amizade e poesia

Alguém que faz você rir…Alguém que faz você acreditar em coisas boas…Alguém que convence você …De que existe uma porta destrancada…Só esperando para que você abra. Esta é a Amizade Para Sempre.

Archive for 25 de Abril, 2009

ONDE O HOMEM POR ENTRE A FÉ

Posted by vidapura2 em Abril 25, 2009

Ah, mas nós, como muitas das vezes, já o escrevi, não
precisaríamos nunca de deuses, se nos acreditássemos,
como pessoas, nem de ajoelharmo-nos jamais,
perante estátuas e anjos, num acto de contrição.

É que tudo isto (de deuses e de semi-deuses), é apenas
o caminho mais fácil, quando diante de um problema.
Como se, enquanto seres humanos, não
nos bastássemos, para saber, o que é bom ou mau,
para as nossas vidas.

Como seres inteligentes, todos temos o discernimento
suficiente, para nos conhecermos, sabendo perfeitamente,
que caminhos a evitar ou buscar.

A isso se chama, crescer e aprender, formando
um carácter, enquanto pessoa, de ideias e ideais, bem vincadas.

E será dessa forma, que todos a irão conhecer e respeitar,
sem bengalas nem bíblias, que não passou, de uma mescla
de pessoas, escrevendo, o que foram ouvindo, de boca em boca,
ou rasurando, para colocar, seu próprio entendimento do livro.

Daí as imensas leituras, possíveis (porque incoerentes):

assim como, qualquer ser humano, sugestionável e propenso, a alterar,
o que feito está, não por um qualquer fundamento Universal,
tão só por puro radicalismo. 

A cada um sua fé, sem fundamentalismos – Jesus revolucionário,
na cruz, por tudo aquilo em que acreditou.

Porém, em toda a nossa estupidez, contra os ensinamentos, de Jesus
(que, para além dele, nada mais existe, senão o Universo, que nos traz),
Pagão o fizemos, ao usarmos ícones, proibidos, para o referenciar.

Jorge Humberto

Anúncios

Posted in poesia | Leave a Comment »

Poetas, Centelhas de Deus

Posted by vidapura2 em Abril 25, 2009

Poetas são centelhas de Deus…
Anjos missionários, luz brilhante,
Seres que gravitam pelo planeta,
Para balsamizar a dor extenuante…

Poetas são a força cósmica,
A palavra de coragem viva…
Magos que adivinham sonhos,
Mantêm a chama do amor ativa.

Muitos caminham pela noite…
Ouvindo os esquecidos das ruas,
Outros… Caminham ao sol do dia,
Pedindo que a paz se construa…

Poetas são as mãos das mães,
O coração de um pai zeloso…
Primavera que desabrocha a flor.
São o abraço de um filho amoroso.

Trazem dentro de si a esperança,
A fé inabalável de um tempo melhor.
E suas sementes vão espalhando…
Enxugando as lágrimas ao redor…

Poetas são centelhas de Deus…
São diáfanos e ternos querubins,
Derramando afeto em letras…
Até que o ódio… Chegue ao fim…
Mary Trujillo

Posted in poesia | Leave a Comment »

Porque te amo

Posted by vidapura2 em Abril 25, 2009

           Porque te amo, driblo tempestades.
            Contigo, os meus sonhos arquiteto.
            Supero, cônscio, as adversidades,
            Movido por teu amor e afeto.

            Porque te amo, eu adoro esta vida.
            É amor presente, qual um remédio.
            É tua voz linda e a mão estendida;
            A companheira a aliviar o tédio.

            Porque te amo, sou muito feliz.
            Tu és o maior presente de Deus.
            O amor sonhado, o que eu sempre quis.
            O motivo maior dos dias meus.

            Porque te amo, gosto do teu jeito.
            Do sorriso e determinação.
            Graças a ti, carrego no peito
            Um romântico e fiel coração.

            Porque te amo, sonho eu acordado,
            Quando eu durmo te vejo também.
            Diuturnamente, em ti estou ligado,
            Fiz-me, de tua alma, eterno refém.

            Porque te amo, eu escrevo meus versos,
            Mesmo com meu linguajar inculto…
            E até nos meus momentos adversos,
            Minha poesia flui ante teu vulto.

            Ógui Lourenço Mauri

Posted in poesia | 1 Comment »

Que olho é este…?

Posted by vidapura2 em Abril 25, 2009

      Tomo a noite por senhora companheira, sento-me na pedra frente ao oceano,

      

      as estrelas despontam como se fossem pipocas a estourar, uma a uma…

      

      Se fazendo em tal número, incapazes de serem contadas…

      

      Como se quem as criou fosse uma fonte imensa de luz

      

      capaz de colocar nos céus tal número delas que sempre seriam infinitas…

      

      

      

      Sinto-me como vigiado uma sensação forte de que alguém toma conta de mim,

      

      olhos dos lados, nada…A minha frente o mar, e o toque da brisa suave…

      

      Esta sensação de vigilância, sempre se faz presente em meus dias

      

      desde o instante que acordo para o labor, como no decorrer das horas,

      

      até mesmo em meu descanso e durante, ele adentra os meus sonhos…

      

      Como se um “olho” tomasse conta de tudo, segundo a segundo,

      

      em vigilância de meus atos…

      

      

      

      Um olho tão forte capaz de dominar a natureza, o som, o ar, o sol, a lua…

      

      Em cada um de meus atos eu o sinto…

      

      Quando dos acertos; olha-me de forma doce meiga,

      

      E, quando tropeço em meus erros; o olhar torna-se áspero, profundo…

      

      Adverte-me, mas me faz aprender mesmo entre dores profundas,

      

      me aperfeiçoa a não cometer o mesmo erro…

      

      

      

      Um olho tão magnífico capaz de vigiar a todo o globo terrestre.

      

      observar os desmandos, marcar para sempre os perversos de coração e os de alma…

      

      Um olhar de magistrado a proferir em cada momento as sentenças,

      

      às vezes, para alguns derradeiras…

      

      Um olho que esta ai, te vendo e dele não adianta correr ou esconder-se,

      

      ao mesmo tempo em que ele te é luz, abrindo os caminhos entre trevas,

      

      ele também te é mestre firme cobrando de você aprimoramento…

      

      

      

      Um olho que esta vigilante sobre aqueles que se opõe ao amor,

      

      aos invejosos, aos caluniadores, aos que se aproveitam da fraqueza humana

      

      na tentativa sempre de galgar algo que não lhes pertence,

      

      Seja um dom, seja o carisma, fontes intransferíveis…

      

      Ou mesmo, o desejo de possuir o que material a outrem pertença…

      

      

      

      Um olho que se fará presente no julgo dos falsos amigos,

      

      Estes, marcados para sempre pela mediocridade de se fazerem passar por anjos

      

      ou estrelas tentando esconder os demônios que realmente são…

      

      Mas do olho não conseguem esconder certamente!

      

      

      

      Este olho esta por ver o alimento jogado ao lixo da mesa farta,

      

      Enquanto, logo a esquina, alguém morre por fome…

      

      A traição, a mentira, os mal-feitores, os lares destruídos por outros amores,

      

      Vidas destroçadas, sempre estará, este olho, a observar e ele não vai falhar!

      

      

      

      Ah, este olho que tanto me foi doce e amigo em minhas dores!

      

      Que me foi farol entre as trevas que a traição, a mentira,

      

      a falsidade, tentaram colocar frente ao meu coração,

      

      Este olhar que me fez e me faz sobreviver a cada ataque

      

      daqueles que não aprenderam a viver daquilo que lhes pertença

      

      E, como fracos necessitam sempre vir e tirar algo de mim…

      

      

      

      Mas tem coisas que são intransferíveis…O dono do tal olho me deu,

      

      como dá a cada um, seus próprios tesouros, estes são nossos!

      

      Lindo teu olho meu Pai! Obrigado por estar sempre presente em minha existência,

      

      Agora, volto ao meu lar…Lá, você certamente continua comigo…!

      

      

      

      Te amo Pai meu único e Senhor absoluto,

      

      Te amo Deus!

      

      “Constuamos a paz promovendo o bem!”

Posted in AMIGOS | Leave a Comment »

refletindo na noite…

Posted by vidapura2 em Abril 25, 2009

      Esta lágrima que insiste em rolar
      este aperto no coração…
      só me resta uma indagação:
      __que fiz eu para ensejar?
olga kapatti

Posted in poesia | Leave a Comment »

UMA LUZ SE ACENDE!

Posted by vidapura2 em Abril 25, 2009

            A cada amor e a cada desamor
            
            sobe-se mais um degrau na escada da vida.
            
            A cada amor uma alegria
            
            a cada desamor uma dor
            
            Indaga-se o porquê…
            
            Poderia ser diferente!
            
            
            E assim, os dias passam, a jornada continua,
            
            com as novas lições adquiridas
            
            forçando o retroceder, no tempo e no espaço,
            
            na busca da felicidade vivida
            
            sem mesmo perceber… no passado perdida.
            
            Foi ali que se foi feliz e não se
             teve a devida consciência…
            
            Tudo… pela falta de experiência!
            
            
            Hoje, a procura constante se torna
             uma luta incansável.
            
            Ao ensejar-se o encontro com o Eu interior
            
            depara-se com uma dor a ser vencida…
            
            Ela traz o desanimo por não se ver
             perspectiva no futuro,
            
            Mas neste momento de
            insensatez e dor –  a cura,
            
            o sublime. acontece:
            
            
            – Uma luz se acende no fundo do túnel
             e mostra o caminho a seguir
            
            Se entregue ao Ser Superior…
            
            É assim que se encontrará guarida!

  olga kapatti®

Posted in poesia | Leave a Comment »

Sou… Eu sou brasileira!

Posted by vidapura2 em Abril 25, 2009

Sou, eu sou uma orgulhosa brasileira,
Cheia de graça, alegre e guerreira!
Corinthiana, boa sambista e faceira…
Sou da terra dourada, da mulata brejeira!
 
Sou… Eu sou brasileira, sim Senhor!
Terra de mulher charmosa e bonita
De homem inteligente e cheio de amor.
Do povo bom… De uma crença infinita!
 
Sou brasileira, herdeira da mulher rendeira,
De Carmen Miranda e Vinícius de Moraes.
Amo meu país, minha formosa bandeira!
O sol que se espraia nos mares e canais…
 
Sou uma brasileira apaixonada pelo meu país,
De gente que sofre, mas, em sonhos acredita,
Mesmo diante de governos soberbos e hostis…
Sem ter arroz e feijão para levar na marmita!
 
Sou… Eu sou uma… Mais uma brasileira…
Que tem fé nos braços abertos do Redentor.
Que confia na sua pátria bela e altaneira…
Vendo enfim, o oprimido, vencendo o opressor!
Mary Trujillo

Posted in poesia | Leave a Comment »

Subindo a Cantareira

Posted by vidapura2 em Abril 25, 2009

Todo mundo é cheio de histórias
Todo mundo
Mas o que significa
Estas palavras suavemente vazias
Se queremos
Apenas um gesto de carinho

Queria ficar do lado de alguém
Por ficar
Sem ter hora de ir
Confiar na hora de cochilar
Ter certeza
Que não serei perturbado

Escrevo desritmado
Não tenho formulas prontas
A gente sonha por sonhar
Desconheço alguma regra
Além de deitar em qualquer lugar
Relaxar e fechar os olhos

Talvez o que falo seja trivial
Como a dança dos carrinhos no supermercado
Ou o vôo das andorinhas
Mas jogo minhas bolinhas de gude
Tento alcançar o azul celeste
E abraçar as nuvens

O céu esta caindo
O trânsito e a violência
Estão ceifando os campos
Mas sigo com a vida
Trago nas mãos de homem
A fétida rotina do cotidiano

A gente corre por correr
Não escolhe a hora
De peito aberto ao vento
A gritar feito feirante
Até o fim das forças
Sabendo que o bicho pega

Todo mundo é cheio de histórias
Todo mundo
Dá importância a frivolidades
Prazeres com comida
Desgraças alheias
Noites de bebedeiras

Carlos Assis

Posted in poesia | Leave a Comment »

Vem Cuidar De Mim

Posted by vidapura2 em Abril 25, 2009

            A saudade está falando alto,
            Calando tão fundo…
            Preciso do gosto do seu beijo,
            Ter os seus carinhos, seu calor…
            Vem cuidar de quem precisa do seu cheiro,
            Do seu abraço, do seu amor…
            Vem…
            Que essa distância me alucina,
            Preciso desse olhar que me fascina,
            Arrepia minha pele, a própria alma!
            Me acaricia e me acalma…
            Vem …
            Preciso da sua mão para seguir…
            Do seu sorriso para sorrir…
            Vem amor… Meu corpo só
            Existe quando sente o seu…
            Porque minha vida só é vida,
            Se ouve a doce melodia da sua voz…
            Seu peito juntinho, colado ao meu…
            Vem fazer da minha noite,
            Da minha madrugada
            Uma festa de carinhos e delírios.
            Vem…
            Que sem você tudo é um martírio…
            E só… Só você sabe… Onde
            Estão todos os meus sonhos
            E as minhas verdades…
            Vem cuidar de mim hoje… Agora!
            Vem…
            Estou morrendo de saudade!…
            Mary Trujillo

Posted in poesia | Leave a Comment »

Ao Acordar

Posted by vidapura2 em Abril 25, 2009

      À noite
      chegou-me a inspiração
      ao lembrar de você,
      então um poema
      traz o tema
      do amanhecer,
      junto o Sol
      que teima em fazer
      com que as cores
      tenham mais tonalidade
      e a luz revele
      a beleza da primavera
      totalmente florida,
      cheia de vida,
      encanto e cor.
      A carícia da aurora,
      no botão da orquídea,
      que espera
      a luz da energia
      para revelar o segredo,
      da beleza
      e seu colorido,
      fomenta a magia
      de se abrir,
      se mostrar tão bela,
      como o abrir de seus olhos
      que trazem tão linda você.
      As gotas do orvalho
      que em carícias
      absorveram o perfume das flores,
      evaporam fragrância de amores
      que se mesclam
      ao perfume seu.
      O calor de seu corpo
      aquece ao meu
      e meu toque fala por nós
      quando nossos corpos se juntam
      para saudar mais um amanhecer…

      Ruben Alves Vieira

Posted in poesia | Leave a Comment »

ANSIEDAD

Posted by vidapura2 em Abril 25, 2009

                  Ansiedad de tenerte en mis brazos,
                  musitando palabras de amor.
                  Ansiedad de tener tus encantos,
                  y en la boca volverte a besar.

                  Ansiedad de tenerte en mis brazos,
                  musitando palabras de amor.
                  Ansiedad de tener tus encantos,
                  y en la boca volverte a besar.

                  Tal vez estén llorando mis pensamientos,
                  mis lágrimas son perlas que caen al mar,
                  y el eco adormecido de este lamento,
                  hace que esté presente en mi soñar.

                  Quizás esté llorando al recordarte,
                  estreche mi retrato con frenesí,
                  y hasta tu oído llegue la melodía salvaje
                  y el eco de la pena de estar sin tí.

                  Ansiedad de tenerte en mis brazos
                  musitando palabras de amor.
                  Ansiedad de tener tus encantos
                  y en la boca volverte a besar.

Posted in poesia | Leave a Comment »

ALMA SENTIDA

Posted by vidapura2 em Abril 25, 2009

      Vem, dá-me tua mão,
      segue comigo
      pela estrada do sol,
      entre as sombras
      da clara manhã.
      Quero contigo,
      chegar ao infinito que vislumbras.

      Vem, dá-me tua mão,
      olha tua estrela
      no céu azul clamando a vida.
      Por certo apareceu para vê-la
      no sonho de amor, alma sentida.

      Sós, bem longe de todos enfim.
      Tu, ajoelhada, olhas para mim no devaneio que é só perfume.

      Conheço-te e me entrego em teus braços,
      na harmonia celeste dos espaços,
      no querer profundo que resume.

      Libórni Siqueira

Posted in poesia | Leave a Comment »

DECLARACIÓN DE AMOR…….

Posted by vidapura2 em Abril 25, 2009

Amado para siempre mi amor
que no ha ninguna promesa
sólo un compromiso de alma… 
Cuanto nos queremos,
nos amamos,
con un grande placer… 
Quanta lucha contra el mal
que firmemente
quiso cubrir nuestras verdades…
¿Cuántos obstáculos vencidos
Por nuestros corazones incansables… 
¿Cuántas lágrimas caerán de los ojos
que inundó nuestras almas…

Nuestro amor es espontáneo!
Una mutua complicidad!
Un afecto interminable…
Bastaba una simples mirada
para en sus brazos me jugar …
Para mí es usted, y siempre lo será
Mi querido muchacho,
mi sueño encantado
Mi amor realizado ….

Penhah Castro

Posted in poesia | Leave a Comment »

DECLARAÇÃO DE AMOR

Posted by vidapura2 em Abril 25, 2009

Amado para sempre meu amado
ao qual promessa alguma jamais eu fiz
somente um compromisso de alma assumi…
Quanto nos queremos,
nos amamos,
nos deliciamos….
Quanta lutas contra a maldade
que insistentemente
queria cobrir nossas verdades…
Quantos obstáculos vencidos
por nossos corações incansáveis…
Quantas lagrimas cairam de nossos olhos
que inundaram nossa alma…

Nosso amor era espontâneo!
Uma cumplicidade mútua!
Um carinho interminável…
Bastava um simples olhar
para em seus braços eu me jogar…
Para mim você é e, sempre será
meu menino amado,
meu sonho encantado
meu amor realizado….

Penhah Castro

Posted in poesia | Leave a Comment »

Felicidade

Posted by vidapura2 em Abril 25, 2009

Ela veio bater à minha porta
e falou-me a sorrir, subindo a escada:
“Bom dia, árvore velha e desfolhada”
e eu respondi: “Bom dia, folha morta”
Entrou: e nunca mais me disse nada…
Até que um dia (quando pouco importa!)
houve canções na ramaria torta
e houve bandos de noivos pela estrada…
Então chamou-me e disse:”Vou-me embora!
Sou a felicidade! Vive agora
da lembrança do muito que te fiz”
E foi assim que em plena primavera,
só quando ela partiu contou quem era…
E nunca mais eu me senti feliz!

Guilherme de Almeida

Posted in poesia | Leave a Comment »