amizade e poesia

Alguém que faz você rir…Alguém que faz você acreditar em coisas boas…Alguém que convence você …De que existe uma porta destrancada…Só esperando para que você abra. Esta é a Amizade Para Sempre.

Archive for 30 de Maio, 2010

Algodão doce!…

Posted by vidapura2 em Maio 30, 2010

Quando já me preparava para fechar as cortinas da vida,

por não acreditar mais que poderia ser feliz,

achar que o amor me dera as costas,

Sento-me frente ao mar…

Em lágrimas, preparo minha despedida…

Eis, que surge você!

 Com teu olhar penetrante,

E dentro de meu íntimo rasga-me o peito,

Toma posse de minhas veias, em um só gesto;

leva-me a espécie de êxtase jamais sentido…

 

Contigo percorro o mundo…

Corpos  entregues  nestes prazeres intensos

aonde o tempo pára

e, se entrega as nossas paixões…

Nossos dias, novas experiências repletas de carinho,

Com um fogo nas veias que nada é capaz de apagar,

Este fogo que agora toma conta de meu ser…

 

Entrego-me a ti, faço de teu corpo refúgio de todo o meu prazer,

escolho-te para amar, amada para sempre mesmo após a morte…

Em nossos momentos mágicos,

marcamos nossa história em cada entrega

que nunca cansávamos de fazer um ao outro…

 

Contigo aprecio o algodão-doce de nosso ninho de amor

(como chamas a cada canto que fazemos amor),

e nesta algodão doce maluco, cheio de sabor e vida,

vamos, um ao outro, entregando-nos em nossos desejos…

Sem pudores, agora libertos estamos do mundo…

 

Vivemos em carícias intermináveis

repletas de cor e doçura…

Como o algodão doce feito desta teia chamada paixão…

Com a mistura do açúcar que é certamente nosso amor…

Quero, enfim, contigo saborear todas as formas de amor existente…

 

E, quando acabar vamos criando,

Nossa fonte é inesgotável,

Somos tais quais o universo…

Somos ômega e alfa, Vento e a brisa…

O pecado e a inocência, somos o mundo!

Somos dois a conhecer o amor…

 

Paulo Nunes Junior

Anúncios

Posted in AMIGOS | Leave a Comment »

Uma doce fera…

Posted by vidapura2 em Maio 30, 2010

     Sai dia… entra dia… e lá está ela,
      Sempre bem disposta e sorridente,
      Cabelo agora grisalho, vestido impecável,
      Perfume gostoso e sempre contente…

      Ah, o cheirinho de sua comida!
      É algo indescritível, nada supera…
      Tão justa e carinhosa , tão pequena
      E tão grande essa doce fera!

      Sabe ler meu olhar e nem adianta
      Inventar…disfarçar…negar…
      Sabe que estou triste
      E o que irá me alegrar…

      Nunca diz que está cansada,
      Tem sempre uma palavra de carinho
      Nas mãos traz afagos de seda…
      Adoro afagar seu cabelo lisinho!…

      Quando sorri, sinto que meu dia
      Será de sol mesmo chovendo…
      Quando se zanga e fala e repete,
      finjo nem perceber, desconverso
      concordando por dentro…

      Mas quem sou eu e o que fazer
      Sem essa meiga e doce criatura?
      Que esquece dos seus problemas,
      Para viver os meus e me atura?

      Esse doce ser, essa pequena fera,
      É você minha mãe querida!
      Que tem afagos tão meigos
      Que curam qualquer ferida!

      Deixa que hoje eu lhe diga
      Do imenso amor que trago no peito…
      Deixa eu dizer da minha gratidão,
      Dizer que hoje lhe entendo…

      Deixa que nessas poucas linhas,
      Eu declare todo o meu carinho com ardor…
      E beije sua fronte de rainha!
      E lhe confesse esse imenso amor!…

      Mary Trujillo

Posted in poesia | Leave a Comment »

Doce desejo

Posted by vidapura2 em Maio 30, 2010

            A saudade envelheceu

            Mas o desejo de amar, não!

            Permanece vivo no coração

            É sonho que não morreu

            

            Só tu não o percebeste e assim

            Não provaste a intensidade e o ardor

            Da loucura de um amor

            Que faz de mim

            

            Mais que um sonhador

            Um poeta, um trovador…

            Ávido pelo resgate desse desejo

            

            Que se consumará, enfim

            Quando deixares em mim

            O doce gosto do teu beijo

            

            Walter Pereira Pimentel

Posted in poesia | Leave a Comment »

VOU AGUARDAR

Posted by vidapura2 em Maio 30, 2010

            Colori minha boca com batom,
            Pra te esperar na fria madrugada,
            Pintei em minha tela um sonho bom,
            Por sobre a tua imagem desenhada

            Os nossos sonhos tinham o mesmo tom,
            Mas morderam maçã envenenada,
            Pois sem dormir sob o mesmo edredom,
            Pereceram naquela madrugada!

            Não vou ressuscitar nosso passado,
            Nem chorar sobre o leite derramado,
            Esses beijos de sonhos que perdemos.

            No meu leito de flores – reclinada –
            Vou aguardar em paz, nova florada
            Desse amor que a nós dois deixou enfermos.

 Irani Gennaro

Posted in poesia | Leave a Comment »

QUE VOCÊ TENHA UMA NOITE MARAVILHOSA

Posted by vidapura2 em Maio 30, 2010

Estou sempre me questionando e sabe o que descobri?
Que nós é que fazemos a nossa vida…

Muitas vezes culpamos quem está ao nosso lado da nossa tristeza,
e até dizemos ” você é culpado por eu estar triste”…
Outras vezes reclamamos que nosso amigo não leva em conta nossa tristeza…
Mas esquecemos sempre que todos nós temos uma cruz (missão) para carregar
ou cumprir nesta vida…
Todos temos que aprender a cair e levantar…
Temos que aprender a NOS AMAR…

Vejam só! Temos 24hs para viver o dia…
TODOS TEMOS 24HS!

SABE O QUE FAZ A DIFERENÇA?

É o que cada um faz das suas 24hs…

 

Tem gente que pensa somente em dormir para fugir dos problemas…

Tem gente que fica se envenenando com inveja, raiva, tristezas…

Tem gente que se entope de remédio e vivem atordoados…

Mas tem gente que programa a vida e, TEM TEMPO PARA TUDO…
Por outro lado tem outro fato:

SOMOS O QUE PENSAMOS!

Tem gente cujos pensamentos são como uma boiada sem comando…
Desembestam pelos campos do seu cérebro e, perdem todo o controle sobre eles…

Aí vem remédio de toda ordem para protelar a solução, para dopar o cérebro,
MAS NUNCA, PARA CURAR…
Pensa comigo , SE SOMOS O QUE PENSAMOS,
precisamos pensar muitas vezes o negativo, a punição,
para que nosso cérebro “entenda a ordem” e, o corpo vai somatizar.
Bom sabemos que uma série de pensamentos negativos já nos levaram” á lona “…

 Então para curar um mal precisamos achar
o padrão de pensamento negativo que repetido
causou o sofrimento

e, substituí-lo pelo

 PADRÃO POSITIVO DE PENSAMENTOS…

Vou dar um exemplo para ficar bem claro…

Vamos falar de RESFRIADOS…

Segundo pesquisas  da LOUISE HAY, os padrões negativos que causam um resfriado
são pessoas com muitas responsabilidades,
que estão sob desordem mental, confusas,
que guardam pequenas mágoas,
e que tem pensamentos do tipo: no inverno eu sempre pego pelo menos 3 resfriados…

Estas se resfriam com mais facilidade do que as que MEDITAM

e pensam

DEIXO-ME RELAXAR E MINHA MENTE ESTA TRANQUILA…

A CLAREZA E A HARMONIA ESTÃO DENTRO DE MIM E,
TAMBÉM A MINHA VOLTA…

TUDO ESTÁ BEM…

AMO A VIDA…

É MUITO BOM VIVER…

Gente se nos alertarmos contra esta carga de pensamentos negativos
que vem á nossa mente como uma boiada perdida,
e se tomarmos “as rédeas da nossa vida” e, passarmos a CONDUZIR esta boiada,
naturalmente seremos mais saudáveis…

Gastaríamos muito mais o dinheiro para nosso prazer e,
não em remédios…

MEDITAR DIÁRIAMENTE E CONSTANTEMENTE SOBRE
” O QUE VOCÊ QUER ”
É UM REMÉDIO MILAGROSO!
Penhah Castro

Posted in poesia | Leave a Comment »

TENHO A LUZ EM MIM

Posted by vidapura2 em Maio 30, 2010

Os anjos vibraram dizendo

“Você tem sim!”

 

O verbo é força que Deus

Concedeu ao homem

De se conectar a ele

O céu começa

Dentro de nós

 

Nós já nos conhecemos

Desde quando nossas almas

Foram criadas nesse universo

 

E lá do seu centro

Estou dizendo pra ti

Eu vejo você

Aí dentro

Andre Luis Aquino

Posted in AMIGOS | Leave a Comment »

Chantagista do Amor

Posted by vidapura2 em Maio 30, 2010

    Sim… chantagista do amor… é o que ele é!…
    Faz chantagem virá a mesa, chora por meu amor
    e sempre ganha o que ele quer!…
    Eu sempre boba no amor, como toda mulher…
    Diz adeus… jura não mais voltar…
    Me arrenpendo…
    Também choro e que nada… ele ali está!…
    Promete não ter ciúme, faz mil queixumes…
    Nem percebo o seu jogo…
    Embriagada com seu charme e seu perfume!…
    Chantagista do amor… é o que ele é!…
    Mais um dia que amanhece, sua cisma
    me condena… ele desaparece…
    Pinto e bordo, juro dessa vez não voltar!
    Sua voz macia, diz me amar como uma prece…
    Afinal o que ele quer?…
    Chantagista do amor, é o que ele é!…
    Ah… meu chantagista… moleque dengoso
    e teimoso… aqui estou aos seus pés!…
    Já perdida com o seu carinho e o seu beijo…
    Chantagista do amor é o que você é!…
    © Mary Trujillo

Posted in poesia | Leave a Comment »

Recado de Amor

Posted by vidapura2 em Maio 30, 2010

      Feche os olhos e sonhe

      Sonhe também acordada

      Sonhe sempre, é o que vale

      E se me permite pedir

      Escute o meu canto mesmo distante

      No eco do som que não posso cantar

      Nem sei se pra pior

      Quem sabe para melhor

      Minha voz calou pra dizer no habitual

      Só falo na linguagem da alma

      Àquela que não sabe e não pode mentir

      Dizer com fala já não posso dizer

      Mas pra que

      Se o amor também existe no verdadeiro silêncio

      É-me dado o direito de te acordar

      Mesmo a distância

      Acordar da realidade tristonha

      E contigo mergulhar em sonhos

      Somente em sonhos existe realidade feliz

      Sentiremos o Sol, a Lua

      E com eles vamos procurar

      E encontraremos nosso Diamante

      O que de verdadeiro e eterno existe

      Esculpindo o nosso amor

     

     
      Evaldo da Veiga

Posted in poesia | Leave a Comment »

Fazer Amor em Terra e no Mar

Posted by vidapura2 em Maio 30, 2010

      No mar, na onda que eu via,
      estava você, minha doce imaginação.
      Pedi ao Deus do mar calmaria,
      para que você viesse apagar a solidão

      Sonhei tanto em ter ver,
      e jamais pensei ser em uma onda…
      Sabia que havia movimentos,
      mas não tão úmidos,
      em você, mesmo nas águas.

      Sonho e sonhos que são sonhados,
      em realidade úmida do Santo Tesão,
      e sei que na crista da onda
      a tua umidade é por mim desejada,
      com a mesma sede intensa, quando te bebia no chão.

      E assim, na convicção do desejo Santo e Profano,
      que o mar não reduza suas ondas,
      mas que te lances com carinho na areia,
      e ali nos amaremos em linda saudade consagrada.

      Hoje me afastei da insônia
      e quero dormir pra sonhar com você
      na mais linda realidade, aquela que te põe
      longe e presente, no meu sonho acordado.

      Jardins com flores, pássaros e bichinhos
      contemplam-nos, com olhar de vinda e despedida,
      fazendo-nos viver, sonhar e acordar.
      Amar, amar e amar…

      Longe ou perto do mar, suas onda é nossa referência;
      e agora, nos basta tão somente, sermos anfíbios,
      amarmos-nos em Terra e no Mar,
      e preferencialmente nos dois ambientes.

    
     
      Evaldo da Veiga

Posted in poesia | Leave a Comment »

Oração de Amor

Posted by vidapura2 em Maio 30, 2010

    Peço-te Deus, que não esqueçamos do quanto é bom
      caminharmos juntos. Se eu sucumbir, entristeço você.
      Mas nesta Oração em feitio de bate-papo, já que
      falei de nós dois, quero falar dela, também.
      Meu mundo e o dela, o mundo de nós dois: você como testemunha, observador, julgador e, acima de tudo, provedor.
      Queira você, meu amado Deus, perdoar nossas falhas,
       desistências e, às vezes, a fuga empreendida de nós mesmo.
      Mas fugindo do alongamento em respeito ao seu tempo,
      em tantas vezes perdido em falsas juras e lamentos, exponho
       com brevidade e solicito providências: ela é minha vida e o meu sonho, minha alegria… Sei que eu e ela não vamos fugir,
      não vamos sair da existência do outro.
      Mas sei também que nem tudo depende de nós, a vida manda muito mais; essa vida atende outros pedidos em usando o livre arbítrio concedido por você.
      Sei ainda, que nem sempre essa vida, que no fundo,
       é comandada por todos, é mansa e suave, pacífica com a gente. Até inexistindo má intenção, podem tirá-la de mim. Mas até que separem nossos corpos, mas que jamais separem nossas almas, onde está nossa verdadeira vida. E por derradeiro, meu Deus,
      que jamais nos esqueçamos um do outro: eu dela,
       eu de você e você da gente.
      Peço deferimento, só isso!
      Até…

     
     
      Evaldo da Veiga

Posted in poesia | Leave a Comment »

Brincando e Fazendo Amor

Posted by vidapura2 em Maio 30, 2010

  Com uma Pena de uma linda Arara Azul,
      retirada com ternura, de mansinho pra não doer,
      brinco de fazer amor com o meu amor.
      Ela ama as sensações produzidas pela Peninha
      que passeia em seu corpo em ato de carinho e devoção.
      Muitas vezes a Peninha atua regida por
      movimentos que oriento; outras vezes,
       segue o seu próprio impulso.
      E é ai que o carinho assume encanto místico,
      levando-a ao delírio. Ela goza a vez primeira,
      e essa vez dá lugar às outras vezes.
      E lindo em um tanto além, porque não se trata de um mero gozo,sim do gozo das Deusas.
      Pontos eróticos até então por mim despercebidos,
      a Peninha da mágica Arara Azul descobriu e hoje considero
      lugares imprescindíveis à visitação.
      E um espetáculo lindo, verdadeiro show de prazer.
      A Peninha em ato de carinho terno, suave,
      simplesmente amável, desliza no cantinho dos lábios…
      Minha Namorada finge, um fingimento puro e sedutor,
      estar recebendo o carinho na mais inocente
      manifestação de afeto.
      Porém ali, a Peninha já excitou.
      Minha Namorada já está úmida,
      percebe-se no seu cheiro que dança no ar.
      A Peninha passeia alegre e animada e desce o corpo,
      curiosa e investigativa envolve-se entre os dedinhos dos pés,
      e a expressão da minha Namorada revela
      um tesão que aumentou.
      Pede que eu participe e beije seus dedinhos,
      depois pede um pouco além,
      que eu passe a língua entre os dedinhos, lambendo-os,
      como se eu fosse um gatinho e os dedinhos um misto de leite
      com o néctar que consagra o Amor.
      Hum… delícia pura. E a Peninha em repente mágico, se solta
      para ficar ao sabor do vento e caminha nas aléias
      que separam as coxas do sexo produzindo
      uma contração que junta as nádegas da minha namorada,
      num encontro tenso, onde ao mesmo tempo
      os músculos são estendidos com força e suavidade.
      A Peninha com sua curiosidade sempre renovada,
      vai para uma região já conhecida, mas o espanta-se em lindo encanto.
      Uma região aparentemente confusa, mas em realidade,
      formando o mais lindo mapa do universo.
      Num pontinho elevado, a Peninha passeia pra lá e pra cá,
      não se cansa, ama passear.
      Depois com carinho e meigo jeitinho, desce e se molha,
      recebendo um banho em viscosidade de sabor e odor indefiníveis, só se sabe que é o melhor sabor
      e o melhor odor já produzido.
      Após, em grau de excitação linda, bem Vadia e Santa,
      minha Namorada se entrega aos movimentos lindos,
      de verdadeira vida e Amor.

           Evaldo da Veiga

Posted in poesia | 1 Comment »

Quero Você

Posted by vidapura2 em Maio 30, 2010

      Nem preciso indagar
      Você está, eu sei
      Tanto mar, tanta vida
      E você presente, sempre
      Brincas com a água
      Corre na areia
      Um show de alegria
      Fico contente isso é vida
      Que chega cedo
      Sorrindo pra mim
      Um mar tão imenso, ele é seu
      O teu corpo temperado
      Sinto o sal
      Mas o gostinho doce e terno
      Permanece em você
      Quero o mar, amo você

     
     
      Evaldo da Veiga

Posted in poesia | Leave a Comment »

Você e as Flores

Posted by vidapura2 em Maio 30, 2010

     Teu encanto e a beleza das Flores
      Aparentemente efêmeros
      São desenhos eternos
      Dando formosura à vida
      Encanto e beleza que renascem
      Prorrogando um tempo
      Que se faz imorredouro
      Na renovação e alternância
      De verdadeira beleza e encanto
      Quero-te mulher, amiga e amante
      Em nossos joguinhos tão intensos
      Numa soma de carinhos e movimentos
      Você sorrindo de prazer e alegria
      No seu jeitinho mais inocente
      De Santa Alternância
      Entre o Puro e o Vadio.

      Evaldo da Veiga

Posted in poesia | Leave a Comment »

Amor Venha !

Posted by vidapura2 em Maio 30, 2010

      Venha, você sempre presente,
      chegando ao momento da ternura e do desejo.
      Amo passear nesse teu corpo suave e de explosão…
      Entendo os teus sabores,
      gosto de gostar dos teus gostos,
      da tua leveza bem pura em efervescente
      estado de cio.
      Gosto dos teus atos em que estabeleces cumplicidade
      de indecente beleza.
      Nada é muito e nem pouco
      somente na dosagem que você gosta e ama…
      E, em você gostando e amando, amo também.
      Você sempre em mim deságua em dós dois;
      buscas o gozo em mim e também no teu próprio corpo,
      e transferes o gozo auferido,
      no corpo e no gozo de nós dois.
      Às vezes é um pouco além, em uma arte da tua ousadia.
      E eu amo tuas buscas e nelas regozijo-me,
      porque são tuas, são de nós dois.
      Entendo-te bem assim, você é assim
      gosto que sejas assim,
      exatamente como és.
      Amo esta tua inocência experiente,
      que conhece os caminhos do gozo e da doação.
      És Santa nos momentos próprios,
      mas não esvazias certos momentos
      com Santidade imprópria, inconveniente…
      É como és, exatamente assim,
      és como devia de ser

        
      Evaldo da Veiga

Posted in poesia | Leave a Comment »

F E L I C ID A D E

Posted by vidapura2 em Maio 30, 2010

     O que se busca, em síntese, é a felicidade,
       que pode está representada por em uma casinha
      com flores no quintal e uma família de Micos
      que vem comer frutos em uma frondosa mangueira.
      Que não existam a família dos Micos e nem a mangueira,
      somente flores no quintal. E ainda, inexistido as flores,
       a forte esperança e ação para que um dia cheguem.
       Esperança e ação são ingredientes essenciais à felicidade
       porque, em princípio, são elas as geradoras do carinho,
       da ternura e da verdadeira caridade que dão forma a expressão “Amai-vos uns aos outros, assim como vos amei”.
       Esse pensamento por si, somente, se exercitado,
       livraria o mundo de todas as angustias, inclusive
       da dor material, pois a ciência já apresenta como
       favas contadas que o corpo físico recebe influências
       derradeiras do estado de alma feliz ou sofredora.
       Se há alegria o corpo é são; em caso contrário,
      dor material e sofrimento moral. Bem não vou me alongar
       porque isso é assunto para um imenso tratado.
      Porém, como pretendo que esse tema possa ter
      alguma utilidade, se me permitem, dou uma sugestão:
      leiam ao máximo quase tudo, se possível, mas
      não deixem de ler o Sermão da Montanha,
      escrito por Mateus, preferencialmente, porque ali está
      a solução para todos os problemas do mundo.
       Sugiro a leitura em Mateus, porque esse discurso do
      Glorioso Mestre, sinto que  foi ele quem
       melhor materializou a idéia.
      Finalmente, se serve para o mundo, serve para você.
      Estou em um dia que gostaria muito de ser útil,
      sentindo isso como se fosse o melhor que posso fazer.
      Sentindo também, se não somos úteis, não vale a pena viver.

           
      Evaldo da Veiga

Posted in poesia | Leave a Comment »