amizade e poesia

Alguém que faz você rir…Alguém que faz você acreditar em coisas boas…Alguém que convence você …De que existe uma porta destrancada…Só esperando para que você abra. Esta é a Amizade Para Sempre.

Archive for 27 de Setembro, 2009

Amor e inteligência

Posted by vidapura2 em Setembro 27, 2009

A religiosidade é inerente ao homem.

 

Sob as mais diversas formas e em todas as épocas, a Humanidade procurou relacionar-se com a Divindade.

 

Por muito tempo imperou a idéia de que Deus deveria ser temido.

 

O Criador era apresentado, por muitas tradições, como cioso e vingativo.

 

Jesus reformulou esse conceito, ao falar em um Pai amoroso e justo.

 

Convidado a indicar o maior mandamento da Lei Divina, Ele sentenciou:

 

Amar a Deus de todo o coração, de toda a alma e de todo o Espírito.

 

E também amar ao próximo como a si mesmo.

 

É interessante anotar que, ao invés de um, o Cristo apresentou, de uma vez, dois mandamentos.

 

Um fala em amor a Deus e o outro em amor ao próximo.

 

Isso prova que tais comandos são entrelaçados.

 

O amor ao próximo complementa o amor a Deus e vice-versa.

 

Segundo o Mestre Nazareno, Deus deve ser amado com todo o coração, toda a alma e todo o Espírito.

 

Percebe-se ser esse amor algo muito intenso e profundo, que reclama a criatura por inteiro.

 

O sentimento por si só não basta.

 

Quando se quer enfatizar o aspecto emocional, fala-se em coração.

 

Mas à Divindade não se deve dar apenas o coração.

 

Todo o Espírito necessita estar empenhado nessa relação.

 

Segundo o dicionário, um dos significados de Espírito é o conjunto das faculdades intelectuais.

 

Cuida-se de uma acepção até certo ponto comum.

 

Muitas vezes se afirma que uma pessoa tem espírito.

 

Essa expressão indica que ela é inteligente, perspicaz, possui raciocínio rápido.

 

Conclui-se que o amor a Deus envolve razão, discernimento, intelecto.

 

O Espiritismo ensina que Deus é a inteligência suprema, causa primária de todas as coisas.

 

Não se trata de uma personalidade, à semelhança dos homens, mas de uma Consciência Cósmica.

 

O apreço por uma personalidade humana, freqüentemente vaidosa, pode ser demonstrado por gestos exteriores.

 

Em relação à Consciência Cósmica, despida de características humanas, isso não se dá.

 

Como Deus é a Inteligência Suprema do Universo, o amor por Ele implica o esforço por desenvolver a própria inteligência.

 

Assim, a religiosidade é incompatível com o cultivo deliberado da ignorância.

 

Deus brindou Suas criaturas com dons maravilhosos, os quais precisam ser valorizados.

 

O dom que distingue os homens do restante da Criação é a sua intelectualidade desenvolvida, a sua razão.

 

O amor a Deus pressupõe respeitar o Mundo e os seres que Ele criou.

 

E também, logicamente, o esforço para entender esse Mundo e as leis que o regem.

 

Tudo no Universo é progresso e metamorfose.

 

Espécies animais e vegetais, as sociedades e as leis humanas, tudo se altera e aperfeiçoa.

 

O papel de cada homem é colaborar nesse processo de aprimoramento.

 

Para isso, necessita burilar seu intelecto.

 

Ao crescer em entendimento e compreensão, enche-se de admiração pela grandeza e pela sabedoria Divinas.

 

Mas o amor ao próximo complementa o amor a Deus.

 

As faculdades desenvolvidas pelo estudo e a observação devem ser utilizadas em benefício do semelhante.

 

Assim, para bem cumprir o mandamento do amor, procure desenvolver sua inteligência.

 

Estude uma língua, faça um curso, leia um livro, ilustre-se.

 

Encante-se com as maravilhas que o cercam.

 

E utilize seus talentos em favor do próximo.
 Momento Espírita

Posted in AMIGOS | Leave a Comment »

O VENTO E O ANJO DAS ESTRELAS

Posted by vidapura2 em Setembro 27, 2009

Eu adoro o vento e uma vez conversando com ele
      eu fiz um pedido singelo, particular, meu…
      Pedi que me enviasse um anjo que me pudesse ajudar
       ensinar, e que me fizesse entender que a vida vale a pena
      mas tinha que ser alguém especial, único,
      que estivesse ali sempre ao alcance da mão e do coração
      Falei também que ao encontrar este anjo,
      tudo se modificaria dentro de mim
      pois ele estaria brilhando,
      especificamente para guiar o meu caminho,
      e me levar ao encontro a mim mesma
      Sentindo isso, me senti pequena para o Céu alcançar,
      e não me achava merecedora e capaz,
      de um dia o encontrar.
      Todos nós temos uma luz própria
      e ocupamos um lugar especial neste universo,
      Mas o que eu queria era mais, era além
      E com o coração feliz e repleto de esperanças,
      eu olhei para o céu, e o vento soprou me respondendo:

      _Você vai encontar teu anjo,
      e ele está bem próximo de ti,
      levante os olhos e os abra e verás a intesidade do brilho dele.
      Depois disso ouvir
      Ansiosa esperei meu o anjo aparecer
      Contemplei o céu, pois acreditei que naquele dia
      meu anjo iria avistar.
      Saí entao em busca dele
      Por diversas noites, fiquei a janela esperando.
      Firmando o pensamento, para que fosse aquele o momento
      em que o anjo de mim se aproximasse
      E… como num passe de mágica um belo dia, quase já sem esperanças
      Ele veio até mim e me disse… vem!
      eu te ajudo a caminhar…
      E eu fui…
      A resposta tenho hoje…
      Pois este anjo tem o brilho da estrela mais iluminada
      pelo sentimento mais lindo e puro que cultiva e traz dentro do seu
      coração, O AMOR.

      “Nada nem ninguém apaga
      o bilho da estrela que você acendeu!”

SUELYDAM

Posted in poesia | 1 Comment »

O VENTO LEVOU

Posted by vidapura2 em Setembro 27, 2009

Pedi ao vento que ele levasse para bem
      longe toda a mágoa e ressentimento de
      meu coração
        Deixasse só as
      sementes do amor, do perdão,
       do entendimento e
      ele me atendeu.
      Agora vou pedir a ele que faça o
      mesmo com a humanidade!

PAULO NUNES JUNIOR

Posted in poesia | Leave a Comment »

Mulher!

Posted by vidapura2 em Setembro 27, 2009

Sou folha que vaga, por entre os sonhos
Adormeço e amanheço com teus assombros
Sou mulher , que sonha, chora
Inventa , explora
Sou lado feminino , mas luto com garra
No peito, a alma sofredora
No corpo, as delícias pecadoras…
Sou rastro de quem por mim passa
Acaso de o destino ter-me feito assim
Sou eu, mulher, completa
Eu e minha própria imagem
Demonstra caráter, coragem
Sou eu, e sou feliz assim!

IaraMel

Posted in poesia | Leave a Comment »

Lembranças

Posted by vidapura2 em Setembro 27, 2009

Lembranças de um amor bonito…
Guardado em meu coração…
A chama da emoção de está ao lado teu….
Continua em minha vida…
Trazendo conforto e alegria…
Aquecendo minhas noites frias…
Guardado em pensamentos meus..
Teu sorriso ainda brilha…
Iluminando minhas noites…
Que em escuridão clama tua presença..
Teu semblante povoa os sonhos meus…
Vejo teu olhar em  tristezas
Marcas que o destino fez..
Tua voz ainda ecoa ,
Regendo a canção de nossas vidas….
Fazendo-me adormecer …
Meus dias são de esperança…
Pois teu triste olhar mostra-me
Que ainda me amas…
Vejo a luz….
Carregando essa cruz….
Que é está longe do grande amor meu!

William Marques

Posted in poesia | Leave a Comment »

A VECES FUI…

Posted by vidapura2 em Setembro 27, 2009

A veces fui montaña y en otras fui llanura,
                  a veces fui semilla y en otras rosedal,
                  a veces fui la copa de burda arquitectura
                  y en otras cincelado cristal de bacarat.

                  A veces fui la niebla y en otras fui centella
                  cruzando  con su brillo fugáz la oscuridad,
                  a veces fui la mano con su temblor de estrella
                  y en otras fui la piedra tremenda de Goliat.

                  A veces fui el mesías de un rito legendario
                  que oculto por las sombras vivió desesperado
                  por la armonía eterna de alguna realidad.

                  A veces fui el hosanna y en otras fui el calvario,
                  y al ver que al horizonte mis dedos van llegando,
                  no sé si fui mentira, ni sé si fui verdad…

AUDROC

Posted in poesia | Leave a Comment »

Fragilidade

Posted by vidapura2 em Setembro 27, 2009

Não hei de renunciar ao meu amor
      entre lágrimas silenciosas
      para me mostrar forte!
      Pouco importa
      se me descobrirem
      por inteira,
      fragilizada e deliciosamente delicada entre teus braços,
      sonhando acordada  com este amor,
      que, como um rio,  espera poder correr livre, para desaguar
       sentimentos neste oceano de emoções, onde, sobre as ondas, murmuro a combinação exata dos segredos que  guardo em meu coração.
      predestinados a serem imortalizados
      pelos anjos
      que vibram  e vislumbram-se
      com a grandeza
      e sinceridade
      do nosso amor

Schyrlei Pinheiro

Posted in poesia | Leave a Comment »

C a n ç ã o d o s H o m e n s

Posted by vidapura2 em Setembro 27, 2009

Que quando chego do trabalho
ela largue por um instante o que estiver fazendo
– filho, panela ou computador –
e venha me dar um beijo como os de antigamente.

Que quando  nos sentarmos à mesa para jantar
ela não desfie a ladainha dos seus dissabores domésticos.

E se for uma profissional,
que divida comigo o tempo de comentarmos nosso dia.

Que se estou cansado demais para fazer amor,
 ela não ironize nem diga que  ” até que durou muito”
o meu desejo ou potência.

Que quando quero fazer amor
ela não se recuse demasiadas vezes,
nem fique impaciente ou rígida,
mas cálida como foi anos atrás.

Que não tire nosso bebê dos meus braços
dizendo que homem não tem jeito pra isso,
ou que não sei segurar a cabecinha dele,
mas me ensine docemente se eu não souber.

Que ela nunca se interponha entre mim e as crianças,
mas sirva de ponte entre nós
quando me distancio ou me distraio demais.

Que ela não me humilhe
porque estou ficando calvo ou barrigudo,
nem comente nossas intimidades com as amigas,
como tantas mulheres fazem.

Que quando conto uma piada para ela
ou na frente de outros,
ela não faça um gesto de enfado dizendo
” Essa você já me contou umas mil vezes”.

Que ela consiga perceber
quando estou preocupado com trabalho,
e seja calmamente carinhosa,
sem me pressionar para relatar tudo,
nem suspeitar de que já não gosto dela.

Que quando preciso ficar um pouco quieto
ela não insista o tempo todo
para para que eu fale ou a escute,
como se silêncio fosse falta de amor.

Que quando estou com pouco dinheiro
 ela não me acuse de ter desperdiçado
 com bobagens em lugar de prover minha família.

Que quando eu saio para o trabalho de manhã
ela se despeça com alegria,
sabendo que mesmo de longe
eu continuo pensando nela.

 Que quando estou trabalhando
ela não telefone a toda hora
 para cobrar alguma coisa que esqueci
de fazer ou não tive tempo.

Que não se insinue com minha secretária ou colega
para descobrir se tenho amante.

Que com ela eu também
possa ter momentos de fraqueza e de ternura,
me desarmar, me desnudar de alma,
 sem medo de ser criticado ou censurado:
que ela seja minha parceira,
não minha dependente nem meu juiz.

Que cuide um pouco de mim como minha mulher,
mas não como se eu fosse uma criança tola
e ela a mãe, a mãe onipotente,
que não me transforme em filho.

Que mesmo com o tempo, os trabalhos,
os sofrimentos e o peso do cotidiano,
ela não perca o jeito terno e divertido
que tanto me encantou quando a vi pela primeira vez.

Que eu não sinta que me tornei
desinteressante ou banal para ela,
como se só os filhos e as vizinhas
merecessem sua atenção e alegria.

E que se erro,
falho,
esqueço,
me distancio,
me fecho demais,
ou a machuco consciente ou inconscientemente,

 Ela saiba me chamar de volta
com aquela ternura que só nela eu descobri,
e desejei que não se perdesse nunca,
mas me contagiasse e me tornasse  mais feliz,
 menos solitário, e muito mais humano.

Posted in AMIGOS | Leave a Comment »

“Anjo na Janela”

Posted by vidapura2 em Setembro 27, 2009

Hoje, inquieto meu coração ficou,
lembrando-me de você, com saudade,
do sonho que no passado ficou,
sem poder ser concretizado de verdade…

Lembro-me de seu sorriso,
olhar matreiro e brincalhão,
sorriso que se foi sem aviso,
deixando triste meu coração…

Lembro-me de seu carinho
de seu apaixonado olhar…
Suas mãos, que me tocavam de mansinho,
com medo de me machucar…

Lembro-me de suas súplicas de amor,
até mendigando um carinho meu…
Dos beijos que lhe neguei, causando-lhe dor.
Da dor que lhe causei por negar o pedido seu…

Lembro-me das absurdas provas de amor
que lhe pedi, só para você desistir…
Mas, você as cumpria com fervor,
enquanto eu ficava a sorrir…!

No início, só lhe tinha grande amizade,
enquanto você se dizia um eterno apaixonado…
Mas, com  persistência, carinho de verdade,
conquistou meu coração, que ficou enjaulado…

No passado, foi um namorico de infância,
ainda nos bancos escolares…
Crescemos, nos separou a distância,
casamos e constituimos, com outro alguém,
nossos lares…

Encontramo-nos, mais tarde,
ambos divorciados,
eu só sentindo a mesma amizade
e você se dizendo ainda apaixonado…

Não queria envolver-me em amar,
pois não sentia esse amor…
Mas, você soube me conquistar,
em cada gesto e em cada flor…

Flor que me oferecia com carinho,
todas as vezes que me visitava,
esperando como recompensa
um beijinho,
que eu sempre evitava…

Meus sentimentos foram mudando,
à medida que sentia a extensão de seu amor…
Meu coração já o estava amando…
Mas, não deu tempo:
Veio na despedida a dor…

Estávamos noivos para casar,
cheios de planos e esperanças…
Mas, o destino veio desmanchar,
os sonhos “daquelas crianças”…

Hoje completam 7 meses de sua partida,
na grande Viagem para Deus,
sem um abraço, sem despedida,
sem tempo para um adeus…

Inquieta, absorta nessas lembranças,
procuro seu vulto ao redor,
guardando no peito a esperança,
de amenizar essa dor…

Olho na janela e vejo
um lindo Anjo sentado!
Meu coração sorri e envia-lhe um beijo,
sentindo-se mais reconfortado…

Esteja aonde estiver,
sei que estará bem guardado,
protegido por um Anjo-Mulher,
que não o deixará desamparado.

Fique em paz, meu querido,
pois meu coração sempre lhe terá carinho,
e, o nosso amor não vivido,
ficará em mim, como um ninho…

Rita de Cássia Rodrigues

Posted in poesia | Leave a Comment »

Sejas feliz comigo!

Posted by vidapura2 em Setembro 27, 2009

A cada dia que se passa
Te amo mais e mais…
Será possível isto?
Tenho sempre a impressão
de estar no limite
de meus sentimentos por ti,
mas é um erro…
Eis que dia seguinte
vejo-me com o coração
a sentir uma outra emoção,
diferente da anterior.

Ontem… Me fizeste sentir
uma emoção , um êxtase…
Estranhamente agradável…
Entrando em outras dimensões!
Ah meu querido…
Como tu me fazes feliz…!
Será que imaginas o quanto?
Mistura de amor…
Dor…Gozo e uma doce saudade.

Será isto a felicidade?
Aquela felicidade que
andou ao meu lado
e por mim se enamorou?
Ela voltou por atalhos…
À minha vida…
Isto é que eu sinto…
Isto é verdadeiro!!!

O que fazes comigo?
Se tu és meu escravo…
O que sou de ti?
Tua Shechorah!!
Sou tua…Tão tua…Mas tão tua…
Que já não me encontro sem ti…
Só te peço:
___ Sejas feliz comigo,
Sejas feliz em teu empreendimento
que D’us te proteja!!!
Olga Kapatti®

Posted in poesia | Leave a Comment »

SACRIFÍCIO

Posted by vidapura2 em Setembro 27, 2009

Sinónimo de sabedoria e bom civismo,
inteligência:
numa humildade perseverante no
saber-se importante sem arrogância.

Sinal de ser-se maior, não ceder nunca às
ofensas desregradas:
comportando-se à sua altura e da dos
seus, de um forma espontânea e credível. 

Flexibilidade em cada desencontro,
força de carácter:
quando é de ti que zombam
com o único pleito em te desonrar.

E se fazem de tua verdade uma enorme
mentira:
não lhe vires tu as costas e sem um único
queixume recomeça tudo de novo.

Não faças nem do sonho nem da razão
teus únicos mestres:
pois ambos a seu tempo te hão-de trair,
apeado numa esquina qualquer.

Conhece-te como a ninguém e a quem te
rodeia:
e que o teu coração seja o invólucro que
bate a descompasso ante a última novidade.

E se quiseres ser alguém nesta vida sê para
os outros o que queres para ti:
alguém que se espanta a cada dia, com a
beleza do mundo e a fragilidade dos demais.

Fragilidade de quem vive esta vida apresada
não tendo tempo para si:
pois então sê neles o caminho para uma outra
verdade, essa que vive no interior de cada um.

E ajoelhando-te à altura de seus olhos,
lhe dirás:
sois vós o meu crescimento,
eis-me aqui para vosso sacrifício.

Jorge Humberto

Posted in poesia | Leave a Comment »

POBRES DE ESPÍRITO

Posted by vidapura2 em Setembro 27, 2009

Há pessoas pobres de espírito, onde
                  sua única razão de ser é vilipendiar,
                  mesmo que usando da mentira,
                  quem tudo faz para com responsabilidade
                  assumida ajudar a dar voz a quem não a tem,
                  ensinando-lhe que é um ser
                  humano de direito, e, que, deve lutar por isso.

                  Lutando a seu lado não me nego em
                  mostrar-lhe novos caminhos, no orgulho
                  de cada dia,
                  mesmo que o mundo lhe tenha virado costas.

                  Sou contigo, quando te estigmatizam, quando
                  te viram o rosto de repúdio, levantam falsos
                  perjúrios, para se sentirem eles próprios (os
                  prevaricadores), ilusoriamente vivos, um pouco
                  mais que nada que o nada que lhes resta.

                  Ah, tenho pena desta gente, que se alvitra ao que
                  não é, não foi nem nunca será, mas tu meu
                  humilde amigo, assim gostes de ti, vencerás,
                  contra todas as patranhas que te queiram impingir. 

                  Jorge Humberto

Posted in poesia | Leave a Comment »

CHISS… SILENCIO… NO HAGAS RUIDO

Posted by vidapura2 em Setembro 27, 2009

Chisss… Silencio… No hagas ruido.
¿No oyes? Es la caracola del tiempo,
el tic-tac asesino de la vida latiendo
en el centro de tu corazón herido,
es el viento de la muerte que sopla
y te lleva al sur sin remordimientos.

Nadie quiere su frío rostro de cieno
cerca, el laberinto negro de su aliento,
el camisón desnudo de su alma fría
y sin salida galopando por las venas
como si fuera mármol blanco, hielo.

Chisss… Estate quieto. No te muevas
o verá que estás ahí, agazapado, roto,
y te llamará con su suspiro eterno
para que cruces el pasillo triste
de su noche y te aprendas de memoria
el camino sin regreso que es su sombra.

¿No lo vés? Allí está, en el fondo
de la tierra, como un tren caduco
y sin raíles encerrado en un túnel solitario,
como un ala negra sazonada de odio
a punto de levantar el vuelo
y fabricar con saña tu mortaja.

Chiss… No tengas miedo. ¡Es todo
tan oscuro que de nada sirve ahora
abrir de par en par los ojos, sacar
el alma del armario de los siglos
e intentar llegar ileso a la madrugada!

Fernando Luis Pérez Poza

Posted in poesia | Leave a Comment »

Uma jornada em teu caminho

Posted by vidapura2 em Setembro 27, 2009

Vide
    E torna claro o que jaz e escuro

    Apresento a ti porém tua dama negra de nome solidão

    Toma-lhe pela mão

    Sua amante insensata que tende a lhe perseguir
    
    Saúda aqui teus amigos

    Os demônios do Norte

    Pois estes apenas lhe mostraram na prática o que escondes em ti
    
    Contudo lembre-se

    Aquele que deseja Ter deve antes Ser

    O resultado é apenas a conseqüência do processo

    E o processo apenas é a jornada em teu caminho.

    “O Amor é a lei, Amor sob vontade”

dos Santos

Posted in poesia | Leave a Comment »

A plenitude do amanhã

Posted by vidapura2 em Setembro 27, 2009

Libertas e verás
      Na essência do Universo
      A plenitude do amanhã
      E sendo Uno aos teus mistérios
      Serás por fim eterno

      Caminha nas estrelas
      Sonha oceanos
      E volta a tua casa
      Aonde o Amor faz morada

      E assim sem mais querer
      Tudo alcançarás
      Virtuoso por excelência
      Do acaso despertará

      Será o Sol que agora nasce
      Alma em sua jornada
      Para sempre e por isso
      Belo e infinito
dos Santos

Posted in poesia | Leave a Comment »