amizade e poesia

Alguém que faz você rir…Alguém que faz você acreditar em coisas boas…Alguém que convence você …De que existe uma porta destrancada…Só esperando para que você abra. Esta é a Amizade Para Sempre.

Archive for 13 de Abril, 2008

SEU AMOR ME QUEIMA COMO BRASA….

Posted by amizadepoesia em Abril 13, 2008

 Ah! Amor quero juntar meu feminino
      ao seu tão forte masculino
      Meclando os cheiros excitantes…
      Não quero esperar pelo amanhã…
      A vida corre em nossas veias
      e, o viver HOJE é o melhor que podemos fazer…

      HOJE quero abrir meu coração
      Quero alimentar sua emoção
      Abocanhar o seu querer
      Usufruir do nosso viver…

      HOJE sou sua fêmea , feminina, mulher
      sou fogo ,sou tudo o que você desejar
      sou inocente, sou indecente,
      sou mulher , travessa, brincalhona…

      HOJE quero sua dona?
      Você está na minha poesia
      Em todos os meus dias
      Nos meus sonhos diários
      Acariciando minha imaginação
      Beijando-me até a exaustão…

      Vem amor fazer da vida
      noites de pura folia
      Vestindo a mais linda fantasia
      de encantos , carinhos ,de muito prazer…
      Vou guardar o brilho das estrelas no olhar ,
      O calor do sol aquecendo meu coração,
      Minha sensualidade aflorando em meu tesão
      Refletindo meu desejo,nos olhos da sua paixão….
Penhah Castro

Posted in poesia | Leave a Comment »

AMOR! UMA EMOÇÃO MARAVILHOSA

Posted by amizadepoesia em Abril 13, 2008

Amor, emoção maravilhosa
que ofereço a você
adjunto ao meu querer…
Amor, mágica da emoção
que transcende a voz do coração
que nos ensina a externar nosso sentir
Que nos leva a embarcar nos sonhos
E acreditar ser merecedor
de viver o mais sublime dos amores…

Quando estamos juntinhos
parece natural tanto amar
parece natural nos darmos sem pensar
Você se transforma no meu sonho de amor
E eu sou a princesa que você tanto sonhou…

E torná-lo um laço forte indestrutível
cuidando-o dentro do coração
agarrando-o e dando adeus à solidão…
Vivendo-o plenamente no amanhecer da nossa vida,
no entardecer e suavemente no anoitecer…
Tornando-o eterno no nosso viver…
Ah! Amor!
Emoção que transborda do meu coração
oferecido em abundãncia para minha paixão…

Penhah Castro

Posted in poesia | Leave a Comment »

COMO SERIA…?

Posted by amizadepoesia em Abril 13, 2008

   Como seria a minha vida
      sem todo o aprendizado
      que tenho armanezado
      no meu intelecto e,
      no meu coração?????

      Como seria minha vida
      sem valorizar a alegria
      que é resultante de um processo
      onde a nascente foi a dor????

      Como chegar ao paraíso
      sem tirar todas as pedras
      que surgiram como desafios
      nesta jornada de tantas vitórias???

      Como reconhecer o amor verdadeiro
      sem um aprendizado por inteiro
      de mim mesma , de gostos e desgostos,
      de cuidar da minha auto estima????
Penhah Castro

Posted in poesia | Leave a Comment »

Tentando não escrever

Posted by amizadepoesia em Abril 13, 2008

Me peguei num delirio de lembranças,
                  pensando em você.
                  fiquei perdido em lembranças e desejos,
                  mas tentando nada escrever

                  Que bom que você veio escrever
                  cheguei a tempo para poder responder…
                  Ai amor que loucura!
                  Querer estar agarradinha ao seu lado
                  sentindo-me sempre tão segura….

                  Agora estou sozinho tentando esquecer a solidão
                  Fico triste por você não estar comigo nesse instante
                  Tento levar a vida
                  tentando nada escrever

                  Olha consegui pegar
                  o ônibus da esperança
                  que acabara de chegar…
                  Parei na estação do amor total
                  para mais um pouquinho me abastecer…

                  Minha vida virou de pernas pro ar
                  depois que cruzei meu olhar com o seu,
                  não é fácil tentar esquecer o primeiro beijo
                  não consigo tirá-la de dentro de mim.

                  Para que esquecer???
                  Guarde no armário da memória
                  e, acrescentará á sua história
                  a mais linda recordação…..

                  Cada minuto se torna dias, meses, anos,
                  dificeis para que eu possa suportar,
                  não consigo deixar de pensar,
                  ainda que eu me force a isso,
                  esse sentimento de amor
                  é maior que minhas forças.

                  Ah! Amor estou aqui
                  muito mais próxima do que você possa sentir…
                  Trazendo um montão de carinho
                  para enfeitar o nosso ninho….
                  Trazendo muita paixão
                  para enternecer seu coração….

                  Essa necessidade de te-la é maior
                  que os obstáculos que a vida me impôs
                  mas como não tem jeito
                  vou escrevendo meus versos de amor para você

                  Ainda bem que cheguei a tempo
                  de falar tão feliz com você…
                  De trazer meu carinho expresso
                  nas minhas palavras
                  nos meus apaixonados versos….
                  Boa noite meu amorzinho
                  Estou encaixada no seu carinho…
 Penhah & Jose Eduardo

Posted in poesia | 1 Comment »

ALEGRIA DE VIVER….

Posted by amizadepoesia em Abril 13, 2008

Há dias em que sinto o meu peito quase explodir!
      Uma felicidade tão grande vem me possuir…
      Sinto a presença de Deus
      que é constante e crescente….
      Meus caminhos são tão claros
      que posso percorrê-los contente….
      Aí , se por acaso eu cair,
      retomo meu caminho ,
      pego as rédeas do meu destino,
      e, me torno o meu grande capitão…

Penhah Castro

Posted in poesia | 2 Comments »

TE ESPERO NA MINHA VIDA

Posted by amizadepoesia em Abril 13, 2008

Eu nunca estou sozinha!
          Você esta impregnado no meu pensamento!
          Seu sorriso impresso no meu coração..
          Sua presença é constante em cada canção…
          Grudado em meu corpo me dando prazer
          Deixando meu amor seu corpo percorrer…

          É so você me chamar que ao seu lado eu vou estar!
          Para ser sua melhor amiga…
          Sua amante mais desejada…
          Sua namorada constante…
          Sua MULHER-AMANTE!

          Todas as noites da minha vida terei você ao meu lado!
          Fazendo tudo o que eu gosto!
          Dizendo do seu prazer…
          Vivendo a nossa paixão…
          Deitando e rolando no desejo!
          Realizando o nosso sonho de viver!

           Vamos andar pelos campos da vida
          de mãos dadas como adolecentes,
          animados e conscientes ,
          de que a vida é para ser conquistada!
          É preciso muita ação e vontade
          força e determinação
          Para realizar um destino!
          Vamos dormir agarradinhos
          tão juntinhos que pensaremos
          que somos um SÓ!

Penhah Castro

Posted in poesia | Leave a Comment »

ROSA AMOROSA

Posted by amizadepoesia em Abril 13, 2008

Te ofertei uma rosa branca
para ficarmos na paz do Senhor!
Aquela paz que transborda,
quando o coração sente
do quanto é capaz.
De sentir pelas criaturas,
um amor grande demais!
Que mal caiba no peito,
de tanto aquecer a quimera
de que o melhor sonhar
se desvela.
Às portas do Amor de novo,
vivenciando outras sensações,
calmamente a nos enlevar,
pelos entremeios do dia
 em palpitantes emoções.
Todo o entorno nos leva a sonhar
e sentir que tudo vale a pena,
se alma não é pequena,
como já dizia Pessoa.
Na esperança que nos enlaça,
há douradas nuvens de ternura.
Bailarinas no azul do céu,
a passearem calmamente;
assim como nós dois estamos,
em busca das melhores ilusões.
Daquelas que
na modernidade
tanto carecemos,
envoltos na materialidade.
De nos deixarmos abandonar,
 à brisa fresca da tarde,
caminhando descalços,
às margens de nossos rios.
Apreciamos o bailado
das  borboletas,
e na árvore passarinhos
soltam os seu pios.
Quem me dera nunca mais
precisasse voltar à realidade,
nunca mais despertar deste sonho,
que tanta felicidade trouxe
a um inquieto coração,
que nem mais esperava,
vivenciar o cadinho
das mais caras emoções. .
Por isso te dei a rosa,
por isso te quero bem!
Por isso a tarde está gostosa,
porque você  me fez tua refém!
A tua rosa amorosa,
só tua e de mais ninguém!

Guida Linhares

Posted in poesia | Leave a Comment »

Ele…

Posted by amizadepoesia em Abril 13, 2008

Ele… O meu amor… É tão especial,
Tão lindo… Tão louco… Tão meu!…
Tão confuso tão lúcido… Tão doce!
Que faria inveja, a qualquer Romeu!
 
Sou tão dele, que pouco sobra de mim.
Ele tem meus dias… Minhas noites…
Minha boca, meu corpo, meus sonhos,
Cura minha alma de todos os açoites!
 
Embarca na minha desvairada canoa,
Tem um sorriso quase infantil, tão alegre!
Zangado, diz que não é nenhum moleque!
Na verdade, ele quer é que eu me entregue!
 
Ele tem o poder de tudo transformar,
Chama-me de minha deusa, meu amor.
Sussurra tantas coisas gostosinhas…
E seu carinho é único… Avassalador!
 
Ele… Tem o perfume da primavera…
A paixão ardorosa de um adolescente.
A esperança estampada no lindo olhar,
É tão bondoso, tão especial, tão gente!
 
É tudo que eu sempre quis e idealizei.
Traz nas mãos um coração grandioso…
Sou sua menina, sua vida, sua deusa…
Ele, o meu tesouro, meu bem precioso!
Mary Trujillo

Posted in poesia | Leave a Comment »

Um belo homem

Posted by amizadepoesia em Abril 13, 2008

Quase todo homem tem algo de especial,
mas em alguns, isso jamais transparece.
Em compensação tenho um grande amigo,
que de tão querido, ninguém jamais o esquece.

Não vou aqui dizer o seu nome.
Pode ser que seja você que esteja lendo
estas bem tracejadas linhas sabatinais.
Mas digo com franqueza, meu amigo é demais!

Sempre pronto a nos dar um auxílio,
a todos acolhe com o seu gesto amoroso,
ninguém fica sem a sua guarida.

Deus me deu um grande presente!
Trouxe este amigo p`ra bem pertinho.
Agora cuido para que ele receba meu carinho.

Guida Linhares

Posted in poesia | Leave a Comment »

SER A PRÓPRIA PAZ

Posted by amizadepoesia em Abril 13, 2008

Lá onde os pássaros fazem ninho
      e os frutos frutificam à luz do sol
      erguem-se as árvores co carinho
      passeia vagarosamente o caracol

      Quem me dera ser eu o caminho
      repleto de flores como o girassol
      ser como o ermitã, viver sozinho
      tocando minha lira, suave bemol

      Lá tudo seria lindo e águas puras
      cairiam em cascata no rio abaixo
      abrindo na pedra, subtis fissuras
      
      E de manhã onde mora o poema
      meus versos fluindo luz de facho
      teriam luz e vida, como seu lema

      Jorge Humberto

Posted in poesia | Leave a Comment »

UM AMOR ACIMA DE TUDO E DE TODOS

Posted by amizadepoesia em Abril 13, 2008

     Quisera eu encontrar-te e não te acharia
      por maior esforço que empreendesse aí
      porque nosso amor a ninguém concebia
      direito de supô-lo senão a mim que te vi

      como a ti a pertença, desse primeiro dia
      em que te pedi a envergonhada mão ali
      onde nos achamos a sós em pura magia
      e afastando teus medos dirias sou pra ti

      pois nosso amor não tem igual na Terra
      teria de vir solenemente, como riqueza
      que, não se espera nunca, tudo encerra

      à sua volta: carinho, respeito e emoção
      que a cada dia que passa traz a certeza
      de que, nosso amor, é um, e só coração

      Jorge Humberto

Posted in poesia | Leave a Comment »

O BEIJO

Posted by amizadepoesia em Abril 13, 2008

O beijo
Prelúdio de amor
Intersecção entre  o antes
numa promessa eminente
prestes a se desvelar
e o depois…
Um encontro de corpos
em plena efervescência
de sentidos, peles e poros
 
O beijo
sinaliza a química perfeita,
quando as salivas se misturam.
O gosto de cada um se expande,
como uma única fonte,
jorrando em cascata de prazer.
 
O  beijo
testa o sexo.
Se for bom demais,
tudo o que vem depois
será indescritível.
Se o beijo não despertar
um tesão verdadeiro,
a luz não se acende,
tudo o mais será passageiro.
 
O beijo
que tire os pés do chão,
fazendo vibrar a total emoção.
Quando as línguas se encontram,
sorvendo todos os licores,
um sentindo o sabor do outro,
deliciando-se em seus néctares,
numa celebração de vida
em brinde ao banquete de Eros,
elevando ao infinito,
os seres amantes alados,
agora metamorfoseados
em Deuses da Paixão e do Amor.
Guida Linhares

Posted in poesia | Leave a Comment »

A velha seringueira

Posted by amizadepoesia em Abril 13, 2008

 Majestosa, imponente se balança,

        a velha seringueira dessa praça,

        foi ali que brinquei quando criança,

        sem pensar no futuro que amordaça.

                                

        Lembro daqueles dias de bonança,

        onde o riso do tempo se entrelaça

        no fulgor das raízes de esperança

        e no sopro do vento que me abraça.

                                    

        Hoje restou apenas a saudade,

        concubina sem par da mocidade,

        guardada no meu peito a vida inteira.

                                     

        No quadro singular de cada sonho,

        deixo as rimas nos versos que componho

        à sombra da frondosa seringueira. 

  @ Sarah Rodrigues

Posted in poesia | 1 Comment »

Ao meu Filho

Posted by amizadepoesia em Abril 13, 2008

  Da árvore que cresceu,

                    desta nossa união,

                    uma semente nasceu

                    germinou e deu

                    ser mais belo puro e são,

                    que és tu meu filho.

                    Filho pelo qual luto.

                    Pelo qual ainda existo.

                    Pelo qual labuto.

                    Dando-me ele muita força

                    para a minha vida levar,

                    tendo vontade por vezes

                    De com ela terminar.

                    Mas…

                    Depois sento-me e penso,

                    muito em ti

                    pequenino ser indefeso,

                    que a ninguém pediste

                    para nascer.

                    Não serás tu mais tarde

                    Um revoltado

                    por tua mãe,

                    te ter abandonado?

                    Por não querendo ela sofrer.

                    os desgostos da vida?

                    Por não ter querido

                    Pela vida lutar?

                    Que culpa poderás ter?

                    De existires e cresceres

                    num clima de tenção

                    Como este que te gerou!

                    Por ti, pequenino ser,

                    que nada entendes ainda,

                    nada podes perceber

                    Resolvi lutar…

                    Por ti meu adorado

                    Tua mãe viverá,

                    porque, sem hesitar

                    ela por ti daria

                    sua própria vida.

                    

                    Isa Andrade

Posted in poesia | Leave a Comment »

DÁDIVA DA VIDA

Posted by amizadepoesia em Abril 13, 2008

                    A Vida é dávida

                    Bebezinho chega ao mundo!

                     sem nada conhecer,

                    como uma folha em branco

                    sua história vai tecer!

                    Dependente da mãezinha

                    que aos seu braços o acolhe,

                    Cuida como tesouro,

                    Amado filho é!

                    

                    Bebezinho ainda sem entendimento

                    Apenas olhar atento,

                    pedindo toque de amor!

                    Chegou ao mundo que nada entende

                    Tão dependente desse amor agora é…

                    

                    Olhinhos vidrados

                    na mãezinha que o cuida

                    Confia seu corpinho, nela aninhado,

                    

                    Banhando pele macia,

                    e quanto amor ali depositado!

                    Nanci Laurino

Posted in poesia | Leave a Comment »