amizade e poesia

Alguém que faz você rir…Alguém que faz você acreditar em coisas boas…Alguém que convence você …De que existe uma porta destrancada…Só esperando para que você abra. Esta é a Amizade Para Sempre.

Archive for 9 de Junho, 2010

Tempo, questão de escolha voltar

Posted by vidapura2 em Junho 9, 2010

Quanto tempo você dispensa a seu filho, em um dia? Quanto tempo você dedica para uma leitura edificante, que lhe traga elevados objetivos e lhe retempere o ânimo?

 

Quanto tempo você dedica à oração?

 

Será você um daqueles que afirma não ter tempo para nada e leva a vida de roldão? Uma verdadeira roda viva, um turbilhão?

 

Tempo é uma questão de escolha. Equacionar as horas de forma a tudo resolver, sem desequilíbrio, esquecimentos e correrias, é questão de administração.

 

Existem criaturas que surpreendem pelo tanto que realizam nas mesmas vinte e quatro horas em que nada fazemos além de reclamar da falta de tempo.

 

Um consagrado escritor, James Michener, que morreu em outubro de 1997, era uma dessas pessoas que sabia exatamente como lidar com o tempo.

 

Foi professor, revisor de livros, alistou-se na Marinha durante a Segunda Guerra Mundial, teve histórias suas adaptadas para musicais na Broadway.

 

Certa vez, uma garotinha de oito anos, acompanhada de seu pai, o visitou em sua residência. Levou-lhe um livro que continha uma história que ela mesma escrevera.

 

O homem ocupado com tantas coisas dispôs de tempo para se sentar no sofá junto à pequena, abrir a primeira página e ler em voz alta: Focas, por Hana Grobel.

 

Enquanto prosseguia a leitura, o telefone tocou. Ele atendeu e ao interlocutor explicou: Estou lendo os originais de uma jovem escritora. Pediu licença e atendeu a ligação em outra sala.

 

Depois, tornou a sentar-se ao lado de Hana e prosseguiu a leitura.

 

Esse homem inacreditável fora uma criança rejeitada. Jamais soube quem foram seus pais.

 

Foi recolhido por uma viúva e por ela criado e amado. Jamais descobriu o local e a data do seu nascimento.

 

Passou toda sua vida ajudando discretamente a quem desejasse estudar, reconhecendo que sua instrução foi o que de mais precioso sua mãe adotiva lhe dera.

 

Dispunha de tempo para tudo e para todos. Até mesmo para uma criança que escrevera uma história minúscula em um pequeno livro.

 

A história é muito boa, foi seu comentário, porque no final todos ficam felizes.

 

Incentivar as gerações futuras era uma missão que considerava importante e a que se dedicava.

 

Atender a uma criança de oito anos que buscava estímulo, a um estudante de engenharia que lhe vinha agradecer a bolsa de estudos, atender a ligações de instituições de ensino que lhe solicitavam recursos, fazia parte do seu cotidiano.

 

Dez dias antes de sua morte, com os rins falhando, teve tempo para oferecer a uma jovem a oportunidade de estudar na Universidade do Texas, oferecendo-se para lhe custear a primeira anuidade escolar.

 

Mesmo lhe restando poucos dias, o seu tempo era para fazer o Bem.

 

*   *   *

 

Valorizemos o tempo, usando-o com propriedade. Não menosprezemos o tesouro dos minutos porque a eternidade é feita de segundos.

 

Utilizemos os valores do tempo e conquistemos méritos, não nos permitindo a sua desvalorização em atitude morna e inútil.

 

O tempo nos é dado pela Divindade para a realização da grande tarefa de transformação de nós mesmos, na jornada da perfeição.

 

Momento Espírita

Anúncios

Posted in AMIGOS | Leave a Comment »

Minha Conquista

Posted by vidapura2 em Junho 9, 2010

Conquisto-te no espaço infinito,
vivenciando em teus braços
o sonho eterno de viver feliz, amando-te

Dos teus ditos, faço meus escritos,
navegando, somente para aportar
 entre teus braços, sob a luz do luar 

 Que. durante o dia  fica escondida
à espera da noite chegar,
para ouvir, em segredo,
o silencio murmurar … te amo!

Schyrlei Pinheiro

Posted in poesia | Leave a Comment »

EM BUSCA DO TEU AMOR

Posted by vidapura2 em Junho 9, 2010

      Esse meu amor incontrolavél…
      Sinto sua falta
      Como quando o ar me falta,
      Esse amor que me sufoca…

      Me sufoca a sua falta,
      Quando penso que tudo está bem,
      Está tudo certo entre nós,
      Você me escapa, some…

      Onde vais, quando pra mim não voltas?
      Onde estás nas horas que esse ar me falta?
      Tento pegá-lo… como se pega o ar com as mãos,
      Me escapas entre os dedos.

      Vais… mas volta, com esse amor que me sufoca,
      Esse amor que me faz falta como o ar…
      Quero que vá, quero que fique,
      Pois sem esse amor não tenho ar,
      Esse amor que me deixa viva em você e você vivo em mim.

        
      Aparecido Donizetti Hernandez

Posted in poesia | Leave a Comment »

MEU “EU” VIROU BANDIDO

Posted by vidapura2 em Junho 9, 2010

      Estou vazia de mim
      e com vontade de sair
      de dentro do meu sonho.
      Conviver comigo
      está se tornando medonho;
      vejo nuvens nubladas
      tapando o sol de minha alma.
      É uma solidão sem razão
      que me faz perder a calma.

      Meu “Eu” está insuportável,
      pesado, difícil de aturar.
      Devo mudar de lugar
      e deixá-lo no beco da incompreensão
      onde ele se sente protegido.
      Meu “Eu” virou bandido!

      Eu sem mim estarei melhor,
      embora o que sobrar
      vire pó ou aperte o nó.
      Não importa o que aconteça,
      estarei livre da minha cabeça
      que pensa em uma meta perfeita
      onde meus pés se recusam a pisar.
      Serei feliz assim, podem acreditar.
        
 ROSE AROUCK

Posted in poesia | Leave a Comment »

Fogo do amor

Posted by vidapura2 em Junho 9, 2010

                  Se o teu coração se inflama

                   Deixa que o fogo venha

                  Faz do teu corpo a lenha

                  Para acender as chamas

                  

                  Da paixão e do desejo

                  Da tentação e da loucura

                  Do prazer que transfigura

                  E tempera a vida num beijo

                  

                  Se é assim que me amas

                  Sem hesitar, que venhas

                  Sê aquela divina lenha

                  

                  Que manterá viva a chama

                  Emanada do teu olhar atrevido e abrasador

                  Qual graça que grassa, como fogo do amor!

                  

                  Walter Pereira Pimentel

Posted in poesia | Leave a Comment »

Pronuncio…

Posted by vidapura2 em Junho 9, 2010

     A tus ojos… mirar, y sentirlos hablar
      Te amo!!!
      Hace con que mi corazón palpite fuerte
      y mis ojos, en el mismo tono y calor responder
      Mi Flor, yo te amo tanto!
      Tu toque dice que me quieres
      el mío te susurra deseo
      To olor me convida
             Mi olor te excita
      Tu piel me acaricia
      Mi piel te escalofría
      Tu voz es para mí música
      Mi voz para ti es poesía
      Tu cuerpo me da el tuyo
      Mi cuerpo penetra en el tuyo
      Tu deseo humedamente abraza el mío
          Y bailan, uno, dos, tres, uno dos, tres…
      Baile provocante…sensual
      Ah! que cosa! no puede existir nada igual
         Tus labios buscando los míos
          Mi boca, poniendo mis labios en los tuyos
      Nuestras lenguas bailando la canción del sabor
      Mis manos en caricias de las manos paseando
      Tus senos en mi pecho suavemente rozando
      Tu cuerpo en el mío como un elástico
       Mi cuerpo en el tuyo navegando
                  En tu piel, en tu placer, en tu plácido nectar
         Nada tenemos que decir, nuestro susuro declara
                Todo mi Yo, todo tu Ser….
      dicen uno al otro una sola cosa
      Yo te amo….

      Apasionadamente…nada más para decir
                    es una delicia, un amor como este…Tener
      ¿No es verdad, mi amor?
      ¿Tú quieres que lo pronuncie….?
      Te amo!
       Joe’A

Posted in poesia | Leave a Comment »

AMO-TE TANTO MEU AMOR!

Posted by vidapura2 em Junho 9, 2010

      Amo-te mais que o infinito.

      De tanto amor que em mim existe, perco a razão, perco os limites.

      

      Foi a ti que a vida toda, procurei.

      Hoje estou amando-te com meu ser, com todo o meu coração, com toda minha emoção.

      

      Amo-te por toda a minha vida e para além dela,

      somente a ti pertence o meu amor…

      Tu és o meu  calor.

      

      A ti pertence minha alma,

      És tu quem a acalenta

      e quem a acalma,

      a ti pertence meu coração,

      somente tu,

      exalta minha emoção,

      Tu és minha  paixão.

      

      Assim és tu…

      Razão de meu ser!

      Razão de meu viver!

Sussuluz

Posted in poesia | Leave a Comment »

MADRUGADA

Posted by vidapura2 em Junho 9, 2010

      Agonía de la noche
      nacer de un nuevo día
      escucho su silencio
      retumbar en mis oídos.

      Con un halo misterioso
      se envuelve en manto negro
      aprisiona inertes cuerpos
      en muerte pasajera.

      Perturba mis ensueños
      desnuda mis sentidos
      cómplice en placeres
      verdugo en ansiedades.

      Amante de mi musa
      cada amanecer seduce
      copulan con palabras
      pariendo poesías.

      ©SKORPIONA

Posted in poesia | Leave a Comment »

Vamos, é o jeito

Posted by vidapura2 em Junho 9, 2010

      Tá um tanto ruim, doentes no corredor,
      ensino péssimo, corrupção pra valer…
      Mas temos novela, futebol, jogos da loto
      e bunda malhadona, mudar pra que?
      Você tem cerveja quando tem dinheiro, cama…
      Tem também os políticos sedutores
      que nem precisam estudar…
      Um mundo de promessa em tempo integral,
      só não acredita quem não quer.
      Desconfiar por quê?
      Você é mesmo assim, sempre foi assim,
      acreditou sempre, mudar agora, por quê?
      Esse é o teu bem, esse o teu mal, mudar jamais.
      O canalha tem atrativo, só fala o que você gosta de ouvir…
      Ele capricha tanto, ao ponto de descobrir o teu desejo.
      Põe a culpa nos States, no FMI por tuas dívidas,
      na direita, na elite, no tempo e no apagão.
      Ameaça banir a Globalização, libertar o Iraque e o Paquistão.
      Um mundo de bravata que você bem gosta de ouvir.
      Elle diz agora que conhece o mundo e o mundo conhece Elle…
      Melhor mesmo é deixar assim… Mudar pra que?
      Você vai indo dando o seu jeito, sempre no teu antigo tema,
      se melhorar piora, o Brasil é assim mesmo.
      Vamos, é o jeito!

      
     
      Evaldo da Veiga

Posted in poesia | Leave a Comment »

Temos opção, amor

Posted by vidapura2 em Junho 9, 2010

    É só não olhar para baixo, é olhar para o céu, eis a solução.
      Mas se não olharmos para baixo e para os
      lados, vêm os atropelos, e caímos no desfiladeiro.
      Por isso resolvi viver e cantar o lado bom do meu samba.
      Não dar ouvido aos lamentos e não passar onde há sujeira e buracos…
      Mas não é bem assim que se resolve,
      estou sentindo-me um tanto radical…
      Tenho que ir e vir, parado é um tremendo mal.
      Não ver pessoas e multidão é excluir-me na mais errada solidão.
      Preciso refletir, ser coerente com a vontade de viver.
      Desfalecer de uma vez, não.
      Sentir bem se quero um samba, uma valsa ou somente o violão.
      Até lá, nada de pagode pra não exagerar,
      mas música sacra também não, traz tristeza e solidão
      Tenho mais é que ser adaptado e deixar passar a corrente.
      Fingir que não vejo e não sinto, também não é solução…
      Tenho que estar alegre, presente, e dando opinião.
      Ter ânimo enquanto espero e acreditar numa nova vida.
      E com ela nada de bosta, mentira, cinismo e escrotidão.
      Vou olhar para frente, para os lados e até pra baixo.
      Aprender a ver em todas as direções
      Sem me deixar atingir pelo enjôo, a náusea e a podridão.
      Combatendo no bom combate, eis a solução.

      
     
      Evaldo da Veiga

Posted in poesia | Leave a Comment »

Gentileza, Carinho e Encanto

Posted by vidapura2 em Junho 9, 2010

      Despolarizando as exceções que sentem prazer
      no sadismo e na dor, gentileza, carinho e  encanto
      dão prazer maior no ato de fazer amor.

      Desimporta a expressão usada:

      fazer amor, trepar, dar umazinha, com os talentos
      da gentileza e do encanto, os toques serão mais
      prazerosos e vem aquela vontade de eternizar o momento.

      È o que falou aquele grande Profeta,
      do qual não lembro o nome: rsss

      não basta ser somente homem, sim ser um  bom
      companheiro de viagem levando-a por caminhos
      que dão à sensação, em gozando, de estar trepando
      no céu.

       Cortesia, Carinho e Encanto!

      Isso é bom! Bom pra valer, não existe nada de tão bom!

      Simplesmente delicioso, ter e se dar com jeitinho,
      sob os eflúvios da gentileza, do carinho e do encanto.

       Vai nessa, é bom, bem bom!!! rsss 

      Evaldo da Veiga

Posted in poesia | Leave a Comment »

A Noite e Você

Posted by vidapura2 em Junho 9, 2010

    Todas as noites são lindas,
      mas hoje eu queria uma noite mais linda ainda,
      uma noite pra você.
      Queria uma noite com estrelas e luar,
      e não tendo esses ornamentos,
      somente tua beleza.
      Que me venham, flores e os bichinhos,
      que amo tanto, que são verdadeiras
       belezas de ternura e encanto.
      Mas, em tua noite, quero o enfeite da tua presença,
      sem a qual inexiste beleza.
      Contigo chega-me o encontro, tuas mãos nas minhas,
      e isso é a ternura que busquei febrilmente,
      a que desejo sempre, junto de mim…
      Minha noite está ornamentada,
      tua presença dá sentido a todos os espaços em mim.
      Ah, como foi bom te esperar, e agora, tua chegada
      premiar meu melhor sonho…
      O único sonho que senti de verdade,
      Você, meu  sonho no mundo
       

      Evaldo da Veiga

Posted in poesia | Leave a Comment »

Qualquer dia, é qualquer dia

Posted by vidapura2 em Junho 9, 2010

      Se o dia é claro
      ou com nuvens escuras,
      se for de chuvinhas fina
      ou de fortes trovões,
      se acordo alegre ou triste,
      lembro você.
      Só sei dizer que és a lembrança
      que me segue sempre,
      vou onde você for…
      É minha pretensão,
      uma lembrança de vida
      que traga meiga e suave saudade.
      No fundo mesmo,
      o que restou de alternativa,
      é você voltar inteirinha…
      O que mais desejo
      é uma opção de amor,
      com amor,
      ternura com alegria… 

     
      Evaldo da Veiga

Posted in poesia | Leave a Comment »

Ela, minha saudade

Posted by vidapura2 em Junho 9, 2010

      Tem dias em que me persegue
      uma saudade sem solução.
      Saudade sem esperança,
      não é questão de dor simples…
      É dor que dói mesmo, eis que sem solução.
      O bom senso e a lógica
      não apresentam caminhos…
      Dizem que a solução já se foi,
      sem deixar vestígio algum.
      Agora, só resta esperar
      o esquecimento se ir,
      extinguindo desilusões.
      Uma, outra, mais uma,
      até o fim.

     
      Evaldo da Veiga

Posted in poesia | Leave a Comment »

Que o tempo volte para eu ver o meu amor

Posted by vidapura2 em Junho 9, 2010

      Ah… se o tempo desse um recuo,
      pondo-me em frente aos teus olhos…
      Ver os teus cabelos lindos da cor do milho,
      o teu sorriso de Princesa/Santa,
      sorrindo pra mim e pra vida,
      na mais bela saudação.

      As melhores imagens que vi nesse mundo, vi em você,
      estão lá trás, como alcançar?
      Separamos-nos,
      a iniciativa não foi minha, não foi tua,
      separaram-nos, sem sequer, perguntar
      algo mínimo às nossas almas.
      Não mediram nosso desgaste,
      nossa tristeza, nosso pranto…

      Não se preocuparam, e nem sabiam
      talvez, da nossa tristeza em caminhar
      por caminhos separados.
      Éramos bem crianças, seis anos,
      não podíamos ir ao encontro do outro.
      Nossos endereços mudaram,
      não fiquei sabendo nem você.
      Na época nem existia o CEP;
      se existisse, quem sabe,
      uma esperança.

      

     
      Evaldo da Veiga

Posted in poesia | Leave a Comment »