amizade e poesia

Alguém que faz você rir…Alguém que faz você acreditar em coisas boas…Alguém que convence você …De que existe uma porta destrancada…Só esperando para que você abra. Esta é a Amizade Para Sempre.

FORA DO RUMO

Posted by vidapura2 em Agosto 20, 2010

    Sai fora do rumo, sai fora da fuga.
      Queria ficar, precisava ficar, mas
      continuei fugindo:
       de mim, de todos, de tudo..

      Queria distância da minha carne sem voz,
      do meu silêncio sem alma,
      e consegui acabar com tudo:
      sonhos, lembranças…
      fiquei vida sem alma, destroços…

      Depois, numa tentativa à época impertinente,
      me procurei avidamente, no pó hesitante da vida.
      E, perdido por irremediável,
      dilacerei-me nos cacos da solidão.

      Estrangulei minha força,
      neguei o sim, o não, o talvez,
      náusea branca…, morte insípida…
      Ela veio, deixou vivo o corpo,
      mas silenciou a vida.

      E este foi o meu sepulcro:
      silencioso, sem voz,
       sem alternativa, sem dizer…
      Com a morte, depois, veio minha espera:-
      quem sabe em três dias voltarei?
      Ousei pensar…

      Minha ressurreição demorou um pouco mais,
      estou retornando dez anos depois,
      MAS RETORNEI.

     
      Evaldo da Veiga

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: