amizade e poesia

Alguém que faz você rir…Alguém que faz você acreditar em coisas boas…Alguém que convence você …De que existe uma porta destrancada…Só esperando para que você abra. Esta é a Amizade Para Sempre.

Archive for 19 de Fevereiro, 2009

Extrema unção…

Posted by vidapura2 em Fevereiro 19, 2009

      Peregrinei entre povos e deparei-me com a guerra,

      procurei o sorriso das crianças e encontrei a fome,

      busquei as famílias e encontrei desavenças,

      procurei o amor

      e me foi dito que ali só residia agora o prazer,

      procurei os oceanos e os encontrei manchados pela poluição desenfreada,

      procurei os campos e no lugar de lavouras; encontrei arranha céus,

      procurei as estrelas e vi as nuvens negras impedindo-as de serem vistas,

      procurei as fontes límpidas

      e as encontrei sendo guardadas por exércitos como grandes tesouros,

      procurei a fé e encontrei os templos vazios,

      procurei meus amigos e eles não tinham mais tempo

      para mim,

      procurei os pássaros e só encontrei as aves de rapina,

      procurei as flores e só encontrei as artificiais,

      procurei os bosques

      e deparei-me com figueiras secas…

      Olhei para tudo e, pude então perceber,

      que chegará o dia da extrema unção do mundo…

      Estava eu no futuro criado pelos homens

      que não vislumbraram o amor!

      

      Paulo Nunes Junior

Posted in poesia | Leave a Comment »

ABRAÇA-ME ASSIM

Posted by vidapura2 em Fevereiro 19, 2009

      Cola teu corpo cansado no meu
      dá-me teus braços em volta de mim
      diz-me, baixinho, que ainda sou teu
      anjo sem asas, o teu querubim.

      Cola teus lábios ardentes aos meus
      mata-me a sede na fonte do amor
      fala baixinho, que nunca esqueceu
      a juras feitas nas noites de ardor.

      Rasga-me a roupa, faz-me teu homem,
      atiça o fogo do meu coração
      e nessas chamas que já nos consomem

      deixemos arder a nossa paixão
      em nossos corpos que ora explodem
      num goso quente, d’amor e tesão

Jorge Linhaça

Posted in poesia | Leave a Comment »

Dedos…

Posted by vidapura2 em Fevereiro 19, 2009

      Dedos no teclado… Desnudos, solitários…
      Dedos trêmulos… Perdidos… Sem vida…
      Pobres dedos enfraquecidos, desnorteados,
      Sem um mísero poema… Sem rica rima!…

      Dedos outrora tão hábeis, tão agéis e leves,
      Senhores de si, do amor ditado, sentido!
      Dedos que desenhavam corações e nomes…
      Testemunhas de um lindo sonho vivido!

      Hoje solitários… Adormecem no teclado,
      Sem alegria… Sem versos… Sem poesia!
      Tendo por compasso o som da melâncolia…
      Escrevendo e apagando a última sinfonia!

      Ficou no tempo… No espaço, a derradeira
      Ilusão… Sua mais transloucada utopia!
      Só a verdade… Dita palavras feias e vazias…
      E um céu sem estrelas faz-lhes companhia!

      Que são os dedos de um poeta… Sem sonhos?
      Para que servem? Se não mais falam de amores?
      Jazem eles… Sobre um teclado frio e funesto…
      Rodeados e perfumados… Por inúmeras flores!
      Mary Trujillo

Posted in poesia | Leave a Comment »

Fico pensando…

Posted by vidapura2 em Fevereiro 19, 2009

      É quarta-feira, saio para caminhar

      O dia desponta… É só mais um dia.

      O trajeto é o mesmo, as ruas, avenidas.

      O céu e a praça, paro para descansar.

      As pessoas, noto. Algumas são as mesmas.

      Gente que caminha… No mesmo espaço.

      Sempre vejo um casal,

      que andam ao meu lado.

      Nesta quarta os avisto…

      Ele sentando no banco da praça,

      parece cansado, o calor abafado,

      e logo pela manhã…

      De repente eu o vejo cair…

      Sua cabeça sangra…

      Pessoas tentam ajudar.

      E ao jovem reanimar…

      Ele continua inerte no chão.

      Ligo para o resgate…

      Polícia…

      SAMU…

      A demora no atendimento, me faz pensar…

      Somos como a folha que cai.

      Sem rota e sem vento…

      Ás vezes abandonadas no firmamento.

      Chega um filho… É médico…

      Reconheço o uniforme cirúrgico.

      Nada pode fazer, o corpo descansa no chão.

      Uma vida, aos céus recolhida.

      E eu… Fico pensando…

      Sol Lua©

Posted in AMIGOS | Leave a Comment »

Nunca reagir

Posted by vidapura2 em Fevereiro 19, 2009

     Para que reagir, quando
      os sentimentos explodem?
      Quando se ouve as palavras
      “eu te amo”,
      sussurradas, ou aos gritos,
      no silêncio, ou na voz sufocada,
      espremida de encontro
      a minha pele…
      O que importa é ouvir
      estar presente,
      quando o abraço surgir,
      quando o beijo tão esperado
      for de encontro as emoções,
      o conforto, o gosto do estar
      amparada por teu corpo…
      Forte e seguro.
      Para que reagir?
      Quando o êxtase tomar conta
      de nossos seres, o mundo
      girar em rotações diversas,
      onde as únicas palavras
      que farão sentido
      serão “te quero”,
      “me toma”, “me tenha”…
      Jamais reagirei as tuas mãos
      sedentas e tranqüilas.
      A tua boca faminta e suave.
      Ao teu corpo em tempestade,
      ou as ondas mansas embaladas
      pela suave brisa de teus
      sentimentos…

      Sol Lua©

Posted in poesia | Leave a Comment »

Perdas & Danos

Posted by vidapura2 em Fevereiro 19, 2009

  As perdas acontecem, mas muitas vezes, os danos ficam
  por nossa conta.

  Damos tanta ênfase ao que perdemos que nem nos damos conta de que a maior perda se dá por uma escolha nossa, quando… ficamos dando voltas e voltas ao redor de uma mesma situação… dramatizando cada vez mais e fazendo com que o nosso lado que adora ser vítima saia vencedor e triunfante… Quando conseguimos ser reconhecidos como vítimas das situações, isso pode até nos dar um certo alivio, porque afinal temos razão para nos queixar… e confundimos esse reconhecimento… com amor. Doce ilusão, merecemos muito mais amor do que esse recebido das pessoas que incentivam a nossa postura de vítima.
  Ser vitima é muito fácil e todo mundo consegue interpretar este papel… difícil é ter coragem de sair dele e assumir quem verdadeiramente somos.

  Assumir… mesmo diante das perdas mais difíceis, o nosso Guerreiro Espiritual… aquele que questiona, que busca sempre… que não aceita o papel de vítima porque sabe que além do que é obvio e aparente, existe sempre algo a ser encontrado… algo que só se manifesta para quem tem coragem de ir além da dor… para quem tem coragem de seguir o caminho do coração.

  Perdemos pessoas, coisas, conceitos e preconceitos e quase nunca entendemos que essas perdas são um caminho novo… uma oportunidade de escolher um novo rumo.

  Precisamos perder tantas coisas para nos encontrar… tantas manias, crenças, verdades e mais verdades que vão caindo por terra e… quando olhamos para elas, já caídas, podemos nos espantar por ter defendido aquilo tudo por tanto tempo…

  O fato é, quando perdemos pessoas queridas, transformamos  como perdas “irreparáveis”, mas se tua fé é grandiosa no Criador   descobrirás que  nada perdeste, apenas foi mais um presente que a vida lhe proporcionou  em momentos felizes …  convivências inesquecíveis…

 Rose Lima

Posted in poesia | Leave a Comment »

Quando falar sobre amor,

Posted by vidapura2 em Fevereiro 19, 2009

finja nada conhecer, para absorver cada frase que brota em seu coração.

Quando falar sobre a dor,

deixe abertas as janelas da alma para compreender que amor e dor são tão

parecidos que até os confundimos, ao vê-los bem

Quando falar sobre a paz,

faça-o no rumor da guerra, para ser ouvido na mais alta voz.

Quando falar sobre sonhos,

acorde, para vivê-los na melhor lucidez do seu dia.

Quando falar de amizade,

estenda a mão aos inimigos, para que possa provar a si mesmo

aquilo  que gosta de dizer aos outros.

Quando falar de fome,

faça um minuto de jejum, para lembrar daqueles que jejuam todos os dias,

mesmo sem querer …

Quando falar do frio,

abrace alguém.

Quando falar de calor,

estenda a mão.

Quando estender a mão,

sustenta o braço para que perdure.

Quando falar de felicidade,

acredite nela.

Quando falar de fé,

cerre os olhos para encontrar a razão daquilo em que crê.

Quando falar de Deus,

faça-o pelo silêncio do seu testemunho.

Quando falar de si mesmo,

aprenda a calar, para entender o amor, a dor, a paz, os sonhos ….

Paulo Cardoso

Posted in poesia | Leave a Comment »

Liberdade querida e suspirada

Posted by vidapura2 em Fevereiro 19, 2009

Liberdade querida e suspirada,
Que o Despotismo acérrimo condena;
Liberdade, a meus olhos mais serena
Que o sereno clarão da madrugada!

Atende à minha voz, que geme e brada
Por ver-te e por gozar-te a face amena!
Liberdade gentil, desterra a pena
Em que esta alma infeliz jaz sepultada!

Vem, ó deusa imortal, vem, maravilha,
Vem, ó consolação da Humanidade,
Cujo semblante mais que os astros brilha!

Vem! Solta-me o grilhão da adversidade!
Dos Céus descende, pois dos Céus és filha,
Mãe dos prazeres, doce Liberdade!

Bocage

Posted in poesia | Leave a Comment »

SACIANDO A SEDE

Posted by vidapura2 em Fevereiro 19, 2009

      Caminhando, entre piteiras e arbustos
      rasteiros, de amoras, onde me deliciei,
      com seu doce néctar até que ambas as
      mãos, se mostraram coradas e bem da
      cor, do dito fruto, uma tremenda sede
      assedia-me a procurar alguma fonte de
      água, ali por perto, de boca ressequida.

      Debaixo de um sol arrasador escutando
      grilos e cigarras, camufladas, nas cascas,
      das oliveiras, em pedras soltas, difícil se
      torna caminhar, enquanto o sol, deixa o
      ar rarefeito, e, a sede, traz as esperadas
      alucinações, que eu julgo ver, um pouco
      mais adiante, o imenso mar, suas ondas.

      Era tudo, o que eu procurava; ali estava a
      minha salvação. Então, de correr, não me
      cansei, directo à imagem, de minha visão,
      tão real, como os pássaros, que, por cima,
      de minha cabeça, olhos turvos, acertei de
      ter feito reparo. E porém, quanto mais eu
      andava, mais atolado, entre areias, ficava.

      Era tudo um deserto sem mar e sem nada.
      Então resolvi voltar, para trás, vindo ainda
      e sempre, pelo mesmo caminho. E atento,
      aos cheiros, que, pululavam, por todos os
      lados, e, me haveriam, de levar até à bem
      dita água. Procurei, por isso, espaços mais
      verdes, e, daí, fiz nova jornada, em diante.

      Como uma sede pavorosa, reparei que ali,
      a erva era mais húmida, e, enchendo-me,
      de novas esperanças, foi que ouvi o jorrar
      de água, correndo livremente. E, sim, era
      o som de pássaros a cada passo meu, que
      fui encontrar, banhando-se, na tão fresca
      fonte, aonde me detive, bebendo e rindo.

      Jorge Humberto

Posted in poesia | Leave a Comment »

Nesta Noite Fria…

Posted by vidapura2 em Fevereiro 19, 2009

      Sozinha… Nesta noite fria… E chuvosa…
      Vou recordando. Mágoas… Elas são tantas!
      Segue a vida sem razão, sem cor, nebulosa.
      Que já nem sei se teimar em amar adianta!

      No barulho da chuva… Viaja meu coração..
      Cansei, cansei de tudo… Esperar, sina maldita!
      Vazio… Vazio doído e profundo… Eterna solidão,
      Lágrimas tantas… Alma desnorteada… Aflita!

      Sonhos de amor… Atirados pelo chão!
      Mazelas que a vida impõe sem compaixão!
      Silêncios… Respostas de cruel conformação!
      Quem sou eu enfim? Nada mais que um grão!

      Nesta noite de chuva, vou desfiando meu rosário,
      Tentando conter do desespero a explosão!…
      Suportando a má sorte…  Meu eterno calvário…
      Toda a dor pungente que já senti dessa paixão!

      Amei… Amei… Amo… Esse foi o meu erro!
      Deixar mandar em mim… O idiota coração!…
      Para ser contemplada com tristeza e desterro!
      E levar do destino… Um tremendo bofetão!

      Sozinha nesta noite chuvosa… Longa e fria,
      Deixo que me acusem as duras verdades …
      Que atirem-me na cara toda a minha covardia!
      Minha fragilidade diante da brutal realidade!

      Estou, estarei só… Sempre abandona e só,
      Esperando… Esperando essa tal  felicidade!
      Mary Trujillo

Posted in poesia | Leave a Comment »

Você busca comunhão com Deus?

Posted by vidapura2 em Fevereiro 19, 2009

 
Você busca comunhão com Deus?
Não há quem, em dado momento, não anseie por este encontro.  É um desejo natural.  De criatura e criador, de filho e mãe.
Mas, como fazer isto?
Para comungar com Deus, busque-O através dos outros.  Conversando amorosamente com eles, sentindo-os, ajudando-os, você se comunica com a força divina que há neles e, conseqüentemente, desperta e exercita a mesma força que reside em você.
Dá-se, aí, o esperado encontro com Deus.
Quando encontrá-lo, porém, não perca tempo em entendê-Lo, busque simplesmente amá-lo
Lourival Lopes

Posted in AMIGOS | Leave a Comment »

COM TEMPO PARA A PREGUIÇA

Posted by vidapura2 em Fevereiro 19, 2009

É preciso tempo e disposição,
 
para ter preguiça nesta situação…
 
Dizem que preguiça atrapalha a vida,
 
mas com preguiça, ela é melhor de ser vivida…
 
Mas… para preguiçar, é preciso de tempo…
 
Tempo que depende de um tempo
 
em que tempo haja sem contratempo
 
e, se encontra tempo, não há nada contra o tempo…
 
O tempo pode ser tempo quente,
 
se houver briga, ou se fizer calor,
 
mas se esfriar tudo, o tempo sumirá…
 
E a preguiça assumirá…
 
Veja a temperatura do tempo,
 
se não vai haver temporal,
 
o que poderá ser algo atemporal…
 
E a previsão do tempo, que nunca é exata…
 
Então o tempo não pode ser previsto…
 
Será preguiça do previsor,
 
ou pouca vontade do revisor…
 
Por quanto tempo o tempo terá tempo?
 
Não quero mais perguntar nada ao tempo,
 
quero é ter tempo, e curtir esse nada fazer,
 
porque se o tempo não responder,
 
vou fazer apenas o tempo passar…
 
E se o tempo passa, não pode responder,
 
e a preguiça vai permanecer,
 
porque já passou o tempo,
 
e nesse passar do tempo,
 
fica esse o passatempo,
 
que ajuda a passar o tempo,
 
enquanto a preguiça não passa,
 
talvez por falta de tempo…
 
E haja tempo… e haja preguiça…
 
Conforme o tempo, sempre é tempo de preguiçar…
 
Quem tem tempo pra trazer um copo d’água?
 
Entrou areia na ampulheta…
 
E ela parou…
 
Marcial Salaverry

Posted in AMIGOS | Leave a Comment »

Você tem podado suas plantas?

Posted by vidapura2 em Fevereiro 19, 2009

Quando eu era criança, encontrei, um dia, um jardineiro, com uma tesoura enorme.
 
Fiquei revoltado quando vi que começou a cortar os galhos mais tenros de todas as plantas.
 
Reclamei, agarrei o jardineiro pelo braço… Fiz um escarcel…
 
Ele sorriu e pediu que tivesse paciência e voltasse em 30 dias para ver o resultado…
 
Um mês depois todas as plantas estavam ainda mais belas e cheias de vida…
 
Foi assim que aprendi o segredo das podas…
 
Elas devem ser feitas nos galhos que dão frutos…
 
Parece um sofrimento cortar justamente esses galhos…
 
E isso faz pensar na maneira como reagimos aos sofrimentos que nos chegam…
 
Em vez de achar que são “castigos”, por que não encarar os sofrimentos como o agricultor que poda suas árvores, para que dêem mais fruto ainda?
 
De vez em quando, não vemos nada, não entendemos nada.
 
Ficamos como árvores, carregadas de folhagem e que, depois da poda, se reduzem a galhos secos, que lembram braços esqueléticos.
 
Pois,  quem estiver se sentindo assim por causa de uma perda, um abandono, uma doença, um cansaço, um desânimo, uma ingratidão, uma injustiça.
 
O melhor, muitas vezes, é nem se meter em dar explicações que não explicam, não convencem e deixam a criatura que está sofrendo mais esmagada ainda…
 
Em horas assim, nada como o exemplo da natureza, que é sábia!
 
Tudo sempre volta a florir e frutificar.
 
É preciso somente um pouco de paciência e uma difícil atitude…
 
Dar tempo ao tempo… ele cura absolutamente tudo!
 
A poda é necessária para que as plantas produzam flores mais belas e frutos mais saborosos.
Mensagem Esparsa

Posted in AMIGOS | Leave a Comment »

O MUNDO VAI ACABAR

Posted by vidapura2 em Fevereiro 19, 2009

“Caminha mundo, que a 2000 não chegarás…”Frase muito ouvida, e atribuida a um certo Nostradamus… Ano 2000 chegou cheio de sombrias previsões, e o que de mais grave aconteceu foi a eleição de certos governantes…
Desde que o mundo é mundo, fala-se no “fim do mundo”, e o mundo a tudo tem resistido galhardamente.
Resistiu a inúmeras guerras, e aos desmandos das famosas “experiencias nucleares “, e continuará resistindo, apesar dos esforços que os homens estão fazendo para confirmar tal previsão… Tem gente que ainda não se conforma com o mico do amigo Nostra, e faz o possivel para o evento acabe acontecendo, mesmo que eles estejam incluidos no pacote.
Com frequencia estamos tendo notícias de catástrofes e hecatombes que marcarão o final dos tempos para este nosso mundo. Há que muito bem ponderarmos sobre o enfoque que está sendo dado a esses “fatos”, e que é de fundo muito sensacionalista. Alguém ouviu um pássaro de mau agouro piar ao longe, e já solta a “bomba”…
E sempre tais soturnas previsões causam um certo alarme entre todos, que se esquecem de que Nostradamus disse que o mundo não passaria de 2000, e já estamos em 2009. Quando mudei para Santos, em 1964, diziam que o litoral seria “engolido” dentro de poucos anos… E já se passaram mais de 40 anos.
Há que se considerar o acerto do velho ditado que diz que “quem conta um conto aumenta um ponto”. Existe uma previsão cientifica que fala da possibilidade das geleiras polares se derreterem, o que provocará uma colossal inundação no mundo inteiro, talvez provocando seu fim. Mas essa possibilidade é para acontecer dentro de alguns milhares de anos, e se tal fato vai ou não acontecer, dificilmente poderemos conferir sua exatidão.
A energia que está sendo gerada pela midia sobre o “final dos tempos” tem nos deixado muito preocupados. Agora são os cientistas de todos os recantos do mundo que estão confirmando a previsão de uma destruição planetária. E a mídia está dando um enfoque diário e sistemático. Já ouvi muitas vezes, a cada tsunami, a cada tornado, a cada inundação que ocorre, o tal “ah, o mundo vai acabar mesmo”  A tendencia é para dentro de uns poucos mil anos, o mundo acabar mesmo, mas se acontecer antes, só nos restará acompanhar o enterro…
Fico então me perguntando o porquê de não ser veiculada também a promessa da segunda visita de Jesus de Nazareth, o Cristo. Talvez seja porque é algo que será benéfico para a humanidade, e desgraças vendem mais jornais…
Sim, porque mesmo se levarmos em conta as “n” denominações de entidades chamadas religiosas, todas elas sem exceção, levam debaixo do braço a Bíblia, ou o Livro Sagrado que existe em todas as religiões.
Penso então que não devemos temer pela destruição do Planeta. Não devemos continuar a emitir energia negativa, que será  muito mais prejudicial do que a energia de poluição que geramos e que está ocasionando esta mudança climática que levará nossa Mãe Terra a reagir cada vez mais fortemente, na tentativa de impedir que a destruamos.
Vejam bem, a Natureza está se defendendo da violência com que o Bicho Homem a maltrata. E se ela assim o faz, é porque quer ser preservada, e está simplesmente defendendo a continuação da espécie.
Acreditamos que se fizermos um trabalho contínuo, onde cada um de nós se disponha a dar a mão ao outro, simbolizando a fraternidade e a solidariedade, e mentalizando diariamente a Energia de Luz, Paz, Amor,  abraçando assim toda nossa mãe Terra, poderemos nos sintonizar com a Energia Fonte, e todos alcançaremos a Felicidade.
Temos essa dívida de gratidão com a Natureza, pelo muito que ela tem feito por nós. Ajudemo-la pois, a vencer as Cassandras que ficam preconizando o final dos tempos, e façamos de cada novo dia, UM LINDO DIA.
Marcial Salaverry

Posted in AMIGOS | 2 Comments »

A MINHA MÃO TE AMPARA

Posted by vidapura2 em Fevereiro 19, 2009

É o Senhor quem nos chama para a outra vida; se nos chama, haverá de acolher-nos.
Jesus, nos momentos mais difícieis diz:
“A minha mão te ampara, onde quer que tu possas cair, cairás nos meus braços.
Estou presente também na porta da morte”!
Como é consolador e bonito, isso!
O Coração de Jesus, fornalha ardente de caridade, como desprezará quem na vida,
 de alguma forma, O teve no coração?
 Carlos Martendal

Posted in AMIGOS | Leave a Comment »