amizade e poesia

Alguém que faz você rir…Alguém que faz você acreditar em coisas boas…Alguém que convence você …De que existe uma porta destrancada…Só esperando para que você abra. Esta é a Amizade Para Sempre.

Archive for 12 de Dezembro, 2008

Ouvindo Corações

Posted by vidapura2 em Dezembro 12, 2008

Grande sabedoria é saber olhar a vida com olhos de ver. Enxergar as coisas de maneira diversa da habitual. Ir além das aparências.

 

Nós não somos apenas ossos, músculos, tendões, unhas, cabelos, sangue. Somos tudo isso e mais a essência, o espírito.

 

É essa essência que nos faz ficar doentes ou recuperar a saúde de uma doença sem bons prognósticos.

 

Assim, não se pode imaginar medicina sem os remédios, bisturis, equipamentos, poções. Mas, a essência não pode ser esquecida.

 

Dr. Josh era um talentoso cirurgião oncológico. Depois de alguns anos, começara a ter problemas.

 

Mal conseguia se levantar da cama todas as manhãs porque sabia que iria ouvir as mesmas queixas, dia após dia.

 

De tanto ouvir falar de dores e assistir ao sofrimento, deixara de se importar.

 

Para que tudo aquilo, afinal? Muitos pacientes ele nem conseguia que se recuperassem.

 

Então, uma amiga lhe observou que ele precisava ter novos olhos. O importante não era mudar de hospital, de atividade. Era ele olhar o mesmo cenário, de forma diferente.

 

E lhe sugeriu que, a cada dia, durante 15 minutos, ele rememorasse os acontecimentos e respondesse a si mesmo: “o que me surpreendeu hoje? O que me perturbou ou me emocionou hoje? O que me inspirou hoje?”

 

Ele ficou em dúvida, mas tentou. Três dias depois, a única resposta que conseguia dar para as três questões era nada, nada, nada.

 

A amiga lhe sugeriu que ele olhasse as pessoas ao seu redor como se fosse um escritor, um jornalista, ou quem sabe, um poeta. Procurasse histórias.

 

Seis semanas depois, Josh encontrou-se com ela outra vez e lhe falou das suas experiências. Estava mudado. Sereno.

 

Nos primeiros dias, a única coisa que o surpreendera tinha sido o tumor de algum paciente que diminuía ou regredira poucos centímetros.

 

O mais inspirador, uma droga nova, ainda em experiência, a ser ministrada aos pacientes.

 

Certo dia, observando uma mulher de apenas 38 anos, que ele havia operado de um câncer no ovário, tudo mudou.

 

Ela estava muito debilitada pela quimioterapia. Sentada em uma cadeira, tinha ao seu lado as filhas de quatro e seis anos. As duas meninas estavam bem arrumadas, felizes e amadas. “Como ela fazia aquilo?”

 

Aproximou-se e lhe disse que a achava uma mulher maravilhosa, uma mãe fora do comum. Mesmo depois de tudo o que havia passado, ele observava que havia dentro dela algo muito forte. Uma força que a estava curando.

 

A partir daí, ele começou a perguntar aos pacientes o que lhes dava forças na sua luta contra a doença.

 

As respostas eram muito diversas. O importante é que ele descobriu que tinha interesse em ouvir.

 

Se antes já era um excelente cirurgião, deu-se conta de que agora, e somente agora, as pessoas vinham lhe agradecer pela cirurgia. Algumas até lhe davam presentes.

 

Mudou o seu relacionamento com os doentes. Contando tudo isso para a amiga, ele retirou do bolso um estetoscópio com seu nome gravado e o mostrou, comovido. Presente de um paciente.

 

Quando a amiga lhe perguntou o que é que iria fazer com aquilo, ele sorriu e respondeu: “Ouvir os corações, Rachel. Ouvir os corações.”

 

……………………………………

 

Todas as vidas têm um significado. Encontrar o sentido das coisas nem sempre é fazer algo diferente. Por vezes, é somente enxergar o cotidiano, a rotina de uma forma diferente.

 

A vida pode ser vista de várias maneiras: com os olhos, com a mente, com a intuição.

 

Mas a vida só é verdadeiramente conhecida por aqueles que falam e ouvem a linguagem do coração.

Momento Espírita

Anúncios

Posted in AMIGOS | Leave a Comment »

O preço de um Milagre

Posted by vidapura2 em Dezembro 12, 2008

Uma garotinha esperta de apenas seis anos de idade, ouviu seus pais conversando sobre seu irmãozinho mais novo.
Tudo que ela sabia era que o menino estava muito doente e que estavam completamente sem dinheiro.
 
Iriam se mudar para um apartamento num subúrbio, no próximo mês, porque seu pai não tinha recursos para pagar as contas do médico e o aluguel do apartamento.
Somente uma intervenção cirúrgica muito cara poderia salvar o garoto, e não havia ninguém que pudesse emprestar-lhes dinheiro.

A menina ouviu seu pai dizer a sua mãe chorosa, com um sussurro desesperado: “somente um milagre poderá salvá-lo.”
 
Ela foi ao seu quarto e puxou o vidro do seu esconderijo, no armário.
Despejou todo o dinheiro que tinha no chão e contou-o cuidadosamente, três vezes.
O total tinha que estar exato.
Não havia margem de erro.
Colocou as moedas de volta no vidro com cuidado e fechou a tampa. Saiu devagarinho pela porta dos fundos e andou cinco quarteirões até chegar à farmácia.
 
Esperou pacientemente que o farmacêutico a visse e lhe desse atenção, mas ele estava muito ocupado no momento.
Ela, então, esfregou os pés no chão para fazer barulho, e nada!
Limpou a garganta com o som mais alto que pôde, mas nem assim foi notada.
Por fim, pegou uma moeda e bateu no vidro da porta.
Finalmente foi atendida!
 
“O que você quer?” perguntou o farmacêutico com  voz aborrecida. “estou conversando com meu irmão que chegou de Chicago e que não vejo há séculos”, disse ele sem esperar resposta.

“Bem, eu quero lhe falar sobre meu irmão”, respondeu a menina.
 “Ele está realmente doente…
E eu quero comprar um milagre.”

“Como?”, balbuciou o farmacêutico admirado.

 “Ele se chama Andrew e está com alguma coisa muito ruim crescendo dentro de sua cabeça e papai disse que só um milagre poderá salvá-lo.
 
“E é por isso que eu estou aqui.
Então, quanto custa um milagre?”
 

Desculpe, mas não posso ajudá-la”, respondeu o farmacêutico, com um tom mais suave.
 
“Escute, eu tenho o dinheiro para pagar.
Se não for suficiente, conseguirei o resto.
Por favor, diga-me quanto custa, insistiu a pequena.

 
O irmão do farmacêutico era um homem gentil.
Deu um passo à frente e perguntou à garota: “que tipo de milagre seu irmão precisa?”
 
“Não sei”, respondeu ela, levantando os olhos para ele.
“Só sei que ele está muito mal e mamãe diz que precisa ser operado. Como papai não pode pagar, quero usar meu dinheiro.”

 “Quanto você tem?”, perguntou o homem de Chicago.
 
“Um dólar e onze centavos”, respondeu a menina num sussurro.
 “É tudo que tenho, mas posso conseguir mais se for preciso.”
 
“Puxa que coincidência” – sorriu o homem.
 “Um dólar e onze centavos!!!
É exatamente o preço de um milagre para irmãozinhos.”
 
O homem pegou o dinheiro com uma mão e, dando a outra mão à menina, disse: 

 “Leve-me até sua casa.
Quero ver seu irmão e conhecer seus pais.
Quero ver se tenho o tipo de milagre que você precisa.”
 
Aquele senhor gentil era um cirurgião, especializado em Neurocirurgia. A operação foi feita com sucesso e sem custos.
 
 
Alguns meses depois Andrew estava em casa, recuperado. A mãe e pai comentavam alegremente sobre a seqüência de acontecimentos ocorridos.
 
“A cirurgia”, murmurou a mãe, “foi um milagre real.
Gostaria de saber quanto custou!”
 
A menina sorriu.

Ela sabia exatamente quanto custou um milagre…
Um dólar e onze centavos…e mais a fé de uma garotinha…
 
Não há situação, por pior que seja, que resista ao milagre do amor. Quando o amor entra em ação, tudo vence e tudo acalma.
Onde o amor se apresenta, foge a dor, se afasta o sofrimento e o egoísmo bate em retirada.

Posted in AMIGOS | 5 Comments »

NÃO DIGAIS NÃO AO AMOR!

Posted by vidapura2 em Dezembro 12, 2008

                  Dói-me o coração se te vejo chorar.
                  É como se me levassem um bocado
                  de mim, junto com a tua dor,
                  e ela se perdesse, algures no deserto,
                  esperando que a vá tomar em mãos,
                  para te socorrer, do que assim
                  tanto te aflige, ansiando por uma
                  palavra minha, que, traga consigo,
                  todas as fragrâncias das flores,
                  acabadas de nascer, agora mesmo.

                  Aprendi –  e tenho por melhor – que,
                  muitas das vezes, nestas alturas,
                  o silêncio é o que de melhor podemos
                  dar, em momentos como este, em
                  que o algoz, nos sujeita, ao mais interior
                  de nós mesmos, e que eu (estando do
                  lado de fora mas não ausente), apenas
                  devo escutar, até ao seu fim, tamanho
                  tormento, que te mortifica, deixando
                  que as lágrimas encontrem seu caminho.

                  E, só então, ainda pelo meio de soluços,
                  sabendo de cor tuas palavras, em
                  meu peito silentes e solenemente
                  guardadas, chego-te a mim, com toda
                  a tranquilidade e deito tua cabeça no
                  meu ombro, por de forma a sentires o
                  calor de meu corpo, e, haja então, uma
                  abertura maior, aos meus conselhos,
                  que, mais não são, do que aquilo, que
                  já está dentro de ti, e eu faço por reviver.

                  Tendo-nos um ao outro e por certo, que,
                  este é o melhor dos procedimentos, a
                  levar em conta, a conversa sai fluida, e,
                  a dor, vai desvanecendo (para ambos),
                  à medida, que desatamos os nós, do
                  intrincado novelo, que te enredou, em
                  sua teia tendenciosa, deixando-te sem
                  reacção e totalmente frágil, fazendo
                  até, que o teu belo sorriso, fosse assim
                  ofendido, ao tentar subjugar-te, em vão.

                  Olvidados, tendes todos vós, se pensais,
                  que o amor e a compreensão, nada vence!
                  se esse é o verbo, que traz amor ao mundo.

                  Jorge Humberto

Posted in poesia | Leave a Comment »

Adiós…

Posted by vidapura2 em Dezembro 12, 2008

                Adiós, es el  lamento en la despedida
                Y lloro en la hora de la partida
                Desenlace, pérdida de una persona amada
                Aún la que fue previamente anunciada

                Adiós, una súplica a Dios
                para aliviar los sufrimientos tuyos
                Anuncio del nunca más,
                ver, oír, tocar, amar, la orilla del  jamás

                En el portón de los sótanos de la soledad
                bajo las esposas de la añoranza
                en la carencia del amor alimento
                en las bebidas vacías del sufrimiento

                Sin sus estrellas en el  firmamento
                perdidas en otro infinito
                En el frío glacial de la soledad s
                Late, pero no palpita, vacío corazón

                Adiós de pasión, sin esperanzas
                quema como lágrimas hirvientes
                surcando la faz doliente
                sin emoción, dolor  en toda sensación

                De quien arrancaran del  pecho,
                rasgando el regazo dolorido, vivo, el corazón
                Adiós, que parece una pesadilla
                Duele  tanto,  pero es la cruel soledad,

                Adiós, sin vueltas…Sin perdón…

                Joe’A

Posted in poesia | Leave a Comment »

Amor perfeito

Posted by vidapura2 em Dezembro 12, 2008

Amor, sentimento dual
que se sente no corpo e no espírito
simultaneamente
que envolve por dentro e por fora a gente

Do amor espiritual
ao ardente amor carnal
Dos carinhos, dos afetos dos cuidados
Das caricias , das sensualidades, das paixões

O espirito concentra o amor
dentro do peito, no coração
O corpo dele se contamina por completa
desde a pele a todas suas químicas

E no equilíbrio perfeito
o amor tocado
pelos espíritos e pelos corpo
Em perfeita sintonia,

Como na filosofia do meio
Como o universo no firmamento
Como o desabrochar de uma flor
Como nos anos as estações

E o amor perfeito nos corações

Joe’A

Posted in poesia | Leave a Comment »

Te proponho

Posted by vidapura2 em Dezembro 12, 2008

                  Te proponho,
                  desfrutar de uma manhã,
                  caminhando de maos dadas…
                  ou uma flor em tua janela…
                  ou que algum violino cigano
                  nos presentei com sua canção…

                  Te proponho,
                  escolher o cartaz de um filme reprisado
                  ou talvez olhar videiras…
                  te proponho coisas simples…
                  são as coisas deste  amor.

                  Eu nao te proponho o sol,
                  nem as estrelas
                  tampouco te ofereço
                  um castelo de ilusões…
                  eu tenho para dar-te somente coisas boas
                  trivbiais e simples
                  as coisas deste amor…
                  Te proponho,
                  um amanhecer qualquer
                  segura em meu braço
                  compartilhando um quimera
                  te proponho simplesmente…
                  Te proponho… que me queiras…

                  Sandro

Posted in poesia | Leave a Comment »

A Dura Realidade do Palhaço…

Posted by vidapura2 em Dezembro 12, 2008

            De noite e de dia … com o corpo e a alma … enfeitados

            Vive inspirando toda e qualquer … imaginação

            Traz alegria aos corações desanimados

            E acalenta as almas de crianças e adultos … com perfeição!

            

            Precisa estar sempre bem animado

            Não tem o direito de perder a maestria

            Tem que esconder as mágoas do passado

            E sair pelo mundo distribuindo fantasia!

            

            E quando se encontra quase a esmorecer

            Lembra-se de que tem um dever a cumprir

            Alegrar a platéia, dar o exemplo e convencer

            De que a vida vale a pena … só se você sorrir!

            

            Por inúmeras vezes pensou em parar

            E tentar uma profissão de valor profundo

            Mas o amor é tanto … que mesmo sem pensar

            Acorda e vê que aquele é realmente … seu mundo!

            

            Dura é sua realidade … porém mágica é sua imagem

            Precisa de coragem e amor … para cumprir sua missão

            Segue encantando platéias com sua traquinagem

            Porque tem um enorme amor à sua profissão!

            

            Faz dela … de sua vida … a enorme razão

            Só ela importa … e preenche seu iluminado coração

            Alegra-se ao ver aqueles sorrisos encantadores

            E eles são infinitamente … os seus amores!

  Elisa de Andrade

Posted in poesia | Leave a Comment »

Profissão : Fazer rir

Posted by vidapura2 em Dezembro 12, 2008

     Mesmo com o coração em prantos,

      Desde o camarim,

      Retocando a maquilagem,

      As lágrimas não obedecem,

      O rosto umidece…

      Quanta tristeza n’alma,

      Desse doce palhaço,

      Palhaço da vida,

      Do pão de cada dia…

      Da solidão…

      Da falta do lar…

      Atrás do circo é seu lugar.

      Abaixa a cabeça,

      Sufoca o pranto,

      Engole as lágrimas,

      O grande espetáculo vai iníciar…

      1….2…3

      Tambores…

      Cena…

      Risos…

      piruetas no ar!

 Candy Saad

Posted in poesia | 1 Comment »

O Esquecido…

Posted by vidapura2 em Dezembro 12, 2008

      Parece até que o ar está diferente,
      Pessoas mostram o rosto sorridente,
      Demonstrando ter alguma alegria,
      Vivendo um clima de euforia!

      Pessoas encantam-se com o brilho,
      Dos enfeites, que logo são retirados,
      Lançados em caixas, empoeirados,
      E por um ano ficarão guardados…

      Ruas e lojas, de gente, estão lotadas;
      Casas arrumadas, pintadas, enfeitadas;
      Janelas ostentando luzes coloridas,
      Parecem estar cheias de nova vida…

      “Parecem” eu disse; sim, só parecem,
      Pois na verdade elas todas carecem,
      Ter maior e melhor conhecimento,
      Do que representa este momento…

      Graças a figura enganosa e cruel,
      De um ganancioso “Papai Noel”
      Famílias endividam-se por meses a fio,
      Vivendo um Natal, tão falso quanto frio…

      Deveriam compreender, o fato ocorrido,
      Lá em Belém, numa pequena cidade,
      Onde nasceu, para toda a humanidade
      Jesus Salvador, atualmente tão esquecido…

      Lauro Kisielewicz

Posted in poesia | Leave a Comment »

Um Tango…

Posted by vidapura2 em Dezembro 12, 2008

                                Manchas do meu “Batom Vermelho” em Tua boca
                                A rosa do meu cabelo na tua lapela
                                As lembranças do teu dançar em meu corpo…
                                O ritmo do meu bailado seguia o toque de tuas mãos
                                O viajar de tua boca em minha pele arrepiada
                                A tua língua afoita em minhas fendas
                                Me faziam enlouquecer e querer mais…
                                Infinitas noites de um bailar sensual
                                De um tango só nosso…
                                Compassando os movimentos do amor
                                Quantos gozos…
                                Quantos prazeres…
                                Quanto beijos molhados…
                                Ofegantes e cansados…
                                No Bailar do nosso amor.

   Candy Saad

Posted in poesia | Leave a Comment »

Natal de esperanças

Posted by vidapura2 em Dezembro 12, 2008

Na jubilosa esperança do Natal de Jesus Cristo,
estejamos atentos para perceber e
 realizar o bem que estiver ao nosso alcance e
 sermos um compreensível eco da mensagem
de paz daquela noite em que,
gerado por obra do Espírito Santo,
de Maria nasceu o Salvador.

Candy Saad

Posted in AMIGOS | Leave a Comment »

Já montou sua árvore???

Posted by vidapura2 em Dezembro 12, 2008

      Paz
      União
       Alegrias
      Esperanças
      Amor.Sucesso
      Realizações ! Luz
      Respeito! harmonia
      Saúde!..solidariedade
      Felicidade !…Humildade
      Confraternização! ?..Pureza
      Amizade ! Sabedoria ! Perdão
      Igualdade! Liberdade.Boa-.sorte
      Sinceridade! Estima?.Fraternidade
      Equilíbrio ! Dignidade !…Benevolência
      Fé! Bondade_Paciência..Gratidão_Força
      Tenacidade! Prosperidade ! Reconhecimento
           ×`..¸..´×
           ×`..¸..´×
            ×`..¸..´×
         – ¨..´¨) . ×`..¸..´× (¨`…´¨). ×`..¸..´× (¨`..-
            ¨..´¨) . ×`..¸..´× (¨`…´¨). ×`..¸..´× (¨`….

      Vamos fazer acontecer?

Posted in AMIGOS | Leave a Comment »

Feliz natal em vários idiomas

Posted by vidapura2 em Dezembro 12, 2008

          Alemanha: Fröhliche Weihnachten
          Bélgica: Zalige Kertfeest
          Brasil: Feliz Natal
          Bulgária: Tchestito Rojdestvo Hristovo, Tchestita Koleda
          Catalão: Bon Nadal
          China: Sheng Tan Kuai Loh (mandarim) Gun Tso Sun Tan’Gung Haw Sun (cantonês)
          Coréia: Sung Tan Chuk Ha
          Croácia: Sretan Bozic
          Dinamarca: Glaedelig Jul
          Eslovênia: Srecen Bozic
          Espanha : Feliz Navidad
          Estados Unidos da América: Merry Christmas
          Hebraico: Mo’adim Lesimkha
          Holanda: Hartelijke Kerstroeten
          Inglaterra: Happy Christmas
          Finlândia: Hauskaa Joulua
          França: Joyeux Noel
          País de Gales: Nadolig Llawen
          Galego (na Galicia): Bo Nada
          Grécia: Eftihismena Christougenna
          Irlanda: Nodlig mhaith chugnat
          Itália: Buon Natale
          Japão: Shinnen Omedeto
          Nova Zelândia em Maori: Meri Kirihimete
          México: Feliz Navidad
          Noruega: Gledelig Jul
          Polônia: Boze Narodzenie
          Portugal: Boas Festas
          Romênia: Sarbatori vesele
          Rússia: Hristos Razdajetsja
          Sérvia: Hristos se rodi
          Suécia: God Jul
          Tailândia: Sawadee Pee mai
          Turquia: Noeliniz Ve Yeni Yiliniz Kutlu Olsun
          Ucrânia: Srozhdestvom Kristovym
          Vietnã: Chung Mung Giang Sinh

Posted in AMIGOS | Leave a Comment »

Barreiras

Posted by vidapura2 em Dezembro 12, 2008

Existe uma porta mental chamada
“eu não consigo”,
que nem a bomba mais potente
consegue destruir,
nem o ladrão mais ágil
consegue arrombar,
pois está solidificada
na mente humana,
essa mente maravilhosa que possuímos,
capaz de construir maravilhas,
e destruir vidas preciosas.
Os vícios,
as situações que se repetem,
a maioria dos infortúnios,
as guerras estúpidas,
angústias e doenças nervosas
que levam
gênios a loucura,
são retratos claros
dessas portas mentais
que encarceram as pessoas
que perdem a chave,
sem saberem como se libertar.
Uma depressão, por exemplo,
é uma cadeia de segurança máxima,
onde a pessoa se tranca e não vê mais
nada além da sua dor,
da dor que nem sempre
existe na realidade,
e que não podemos abrir,
pois só ela tem a chave,
e essa chave,
que chamamos de determinação,
Deus chama de “amor a vida”.
Somente o reconhecimento desse
verdadeiro tesouro,
que é a vida,
pode nos libertar dessa cadeia mental,
livrar o  homem do
“eu não consigo”,
do “eu não posso”,
das frases feitas de destruição,
da frustração de ver
algum sonho não realizado,
da libertação de vícios
que destroem a vida,
vida que Deus lhe entrega
mais uma vez,
renovada,
pronta para a sua vitória,
com essa chave divina chamada
“dia de hoje”,
chave que permite mudar tudo,
começando agora com uma simples
atitude mental:
amando-se incondicionalmente.
Viva a sua vitória,
a sua mudança,
a libertação da prisão que você
mesmo criou,
eis o dia, eis a chave:
é o amor, sublime amor,
que Deus tem por você,
hoje e sempre,
Amém.
Eu acredito em você!
Paulo Roberto Gaefke

Posted in poesia | Leave a Comment »

EU QUERO QUE VOCÊ SEJA FELIZ

Posted by vidapura2 em Dezembro 12, 2008

Quero que você preencha seu coração
Com sentimentos de admiração
E que ele esteja repleto de coragem e esperança.
Quero que você tenha amizades

que sejam um tesouro
E um tipo de amor

que seja bonito sempre.
Desejo a você satisfação:

do tipo doce, calma e íntima
Que nos visita e que nunca mais nos deixa. 
 

EU QUERO QUE VOCÊ TENHA SONHOS

 
E que todos eles se tornem realidade.
Quero que você aproveite ao máximo

os momentos da sua vida.
Quero que você realmente entenda

o quão único e raro você é
Quero lembrá-lo que o sol

pode desaparecer por alguns instantes,
Mas nunca se apagará.

 

QUERO QUE VOCÊ TENHA FÉ.
Você deve ter sentimentos

que são compartilhados
Com um outro coração,
Prazeres simples entre este mundo complexo
 e objetivos maravilhosos

que estão ao seu alcance.
 As palavras que você ouve

devem dizer as coisas
Que precisa ouvir.
E deve ter um rosto alegre

olhando amorosamente para você

Quando olhar de relance para o seu espelho.
DESEJO A VOCÊ O VISLUMBRE

DE VER SUA BELEZA
Interior e exterior.
Desejo a você doces sonhos..
Quero que você tenha tempo quando quiser cantar, dançar e gargalhar.

Quero que você seja capaz
 De melhorar seus bons momentos
E que você lide facilmente

com seus maus momentos.
Quero que você tenha milhões de momentos
 Quando encontrar satisfação nas coisas
Que você sabe fazer melhor.

Posted in poesia | Leave a Comment »