amizade e poesia

Alguém que faz você rir…Alguém que faz você acreditar em coisas boas…Alguém que convence você …De que existe uma porta destrancada…Só esperando para que você abra. Esta é a Amizade Para Sempre.

Lábios Breves

Posted by vidapura2 em Outubro 5, 2010

Amarro-me em beijo intenso
e caio de morte e medo
em pouso de lábios breves.

Cansei de viver aos trancos,
 desnutro-me em grãos de susto
onde um tufão imenso
_nem era, era só entulho_
tropeça em tempos graves
e passa como entreato
do drama onde não atuo
ao desabar do barranco
_apaludo a histeria em surto_

E, findo o primeiro ato,
sucatas de uma sonata
são ecos  dos meus recuos
que de proteção, me excluo.
 
Torrentes levam ao degredo
correntes, gancho sem dedos
a tecer  os elos das contas
onde em gestos compulsórios
me esqueço do provisório

pois tudo acabou mais cedo.

 Aquilo que não me contas
 são fontes do  meu segredo:
 é tudo o que não dei conta
 avessa ao amor em curto
que acaba em curto-circuito,
 nem chega a cravar história.

Imploro imortalidade,
em igual duração de beijo.

Depende do outro lado
do outro que está fadado
a ser posse da vontade
que arrasa por ser despejo
de enganos, _mas fica assim!_

Nas costas, dedos cruzados
meu sonho é desprender grades
 liberta ainda que tarde
fecharei a sete chaves
 todos senões e afins.
E,  posto, que existe um fim,
 faço acerto dos mais graves
com o  não e, no verso, sim.

Elane Tomich

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: