real??

Posted by amizadepoesia em Março 30, 2008

Nos dias de solidão

            Quando o sol brilha na escuridão

            Procurei na névoa o brilho do seu olhar

            E nos meus sonhos vi brotar o perfume dos horizontes.

            

            Seus olhos penetrantes

            Fortes e penetrantes

            Azuis como topázios

            Como lindas jóias.

            

            Olhavam para os meus

            E olhavam para os seus,

            Sincronizados e vorazes

            Em seus interiores desejos e vontades.

            

            Feitiços laçados

            Olhares fixados.

            

            Já não resistiam mais um ao outro

            Tomaram-se de amor encontraram-se,

            Levaram suas bocas em uma eterna troca

            Eram estímulos fogosos e calorosos.

            

            Enfim tudo que sonhei era então realidade

            Nos sonhos fui buscar sentido para aproximidade,

            Nas areias os corpos sentiam a pele um do outro

            Ao olhar das estrelas do céu testemunhas de amor.

            

            Dei minha alma meu supro eterno de vida

            Para que vós sugastes meu néctar de amor,

            E nossos espíritos entrelaçados no espaço

            A troca de fluidos foi maravilha sem temor.

            Sem ao menos esperar o dia virou noite

            Nossas energias e fluidos se se espalharam,

            Nossas palavras e juras de amor perderam-se

            Entre o vazio do espaço da eternidade.

            

            Agora voltei ao paraíso e toquei meus pés na areia

             Molhada pelo mar que entrelaçou nossos corpos,

            Toquei o ar à procura de seu calor

            Perdido estava na ilusão do amor.

            

            Onde esta você que não sinto seu calor?

            A procura partiu a busca do nosso amor,

            Vivo intensamente a entender por que

            Jogastes-me fora, fui objeto e não amor.

            

            Pedro Giachetta

Posted in poesia | Leave a Comment »

EU QUERO SER…

Posted by amizadepoesia em Março 30, 2008

Ser por querer viver o verdadeiro Eu
  e tudo querer para ser apenas mais um Eu?
  Assim sem duvida, eu não quero ser…
  Ser quero eu… porém, ser querendo!
  Quero ser eu pra continuar vivendo;
  mas, eu quero ser mesmo
  tudo que sou não pelo simples querer,
  além do que ser eu quero
  tal como eu quero ser:
  … eu do ego,
  … quero do desejo,
  … ser somente humano.

Luiz Felipe PD

Posted in poesia | Leave a Comment »

ANJO

Posted by amizadepoesia em Março 30, 2008

Feche os olhos
  Me sinta a toda hora
  Pra sempre…agora
  E pela vida a fora.

  Te quero sempre à meu lado
  Meu presente, futuro…passado
  Sem ti perco meu chão
  É teu o meu coração.

  Sintonize em mim
  Nada terá fim,
  Venceremos a distância
  Em qualquer circunstância.

  Basta transcender
  Depende do teu querer…
  Estarei aí sempre que mentalizar
  Só preciso te amar.

  Quero estar sempre contigo
  És meu único abrigo,
  Com muito amor e carinho
  Faremos nosso ninho.

  Deixe tua mente “divagar”
  Te quero em todo lugar
  Dê-me tua semente
  E minha será “eternamente”

  Você é meu começo
  Principio, meio e fim…
  Sempre te darei guarida
  “Anjo” da minha vida.

José Ronaldo-JR

Posted in poesia | Leave a Comment »

UM ANJINHO VEIO ME DIZER

Posted by amizadepoesia em Março 30, 2008

Sonhei muito gostoso!

  Parecia tão real!

  Tão livre …Sem medo ou temor…

  Um anjo de mim se aproximou…

  E, eu sorrindo perguntei:

  – Anjinho onde está o meu amor?

  Aquele com quem sempre sonhei?

  Aquele que aparece nos meus sonhos…

  Que sempre me diz palavras de amor…

  Mas que não o vejo totalmente

  Parece usar uma máscara, e, quando a tento tirar

  Ele me abraça dizendo

  ESTOU AQUI SOMENTE PARA TE AMAR…

  Aí, anjinho, esqueço quem sou!

  E, me entrego totalmente ao seu amor…

  

   O anjinho gentilmente respondeu:

  -Seu amor está ao caminho seu.

  Sua máscara é o que ele tem medo de mostrar…

  Mas quando a encontrar ele irá confiar

  e, para você ele virá

  Educadamente, confiante e muito sedutor…

  Nele você pode confiar…

  A ele você pode se entregar…

  Com ele você pode compartilhar…

  Ele carinhosamente a acolhera…

  Irá seduzi-la docilmente…

  Será seu cúmplice na vida…

  Seu para sempre amante…

  O mais doce e mais terno,

  O seu namorado eterno…

  E, muito feliz acordei,

  Porque respostas eu ganhei…

Penhah Castro

Posted in poesia | Leave a Comment »

SE EU FOSSE UM ANJO

Posted by amizadepoesia em Março 30, 2008

Se eu fosse um anjo,

  seria teu anjo protetor,

  livrando-te que qualquer dor,

  protegendo-te e te fazendo feliz…

  Sendo um anjo teu apenas,

  para livrar-te de todas as penas…

  Mas não é permitido a um anjo

  amar a uma única pessoa,

  o amor de um anjo não deve ser exclusivo…

  Assim, que anjo poderei ser?

