amizade e poesia

Alguém que faz você rir…Alguém que faz você acreditar em coisas boas…Alguém que convence você …De que existe uma porta destrancada…Só esperando para que você abra. Esta é a Amizade Para Sempre.

O MEDO

Posted by vidapura2 em Agosto 14, 2010

      O temeroso é desconfiado e anti-social. Desconfia da própria sombra e vive a meio a grades imaginárias. Sofre de fetiches vários, sendo um deles a socialização com as outras pessoas, ao seu redor, que ele evita por todos os meios passíveis de se concretizar. O temeroso é receoso e o seu modo de vida é de uma infelicidade total. Poupa-se ao contacto com as outras pessoas e por isso pode ser considerado pouco recomendável. Nunca olha nos olhos das outras pessoas e mostra pouco à vontade para manter uma conversa, com quem quer que seja. O seu medo, concreto ou imaginário, torna-o numa pessoa pouco afável.

      Sofre de ilusões exageradas e pensa sempre que os outros estão a falar dele. Daí os tremores, que não consegue evitar, e que o tornam sofrível e carrancudo. O temeroso sua muito e pode-se cheirar o medo ao longe. Não consegue explicar-se convenientemente pois o medo impossibilita-o de se fazer entender. Está sempre a pedir desculpas, como se fosse o causador de todos os males do mundo. Não confia em ninguém e nunca se aproxima para pedir uma simples explicação. O medo fá-lo inteligível e afasta-o das pessoas, que se sentem à vontade por esse facto, pois também eles são afectados pelo medo do temeroso.

      O temeroso não se comunica gesticula descontroladamente para se fazer entender, ao que vai. O temeroso tem gestos desgovernados e perde o controlo facilmente. Está sempre super vigilante, e olhando os sapatos fica atento ao que os outros falam, parecendo-lhe que escuta o seu nome a todo o instante. O medo fá-lo perder a razão quando se tenta explicar, pois troca as mãos pelos pés. É sofrível e desencantado com a vida, e choca-lhe o facto de os outros não o entenderem e nem fazerem nada para que isso aconteça, é claro que isso não passa de mais uma ilusão do medroso.

      Está sempre a olhar para os lados, com manias de perseguição, que ele examina minuciosamente, não vá o diabo tece-las, sujeitando-o ao impacto com outra pessoa. Sofregamente insociável é uma pessoa extremamente solitária e triste. O medo está presente em todas as ocasiões o que a impossibilita de fazer uma vida normal e saudável. É uma pessoa doente e a precisar de cuidados médicos urgentemente. O temeroso é deprimido e está sempre em casa, quando tal é possível, saindo apenas para o inevitável. Pensa frequentemente no suicídio como forma de acabar com todo este estado deplorável.

      Nem sempre tem o domínio de sua vida o que acarreta e chama a si o medo. Sobretudo é uma pessoa inteligente, mas que é traída por este sentimento, desagradável e persistente, que o deixa quedo e mudo, a um canto. O temeroso fiscaliza-se sistematicamente, de modo a ter o controlo de um serviço, que o orienta do modo mais conveniente. Tudo o assusta e se possível foge de suas obrigações. Não concretiza os seus sonhos, pois acha-os irrealizáveis, derivado ao seu receio em ser feliz. O medo é responsável pelos seus insucessos escolares e empresariais. Caminha cabisbaixo com medo de ser reconhecido.

      Jorge Humberto

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: