amizade e poesia

Alguém que faz você rir…Alguém que faz você acreditar em coisas boas…Alguém que convence você …De que existe uma porta destrancada…Só esperando para que você abra. Esta é a Amizade Para Sempre.

ALGUÉM DISSE INTELIGÊNCIA

Posted by vidapura2 em Dezembro 29, 2008

      Inteligência, quem dela é provido,
      não se arroga, de possuí-la,
      muito menos é mal-educado ou ofensivo,
      apenas porque há quem tenha opinião
      diversa da dele e defende suas ideias e
      ideais. Que, ao contrário, do que pensa o
      inteligente, julga-se no direito, de provocar
      no outro, ignorância ou falta de capacidade,
      para tecer suas críticas e comentários,
      tornando-se agressivo, à falta de melhor,
      para com aquele, que ousou escrever,
      apenas o que pensa, sobre determinado
      assunto, que não coincidiu, com o parecer,
      de quem ousou, ter-se por inteligente.

      Ser-se inteligente é ser como a um perfeito
      cavalheiro, medir palavra por palavra, e,
      em cada gesto seu, sempre uma coerência,
      andar de mãos dadas consigo.

      O que nunca tinha visto, é um poeta, que
      eu sempre prezei, e, que, todos, reconhecem
      sua inteligência, chamar «lamentável», para
      se referir a um poema meu, dizendo-se
      arrependido, pela sua leitura, porque, como
      vi a constatar, esse poeta, não passa de um
      fundamentalista, que, ainda vem dos confins,
      das igrejas, onde obedecer cegamente,
      com tudo o que lhe é apregoado,
      é honra a levar para casa, sem ver, que, a cada
      um, sua maneira de pensar. e apenas isso.

      Pois eu mantenho, que, todo o mal do mundo,
      é derivado das religiões, com suas diversas
      leituras, dum mesmo livro, acabando por despoletar,
      guerra atrás de guerra, genocídio, fratricídio e
      crianças bomba, prometido o paraíso. que paraíso?
      

      Depois há aquelas ignóbeis pessoas, que, entrando,
      numa igreja, tudo prometem de bom, ante o confessionário,
      e, mal saindo da santa casa, logo se põe a falar mal de todos
      e mais alguns, monstros sanguinários.
      Basicamente meu poema falava sobre isso. que
      verei eu aqui, que todos não vejam, a toda a hora?

      Para ser-se inteligente, não basta sê-lo, é preciso
      sê-lo, meu senhor!

      Jorge Humberto

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: