amizade e poesia

Alguém que faz você rir…Alguém que faz você acreditar em coisas boas…Alguém que convence você …De que existe uma porta destrancada…Só esperando para que você abra. Esta é a Amizade Para Sempre.

Archive for 16 de Abril, 2010

Dia do Beijo

Posted by vidapura2 em Abril 16, 2010

                              Que mal faz um beijo…somente um?
                                Se há, francamente, eu não vejo…
                                Um beijo só, não faz mal nenhum,
                                Não é vergonha, nem motivo de pejo.

                                Um beijo estilizado, com maestria,
                                Não é crime e nem é pecado,
                                Dado com amor, tem algo de poesia
                                E não há culpa e nem há culpado.

                                Um beijo é um elo que é emitido
                                Como demonstração de carinho.
                                Tem  o consentimento de Cupido.

                                O beijo é simplesmente o caminho
                                Que pelos lábios chega ao coração.
                                Sendo discreto, merece perdão!…

                                Hilda Persiani

Anúncios

Posted in poesia | Leave a Comment »

TE ENCANTO….ME DELICIAS

Posted by vidapura2 em Abril 16, 2010

Te encanto  quando graciosamente
ajoelho junto ao seu corpo querido
e, em linda prece de amor
te delicio alimentando-te com ardor…

Me delicias quando explodes de paixão
tornando-se meu doce garanhão
Quando sucumbes ao meu desejo
 e, me prende nas grades do teu gozo…

Te encanto quando sou teu sol
com brilho intenso iluminador
fazendo a vida se extasiar
diante dos meus doces pedidos
do meu constante sussurrar
da minha forma de fantasiar….

 Me delicias com seus desejos inconfessos
quando gritando de prazer me confessas
que sou teu desejo em fantasias…
Que nossos corpos loucos de amor vão sucumbir…
Romântico, sensual e sem pudor
me tomas todinha realizando a quimica
do nosso maior sonho de amor…

Penhah Castro

Posted in poesia | Leave a Comment »

EU TE AMO COMO AMO A MIM….

Posted by vidapura2 em Abril 16, 2010

Eu te amo com o encanto de uma criança
que com o coração cheio de esperança
vem esponstâneamente entregar
todo o amor que em seu coração está…

Eu te amo com o mesmo carinho
seja você um homem maduro ou um menino
não importando a idade
mas a sua  ingenuidade…
A sua visão de vida aberta e sentida
de sempre merecer o melhor…

Eu te amo com a minha esperança de viver
e de um dia poder merecer
o amor sonhado e desejado…
Que habita para o sempre o meu coração…

Eu te amo com seu rosto risonho
sempre embalando meu sonho…
Eu te amo com seu gesto moleque
que sabe se dar e, tanto amar…
Eu te amo com seu ardente desejo
com seu mais apaixonado beijo
Com seu abraço apertado
com seu dizer tão contínuo
TE QUERO SEMPRE AO MEU LADO…

Penhah Castro

Posted in poesia | Leave a Comment »

Hoje Sou Lágrima

Posted by vidapura2 em Abril 16, 2010

                                Sinto chover dentro de mim
                                pela fonte de meu rosto,
                                escorrem gotas
                                com o gosto do mar
                                Ondas de tristeza,
                                transbordam de meus pensamentos
                                diluindo lembranças
                                guardadas em meu coração.
                                A saudade navega no vento,
                                soprando forte o lamento
                                de nossa separação
                                O tempo viaja sem rumo, 
                                 ouvindo a eterna declaração.
                                Te amo… te amo…
                                como rezasse uma oração.
                                No infinito sem corpo
                                renasce a inspiração
                                em meus versos te abraço,
                                libertando a emoção
                                da alma  que chora
                                 por uma mesma razão
                                presente nas ausência
                                de teu coração

Schyrlei Pinheiro

Posted in poesia | Leave a Comment »

MEU ARQUIVO MENTAL

Posted by vidapura2 em Abril 16, 2010

                  Muitos cuidam do corpo
                  pensando que somente dele
                  é preciso cuidar…
                  Mas meu arquivo mental
                  está dentro do meu cérebro…
                  Meu mágico computador…

                  Nele há o sistema límbico
                  Onde formam as emoções
                  Que devem sempre ser expressas
                  porque para LÁ,
                  elas não voltam maisNÃO!

                  Muitos passam anos se reprimindo
                  e, quando no fim da vida
                  seu rosto não está mais sorrindo…
                  Anos e anos em repressão
                  causam muita depressão…

                  Assim no meu arquivo mental
                  eu arquivo somente felicidade…
                  Dou vazão para minhas emoções
                  mantendo limpo o meu coração…
                  Meu coração é um campo de amor
                  ali é onde abrigo o meu grande e amado SENHOR…

Penhah Castro

Posted in poesia | Leave a Comment »

Será safadeza?

Posted by vidapura2 em Abril 16, 2010

      Será safadeza
      vivenciarmos o prazer
      na plenitude da carne,
       despindo o desejo,
      sentindo, ao nu,
      o êxtase  enaltecer,
      a vontade de no fogo arder, 
      deixando a verdade aparecer
      no espelho do corpo,
      que soma as metades do eu, mais você?
       Será safadeza provar o sabor do amor,
       tornar a fantasia gostosa,
      falar em versos da prosa,que brota
      com  o perfume da alma, em flor,
      que enfeita e renova a vida
      com aprovação  do criador?
Schyrlei Pinheiro

Posted in poesia | Leave a Comment »

Ilusão

Posted by vidapura2 em Abril 16, 2010

    A ilusão

      Não é uma verdade

      É um sonho

      Uma alucinação.

      Como um pássaro

      Perdido

      Na amplidão.

      

      

      Vany Campos

Posted in poesia | Leave a Comment »

TE AMO, VEM!

Posted by vidapura2 em Abril 16, 2010

      Ai!… que tempo triste, sem vida…
      Queria estar alegre, altivo
      Resistente ao tempo
      O meu salvar, bondade e carinho é você
      Que foi logo ali e volta já
      Mas por que ir?
      Queria é ficar grudadinho e sempre
      Em nós o grude pega, e bem
      Você está vendo, embora não estejas aqui
      Que graça e força que recebo
      São ternura amparada no amor
      Em tua ausência não chego ficar triste
      Por me manter ocupado
      Cuidando das flores
      Que sorriem, antecipando tua vinda
      Vem amor
      Fazer amor com você
      E as flores, como testemunhas
      Vem!

          Evaldo da Veiga

Posted in poesia | Leave a Comment »

AMOR E ALEGRIA

Posted by vidapura2 em Abril 16, 2010

      Quando eu me for, não chore não
      Gosto de ver alegria
      E estarei sempre, vendo você
      Se no início a dor quiser sufocar
      Chore o pouco imprescindível
      Mas só no início, só o pouco inevitável
      Deixe a alegria vencer
      Nada mais belo do que um sorriso
      Com vida, vindo da alegria
      Se a saudade vier, olhe as flores
      Sinta os bichinhos
      São eles nossos amores
      Bálsamos que elevam a alma

      Na vida busquei e encontrei você
      Amor lindo, bem maior
      Riqueza que atravessa o tempo
      E que se faz alegria no Céu

      Neste mundo incerto
      De dor e tristeza
      Existe em você o meu oásis
      Minha ventura Santa e Profana
      Lei de Deus falsificada
      E depois reconhecida como valor
      Eis que Deus permite o estímulo do corpo
      Mais ainda
      Quando ele goza com amor

        Evaldo da Veiga

Posted in poesia | Leave a Comment »

NOSSO AMOR EM DOIS MUNDOS

Posted by vidapura2 em Abril 16, 2010

      Nem todo momento é bom
      Às vezes chega o vazio
      Vida é assim mesmo…
      Mundo mau e mundo bom
      Ela se foi, quis ir
      Tendo um pé lá, outro aqui
      Quis dois mundos
      Nem lembro mais
      Não choro pelo bem que se foi
      Porque o bem maior
      É o que se encontra juntinho
      Qual doce sinfonia
      Enchendo o coração de alegria
      Vem meu bem que se foi
      Você é quem juntinho está
      Os dois pés em dois mundos
      Eram nossos pés
      Eu também lá e aqui
      Quando eu aqui, você também
      Você lá, e eu junto.
      Em nosso duplo mundo maneiro
      Pleno em alegria
      E o amor imperando
      Unindo ideal, corpo e alma

           Evaldo da Veiga

Posted in poesia | Leave a Comment »

TEMPO PARA O AMOR

Posted by vidapura2 em Abril 16, 2010

      Tem tempo pra tudo
      Tempo de plantar e de colher
      E tem tempo em que à gente se perde
      Espera uma colheita do que não plantou
      Foi tal o amor que não cultivou
      O amor se faz e cresce com carinho e dedicação
      Inútil esperar um amor pronto
      De uso constante e sem cuidados
      O amor nasce para dar vida
      Sem amor a vida vai aos trancos
      Sem de fato nascer
      É vida sem vida, mera ilusão
      Só duvida do amor pelo desconhecimento
      Uma alma tímida que não aventurou
      Quando o amor machuca
      Não foi bem cuidado
      Viveu-se posse ao invés do amor
      Amor é sintonia
      Aferida percepção
      Sentir com verdadeira alma o caminho
      Mãos estendidas sempre
      Viver o ser amado de tal forma
      Que se ele não sorrir
      Algo precisa de conserto
      E urgente

          Evaldo da Veiga

Posted in poesia | Leave a Comment »

CUIDAR DO AMOR, SEMPRE

Posted by vidapura2 em Abril 16, 2010

      Folhas esmaecidas pela ação do tempo
      Outras, amassadas pelo mau uso
      Ou jogadas ao esquecimento
      Que fiz eu do nosso amor
      Tão lindamente representado por cartas e bilhetes
      Um recadinho de afogadilho no aproveitar do momento
      Que sempre exalava perfume e ternura singular
      Que fiz eu, pergunto ao mundo de silêncio
      Que não me houve
      E o retorno é um eco, reflexo da montanha fria
      Nada mais de intimo ouço do nosso amor
      O que fiz eu com o meu amor
      Lembro agora de tantas gratidões que não agradeci
      Dos seus atos de entrega que foram muitos
      Das tuas mãos em movimentos de carinho
      Que fiz eu
      Do nosso jardim um deserto
      Nossas flores já não perfumam
      Porque não existem mais flores em nosso jardim
      O que fiz eu do meu amor
      Que não entendia que devia cuidar
      Pensava que renovável sempre, ao sabor do acaso
      Agora, sofrido pela perda
      Junto as pétalas da recordação
      Recobro a suave melodia no silêncio
      E afirmo confiante no que devo e posso fazer
      Vou salvar o meu amor

      
     
      Evaldo da Veiga

Posted in poesia | Leave a Comment »

E O MEU AMOR, ONDE ESTÁ?

Posted by vidapura2 em Abril 16, 2010

      Aonde anda o meu amor?
      O meu amor foi por ai…
      Saiu de fininho
      Foi bater perna, como ela mesma diz
      Bem, o nome dela está gravado em meu coração
      Se sentir saudade forte, o coração aperta
      E, perante mim, ela presente
      Louvo a vida, minha benfeitora
      De tanto amor maneiro pra viver
      Lembro com eterna gratidão minhas imagens
      A Galinha Leka que me acompanhava pelo quintal
      Meus cães, amigos e fieis companheiros
      Pássaros que pousam nas árvores do meu quintal
      E que cantam, despreendidos, louvando o amor
      As flores charmosas que vejo da janela
      Meus patinhos e porquinhos da índia
      Tantas imagens lindas de valor maior
      Das namoradas que já namorei
      E da minha namorada, a que namoro agora
      Numa eternidade que vai até onde não sei quando
      Só sei que hoje cuido melhor do que antes
      E que vou buscar cuidar no melhor adequado
      Afinal, amo a alma que permite a entrega do corpo
      E assim, o acontecimento maior
      Alma e corpo em amizade
      Bem juntinho, fazendo amor…
      Formando elo eterno, de gozo, amor e alegria.

  
      Evaldo da Veiga

Posted in poesia | Leave a Comment »

MEU MUNDO DE AMOR

Posted by vidapura2 em Abril 16, 2010

      Flores, Música e Poesia
      Gerados pelo Amor
      É o que levarei dessa vida

      No meu outro mundo
      De encantos em todos os cenários
      Cada qual é um benfeitor

      Tudo benigno, bom, de imensa ternura
      Todos são de todos
      Gratidão não precisa se anunciar
      É luz que os olhos refletem

      Benefício imperando
      De lindas obras
      Inexiste inimizade
      Todos envolvidos
      Na mesma áurea de amor

      Vida linda
      Em amando
      Ser amado.

      Evaldo da Veiga

Posted in poesia | Leave a Comment »

Palavras

Posted by vidapura2 em Abril 16, 2010

Palavras se dividem em PaLavRa$ universais
Separam-se em pa-la-vras cruzadas
Devoram-se em pa,la,vr,as cruas
Despem-se em pala(vras) nuas/peladas
Descosturam-se em p.a.l.a.v.r.a.s. coisas

Cansadas de regras e formalidades
Esgotadas pela nova língua de ontem
Estressadas de tanto não dizerem
Absolutamente nada/pouco/nenhum
Ocupam somente espaço nos livros

Esquinas cheias de poeira de estrelas
Métricas loucas em portões iluminados
Versos de amor derramados nos banheiros
Frases revolucionárias nas paredes do metrô
Sonolentos saraús de pernas de paú

Meu coração perdeu a fé
Nos discursos bonitos e nervosos
Dos pastores e dos cantores
E vive em altos e baixos
A reclamar com razão poética

Carlos Assis

Posted in poesia | Leave a Comment »