amizade e poesia

Alguém que faz você rir…Alguém que faz você acreditar em coisas boas…Alguém que convence você …De que existe uma porta destrancada…Só esperando para que você abra. Esta é a Amizade Para Sempre.

Archive for 2 de Setembro, 2009

Amor fraterno

Posted by vidapura2 em Setembro 2, 2009

O rei Salomão foi um rei judeu considerado dos mais sábios. Durante seu reinado, viveram em Sião dois irmãos que eram agricultores e semeavam trigo.

 

Quando chegou a época da colheita, cada um foi colher o trigo no seu campo.

 

Uma noite, o irmão mais velho juntou vários feixes da sua colheita e os levou para o campo do irmão mais novo, pensando:

 

Meu irmão tem sete filhos. São muitas bocas para alimentar. É justo que eu lhe dê uma parte do que consegui.

 

Contudo, o irmão mais novo também foi para o campo, juntou vários feixes do seu próprio trigo, carregou até o campo do irmão mais velho, dizendo para si mesmo:

 

Meu irmão é sozinho, não tem quem o auxilie na colheita. É bom que eu divida uma parte do meu trigo com ele.

 

Quando se ergueram ambos, pela manhã, e foram para o campo, ficaram muito admirados de encontrar exatamente a mesma quantidade de trigo do dia anterior.

 

Chegada a noite seguinte, cada um teve o mesmo gesto de gentileza com o outro.

 

Novamente, ao acordarem, encontraram seus estoques intactos.

 

Foi na terceira noite, no entanto, que eles se encontraram no meio do caminho, cada qual carregando para o campo do outro um feixe de trigo.

 

Abraçaram-se com força, derramaram muitas lágrimas de alegria pela bondade que os unia.

 

A lenda conta que o rei Salomão, ao tomar conhecimento daquele amor fraterno, construiu o Templo de Israel naquele lugar da fraternidade.

 

O amor fraterno é um dos exercícios para se alcançar a excelsitude do verdadeiro amor.

 

Os que nascemos numa mesma família, como irmãos de sangue somos, as mais das vezes, Espíritos que já nos conhecemos anteriormente em outras existências.

 

É isso que explica os laços do afeto que nos une. Embora ocorram casos em que os irmãos se detestem, chegando mesmo ao ponto de se destruírem mutuamente, comove observar como tantos outros se amam e se auxiliam.

 

Percebe-se, pela sua forma de agir, que nasceram para amparar-se mutuamente e alcançar objetivos altruístas.

 

É comovente observar como Deus dispõe os seres de forma a exercitarem o amor.

 

Lembramos de uma família na qual o segundo filho é portador de enfermidade que o impossibilita, desde os verdes anos da infância, a ter uma vida dentro dos parâmetros considerados de normalidade.

 

Necessita de amparo constante, pois até mesmo as refeições não consegue fazer sozinho.

 

E o irmão menor, extremamente dedicado, sempre pronto a atendê-lo. Eu ajudo, são suas palavras mais frequentes.

 

Amor fraterno. Felizes os que aproveitam a oportunidade do exercício e estabelecem pontes eternas do seu para o outro coração.

 

* * *

 

Nossas famílias são planejadas antes de renascermos.

 

Nesse planejamento são levados em conta os nossos contatos anteriores.

 

Isto explica, sem sombra de dúvidas, as simpatias e antipatias que, desde o berço, envolvem os que nos reunimos em uma mesma família.
Momento Espírita

Posted in AMIGOS | Leave a Comment »

DESEJOS….

Posted by vidapura2 em Setembro 2, 2009

Desejos que não tem idade
                mas que assolam minha vontade…
                Que escalam por minha emoção
                deixando queimar meu coração…
                Desejos que se juntam aos seus
                e, que se tornam incontroláveis…

                Um desejo de ser beijada
                ao longo da minha estrada…
                De ser abraçada
                até confundir seu coração com o meu…
                De ser penetrada até o fundo do meu ser…
                De ser amada…
                Muito amada….
                Do mais lânguido amanhecer
                Até o mais romântico anoitecer…
                De amar sem nunca temer
                ser rejeitada por você…
                De fundir nossas vidas
                pela eternidade por nós vivida…

Penhah Castro

Posted in poesia | Leave a Comment »

ENFEITIÇADA…

Posted by vidapura2 em Setembro 2, 2009

Ah! Certamente estou enfeitiçada…
            Completamente louca de amor!
            Sonhando e querendo
            lutando e realizando…
            Estou enfeitiçada pelas suas palavras
            que chegam ao meu ouvido
            fazendo o maior furor…
            Que chegam á minha alma
            e, tudo nela se acalma…
            Meus olhos abertos sonham com você!
            Todo o meu ser vibra de energia!
            Você em minha mente noite e dia!
            Na minha cama realizando
            todas as minhas fantasias….
            A inocência aflora!
            A ousadia se irradia….
            A confiança aumenta!
            A felicidade é constante!
            A esperança renovada!
            Com certeza estou enfeitiçada….

Penhah Castro

Posted in poesia | Leave a Comment »

Mãos

Posted by vidapura2 em Setembro 2, 2009

Benditas sejam as mãos
Que tecem os fios da vida…

Mãos que oram e pedem;
Mãos que oferecem guarida;
Mãos que aproximam
E mãos que agradecem;
Mãos que a dor aliviam
E mãos que curam feridas;
Mãos que aplaudem
E mãos que acariciam;
Mãos que escrevem sábios dizeres
E mãos que pintam poesia;
Mãos que tocam as cordas
Sensíveis do coração;
Mãos que trabalham e suam,
Mãos que plantam o trigo,
Mãos que fazem o pão…

Benditas sejam, ó mãos, que regem
A grande orquestra da Vida!

Alencar Medeiros

Posted in poesia | 1 Comment »

Segredo

Posted by vidapura2 em Setembro 2, 2009

Em meu peito arfante
 um segredo me consome.
A sete chaves guardado,
não pode ser revelado.
Deixaria de ser segredo,
quando desvendado.
Oh, dor cruel sem alento!
Coração repleto de magia,
contagiaria o outro, com certeza!
Orgulhoso ficaria por saber-se
 tão sonhado e amado!
Tenho alegria serena,
 contida como uma sombra.
 O que sinto me basta,
já que a exposição ao sol,
queimaria o encanto,
a alvura deste sentimento
 que irradia ternura.
É suave a sinfonia que canta
melodiosamente dentro de mim!
Isto é muito mais que uma simples paixão.
Não estou a fim de iludir,
nem iludir-me
Pois que iludir é ato tolo,
convence precariamente,
 ligeiramente e some no tempo
 como poeira jogada ao vento,
formando nuvens de sonhos;
apagando-se com o tempo.
Só restaria o aroma da ilusão,
deixando desiludido o coração.
Saibas que não carrego nem esperança.
Mas sonhar, não minto, sonho,
Pois que o sonho sem comando
 me deixa imaginar
que estás ao meu lado.
Sinto-me assim a mulher
mais realizada do mundo.
Sonho acordada e dormindo.
Quem me dera ter-te um dia
 ao meu lado!
Meus pés no chão
não caminharão até ti.
As chaves estão guardadas,
 mas saibas és o maior amor
 que já senti.

Vanderli

Posted in poesia | 3 Comments »

VIOLENCIA NAS ESCOLAS

Posted by vidapura2 em Setembro 2, 2009

Algo que precisamos assimilar,
            é que escola é lugar para estudar,
            e não para maus instintos desabafar…
            Crianças devem pensar com seriedade
            que sua premente necessidade
            é saber preparar seu futuro,
            que poderá ser triste e duro,
            se permitirem que algum vício as domine,
            e assim sua vida cedo termine…
            Deve ficar sempre alerta,
            mantendo  mente bem esperta,
            nada de estranhos aceitando,
            e saber ouvir o que seus pais mestres vão orientando…
            é muito triste o que se passa atualmente,
            chega mesmo a ser deprimente
            o que nos diz o noticiário,
            sobre tráfico e uso de drogas,
            sobre consumo de cigarros e bebidas,
            sem falar nas vidas perdidas
            depois de lutas entre gangues escolares…
            É preciso dar-se um basta a essa situação…
            Há que se por a mão na consciência,
            e acabar com essa inconsciência…
            Pais… Mestres… Alunos… vamos nos dar as mãos…
            Vamos raciocinar com cuidado…
            Não podemos deixar o estudo de lado…
            Afinal… é a vida… o futuro… que não pode ser desprezado…
            Escola, é lugar para estudar,
            e o futuro preparar…

Marcial Salaverry

Posted in poesia | 35 Comments »

OLHANDO AS COISAS

Posted by vidapura2 em Setembro 2, 2009

Um dos problemas da raça humana
            é essa tendência desumana
            de manter os olhos fechados
            ante o sofrer dos desgraçados,
            dessas crianças famintas…
            Vendo a fome dos pequenos desvalidos,
            com seus olhares sofridos,
            não sei o que pensar…
            Como recursos buscar,
            para o sofrimento aliviar?
            E vendo políticos se enriquecendo
            e as crianças pobres fome sofrendo,
            às mãos do tráfico se entregando,
            para o que querem, apenas roubando,
            em vida, se desfazendo,
            e de overdose perecendo…
            Pergunto-me, e agora, o que fazer,
            se essas mesmas figuras vão se eleger,
            e as crianças, famintas permanecer?
            Enquanto o povo não souber votar,
            essa situação vai perdurar…
            E nossa infancia mais se desgraçar…

Posted in poesia | Leave a Comment »

ESCOLAS OU PRESÍDIOS

Posted by vidapura2 em Setembro 2, 2009

É muito triste a nossa realidade! A situação que aí está, é resultado de décadas de descaso do poder público com os fundamentos básicos da cidadania: saúde, educação e moradia e emprego dignos, atrelados à secular má distribuição de renda.
            
            Antes de me aposentar, trabalhei quatros anos na Febem/Guarujá e vivi experiências muito tristes que até hoje não me saem da memória.

            Infelizmente, por melhor que seja o trabalho com os adolescentes internados, através de atendimento psico-social, além do ensino fundamental e médio e diversas atividades, nada se consegue, se não houver uma sólida estrutura familiar.
            
            A miséria empurra esses jovens para o tráfico, às vezes incentivados pela própria família, que vislumbra no traficante uma ‘saída’ para solução de seus problemas. Grande engano… Quantos jovens que ao serem liberados, poderiam começar uma nova vida, são friamente eliminados a mando dos próprios traficantes, porque deviam algum dinheiro a eles.
            
            Eu nunca me esqueci do olhar apavorado de um menino, ao adentrar na FEBEM, com uma das mãos fechadas. Por mais que os vigilantes mandassem-no abrir a mão, supondo que fosse alguma droga, mais ele se retraía e não obedecia. Cheguei perto dele e conversei amigavelmente, dizendo que não havia nada a temer, que estávamos ali para ajudá-lo. Finalmente ele abriu a mão e para minha surpresa, havia um santinho todo amassado, demonstrando que estava orando, apavorado!
            
            Convivi com meninos que me surpreendiam dia a dia! Inteligentes, aprendiam com facilidade tudo que lhes era ensinado, alguns tornando-se campeões em xadrez! Se alguém lhes tivesse dado uma oportunidade, poderiam ter se formado cidadãos exemplares, úteis para a sociedade!
            
            É muito fácil e cômodo culpar o governo pela miséria e consequente violência que assola o nosso país. Essa situação que estarrecidos e impotentes vivenciamos, poderia, aos poucos, ser minimizada se cada um fizesse a sua parte… Se cada um de nós levasse um tijolinho de solidariedade, um dia, não muito distante, exibiríamos orgulhosos, nossa construção de cidadania, imponente e realizada!
            
            Então poderíamos assistir, felizes, ao declínio dos presídios e à proliferação das escolas!  Não é utopia, depende apenas da nossa boa vontade! Basta um tijolinho…

Esther Ribeiro Gomes

Posted in AMIGOS | Leave a Comment »

Escolas ou Presídios?

Posted by vidapura2 em Setembro 2, 2009

Escolas ou presídios,
            para os filhos da nossa pátria?
            Realmente, esses jovens que vivem aprontando,
            usuários de drogas, laranjas como são chamados
            esses que transportam as mercadorias roubadas
            ou mesmo drogas para outros lugares.
            Esses são decididamente filhos da pátria,
            só da pátria, pai e mãe desses jovens não existem
            e quando existem não estão nem ai com os filhos.
            A falta de amor, a carência de afeto leva o jovem a se marginalizar.
            Sem dúvida nenhuma, precisamos mais de escolas do que de presídios,
            resta saber quem vai orientar esses” jovens” a freguentar um banco escolar,
            a dar o amor que eles tanto necessitam.
            Talvez, a necessidade maior seria de abrigos, com pessoas gabaritadas
            para orientar e encaminhar a nossa juventude desajustada.
            Presídio pelo jeito não adianta nada, de dentro eles comandam o crime aqui fora.
            As escolas hoje também andam tão precárias,
            os alunos levam armas, brigam entre si e maltratam os professores.
            Sei que estou saindo do tema, mas, não seria prudente existir
            entre presídios e escolas…leis?
            Leis que fossem seguidas à regra,
            policiais que fizessem o seu trabalho sem precisar espancar.
            Os filhos da pátria estão por todo lado, se a coisa continuar nesse pé,
            eu diria que vamos precisar das duas alternativas.
            Ouuuuuu, de governantes que se preocupem com os filhos da pátria,
            pelo que podemos ver, eles se preocupam só com os filhos deles.

faffi

Posted in AMIGOS | Leave a Comment »

Vida sem tempo

Posted by vidapura2 em Setembro 2, 2009

Cala a voz e a boca que antes gritou
ensaia uma palavra, única talvez,
capaz de recriar o caminho
hoje sofrido, escondido,
que o homem violou.

A coragem que trazia logo se esgotou
entre alguma lua e algum outro sol,
pássaro solto, perdido, sem ninho,
procurava por um pouso tranquilo
quando a tempestate se formou.

Linhas mal traçadas pelas folhas do destino,
não falam de mim nem tampouco do amor,
e no silencio das horas, apenas a noite
e outra vez deito-me sobre a sombra
de um desenho que ainda assino.

Aisha

Posted in poesia | Leave a Comment »

Cumplicidade

Posted by vidapura2 em Setembro 2, 2009

Uma lembrança passeia lá fora
debruçada no azul da paisagem,
ora parece verdade, ora parece miragem…
Mas me atiça, desperta cobiça
eu quero rever!

O hoje diz que não posso.
Mas o ontem me acena, e até me desafia;
pinta no meu rosto um olhar de desdém
como quem quer muito e já tem
coragem para buscar o que precisa!

Espere mais um pouco…
Um pouquinho só, e eu vou mergulhar
no imenso azul desse mar
procurar e lhe trazer de volta… para amar!
Diga que também quer, que não se importa
com o resto do mundo
que não é azul…

Diga que quer voltar a ocupar,
meus braços vazios,
minha solidão sem o seu olhar
e o nosso mundo voltará a ser:
azul da cor do mar!

Daquele jeito nosso, de antes e depois…
cumplicidade entre nós dois!

Tere Penhabe

Posted in poesia | Leave a Comment »

DEFININDO

Posted by vidapura2 em Setembro 2, 2009

Querer…
é o poder de um sonho
transformando a vida numa
estrada colorida para
o querer se realizar.
É como um fuso dourado
embutido no jasmim,
perfume suave e poderoso
numa estrada sem fim…

Gostar…
 é o sorriso nos lábios,
a beleza do olhar,
é esquecer a tristeza
que esteja a atormentar.
É do querer a magia
nas noites de luar,
momentos felizes,
fazendo a vida alegrar…

Desejar…
é a partida à caminho do prazer !
É a emoção incontida,
um fogo a se acender,
é a vontade de um sonho
logo se realizar
e que o prazer esperado
seja desenfreado
para a fome saciar…

Paixão…
é aventura ou ventura,
realidade, ilusão,
é a fruta madura
com sabor de sedução.
É desejar, é querer,
é a fonte do prazer,
é a erupção do vulcão
num corpo adormecido
despertando o coração !
Nela o sexo é reflexo
dos desejos e beijos,
conduzindo ao universo
pleno de alucinação !

Amar…
é o bem querer.
Talvez o final da paixão,
a contra-mão do desejo,
num tocar de realejo
e do destino o saber.
É a paz dos sentimentos,
sem mais sonhar nem perder,
é amizade cristalina
envolta em cada ser…

Mas há outro jeito de amar.
Mistura de querer, gostar,
desejar, se apaixonar…
Esse é o mais profundo
existente nesse mundo.
Digo-lhe, pode crer,
esse é o grande amor
que sinto por você.

Eliana Ellinger

Posted in poesia | Leave a Comment »

Rosa da Amizade

Posted by vidapura2 em Setembro 2, 2009

Que cada amanhecer do seu dia
      nasça contigo uma flor.
      Que cada sorriso teu, seja as pétalas
      que torna esta flor mais completa.
      Que cada pensamento positivo, seja o caule
      … que a sustenta.
      Que cada passo para a vitória, seja
      a terra que alimenta.
      Que cada gesto teu, seja o sol
      que fornece energia,
      e que o brilho dos teus olhos, seja a beleza
      e a simplicidade desta flor,
      que me embriaga com o seu perfume e me
      encanta com seu carisma.
      Esta flor que desabrocha em seus pensamentos
      e me transforma em você…
      Uma flor que vai permanecer intacta às mais
      diferentes épocas,
      aos mais inesperados destinos,
      uma flor que nunca vou permitir morrer.
      Sabe porque?
      
      Porque ela é linda como você
      e porque todos a chamam de AMIZADE.

      PAULO MELLO

Posted in poesia | Leave a Comment »

Ser poeta é ser mais alto, é ser maior

Posted by vidapura2 em Setembro 2, 2009

Para o poeta que quer ser mais alto,
      Necessário se faz, imprescindível!
      Ser partidário, sempre, inconfundível,
      Do amor maior, sem risco e sobressalto.

      Não vale, em versos, vir tomar de assalto,
      As esperanças de quem é sensível,
      Sendo canalha, vil e desprezível,
      Que fere e funde a boa-fé no asfalto.

      Não vale usar sagrada inspiração,
      Para colher, de incautos, benefícios,
      Menos ainda lhes causar suplícios.

      Sendo poeta, não terá perdão!
      Porque é sublimidade, a estesia.
      Sem ser sublime, é mera anomalia.

Florbela Espanca

Posted in poesia | Leave a Comment »

HIMNO A LA MUJER

Posted by vidapura2 em Setembro 2, 2009

Mujer,
eres alba, espuma, nácar,
lluvia que derrota la sequía,
fuente de besos y volcanes
o el corazón salvaje del viento
derramando un vendaval de ternura.

Por tus venas corre
la salitre de los mares,
la savia azul del universo,
el rosal abierto y palpitante de la luz
latiendo primaveras nuevas.

En tus labios hay sonrisas de sirena,
palabras que suenan a mariposas blancas
y encienden antorchas en la tiniebla de mi tristeza
y derriten el hielo de todas las distancias.

Mujer,
remolino de sol y fuego,
desbordada marea de caricias
en cuyas olas navegan mis sueños
y se despeñan todos mis silencios,
eres luna con sabor a seda,
carnaval de chispas que teje mis relámpagos,
huracán de lava que dilata mis fronteras.

¡Oh, caldera infinita del amor,
bajel rotundo de velas desplegadas,
dislocada tormenta de lascivia!
¿Hacia dónde me lleva la corriente
desatada de tu loca pirotecnia?
¿Hacia qué destino me empujan
los latidos de tu fértil fantasía?
¿Hacia que puerto me arrastran
los vientos de tu ardiente singladura?.

Fernando Luis Pérez Poza

Posted in poesia | Leave a Comment »