amizade e poesia

Alguém que faz você rir…Alguém que faz você acreditar em coisas boas…Alguém que convence você …De que existe uma porta destrancada…Só esperando para que você abra. Esta é a Amizade Para Sempre.

Archive for 3 de Março, 2009

A Maior Dor

Posted by vidapura2 em Março 3, 2009

Qual é a maior dor?

 

Você já pensou nisso?

 

Um jovem deixou um bilhete aos familiares, pouco antes de cometer suicídio, e expressou no papel o que estava sentindo.

 

Disse ele que a maior dor na vida não é morrer, mas ser ignorado.

 

É perder alguém que nos amava e que deixou de se importar conosco. É ser deixado de lado por quem tanto nos apoiava e constatar que esse é o resultado da nossa negligência.

 

A maior dor na vida não é morrer, mas ser esquecido. É ficar sem um cumprimento após uma grande conquista.

 

É não ter um amigo telefonando só para dizer “olá”. É ver a indiferença num rosto quando abrimos nosso coração.

 

O que muito dói na vida é ver aqueles que foram nossos amigos, sempre muito ocupados quando precisamos de alguém para nos consolar e nos ajudar a reerguer o nosso ânimo.

 

É quando parece que nas aflições estamos sozinhos com as nossas tristezas. Muitas dores nos afetam, mas isso pode parecer mais leve quando alguém nos dá atenção.

 

É bem possível que esse jovem tenha tido seus motivos para escrever o que escreveu. Todavia, em nenhum momento deve ter pensado naqueles que o rodeavam.

 

Se pudesse sentir a dor de um coração de mãe dilacerado ante o corpo sem vida do filho amado…

 

Se pudesse experimentar o sofrimento de um pai que tenta, em vão, saber do filho morto o que o levou a tamanho desatino…

 

Se sentisse o desespero de um irmão que busca resposta nos lábios imóveis do ser que lhe compartilhou a infância…

 

Se pudesse suportar, ainda que por instantes, a dor de um amigo sincero a contemplar seus lábios emudecidos no caixão, certamente mudaria seu conceito sobre a maior dor.

 

………………………………………

 

Se você pensa que está passando pela maior dor que alguém pode experimentar, considere o seguinte:

 

Uma mãe que chora sobre o corpo do filho querido que foi alvo das bombas assassinas, em nome das guerras frias e cruéis.

 

Uma criança debruçada sobre o corpo inerte da mãe atingida por granadas mortíferas.

 

Um órfão de guerra que é obrigado a empunhar as mesmas armas que aniquilaram seus pais…

 

Um pai de família que assiste o assassinato dos seus, de mãos amarradas.

 

Enfim, pense um pouco nessas outras dores…

 

Pense um pouco nos tantos corações que sofrem dores mais amargas que as suas.

 

E se ainda assim você estiver certo de que a sua dor é maior, lembre-se daquela mãe que um dia assistiu a crucificação do seu filho inocente, sem poder fazer nada.

 

Lembre-se também daquele que suportou a cruz do martírio mas não perdeu a confiança no pai, que tudo sabe.

 

E se ainda assim você achar que é o maior dos sofredores, considere que talvez o egoísmo esteja prejudicando a sua visão.

 

Descobrir qual é a maior dor, é muito difícil.

 

Mas a maior decepção é fácil de deduzir.

 

É a daqueles que se suicidam pensando que extinguirão a vida e com ela todos os problemas.

 

Esses saem do corpo, mas, indubitavelmente, não saem da vida e, muito menos, acabam com os problemas.

 

Portando, por mais difícil que esteja a situação, nunca vale a pena buscar essa porta falsa, chamada suicídio.

 

É importante lembrar sempre: por mais escura e longa que seja a noite, o sol sempre volta a brilhar.

 

E por mais que pensemos estar em solidão, temos sempre conosco um amigo fiel e dedicado que jamais nos abandona: o Meigo Rabi da Galiléia.
 Momento Espírita

Posted in AMIGOS | Leave a Comment »

NA LUZ DOS SÁBIOS: DISCERNIMENTO E SERENIDADE

Posted by vidapura2 em Março 3, 2009

Meu amigo, o grande mistério não está apenas na vida, mas em você mesmo.

Mas, só se descobre isso mergulhando na vastidão do universo interior.

Assim fizeram os sábios de todas as eras e se realizaram na Consciência Maior.

Eles viajaram pelos planos interiores e revelaram o divino neles mesmo.

Conheceram os diversos níveis espirituais e se encantaram pelo Todo.

Conhecendo a si mesmos, abraçaram o mundo em silêncio.

Liberados das travas do egoísmo, eles abençoaram a humanidade.

Tranqüilos e serenos, eles passaram a velar secretamente pelos homens.

Quietinhos, eles projetavam formas-pensamento virtuosas em favor de todos.

Ah, quantas inspirações superiores chegaram aos homens, sem que eles soubessem disso…

Quanto amor beijando sutilmente os corações e inspirando a paz…

Em meio ao bulício e à agitação do mundo, medite nessas presenças serenas.

Apenas feche os olhos, por um tempo, e pense na Fonte Eterna, luz de todos.

Mais do que a energia, pense na serenidade da consciência; que ela seja seu guia.

Mais do que o conhecimento, entre na sabedoria, que dispensa toda teoria.

Mais do que as emoções, flutue nos sentimentos reais, que são curativos.

Mais do que o que você pensa sobre si mesmo, sinta-se ligado a uma Luz Maior.

Então, você sentirá o toque sutil dos sábios em seu coração; e a paz perene…

Como ser de luz, você perceberá de onde brota essa profundidade pacífica…

Você a reconhecerá, não intelectualmente, mas, simplesmente, em espírito.

Sim, por entre as batidas de seu coração, você receberá a inspiração secreta…

E, talvez você veja, espiritualmente, um olhar sereno e cheio de amor.

Esse é o olhar dos sábios, serenos e magnânimos, que abençoam os homens.

No silêncio, por entre os planos, você encontrará um grande amor e se encantará.

E depois, você terá dificuldades para falar disso, pois, o que é profundo e sereno, não se explica, só se sente…

Em espírito e verdade.
Wagner Borges

Posted in AMIGOS | Leave a Comment »

Hoje eu to que tô

Posted by vidapura2 em Março 3, 2009

      hoje eu to que to.
      xô tristeza!…acabou o xororo..nem
      To na área ..to na pista….
      To feliz ..e ninguém vai me segurar..
      E se você quiser…to aki pra te amar..
      Sou fogoso..sou gostoso..
      nem me venha duvidar!
      Se te pego do meu jeito..
      sei que você vai se apaixonar..
      Sou manhoso…adoro um dengo…
      e pra melhorar ainda sou flamengo!
      eu to que to..
      com tesão á flor á pele….
      não me venha fazer greve….o meu corpo está com febre!
      vem com teu mel me lambuzar…
      Sente.. o meu amor está  crescendo….l
      Latejando..
      E fazendo o meu corpo arrepiar…
      o seu corpo me alucina se  contorcendo em prazer e emoção..
      Com meus labios quentes e umidos te tocando com paixão..
      Grita que adoro…
      pede que te dou..
      O meu falo em tua fenda…numa noite de amor…
      Nosso gozo bem juntinho…
      Nossos corpos coladinhos….
      Com mil beijos gostosinhos…
      Dormir abraçadinhos….
      E depois recomeçar..
      Hoje eu to que to!

 William Marques

Posted in poesia | Leave a Comment »

QUEM GANHA COM O ÁLCOOL?

Posted by vidapura2 em Março 3, 2009

  É de todo lamentável, que não se
      acabe, de uma vez, por todas, com
      o álcool: droga autorizada, sem
      restrições, e, de muito fácil acesso.

      Os excessos abundam, a cada dia,
      entre os mais novos, misturando
      todo o tipo de venenos, em copos,
      que eles exigem, aos donos do bar.

      Que sem uma negação sequer, os
      serve, embora o saibam, que tais
      crianças, nem tão pouco idade têm,
      para usarem, de bebidas espirituais.

      Como o uso e abuso, dos inocentes,
      é uma estrada sem fim, ecstasies e
      barbitúricos, fazem parte da rotina,
      de jovens, maniatados, por gente má. 

      Muitas são as mortes, a cada nova
      refrega, contra a qual, as crianças,
      não podem vencer. E ainda que em
      euforia, suma duma agonia sem par.
       

      Contudo ninguém faz cumprir regras
      elementares, e, quer jovens, quer os
      menos jovens, jazendo, definhando
      vão, ao álcool, vil homicida em série.

      Jorge Humberto

Posted in poesia | Leave a Comment »

Quem dera…

Posted by vidapura2 em Março 3, 2009

Fossem os homens todos dotados do sentimento da crença…

Quem dera a brisa pudesse te ofertar sempre algo…

Quem dera sempre existir alguém que fale contigo

e te faça acreditar que és amado…

Quem dera sempre termos alguém para poder abrir nosso coração…

Quem dera todos conhecessem a fé…

Quem dera nosso coração permitisse a entrada de muitos…

Quem dera termos saúde e vitalidade sempre para os cuidados de nossa sobrevivência…

Quem dera estarmos sempre tão próximos a Deus…

Que ele seja nosso grande guardião e protetor…

Quem dera podermos corrigir nossas escolhas

E, poder enfim, escolher e comandar nosso coração como grandes ditadores

a dizer: este sim, aquele não…

Viveríamos somente da razão.

E  ai?  Como ficaríamos sem a emoção,

e sem o amor?

Sem sonhar o homem certamente morre….

 

 

Paulo Nunes Junior

Posted in AMIGOS, amizade, poesia | Leave a Comment »

A vida como ela é…

Posted by vidapura2 em Março 3, 2009

      Ao nascer começamos a envelhecer
      já sentenciados a morrer
      condenados a um corpo aprisionados
      dele cuidar, dele dá vida e viver

      Crescemos, adulto ficamos
      Cada idade com sua face
      Cada um com seus defeitos e talentos
      Cada um com suas alegrias e tormentos

      Cada um em berços distintos nascemos
      Cada um caminhos escolhemos
      Nos encontraremos ou nos perderemos
      venceremos ou perderemos

      O tempo vivos passando 
      se ocupando de viver
      ou se ocupando de morrer
      passando pela vida, ou ela por passando

      Uma sensação que tudo é imortal
      que nada mudará, que nada atingirá
      e o tempo passará, no mesmo passo
      mas a vida não segue o mesmo compasso

      A idade muda de face,
      A mente muda os passos
      O corpo muda seu tempo
      Seus  limites, suas vontade e capacidades

      Ele não se submete a reformas
      muito menos a restaurações
      Por mais que se maquie, reflete a idade
      Pode aparentar, mas nunca rejuvenescerá

      Não se sujeita, nem a trocas, nem empréstimos
      Suas alegrias serão suas, seus sofrimentos também
      Sua ignorância assim como sua sabedoria
      Seu analfabetismo ou sua intelectualidade

      Somente se eternizará o que você deixar
      o que construiu, o que plantou o que procriou
      todo conhecimento que passou, fazendo sua parte
      Senão, inexoravelmente, a morte tudo vai levar

      Joe’A

Posted in poesia | Leave a Comment »

La vida como ella es…

Posted by vidapura2 em Março 3, 2009

      Al nacer comenzamos a envejecer
      ya sentenciados a morir
      condenados a estar en un cuerpo encerrados
      de él cuidar, a él darle vida y vivir

      Crecemos, en adultos nos transformamos
      Cada edad a su manera
      Cada uno con sus defectos y talentos
      Cada uno con sus alegrías y tormentos

      Cada uno en cunas distintas nacemos
      Cada unos caminos diferentes escojemos
      Nos encontraremos o nos perderemos
      venceremos o perderemos

      El tiempo vivos pasamos 
      ocupandonos de vivir
      o ocupandonos  de morir
      pasando por la vida, o ella nos pasando

      Una sensación de que todo es inmortal
      que nada cambiará, que nada será tocado
      y el tiempo pasará, en el mismo paso
      pero la vida no sigue el mismo compás

      La edad cambia de faz,
      La mente cambia los pasos
      El cuerpo cambia su tiempo
      Sus  límites, sus ganas y capacidades

      Él no se somete a reformas
      mucho menos a restauros
      Por más que se maquille, refleja la edad
      Puede aparentar, pero nunca rejuvenecerá

      No se sujeta, ni a cambios, ni a préstamos
      Sus alegrías serán suyas, sus sufrimientos también
      Su ignorancia, así como su sabiduría
      Su analfabetismo o su intelectualidad

      Solamente se eternizará lo que tú dejes
      lo que hayas construido, lo que plantaste, lo que procriaste
      todo el conocimiento que pasó, haciendo su parte
      Sinó, inexorablemente, la muerte todo se lo llevará

      Joe’A

Posted in poesia | Leave a Comment »

SACIANDO A SEDE

Posted by vidapura2 em Março 3, 2009

     Caminhando, entre piteiras e arbustos
      rasteiros, de amoras, onde me deliciei,
      com seu doce néctar até que ambas as
      mãos, se mostraram coradas e bem da
      cor, do dito fruto, uma tremenda sede
      assedia-me a procurar alguma fonte de
      água, ali por perto, de boca ressequida.

      Debaixo de um sol arrasador escutando
      grilos e cigarras, camufladas, nas cascas,
      das oliveiras, em pedras soltas, difícil se
      torna caminhar, enquanto o sol, deixa o
      ar rarefeito, e, a sede, traz as esperadas
      alucinações, que eu julgo ver, um pouco
      mais adiante, o imenso mar, suas ondas.

      Era tudo, o que eu procurava; ali estava a
      minha salvação. Então, de correr, não me
      cansei, directo à imagem, de minha visão,
      tão real, como os pássaros, que, por cima,
      de minha cabeça, olhos turvos, acertei de
      ter feito reparo. E porém, quanto mais eu
      andava, mais atolado, entre areias, ficava.

      Era tudo um deserto sem mar e sem nada.
      Então resolvi voltar, para trás, vindo ainda
      e sempre, pelo mesmo caminho. E atento,
      aos cheiros, que, pululavam, por todos os
      lados, e, me haveriam, de levar até à bem
      dita água. Procurei, por isso, espaços mais
      verdes, e, daí, fiz nova jornada, em diante.

      Como uma sede pavorosa, reparei que ali,
      a erva era mais húmida, e, enchendo-me,
      de novas esperanças, foi que ouvi o jorrar
      de água, correndo livremente. E, sim, era
      o som de pássaros a cada passo meu, que
      fui encontrar, banhando-se, na tão fresca
      fonte, aonde me detive, bebendo e rindo.

      Jorge Humberto

Posted in poesia | Leave a Comment »

PORQUE PENSAR É…

Posted by vidapura2 em Março 3, 2009

      Meu pensamento está para lá de mim.
      E a cada novo passo meu, guia-me o
      coração, feito de rituais, num respeito,
      por todos, os que me cercam, agora e já. 

      O pensamento apenas surge, quando,
      o coração, já se estabeleceu, e, eu,
      apelo, à sua imensa alma, que se torne
      maior, deixando-se envolver, pela raiz.

      Repousando então, mas sentindo bem,
      o «sim» e o «não», dou largas ao meu
      ser, e, o pensamento, não se coíbe, de
      alargar estradas e nos porquês, reflectir.

      Desenvolvendo, estranhas e abrangentes,
      capacidades, saio de mim, e, perco-me,
      num intenso deserto, que, apenas, existe,
      para me testar e às portas da percepção.

      Não faço, do pensamento, meu senhor,
      mas é nele que existo e em tudo que sou.
      Se ajo bem ou mal, antes o perscrutei,
      ao coração deixo a sua lealdade e justiça.

      Tenho uma alma, que em tudo é deveras
      enorme, comportando coração e o dito
      pensamento, da mesma forma, com que
      respiro, e, a tudo analiso, ponto por ponto.

      Pensar, é alcançar, além do mais, as ideias
      mais criteriosas, dentro de uma perspectiva
      realista. Vivência das vivências, a cada um
      cabe gerir, seus confrontos, mais inerentes.

      Jorge Humberto

Posted in poesia | Leave a Comment »

Jogando tudo fora…

Posted by vidapura2 em Março 3, 2009

Estou jogando sim… Jogando tudo fora…
      Minhas dúvidas, incertezas e sofrimentos.
      Renascendo para mim… E em mim…
      A incompreensão é algo sem cabimento!
      
      Ser feliz… Depende apenas do meu sorriso.
      Sofrer é um estado que só masoquista suporta!
      Minhas lágrimas jamais irão amenizar as dores,
      Minha tristeza a ninguém interessa ou importa!
      
      Estou jogando fora noites de insônia e agonia,
      Quero! Eu quero!… E vou ser feliz… Enfim!
      Vou contemplar o espetáculo do amanhecer,
      Sentir da noite, o aroma das flores, do jasmim!
      
      Estou jogando fora a tola mania de perfeição,
      Sentimentos são fugazes… Não são eternos!
      São sonhos que bailam e se vão para sempre,
      Deixando apenas…  Interrogações e mistérios!
      
      Não desejo mais abrir caixas de pandora.
      Tampouco… Caminhar a ermo, pesarosa!
      Há uma vida… A minha vida esperando…
      Vou de encontro a ela… Que é preciosa!…
      
      Vou apagar todos os rabiscos e rascunhos.
      Passando toda a minha existência a limpo!
      Dando-me a chance de acreditar em dias
      Melhores, de ficar bem, e ser feliz comigo!
      
      Se destino existe… Ele que me trate muito bem…
      Que seja meu amigo, que me dê amparo e abrigo!
      Mary Trujillo

Posted in poesia | Leave a Comment »

Inveja…

Posted by vidapura2 em Março 3, 2009

Inveja… Sim, inveja minha cara amiga…
Ela está lhe matando devagar, pouco a pouco…
Contaminando sua alma, envelhecendo seu rosto.
Por acaso você achou que eu não percebia?…
Não amiga,  quis apenas dar-lhe a chance de se
Redimir, de notar o quanto esse sentimento é vil.
Eu nunca estive enganada, apenas prossegui…
Por lhe querer bem, nada falei, por lhe querer demais,
Passei por cima das dores, dos provocados desgostos…
Fingi não notar sua soberba, passei por burra e indefesa…
Mas saiba, que sempre é mais feliz quem ama…
Não sou perfeita amiga, nem pretendo ser…
Tampouco, atiro pedras em vidraças…
Nunca sorrirei da sua solidão ou desgraça…
Compreenda que também sinto, tenho coração…
Mesmo assim desejo-lhe sorte, força e coragem,
Para vencer a inveja que lhe entorpece a razão,
Que tira seu sono e não lhe deixa descansar…
Desse jeito amiga minha,
Não sei onde você irá parar…
Por que em tudo você vê o mal?
O que é a vida pra você afinal?
Hoje sou eu, e depois quem será?
Entenda, a inveja é uma doença,
Que envenena devagar, matando as
Esperanças, tirando a razão de viver…
Quem é mais forte amiga, ela ou você?
Que pena sinto de tudo isto, que dor terrível
Toma meu ser, apostei em nossa amizade,
Queria-lhe bem de verdade, você era uma irmã,
Aquela que eu corria contar as novidades…
Não amiga não posso aceitar a falsidade…
Choro por mim, por você…
Por ver que um sentimento
Puro, vai sendo enlameado por vaidades,
Que o túmulo esconde e a terra cobre…
De Deus, nada podemos ocultar,
Tudo o que escondermos, “Ele” descobre…
Não sou santa, nem desejo ser…
Sou apenas uma ex-amiga,  
Uma pessoa que se deu inteira…
Acreditando ter encontrado
Uma irmã verdadeira!
Mary Trujillo

Posted in poesia | Leave a Comment »

Homem da minha vida

Posted by vidapura2 em Março 3, 2009

                                Ah, noite que abala, descontrola,
                                Alucina meus nervos e coração…
                                Que põe fogo em meu corpo inteiro,
                                Saudade imensa derramada na canção…

                                Diz onde, diz como, diz por quê?
                                Por que amo tanto o teu ser?
                                Esse amadeirado perfume de amor,
                                Essa carícia desvairada no amanhecer…

                                Ah… Homem da minha vida,
                                Misto de deus, bruxo, duende e louco…
                                Que faz amor como se colhesse flores,
                                Levando-me ao paraiso pouco a pouco …

                                Nesta noite, me entrego mais uma vez,
                                Sem pensar, ao teu canto, teus recantos,
                                Sorvo em teus lábios, mel, prazer, vida…
                                Vou escorregando desvairada no teu encanto…

                                Transpassa meu peito com tua energia,
                                Que todas as luzes brilhem em meu olhar…
                                Colha em meus braços toda razão de viver!
                                Desnuda tua existência, vem me amar!
                                Mary Trujillo

Posted in poesia | Leave a Comment »

Esperando até sempre…

Posted by vidapura2 em Março 3, 2009

      Esperando até sempre…
      Sim… por que não?
      Se esperei quase um século
      para  reencontrar meu primeiro amor,
      sofrido,
      mas nunca vivido…
      Por que haverei de desistir?

      Esperarei  até o fim,
      quando nada mais restar
      ao final de nós mesmos…
      Esperarei o tempo que for preciso
      porque sempre valerá a pena,
      acreditar nesse amor.

      Porque ele transcende a tudo que sonhei,
      ele é maior que eu e o meu sentir,
      ele é o mundo que habita em mim,
      em nós!

      Por isso ficarei…
      esperando até sempre,
      sem precisar me convencer,
      sem duvidar sequer,
      apenas por querer!

Ciducha

Posted in poesia | Leave a Comment »

EU VI UMA SEREIA

Posted by vidapura2 em Março 3, 2009

      Entre a lua e as estrelas que não se
      cansam de brilhar, para que o meu
      olhar, aos cometas, vista lhes pouse,
      reténs de tua vontade, grande onda.

      E no cimo da pedra, no meio do mar,
      tua figura feminina, ultrapassa-se a
      si mesma, e como mãe, da natureza,
      somente tu, redefines, a paisagem.

      Mais ao fundo, nuvens recolhem a
      preciosa água, sobressaindo do azul
      profundo, cobrindo vasto horizonte,
      que já instigas, deitar-se, a teus pés.

      Sereia de tudo o que se vê e não vê,
      acalmadas as águas, do imenso mar,
      e, rendidas à tua hipnose, sugestiva,
      nos braços, ganhaste asas e partiste.

      Jorge Humberto

Posted in poesia | Leave a Comment »

Amanheceu…

Posted by vidapura2 em Março 3, 2009

O dia veio tão lindo!
O sol derramando mel…
E continuam sorrindo
Os olhos azuis do céu!

Eme Paiva

Posted in poesia | Leave a Comment »