amizade e poesia

Alguém que faz você rir…Alguém que faz você acreditar em coisas boas…Alguém que convence você …De que existe uma porta destrancada…Só esperando para que você abra. Esta é a Amizade Para Sempre.

Archive for 27 de Maio, 2010

FORTALEÇAMO-NOS

Posted by vidapura2 em Maio 27, 2010

Sede fortalecidos no Senhor.” – Paulo. (Efésios, 6:10.)

Há muita gente que se julga forte…

Nos recursos financeiros, que surgem e fogem.

Na posse de terras, que se transferem de dono.

Na beleza física, que brilha e passa.

Nos parentes importantes, que se transformam.

Na cultura da inteligência que, muitas vezes, se engana.

Na popularidade, que conduz à desilusão.

No poder político, que o tempo desfaz.

No oásis de felicidade exclusivista, que a tempestade destrói.

Sim, há muita gente que supõe vencer hoje para acabar vencida amanhã.

Todavia, somente a consciência edificada na fé, pelos deveres bem cumpridos à face das Leis Eternas, consegue sustentar-se, invulnerável, sobre o domínio próprio.

Somente quem sabe sacrificar-se por amor encontra a incorruptível segurança.

Fortaleçamo-nos, pois, no Senhor e sigamos, de alma erguida, para a frente, na execução da tarefa que o Divino Mestre nos confiou.

Emmanuel

Anúncios

Posted in AMIGOS | Leave a Comment »

VOZES SEM VOZ

Posted by vidapura2 em Maio 27, 2010

São tantas as vozes sem voz
calam o pranto que lhes vai
na alma, contra o focinho da
palavra que os quer obtusos.

Gritam por dentro a dor que
lhes vai no peito com um
governo que não os ajuda
a ter uma vida sã e interactiva.

Se são culpados é pela omissão
que o povo é generoso e
altruísta, mas de tanto se
acomodarem aproveitaram-se

os novos corvos da Inquisição
com suas demagogias e
retóricas para português ver
e se confundir na hora do voto.

Até as pensões querem tirar
o parco rendimento de muitos
pensionistas para fazer face
à vida com o orgulho de gente.

Esta globalização está a corroer
a Europa como nunca visto e
agora dizem para fazermos
sacrifícios em nome da pátria mãe.

Mas como acreditar nesta gente
que ocupa os grandes cargos do
governo, se o que hoje dizem
amanhã já é uma grande mentira.

Pobre de meu povo tem na
garganta o desespero deste país
que não se preocupa com ele
má sorte ser português hoje em dia.

São tantas as vozes sem voz
que calam dentro do peito,
são tantas as palavras que ficam
por dizer porque ninguém cuida.

Jorge Humberto

Posted in poesia | Leave a Comment »

E SE ACASO HOJE PENSO NA VIDA

Posted by vidapura2 em Maio 27, 2010

    E se acaso hoje penso que o mundo
      está mal é porque em boa verdade
      nunca esteve bem nas suas directrizes
      no conduzir seus cidadãos ao melhor

      que a vida nos reserva e proporciona
      deixando que todos os valores que
      antes eram apanágio de bom viver
      caíssem na banca rota da demagogia.

      Os vizinhos já não se reconhecem há
      um enorme vazio de bem-querer e de
      bem dizer onde a preocupação para
      com o outro virou coisa sem importância.

      E somos todos loucos a jogar fora a
      vida sempre prazenteira a quem queira
      vê-la com olhos de ver e de bom
      despertar não desperdicemos pois esta

      riqueza porque vida há só uma e é para
      ser vivida intensamente e com os
      sentimentos à flor da pele acarinhando
      os demais de nós que nos esperam

      de braços estendidos para uma alegre
      comunhão entre todos os homens
      de bom senso altruístas e humildes
      no aceitar o outro como só ele é.

      Jorge Humberto

Posted in poesia | Leave a Comment »

ALÉM DE MIM AQUI

Posted by vidapura2 em Maio 27, 2010

Vou muito além de meu ser para te
buscar aí onde és presença
fugidia que nos meus braços terá
o seu merecido repouso e afecto.

Dar-te meu carinho é tudo de normal
prezar por ti e pelo teu bem-estar é
a minha bandeira que ergo bem alta no
céu desfolhando a flor do vento.

Não sei viver sem ti ser teu semelhante
e as rochas mudam de sítio para eu
subir até onde és tu neste mundo
de ilusão e de muito amor partilhado.

Procuro por ti em cada esquina renovada
meus olhos lânguidos de bem despertar
para te encontrar sublime e hierática
esperando os meu anelos e carinhos.

Sou tudo em ti figura espontânea
que vai deste para outro mundo onde
fizemos o nosso ninho ainda mal
nos conhecíamos mas sabíamos de nós.

Planto a teus pés as flores mais bonitas
para te ofertar quando o silêncio for
presente e tu precisares de meu condão
para te reconheceres mulher amada.

Bem me quer mal me quer querer-te bem
é o meu apanágio deste que te conheci
numa tarde calma de Junho e pude então
ouvir o sim desejado porque tanto ansiava.

És o jardim que viça em cada canto
jasmim, rosas e sândalos deste jardim
presente a meu ser ausente quando
o medo se apodera de mim e nos unificamos.

E assim somos unos e nos diversificamos
Para que o ócio não se apodere de nós
e vamos na vida a viver este bem-querer
que é o auge deste amor que nasceu para ser.

Jorge Humberto

Posted in poesia | Leave a Comment »

SEI DE TI AMOR

Posted by vidapura2 em Maio 27, 2010

Se de ti distante de mim ausente
que não há o que se compare à
tua presença que me deixa feliz
e mais homem para o ser enfim.

Sei de cor o teu cheiro aromas
e perfumes que é esta primavera
dos teus dias a te vestir da
cabeça aos pés completamente.

Sei de cor o teu rosto e todas as
sombras que nivelam os teus olhos
flamejantes pérolas que me
encantam para além do mais de mim.

E és a flor que nasce nas planícies de
meu ser quando por elas eu caminho
absorto de mi próprio embebido em ti
és a rosa púrpura quando cai a noite.

E és a madressilva quando irrompe a
manhã de nossos augúrios e desvelos
que nos deixa assim enobrecidos
quando nos juntamos ao sol no céu.

Jorge Humberto

Posted in poesia | Leave a Comment »

RIR

Posted by vidapura2 em Maio 27, 2010

      Rir. rir de nós mesmos como se fossemos
      outra personagem aqui cabida é a questão
      sermos nossos próprios críticos sem
      egocentrismos é o que de melhor temos.

      O riso foi feito para despoletar naturalmente
      o riso não é falta de siso mas comprometimento
      connosco e com os demais que nos rodeiam
      numa hegemonia rara e a toda a prova.

      Rir faz bem à saúde e deixa-nos o rosto mais
      aberto e sincero para acolher o próximo
      em nossos braços como uma fogueira de fúria
      que nos faz vibrar a cada canto de nosso ser.

      Rir é ainda um bom cartão-de-visita
      quando estamos perdidos e desnorteados
      um sorriso pode ser um pedido de ajuda
      que o outro não se nega tal o seu à vontade.

      Rir. rir muito deixa a pele macia e o
      organismo em estado de graça e composição
      que nos faz interagir com os outros sem
      esforços nem vilipendiágens pois tudo é nobre.

      Por isso meus amigos riam e riam muito
      a toda a hora a todo o momento rir do
      ridículo que nós somos quando nos julgamos
      mais do que aquilo que somos por isso riam.

      Jorge Humberto

Posted in poesia | Leave a Comment »

OMISSÃO

Posted by vidapura2 em Maio 27, 2010

Pessoas caminham sem um ponto
de referência, caminham para onde
lhe levam os outros, sem questionar
numa mansidão assustadora e zelosa.

Perdeu-se a auto-estima, ideias e
ideais, anda-se a reboque dos demais
na imitação barata que é esta vida
sem compromissos ou golpes de asa.

Já não há inovação, as ideias estão
fora de moda, e a omissão é o pão-nosso
de cada dia, cada um a ver quem
faz menos e recebe um sorriso no fim.

Ninguém se preocupa com esta inacção
sem pontos de acordo e lutas para
reivindicar o melhor para a vida de cada
um e assim seguem uns atrás dos outros.

Quais bonecos de papel amorfo que
se esqueceu no fundo do baú das
recordações informes e desleixadas
numa passividade que assusta a quem vê.

Pessoas caminham e não se vêem mas
estranhamente estão de mão dadas
nesta derrocada da sociedade civil
estranhos abutres querendo o seu bocado.

Jorge Humberto

Posted in poesia | Leave a Comment »

DA-ME UM ABRAÇO

Posted by vidapura2 em Maio 27, 2010

    Elegantemente caminhas o teu caminho
      descontraída caminhas pela rua acima
      trazes o cabelo solto qual asa de pássaro
      preso na cidade que te viu nascer.

      Deslumbrante irradias sensações abertas
      ao vento que perpassa por entre as árvores
      e murmura canções de amor e de bem-querer
      conforme passeias a tua figura esbelta.

      O sol rejuvenesce a cada passo teu e colore
      o teu rosto de uma matiz principesca
      mãos soltas assumem posições de bem-estar
      e todo o teu corpo é essa rua que conquistas.

      Uma água uma colónia fragrâncias soltas
      de teu ser feminino deixam-me ébrio
      dias e noites de silêncio onde só a tua presença
      é fidedigna e a lua se ergue alta no céu.

      Tens a cor dos dias primeiros e o poeta
      exulta sua musa escrevendo-lhe um poema
      menina e moça de meus encantos vou por
      aí no teu caminho dizendo-te coisas aos ouvidos.

      E tu sorris qual criança que não tem medo
      de mostrar seus sentimentos nem as suas
      fraquezas e forças de espírito quando eu me
      aproximo demasiado de ti para te dar um abraço.

      E é nesse abraço sem apertar que nós
      comungamos e nos tornamos um só espaço
      traz a luz de teus olhos para que eu os possa
      ver e neles me perder indefinidamente.

      Jorge Humberto

Posted in poesia | Leave a Comment »

INOCENCIA

Posted by vidapura2 em Maio 27, 2010

    Tuve la inocencia
      de creer en tus palabras,
      pensar que tu amor sólo era mío,
      suponer que sin mí no vivirías.

      Tuve la inocencia
      de amarte con locura,
      entregarme en cuerpo y alma
      sin importar el qué dirán.

      Tuve la inocencia
      de vivir esperanzada
      que pronto tú vendrías
      a quedarte junto a mí.

      Tuve la inocencia…

      ¡Qué inocencia la mía por
      creer que tú me amabas!

      ©SKORPIONA

Posted in poesia | Leave a Comment »

A g o r a

Posted by vidapura2 em Maio 27, 2010

      Depois não, agora
      Não é que eu não saiba esperar
      É que desejo ser feliz agora
      Vamos deixar que o depois chegue a seu momento
      Que é o momento certo do depois chegar
      Amor, vivamos o agora de nós dois
      E nosso depois virá em momento certo
      Que não atrapalhe o nosso agora
      Vontade de você toda nesse agora que não se repete
      Esse agora sublime que só existe uma rara vez
      Esse momento é mágico amor
      Assim, após, viveremos outro momento único
      O nosso depois, que será o nosso agora
      Nosso agora de sempre
      Nosso agora de amor

           
      Evaldo da Veiga

Posted in poesia | Leave a Comment »

O Amanhã vai chegar

Posted by vidapura2 em Maio 27, 2010

    O amanhã chega, quando uma manhã
      novinha em folha lhe permite chegar.
      Mais um recomeço, ou talvez o início de sempre.
      Amo o amanhã, um novo dia que virá.
      Mas não quero que complique o meu agora,
      não posso viver em dois espaços ao mesmo tempo…
      Vem meu amanhã, permitindo-me vivê-lo bem,
      sem divorciar-me do meu tempo de agora.
      Meu grande momento permita-me que cada coisa de mim,
      ou destinada, na teoria que  “estava escrito”,
      chegue sem pressa. Peço assim,
      porque desejo que chegue no tempo,
      sem atraso ou antecipação, pois nada é bom fora do momento.
      . Eu creio que tudo chega gostosinho se for ao seu tempo.
      Podemos dar impulsos, em sintonia com o tempo,
      mas não temos consciência precisa de antecipar,
      pois ainda não temos mínimo controle do tempo.
      Podemos atrapalhar, é isso que devemos evitar.
      Atrapalhar nunca, deixar acontecer sem ser omisso,
      Sempre.

         Evaldo da Veiga

Posted in poesia | Leave a Comment »

AME BEM O AMOR

Posted by vidapura2 em Maio 27, 2010

     Um amor bem gostoso e maneiro
      precisa deles atuando juntinhos.
      Olhando na mesma direção
      ,atenção plena e conhecer bem o mapa da mulher amada.
      A boca e os dentinhos, uma covinha do lado da boca
      ou um pequeno sinal na intimidade.
      É importante um conhecimento geral.

      Sensibilidade e atenção para os pequenos detalhes,
      mulher é, como são as flores, sensibilidade em tempo integral.
      O carinho do sorriso, a ternura no olhar,
      são coisas que se precisa conhecer de cor e salteado.
      Dosar seriedade e brincadeira, e que as mãos
      fique sempre em seu melhor lugar…
      Porque não é somente na cama que se tem,
      e que se dá gozo a uma mulher

      Um amor bem jeitoso e maneiro tem que ter entrega plena.
      Nada de variar se o alimento não vier do corpo consentido.
      a vida lá fora tem muita provocação, cuidado com a oferta
      para não vulgarizar o verdadeiro amor
      Um amor maneirinho requer gentileza
      e nada de grosseria a ela dirigida,
      mesmo que o alvo seja o presidente

      Bem bom tomar banho juntos e o sabonete passear com carinho.
      Muitas vezes é preciso acumular atividades,
      refrescar o corpo sob o chuveiro e dar umas encostadinhas:
      em pé, sentados ou sobre a toalha bem clarinha.
      O que não se pode esquecer é da verdadeira atenção,
      perceber o sorriso, o olhar, e os mínimos movimentos,
      é  seguir o verdadeiro roteiro.

      Por derradeiro, muitíssimo cuidado com a ofensa por distração,
      que ofende tanto quando um dardo dirigido.
      Goste de gostar, se entregue de todo,
      e assim ela será a mulher que nasceu pra ser.
      A mulher amante é parceira, a melhor companhia,
      somente é assim, porque é mulher,
      já veio predestinada ao amor total,
      nasceu pra viver o verdadeiro amor,
      naceu para viver o carinho. 

      
     
      Evaldo da Veiga

Posted in poesia | Leave a Comment »

VAMOS INDO, AMOR

Posted by vidapura2 em Maio 27, 2010

     Sem compromisso que não seja o de ir
      Olhando com calma em estado de ver
      E observando na melhor vontade de amor
      Vamos indo, sem compromisso de chegar
      E em verdade mesmo, só querendo ver e sentir

      Só temos a mão um do outro
      O resto dá-se um jeito
      Temos muito, tudo, temos o caminho
      Respeitamos as regras, sem vinculação
      Existimos perto deles e infinitamente distante

      Nossa vida é o amor, seja aqui, lá, ou onde for
      Vamos indo, indo, ainda em caminho
      Agente vai sem destino, chegando sempre, onde estamos
      Mas não há por que viver outro sonho
      Porque os sonhos são sempre a realidades que criamos

      Mesmo sem nada de monta, sentimos ter tudo
      Sem o ter convencional para não atrapalhar
      A coisa é ter é olhar, sentir e amar
      Dá-me tuas mãos, vamos indo
      Nessa nossa escassez do nada faltando

      Se tenho você, sou premiado
      E somente tenho a fazer é te amar bem lindo e intenso
      Agradecer aos Deuses e não mudar o rumo
      Se os vários caminhos são nossos, nossos são todos os rumos
      Caminhar, agradecer e amar, indo a nossos caminhos

      Vivendo o Amor, que é o Santo que se convola em Tesão
      Sem perder a Santidade, o bem maior é você, eis que Vadia e Decente
      Paixão, Desejo e Amor

      
     
Evaldo da Veiga

Posted in poesia | Leave a Comment »

Quero é amar, fazendo amor

Posted by vidapura2 em Maio 27, 2010

      Dizem que domingo tem eleição;
      mesmo assim, vou indo, ver o meu amor.
      A vida dá tempo pra tudo,
      só não posso é inverter a prioridade:
      primeiro é o meu amor e depois fazer amor.
      Amo o contato dela e ver seus olhos com tesão…
      Daí então, vou até onde está à eleição
      Irei mais descontraído,
      exercer um direito que também é obrigação.
      Não vou de má vontade, meu voto vai ser útil,
      mesmo que seja somente para diminuir a diferença
      Delle, com os votos da reeleição.
      Pena que político, quase todos, não saiba fazer amor,
      bem legalzinho e tratar o amor com carinho.
      Se soubessem o mundo seria bem melhor.
      Quando se tem tempo para amar,
      reconhece-se o direito maior de todos.
      Consegue-se perceber as virtudes do ofendido
      e ser um tanto tolerante com o ofensor.
      Vou lá ver o meu amor e depois eleições.
      Alongar-me mais não precisa: por fim, só quero dizer,
      que os políticos nem sequer sabem fuder,
      o que não seja o juízo do povo.
      Pior pra eles, pior para o mundo.
      Desprezo esse esquema de vantagem a qualquer preço.
      Quero é gozar, quero amar, quero o amor imperando….
      Quero o mundo amando, quero é o bem de todos.

      
     
      Evaldo da Veiga

Posted in poesia | Leave a Comment »

EU E O TEU OLHAR

Posted by vidapura2 em Maio 27, 2010

     Em teu olhar encontrei

      sorriso e alegria .

      Alegria plena, que veda

      à solidão e  tristeza.

      Um olhar que se me apresenta

      com caminhos ao amor,

      no mais irrestrito respeito

      ao sublime direito de ir e vir.

      Um olhar que traça caminhos e trilhas,

      à ternura e à paz

      Encontrei certeza de vida autêntica,

      verdadeira vida, através do teu olhar,

      olhar que amo e confio.

      Em o teu olhar,
      
      uma certeza que não se deve caminhar sozinho.

     
     
      Evaldo da Veiga

Posted in poesia | Leave a Comment »