  Como poderei te proteger?

  Como poderei te amar?

  Queria realmente ser teu anjo,

  ter bondade e sabedoria no olhar,

  saber sorrir, saber confortar,

  saber entender-te,

  saber ensinar-te.

  Queria realmente ser teu anjo…

  Sorrir ao ver tuas vitórias…

  Contigo chorar em tuas derrotas…

  Beijar-te a face nos momentos de dor,

  e também nos momentos de amor…

  Ajudar-te a aplacar a raiva de algum inimigo,

  e a curtir a felicidade com algum amigo.

  Queria realmente ser teu anjo,

  e poder quebrar todas as regras celestiais,

  podendo amar-te de verdade,

  e assim sentir a felicidade

  de ser teu amor único e exclusivo,

  e não te ver chorar pelos demais..

  Queria somente ser teu anjo…

  Aquele que te ama… Nada mais…

  Marcial Salaverry

Posted in poesia | 2 Comments »

Voce é meu anjo

Posted by amizadepoesia em Março 30, 2008

não só enfeita  minha árvore
  mais é o tronco de minha existencia
  o caule do meu destino, a raiz de meus
  sentimentos mais puros, é a bola do encanto de meus olhos, a nevoa da estrada que passo a percorrer, voce me revigora após minhas longas caminhadas e com seu sorriso maroto voce alegra meu coração, se aconchega no interior de minha alma e de la me ajuda a levar o colo quente a todos que me procuram no desespero da dor…
  Ah…como quero que sejas para sempre minha alma gêmea, minha companhia na edificação de um mundo cheio de amor, sua presença me faz esquecer da ausência daqueles a quem tanto procurei e não achei, me faz sentir uma emoção que ultrapassa os limites do universo, voce é o meu alimento pelo menos o mais importante de todos pois voce me alimenta de amor!!!
  Voce é o solo seguro aonde aos poucos vou semeando tudo que sempre sonhei para meu próximo…
  Voce não pede para ser musa de minha poesia , voce é minha poesia, mar de onde busco o aprimoramento o vento que se transforma em brisa e toca meu rosto quando bate o cansaço…
  Deixar voce ser anjo, seria algo fácil demais trabalha meu coração agora para transformar voce no anjo maximo e que sob teu encanto e magia todos possam como eu conhecer o amor!!
  Não deixar?
  Anjos não pedem para deixar eles entram em nossas vidas como voce entrou na minha.
  Pronto deixei, agora faz de meu peito seu habitat!

 Paulo Nunes Jr

Posted in poesia | 3 Comments »

Eu quero ser!

Posted by amizadepoesia em Março 30, 2008

Anjo na sua vida
  enfeite da sua árvore
  a bola da vez
  a poeira da estrada
  o cansaço da caminhada
  problema a ser resolvido
  solução que alegra
  peito que aconchega
  colo quente pra sua cabeça

  Eu quero ser pra você!
  Companhia desejada
  presença marcada
  ausência que não existe
  emoção benfazeja
  comida na mesa
  chão que você pisa

  Me deixa ser
  a musa da tua poesia
  do mar a maresia
  do vento o assopro fresco
  me deixa ser
  Eu quero ser

  Sua metade!
  onde não exista maldade
  só querer!
  Deixa vai?

  SuelyDam

Posted in poesia | Leave a Comment »

Meus Vôos !!!

Posted by amizadepoesia em Março 30, 2008

Sou uma ponte entre Eu
      e minhas angustias
      Minha alma é um deserto
      Entre borboletas azuis
      Meu coração grita ternuras
      Falarei de meus anseios
      E de minhas incertezas
      Me debruço sobra a mesa
      Procurando respostas
      A meus por quês
      Penso nas interrogações humanas
      Que o tempo não responde
      Quero saber onde estou
      Voô nas asas do meu pensamento
      E sinto-me parar em ti
      És o final de meu voô
             Por Quê ?
      
        Vany Campos

Posted in poesia | Leave a Comment »

SAUDADE DO FUTURO

Posted by amizadepoesia em Março 30, 2008

Saudade do que já passou,
      são lembranças…
      Que não podem ser doídas,
      não podem machucar…
      Recordar com ternura alguma momento, sim…
      e não sentir saudade do momento,
      porque ele já passou,
      não volta mais…
      Tenho saudade do futuro…
      de querer e não estar…
      mas também, não deve ser doída…
      e sim vivida com enlevo…com ternura…
      De pensar em estar com alguém…
      amar por inteiro alguém…sem reservas,
      sentir o cheiro,
      o toque das mãos,
      do beijo, do corpo colado,
      sentir emoção do tesão…
      viver aquele momento…
      disso tenho saudade!

Clara da Costa

Posted in poesia | 1 Comment »