amizade e poesia

Alguém que faz você rir…Alguém que faz você acreditar em coisas boas…Alguém que convence você …De que existe uma porta destrancada…Só esperando para que você abra. Esta é a Amizade Para Sempre.

AUTODETERMINAÇÃO

Posted by vidapura2 em Outubro 12, 2010

A autodeterminação é um direito que a todos assiste de decidir por si mesmo. Todos temos direitos e deveres aos quais devemos cumprir como parte determinante de membros de uma sociedade, com o que nos é devido. A liberdade
é inerente à autodeterminação, só nos sentindo livres para decidirmos nossos actos nos tornamos de facto parte integrante e segura de uma comunidade. A liberdade de um está onde acaba a liberdade do outro, por isso devemos ser muitos conscientes e rigorosos para não cometermos erros e injustiças.

A autodeterminação é o direito ao voto e à escolha de quem queremos para nossos governantes. Sem isso vive-se num regime de tirania, própria de muitos países onde a liberdade é uma ilusão sonhada e requerida. Devemos lutar pela nossa liberdade com todas as nossas forças e “crenças”, sabendo que só isso nos traz alegria e nos faz fazer parte de uma sociedade, plena de direitos e de deveres. Nascemos livres e assim nos devemos manter pela vida fora, contra todas as contrariedades, que nos são impostas por opressores e déspotas.

Aquele que abusa da autoridade para vexar os que dele dependem não nos merece a confiança necessária para governar, pois que nos rouba a liberdade de expressão e a manifestação de nossos sentimentos mais íntimos, próprios de quem vive em pleno com a sua autodeterminação. O acto ou efeito de nos exprimir é tanto um dever como um direito amplo de qualquer cidadão. A liberdade é o direito de proceder conforme nos pareça, contanto que esse direito não vá contra o direito de outrem. A liberdade é também a condição do homem ou nação que goza de liberdade. A autodeterminação é o conjunto das ideias liberais ou dos direitos garantidos de um cidadão.

A cidadania é um direito que a todos assiste e complementa o estado de cidadão de facto. Deve-se estipular e conceder o direito de autodeterminação, numa sociedade livre. Quem goza de liberdade não deve abusar dessa sua condição para impor o que seja a outro, que como ele é livre de direito. Deve-se outorgar, em escritura pública, os direitos e deveres de uma nação livre. Uma nação só é livre quando os seus concidadãos gozam desse direito, em plenitude e consciência. Infelizmente há muitos países que ainda não estão na posse dessa liberdade, que fazem de seus cidadãos pessoas de facto, com todas as garantias que uma sociedade livre lhes concede.

A falta de liberdade e de autodeterminação é determinada pelo prazer que as pessoas tiram, ao viverem conjuntamente com as outras pessoas, que compartilham a sua vida, em conformidade. Um cidadão é um indivíduo no gozo dos direitos civis e políticos de um estado livre. Uma sociedade vivendo em plena liberdade deve lutar para oferecer todas as condições aos seus cidadãos. É um requisito cada vez mais exigente, agora que vivemos no século XXI e numa nova era. É um dever que temos para com as gerações vindouras e não devemos fugir dessa obrigação.

Jorge Humberto

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: