amizade e poesia

Alguém que faz você rir…Alguém que faz você acreditar em coisas boas…Alguém que convence você …De que existe uma porta destrancada…Só esperando para que você abra. Esta é a Amizade Para Sempre.

Archive for 6 de Setembro, 2009

Respeito

Posted by vidapura2 em Setembro 6, 2009

O respeito foi definido por alguém como a capacidade do ser de se importar com o sentimento do outro. Talvez seja esta a mais completa das definições.

 

Normalmente, quando nos sentimos ofendidos, desprezados, dizemos apreciar o respeito. Mas, será que respeitamos os demais?

 

É fácil sabermos. Basta que nos perguntemos se somos daqueles que marcamos hora com o médico ou o dentista e na última hora, por questões de pouca importância, telefonamos desmarcando, sem nos preocuparmos com a agenda do profissional e, muito menos, com eventuais clientes que estariam aguardando em lista de espera por aquela hora que agora não será aproveitada por ninguém.

 

Acaso somos daqueles que apreciamos estabelecer preço para os serviços profissionais alheios? Somos dos que pensamos que tal ou qual profissional liberal ganha demais e pode nos fazer um grande desconto?

 

Mais do que isso. Alguns de nós dizemos, de maneira desrespeitosa, que o seu trabalho não vale mais do que a quantia que estipulamos.

 

Desrespeitamos o esforço que o profissional fez para chegar onde se encontra, desconsiderando as inúmeras noites que passou estudando, os plantões intermináveis e exaustivos, as horas de pesquisa.

 

Não levamos em conta, inclusive, os custos financeiros para completar o curso, para prosseguir no seu aperfeiçoamento, mestrado, doutorado.

 

Desrespeitamos o trabalho do outro toda vez que lhe dizemos que seu ganho é fácil e rendoso, enquanto o nosso é árduo.

 

Há falta de respeito sempre que desconfiamos dos outros baseados somente em nossa má fé ou má vontade.

 

E, no trato com outros profissionais, como os domésticos, jardineiros, pedreiros, carpinteiros, quanta vez os desrespeitamos.

 

Sempre que estabelecemos jornadas de trabalho muito longas, que exigimos cumprimento de tarefas além do que se considera humanamente possível, que submetemos o outro a situações humilhantes, o estamos desrespeitando.

 

O respeito deve ser a atitude de todo cristão para com o seu semelhante, seja ele superior ou inferior a si, na escala social e nos degraus da instrução.

 

Afinal, somos todos membros de uma única família, criados pelo mesmo Deus, nosso Pai.

 

Acreditemos que, se não aprendermos a respeitar o nosso semelhante, desde as mínimas coisas, não estaremos agindo dentro da lei de justiça, amor e caridade.

 

***

 

Tenhamos compaixão de quem cai, a consciência dele será o seu juiz.

 

Ajudemos aquele que tomba. Sua fraqueza já é sua punição.

 

Recordemos nosso mestre que, contemplando a multidão aflita, e maldosa, não a condenou, antes deixou-se tomar de compaixão e a ajudou, amando-a, ensinando o caminho para a conquista da paz.

Posted in poesia | Leave a Comment »

Vos adotei para a eternidade

Posted by vidapura2 em Setembro 6, 2009

Se cavalgares entre vales buscando a brisa

       que anuncia a liberdade entre teu caminhar,

       se fazes senhor absoluto

      e, como se nada se teme,

       adianta-se a firmar tua presença.

      

      Se tua forma de for é de tamanha magnitude

      e força que dispensa outros adjetivos,

      faz de tua historia algo a ser lembrado por tempos.

      

      Se no passado fostes à razão do que hoje me apresenta,

       és a força absoluta entre todas e

       faz-me sorrir mesmo diante das duras provações.

      

      Se existe os perseguidores a lançar-me a critica,

      mesmo assim, fizestes de mim luz o suficiente

       para até mesmo destes, chamar atenção.

      

      Se tentarem atacar-te sem princípios

       perdendo-se palavras soltas ao vento lançadas pela

       escuridão que domina os corações fracos,

      faz de mim sempre o vitorioso sobre tudo.

      

      Se sou força, se sou persistência, se sou amigo,

      se sou amante fiel, se sou companheiro e

       porque tua és minha essência,

      tu és o amor e vos adotei para a eternidade

      Paulo Nunes Junior

Posted in poesia | Leave a Comment »

Faça de conta

Posted by vidapura2 em Setembro 6, 2009

Faça de conta…
  Que pra só pra você eu ainda conto…
  E contigo me encanto…
  Escondendo meu pranto…

  Faça de conta que o meu encanto
  o encobre e o fascina
  Faça de conta que os meus dias
  São vivência de poesia….

  Faça de conta…
  Que tudo lá fora…
  Não é nada, são coisas da cabeça…
  E que todo o mal foi embora

  Faça de conta que estamos vivendo
  um amor que desfaz o sofrimento
  que nos enfeita com uma saúde
  com charme e segurança…

  Faça de conta…
  Que eu sou seu…
  E que não há nenhum breu
  E voce sempre será minha…

  Faça de conta que temos o nosso mundo
  impenetrável para a dor
  fechado para balanço
  para qualquer desencanto…

  Faça de conta…
  Apenas faça de conta
  Não faça contas…
  Apenas desponta
  Mais uma vez na minha porta

  Faça de conta que eu cheguei
  abri a porta e entrei
  estou trazendo tanto amor
  que neste mar você quase se afogou….

  E assim esteja de volta
  Nada mais importa
  Faça um esforço
  Eu aqui um reforço para su sorriso

  Faça de conta ….
  Somente desta vez!
  Que eu sou sua!
  Que você é meu!

  Apenas faça de conta…
  Que nada mais conta…

  Faça de conta amor
  que acabou toda a dor
  Diga adeus ao sofrimento
  e, vamos viver este eterno momento…
  SORRINDO….

Penhah & Eduardo

Posted in poesia | Leave a Comment »

SOMENTE VOCÊ SABE

Posted by vidapura2 em Setembro 6, 2009

Somente você sabe
  do meu passado tristonho
  das perdas que me marcaram
  dos desafios enfrentados…

  
  Somente você  sabe
  dos sonhos das madrugadas
  quando acordava suada
  sabendo que eram sonhos
  do meu coração risonho…

  Somente você sabe
  das manhãs ensolaradas
  quando meus olhos choravam
  a sua ausência involuntária…

  Somente você sabe amor
  da ternura que me invade
  dos pensamentos que me assolam
  da felicidade prometida
  de amor por toda a vida…

Penhah Castro

Posted in poesia | Leave a Comment »

EU TE AMO MEU AMOR….

Posted by vidapura2 em Setembro 6, 2009

Eu te amo amor meu
      desde o dia em que meu coração
      o conheceu…
      Foi surpreendente eu o encontrar
      no barulho da noite
      e, docemente
      a olhar para o infinito
      senti encontrar o amor mais bonito…
      Tudo começou com um olhar…
      Um longo conversar…
      Uma fumaça nos envolveu
      e, no meu dela
      passou a existir somente
      VOCÊ & EU…
      O tempo foi rapidamente passando
      e, meu amor sedimentando…
      Uma palavra aqui
      um elogio ali…
      Um carinho escrito…
      Uma emoção  excitada…
      Um sentimento alimentado
      e, um amor renovado…

      Uma paixão foi surgindo
      como alimentando o sentimento…
      A imaginação entrou em ação
      e, o resultado foi esta explosão…
      Uma explosão de carinho,
      de beijos, de abraços,
      deitada no seu ninho…
      Não me pergunte amor…
      Não sei como , nem porque
      meu coração elegeu
      VOCÊ…

Penhah Castro

Posted in poesia | 5 Comments »

DESEJOS….

Posted by vidapura2 em Setembro 6, 2009

Desejos que não tem idade
                mas que assolam minha vontade…
                Que escalam por minha emoção
                deixando queimar meu coração…
                Desejos que se juntam aos seus
                e, que se tornam incontroláveis…

                Um desejo de ser beijada
                ao longo da minha estrada…
                De ser abraçada
                até confundir seu coração com o meu…
                De ser penetrada até o fundo do meu ser…
                De ser amada…
                Muito amada….
                Do mais lânguido amanhecer
                Até o mais romântico anoitecer…
                De amar sem nunca temer
                ser rejeitada por você…
                De fundir nossas vidas
                pela eternidade por nós vivida…

Penhah Castro

Posted in poesia | Leave a Comment »

SOMOS TODOS ESPECIAIS…

Posted by vidapura2 em Setembro 6, 2009

Quando as lágrimas brotarem nos seus olhos
deixe-as rolar,
cair,
se esgotar…
Uma lição você deve aprender
em cada emoção que seu corpo manifestar…
Quando uma tristeza o acometer
sinta-a profundamente
esvazie esta emoção
para dar alívio ao seu coração…
Procure, então, um sol no outro lado,
e, então você vai sorrir
porque o Universo vai lhe servir…

Você nunca estará sozinho
você é seu melhor amigo…

Mas Deus nunca o abandonará
e, sempre o apoiará
Você pode também contar
com sua grande força interior
aí é o seu grande lar…

Feche os olhos e, então você verá
as mãos de Deus estendidas para você
aumentando a sua esperança…
Seu amor será fortalecido
para enfrentar qualquer dor ou medo…

Acredite amigo você é muito importante…
Somos todos especiais….

Penhah Castro

Posted in poesia | 1 Comment »

ENFEITIÇADA…

Posted by vidapura2 em Setembro 6, 2009

Ah! Certamente estou enfeitiçada…
            Completamente louca de amor!
            Sonhando e querendo
            lutando e realizando…
            Estou enfeitiçada pelas suas palavras
            que chegam ao meu ouvido
            fazendo o maior furor…
            Que chegam á minha alma
            e, tudo nela se acalma…
            Meus olhos abertos sonham com você!
            Todo o meu ser vibra de energia!
            Você em minha mente noite e dia!
            Na minha cama realizando
            todas as minhas fantasias….
            A inocência aflora!
            A ousadia se irradia….
            A confiança aumenta!
            A felicidade é constante!
            A esperança renovada!
            Com certeza estou enfeitiçada….

Penhah Castro

Posted in poesia | Leave a Comment »

MENINA …MENINO….

Posted by vidapura2 em Setembro 6, 2009

Oi ……..
Porque se esconder
atrás do teu querer?
Porque não assumir
o que tanto te faz rir?
Porque não separar
o que pode somente agradar
ou seja, separar o joio do trigo?
Porque ficar á mercê
de tudo que fere você?
Porque se recusar
a felicidade merecer?
Porque embarcar na saudade
e, esquecer a realidade?
Porque viver uma vida
que está aquém do seu querer?
Porque ficar chorando
sem ao menos saber do seu merecer?
Porque não aprende escolher
o que faz bem para você?
*
*
As repostas ninguém as ensinou
ou vai ensinar,
porque todas elas voce tem no seu interior…

Penhah Castro

Posted in poesia | 4 Comments »

FAÇA DE CONTA

Posted by vidapura2 em Setembro 6, 2009

Faça de conta…
  Que pra só pra você eu ainda conto…
  E contigo me encanto…
  Escondendo meu pranto…

  Faça de conta que o meu encanto
  o encobre e o fascina
  Faça de conta que os meus dias
  São vivência de poesia….

  Faça de conta…
  Que tudo lá fora…
  Não é nada, são coisas da cabeça…
  E que todo o mal foi embora

  Faça de conta que estamos vivendo
  um amor que desfaz o sofrimento
  que nos enfeita com uma saúde
  com charme e segurança…

  Faça de conta…
  Que eu sou seu…
  E que não há nenhum breu
  E voce sempre será minha…

  Faça de conta que temos o nosso mundo
  impenetrável para a dor
  fechado para balanço
  para qualquer desencanto…

  Faça de conta…
  Apenas faça de conta
  Não faça contas…
  Apenas desponta
  Mais uma vez na minha porta

  Faça de conta que eu cheguei
  abri a porta e entrei
  estou trazendo tanto amor
  que neste mar você quase se afogou….

  E assim esteja de volta
  Nada mais importa
  Faça um esforço
  Eu aqui um reforço para su sorriso

  Faça de conta ….
  Somente desta vez!
  Que eu sou sua!
  Que você é meu!

  Apenas faça de conta…
  Que nada mais conta…

  Faça de conta amor
  que acabou toda a dor
  Diga adeus ao sofrimento
  e, vamos viver este eterno momento…
  SORRINDO….

Penhah & Eduardo

Posted in poesia | Leave a Comment »

Olha Marília, as flautas dos pastores

Posted by vidapura2 em Setembro 6, 2009

Olha, Marília, as flautas dos pastores
Que bem que soam, como estão cadentes!
Olha o Tejo a sorrir-se! Olha, não sentes
Os Zéfiros brincar por entre flores?

Vê como ali beijando-se os Amores
Incitam nossos ósculos ardentes!
Ei-las de planta em planta as inocentes,
As vagas borboletas de mil cores.

Naquele arbusto o rouxinol suspira,
Ora nas folgas a abelhinha pára,
Ora nos ares sussurrando gira:

Que alegre campo! Que a manhã tão clara!
Mas ah! Tudo o que vês, se não te vira
Mais tristeza que a morte me causara.

Manuel Maria Barbosa du Bocage

Posted in poesia | Leave a Comment »

A lembrança me traz você

Posted by vidapura2 em Setembro 6, 2009

Talvez você esqueça
E sem forças pra lembrar
Não pronuncie mais os versos
Que assim livres dispersos
Lhe deram forças pra cantar

Talvez,
Ande tão perdida
Sem ter hora pra voltar
Parta em várias vidas
Esteja sempre a procurar

Mas
Acredito que algum dia
O milagre aconteça
Sua Busca então se acabe
Veja sem mentiras sua metade
Sua essência

Quem sabe nobre Dama
Possas me entender
A distância me traz saudade
A lembrança me traz você.

“O Amor é a lei, amor sob vontade.”

dos Santos

Posted in poesia | Leave a Comment »

Queria lhe dizer histórias

Posted by vidapura2 em Setembro 6, 2009

Queria lhe dizer histórias
Versos e prosas
Algo mais que a bossa nova

Queria tocar a saudade
Relembrar fatos e passagens
Um rosto nossa eternidade

Queria disfarçar se chorar
E não entristecer ao Lembrar
Quando sorrateiramente o tempo
Faz assim esquecer

Queria então aquecer
O cantinho do peito
Este olhar sem jeito
Para então sem pensar

Dizer juras de Amor
Algo mais se assim for
Um segundo no beijo
Para sempre
Eterno e sereno.

dos Santos

Posted in poesia | Leave a Comment »

Amar é sonhar, ousar e buscar

Posted by vidapura2 em Setembro 6, 2009

Poderia ao Amor
Tentar descrever
O que sinto ou penso
E quero dizer?

Contudo, bem sei
Palavras não dizem
Refletem ou mostram
O momento presente
Meu sentimento latente
Assim, por você

Afinal
Amar é sonhar, ousar e buscar
Neste mundo distante
Para sempre o olhar
Que faça sentido

Por isso lhe digo
Sem muito entender
Que nada tem sentido
Longe de você.

dos Santos

Posted in poesia | Leave a Comment »

Libertas para Amar

Posted by vidapura2 em Setembro 6, 2009

Amar é libertar
Compreender e mudar
Os rumos do caminho
A face do destino

Libertas e entende
Que já não podes controlar
A força manifesta
No eterno acreditar

Assim então que possas:

Livre feito mar
Deixar-se hoje levar
Por sonhos e estrelas
Sinceras tão intensas
Que querem lhe mostrar
Na liberdade o ato de se Amar

dos Santos

Posted in poesia | Leave a Comment »