amizade e poesia

Alguém que faz você rir…Alguém que faz você acreditar em coisas boas…Alguém que convence você …De que existe uma porta destrancada…Só esperando para que você abra. Esta é a Amizade Para Sempre.

JANELA ABERTA À PAISAGEM

Posted by vidapura2 em Novembro 2, 2010

Ciprestes beiram a orla do rio,
como sentinelas
que guardassem um rico tesouro.

À volta o mato não está cuidado
e floresce
incomensuravelmente, no campo.

Do outro lado do rio tem uma língua
de água,
com alguns casarões e animais à solta.

Do lado de cá, distantes das árvores,
fábricas
expelem fumo, com gente lá dentro.

Passam carros de um a outro lado, nas
novas auto estradas,
ladeando o campo agreste e solitário.

As salinas estão tapadas, tirando-nos
a beleza,
de suas piscinas naturais e envolventes.

Alguns barcos estão ancorados,
num vai e vem
constante, produzido pelas ondas.

Entre as fábricas e o campo, passeiam-se
comboios,
de norte para sul e de sul para norte.

Aviões desenham estranhas sombras,
no telhado das fábricas,
preenchendo o nosso campo de visão.

A tarde está sombria, com nevoeiro,
além-mar,
e tudo parece tão mais triste e rude.

Volto para dentro; o quarto está vazio
e silencioso,
já que hoje não há pássaros a trinar.

E assim nasceu este poema, feito de
pequenas
filigranas, que compõem a paisagem.

Jorge Humberto

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: