amizade e poesia

Alguém que faz você rir…Alguém que faz você acreditar em coisas boas…Alguém que convence você …De que existe uma porta destrancada…Só esperando para que você abra. Esta é a Amizade Para Sempre.

Archive for 3 de Setembro, 2009

Ancorando….

Posted by vidapura2 em Setembro 3, 2009

Navegando em meio ao ocenao,
      driblando as altas ondas,
      meu pensamento voa….
      atravessa o cosmos, atinge
      a plenitude em busca da
      sonhada serenidade,
      na procuraeterna do verdadeiro
       real, e puro amor.
      Submerssa em pensamentos
      mergulho minhas desilusões,
      deixo no sacrario do fundo do mar
      sepultadas as cicatrizes, as dores
      que me fizeram viver,
      em lástimas e profusões.
      Aporto meu coração, hoje
      leve, até mesmo com novo
      colorido e formato,
      abrindo minhas asas para a
      verdadeira felicidade
      que tanto procurei na imensidão
      e estava sempre ali, bem
      quardadinha, dentro do meu
      adolorado coração.
      Sómente eu não percebia
      devido ter vivido,grandes
      pesadelos e tumultos
      que me fizeram desacretitar
      na paixão.
      Hoje,minh’alma acalorada
      explode de amor e sedução.

Arneyde T. Marcheschi

Posted in poesia | Leave a Comment »

Onde chegar…

Posted by vidapura2 em Setembro 3, 2009

Onde chegar?
      Se já não sei mais o caminho
      que percorria antes, p’ra te encontrar?

      Onde chegar ?
      Se as ilusões mortas
       Hoje, já não podem me guiar?

      Perdi seu barco, amor!
      Sozinha não sei navegar…

Gildina Roriz

Posted in poesia | 1 Comment »

AMOR É ILUSÃO

Posted by vidapura2 em Setembro 3, 2009

Amor é a ilusão da vida…
      É a vida da ilusão…
      Traz para a vida uma doce emoção…
      Emoção que é loucura…
      Loucura que é doçura, é ternura…
      Ternura que é simplesmente amor,
      amor, que é amor,  totalmente…

      Marcial Salaverry

Posted in poesia | Leave a Comment »

Ilusão

Posted by vidapura2 em Setembro 3, 2009

Ilusão palavra ingrata

      quantos sonhos não passam de pesadelos

      onde a amisade se torna falsa

      nestes tempos conturbados

      onde uma pena

      pesa quilos de desgosto

      onde o sofrimento

      com a ilusão

      é dura como uma pedra

      Quando me sinto iludido

      meu coração sofre

      na intensidade dos tempos

      e fico perdido no Universo

      cinzento como o ódio

      e então minhas lágrimas

      se espalham pelo chão.
Pedro Valdoy

Posted in poesia | Leave a Comment »

ILUSÃO

Posted by vidapura2 em Setembro 3, 2009

Não vivo, mas sobrevivo dela,
      uma realidade que faz bem a minha
      alma sonhadora…
      A realidade da vida é linda,
      mas cruel, mais lágrimas nos
      olhos do que chuvas nas núvens…
      Ah.. o sonhar, um dom que não
      se pode ignorar e nem deixar
      de acreditar…
      Somos eternamente donos
      de nossas vontades e torná-las
      reias basta imaginar….
      Nada mais…
Naidaterra

Posted in poesia | Leave a Comment »

ILUSÃO

Posted by vidapura2 em Setembro 3, 2009

meus
      pensamentos,
      meus
      desejos,
       minha
      saudade,
      minha
       ilusão,
      voam nas asas da poesia,
      em versos que faço prá ti…

      Ilusão?Pode ser…
      esse é o amor que sinto por ti,
       que se esconde
      nos labirintos da ilusão…

Clara da Costa

Posted in poesia | Leave a Comment »

ILUSÃO

Posted by vidapura2 em Setembro 3, 2009

Palavra que machuca o coração
      e nos faz lágrimas derramar…
      O sonho de um verdadeiro amor,
      de um eterno sonhar…
      De partilhar uma vida,
      de dar vazão aos devaneios
      sem receios…
      Do aconchego, da cumplicidade
      e do renovar constante…
      Da doação recíproca,
      palavra bendita…Amor…
      Que já não creio encontrar…

Fátima Abrantes

Posted in poesia | Leave a Comment »

Enigma

Posted by vidapura2 em Setembro 3, 2009

Das sombras da saudade que deitou sobre
      um triste passado de ilusão
      Que sempre vadio e em breve tempo,
      um dia pereceu

      Recordar  é preciso, em precisa hora…
      
      Lembra-se daquele dia querida?
      Chovia tanto!
      Um terno encharcado, um vestido molhado
      Olhos engotados e brilhosos e cheios de vida
      Numa pista de dança, sem imaginarmos
      que num futuro apenas seria vazia
      e  jazia ali o início da tal felicidade
      
      Discreta e sem saber  ao menos meu nome,
      aceitou-me tão somente naquele instante.
      Onde foi parar a semente da euforia e esperança
      que após a dança deixamos o tempo levar!

      Posto tal
      Nós como uma nau singrando mar revolto
      Desatentos aos rochedos navegávamos nas rotas do medo

      E sem percebemos, fomos ao fundo tal um brinquedo
      Enterrando assim nas profundezas do mar da vida

      Nossos nomes e eternos segredos…..

      Marcos Milhazes

Posted in poesia | Leave a Comment »

DOCE MIRAGEM

Posted by vidapura2 em Setembro 3, 2009

Por onde quer que eu vá

      Me acompanha a tua imagem,

      Tem sido a mais doce miragem

      A me rondar, me encantar,

      Nas madrugadas sombrias,

      Nos meus momentos de sesta,

      Nos dias que faço festa,

      Prá ver o tempo passar….

      

      Mas tudo é ledo engano

      E já não está nos meus planos

      Tua imagem cultivar.

Eri Paiva

Posted in poesia | Leave a Comment »

Ilusões Perdidas

Posted by vidapura2 em Setembro 3, 2009

A tocata de suave melodia

      Joga sonhos ao éden, a voarem

      Como se fosse pássaros sem ninhos,

      É o pranto de amores a clamarem

      Por ausentes carinhos.

      Há momentos de solidão,

      Que revelam amargura e dor…

      É o desequílibrio

      Da indecisão

      De uma realidade

      Sem brilho.

      

      É o lembrar, do perdido amor,

      Que traz a incerteza da rediviva..

      É a negação na expectativa

      Amorfa, sem cor.

      

      Feliz é o sonhador,

      Que cria para si um onírico viver,

      Qualquer dia pode ser o dia

      Em que terá o desejado amor,

      Embora só em fantasia…

      Os velhos pianos tiveram presentes

      No doer de tantas nostalgias,

      No rodopiar em valsas cadentes,

      Em dançares intermitentes

      De sonhos e fantasias…

      

      Vivo, assim, permissivo,

      A pensar no que ficou para trás,

      Embora saiba que já não existe mais,

      Embalo nas minhas  ilusões…

      

      Tarcísio Ribeiro Costa

Posted in poesia | Leave a Comment »

ILUSÃO

Posted by vidapura2 em Setembro 3, 2009

As vezes a ilusão
      sustenta um coração partido.
      Enquanto a razão não chega,
      sonhar as vezes acalma.
      Mas como tudo tem seu tempo,
      esta ilusão é momentânea,
      não vivemos de um sonhar eterno,
      temos que atravessar esta treva.
      Será melhor machucar o coração
      e partir para viver um novo momento.
      A vida é um eterno labirinto,
      mas um dia chegamos ao final.

Beki Bassan

Posted in poesia | Leave a Comment »

AMOR PERDIDO

Posted by vidapura2 em Setembro 3, 2009

“Pela estrada da Vida vou andando,
      E, aos que vejo passar, perguntando.
      Acerca do Amor, que que de mim se foi…”
      Ando pela estrada a rir e a cantar
      As contas do meu sonho desfiando…
      E  noite e dia, à chuva e ao luar,
      Vou sempre caminhando e perguntando…
      Aos passáros e flores do caminho,
      Viste o Amor acaso em algum cantinho?

      E a resposta sempre me vem no olhar tristonho,

      O amor de ti fugiu, partiu,

      em outro coração abrigo encontrou!!!

      E, eu, volto pra casa cansada, triste e amargurada, triste de mim que o amor perdeu!!.

Açucena F. Bizarria

Posted in poesia | Leave a Comment »

Ilusão

Posted by vidapura2 em Setembro 3, 2009

Ilusão é assim…
      Você se veste maravilhosamente
      Seu vestido mais cheio de brilhos
      O sapato alto, com bico muito fino
      Sente-se perfeita para o seu par
      Que espera irá com você dançar
      Rodopiá-la entre as estrelas
      Todos aplaudirão desejando felicidades
      Só que ao chegar lá…
      O baile já aconteceu, outra já brilhou
      Seu par partiu a trotes largos no cavalo branco
      E você ficou com “cara de tacho”
      Afinal somente você queria o baile nesse dia
      Todos sabiam, só esqueceram de avisá-la.

Roze Alves

Posted in poesia | Leave a Comment »

POETA DO POVO

Posted by vidapura2 em Setembro 3, 2009

Tenho dentro de mim uma mui
      forte convicção, de entre ao que vou
      e ao que sou.

      Ao que sou não mente quando diz
      de forma incondicional, que sou
      o poeta do povo.

      Ao que vou: poder ser nos outros, de
      entre esse povo, o que ele me mostrar,
      irrestritamente.

      No fundo o que tenho dentro de mim
      é um amor sem fronteiras, para com
      essas pessoas.

      Jorge Humberto

Posted in poesia | Leave a Comment »

DISSECANDO ALGUNS QUÊS

Posted by vidapura2 em Setembro 3, 2009

Apenas discutimos para manter posições de
poder, face
à amizade e ao respeito de causa perdida.

Discutir sempre foi sinal de mediocridade,
pois quem é inteligente não discute,
expõe suas ideias sem as impor a ninguém.

Quem vive o presente, abraçado ao medo,
de um passado, que deveria ter esquecido,
vive de porta aberta àquela ânsia perversa. 

Por outro lado discutir é princípio de quem se
questiona e só se questiona quem não está parado
no espaço/tempo.

Agora gritar, como eu, assumo, já o fiz algumas
vezes, isso é sinal de total ignorância, resquícios
de um passado violento, que apesar de tudo me

deixou de coração puro. Mas é com o erro que
se aprende, nunca com dúvidas em mente –
que vive de um rancor de um dia menos bom.

Se te duvidas dos outros não fazes fé e tudo o
que te digam é motivo de zombaria, porque te
julgas mais do que eles, não te sabendo julgar a ti.

Porque temes quem és e teu cérebro é um
estranho
emaranhado de sentidos, com a soberba à janela.

Forma impar de defesa, que não raras as vezes
manda calar os outros, quando estes em nada te
ofendem, que não tu em tua própria solidão consciente.

Jorge Humberto

Posted in poesia | Leave a Comment »