amizade e poesia

Alguém que faz você rir…Alguém que faz você acreditar em coisas boas…Alguém que convence você …De que existe uma porta destrancada…Só esperando para que você abra. Esta é a Amizade Para Sempre.

NO ACTO DE ESCREVER

Posted by vidapura2 em Janeiro 2, 2011

Escrever é um acto solitário
só quem escreve sabe dessa solidão
mas consoante os versos vão
surgindo, o poeta sente-se mais completo
e em comunhão com a sua musa.

Pode ser um acto reflectido
como uma inspiração vinda do nada
sem que se pense no seu conteúdo
ou figurino, as palavras vão correndo pela
folha como galgos de espuma.

No mar que o poema transcende
o azul vai nos azuis
e o céu comunga a transcendência
que o poeta emprega
em cada versículo por ele transportado.

Cavalos loucos percorrem o peito do
poeta indo beber da pura água nas suas margens
e o poema saltita de um lado para o outro
feito bola nas mãos de uma criança
que tem o tamanho do mundo.

Barcos fazem-se ao rio
composto de letras insondáveis
e o poeta pode descansar na sua orla
quando o vate dá por terminada a sua
criação, com a felicidade nos bolsos.

Jorge Humberto

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: