amizade e poesia

Alguém que faz você rir…Alguém que faz você acreditar em coisas boas…Alguém que convence você …De que existe uma porta destrancada…Só esperando para que você abra. Esta é a Amizade Para Sempre.

Archive for Maio, 2009

Esses Outros Terrorismos

Posted by vidapura2 em Maio 31, 2009

Nos dias atuais as palavras terrorismo e terrorista ganharam espaço nas mídias do mundo inteiro.

 

Mas, afinal de contas, o que significam realmente esses termos?

 

Pois bem: terrorismo, segundo os dicionários, é um “ato de violência contra um indivíduo ou uma comunidade”.

 

E terrorista é aquele que infunde terror. Que espalha boatos assustadores ou prediz acontecimentos amargos.

 

Assim sendo, será que o terrorismo está distante de nós, ou, se bem analisado, poderíamos dizer que faz parte do nosso dia-a-dia mais do que imaginamos?

 

Será que poderíamos dizer que muitos de nós, de uma forma ou de outra, espalhamos o terror?

 

Terror quer dizer grave perturbação trazida por perigo imediato, real ou não; medo, pavor. Ameaça.

 

Dessa forma, quando analisamos nossas atitudes diárias vamos encontrar, em muitas ocasiões, verdadeiros atos terroristas.

 

Quando, por exemplo, um pai diz a uma filha: “se casar com aquele rapaz, mando-a embora de casa!”, esse pai está fazendo uma ameaça que infunde pavor e, portanto, está fazendo terrorismo.

 

Quando um esposo ou namorado impõe a sua companheira grávida: “ou você faz o aborto ou abandono você!”, está praticando terrorismo e induzindo ao homicídio de um ser indefeso.

 

Quando uma mãe diz ao filho pequeno que se ele não obedecer irá embora de casa e o deixará à própria sorte, está cometendo um ato terrorista dos mais sérios, impondo medo e pavor a uma criança que confia em seus pais.

 

Filhos que sabem da preocupação dos genitores e os aterrorizam com ameaças de suicídio ou de fugas que nunca se efetivam, mas infelicitam e apavoram, são terroristas domésticos agindo soltos.

 

Imposições e ameaças de chefes, baseadas em carências de funcionários que dependem do emprego para sobreviver, são atos terroristas que infelicitam e matam a esperança.

 

Religiosos que ameaçam seus fiéis com castigos e penas eternas, inventando um Deus temível e vingativo, espalhando pânico e terror nos corações incautos, são terroristas da fé, que agem livremente.

 

Por tudo isso vale a pena meditar sobre esses outros terrorismos que passam despercebidos a muitos olhares.

 

São tantos os terrores domésticos que infelicitam os seres, portas adentro dos lares, onde deveriam reinar o amor e a fraternidade.

 

Assim sendo, não imaginemos que o terrorismo está no seio deste ou daquele povo, desta ou daquela raça, pois ele está na alma humana, independente de nacionalidade ou religião.

 

Não imaginemos que o terrorismo está presente nos povos menos civilizados.

 

Ele se encontra em cada coração capaz de promover o terror, seja em que nível for.

 

O preconceito de toda ordem, também é uma forma de terror, e vamos encontra-lo em todas as esferas sociais.

 

Nestes dias, em que os olhares do mundo inteiro se voltam contra o terrorismo, vale meditar sobre nossos terrorismos particulares que tantas desgraças têm promovido.

 

E vale também lembrar que as grandes guerras e os grandes atentados terroristas são alimentados por guerras e terrorismos menores aos quais não damos importância. Pensemos nisso e comecemos, de vez por todas, uma ação efetiva pela paz.

 

Iniciemos por baixar as armas internas da agressividade, da calúnia, da indiferença, da infidelidade, da violência, enfim.

 

Optemos por construir um mundo de paz, pacificando os nossos lares, nosso ambiente de trabalho, nossa própria alma.

 

Agindo dessa maneira, podemos ter a certeza de que teremos um mundo em paz, mesmo que seja apenas o nosso próprio mundo, que, em última análise, seria o início de tudo.

 Momento Espírita.

Anúncios

Posted in AMIGOS | Leave a Comment »

Encantos

Posted by vidapura2 em Maio 31, 2009

Flutuei sobre os céus dos impuros,
            vivia entre todos sem ser notado,
            a pele queimava, juntos os pecados,
            queria meus desejos, meus feitos.

            Ouço a voz da glória,
            minha corrida é contra o pecado e o perdão,
            todos os cheiros grudaram na alma,
            os males viraram fantasias,
            guardei todos os sabores dos beijos e dos sexos.

            Os poros transpiram sentimentos avulsos,
            me perdoaram e as saudades foram,
            cada toque, cada passo, cada pedido,
            tudo sem dor, sem maldade
            o carinho veio muito depois… depois, o amor.

Caio Lucas

Posted in poesia | Leave a Comment »

Da minha janela

Posted by vidapura2 em Maio 31, 2009

Da minha janela olhei a rua de sorrir,

de onde plantei arvores imaginárias,

tingi o céu de amarelo-ouro,

pintei as estrelas de azul marinho.

 

 

Da minha janela olhei a lua dos meus sonhos,

apaixonei-me por um anjo que passou,

tinha asas brancas como a paz,

a pele de porcelana, nos olhos, amor.

 

 

Da minha janela olhei a jaula onde estava minha vida,

vi minhas tristezas abraçadas com as sombras,

a felicidade pendura bem no alto pra não alcançar,

os pássaros sem asas, como minha liberdade.

 

 

Da minha janela olhei a lágrima enquanto descia o rosto,

não chorei como antes e nem como amanhã,

vi que meus cabelos mudaram de cor,

os olhos mostraram a falta de vida.

 

 

Da minha rua olhei para minha liberdade,

caminhei mais uns passos e vi a felicidade,

agasalhei todo o amor que pude encontrar

e caminhei, para muito longe daquela minha janela.

Caio Lucas

Posted in poesia | Leave a Comment »

TERNURA

Posted by vidapura2 em Maio 31, 2009

O amor que nasce do impulso
não resiste a realidade,
transforma-se em murcha flor
se não houver amizade.
O arrepio da pele, a volúpia,
beijos sugados, calor do desejo,
podem com o tempo, esfriar,
mas, a ternura, há de ficar.
A alquimia da Vida recria
sábios momentos, paisagens,
ensina a conviver, a dividir,
a partilhar a sofrida solidão,
e o amor construido devagar,
será eterno, não terminará,
docemente preencherá o coração!

Zenaide Giovinazzo

Posted in poesia | 1 Comment »

QUE SEJA ETERNO, ENQUANTO É TERNO

Posted by vidapura2 em Maio 31, 2009

Que o amor seja eterno,
enquanto é terno…
Para que exista felicidade,
e um relacionamento sobreviva,
é importante que a amizade
esteja sempre viva…
A vida do relacionamento
sem que haja lamento,
baseia-se em respeito…
Havendo diálogo e carinho,
é o perfeito caminho
para o amor ser perfeito,
e florido como um amorperfeito…
E que se tenha
um terno e eterno LINDO DIA…

Marcial Salaverry

Posted in poesia | Leave a Comment »

Esperança que semeia a vida

Posted by vidapura2 em Maio 31, 2009

Tenho tanto para dar
tenho tanto para amar
mas para quem,
se com quem sonho, não vem

Alguem para dar meu jardins
para ela cultivar, regar
e colher minhas flores
sentir nossas fragancias

de nossa vida fazer um jardim
nosso amor apagar as magoas e dissabores
retocar as gastas e velhas imagens
reeditar insossos poemas, quem sabe?

Somente o amor tem esse poder
dar viço aos sonhos
e vida a esperança
Esperança que semeia a vida

Joe’A

Posted in poesia | Leave a Comment »

Metamorfose

Posted by vidapura2 em Maio 31, 2009

Há pessoas que já nascem flores

                      Espargindo encantos

                      Exalando cores

                      Apagando as dores

                      Afagando amores

                      Em tons multicores…

                      Há pessoas, que com seus encantos,

                      Afastam e enxugam os prantos

                      Adormecem nossos lamentos

                      Amenizam nossos sofrimentos

                      Eternizam momentos de amor

                      Oferecem perfumes, como uma flor…

                      Benditas sois vós, amadas criaturas

                      Mensageiras secretas, serenas de Deus

                      Que, distribuindo intensas ternuras

                      São as santas que nos dão abrigo

                      Que sendo flores, com múltiplos odores,

                      São presenças amigas, são uns amores…

                      Ah! Benditas sois, como perfeitas que são

                      Que vivem somente pela emoção

                      Que comovidas sempre dão a mão

                      Escolhidas que foram para ajudar 

                      Escolhidas pelo amor vêm nos ensinar

                      São rosas puras, sempre a fascinar…

                      Deixem-me as tuas mãos afagar

                      Sentir n’alma todo teu vibrar

                      Saber que pura posso me transformar

                      Ao tocar  com ternura  o que vêm me dar

                      Nas escalas melódicas, angelicais

                      Carinho amigo pra me ofertar …

                      Myriam Peres

Posted in poesia | Leave a Comment »

Sensación de desilusión

Posted by vidapura2 em Maio 31, 2009

Cuando  tu construyes en tu corazón
un cuento de hadas
 como un castillo  encantado
y  de repente ves que todo  se derrumba
 qué desconsuelo  y decepción nos dá
los temblores  son  como los sismos de  la desilusión
parece que la vida desaparece
y empieza a fluir el amor perdido  de tu pecho
tantos  recuerdos de lo construído
deseos y esperanzas insistiendo  que no se pueden diluir 
tanta dolor, vacío del que no queremos salir
tanta pasión, tanto amor  perdido fluye
 y en la mente pesadillas ,que no aceptan que esa verdad existe 
y las  torturas de esa realidad
como  nos enredamos en engaños ,y lo permitimos ..
a costa de los benefícios  que fueron solo  momentos
sueños y  realidades de instantes
imaginados en los  momentos de pasión
Tontos  y vanos   enganos
Atracción , situaciones que fueron confundidos con pasión
Eludido por momentos , por interes o solamente admiración
Por falsos oros o vidros que cristales parecian
apariencias  de brillantes diamantes
pero en esencia sin sustancia
Soamente cuentos  fantasiosos contados al corazón
en los pasos y contrapasos  de la ilusión..
Volviendo  a una realidad …esa “sensación de desilusión”

Joe’A

Posted in poesia | Leave a Comment »

POEMA DAS ESTRELAS

Posted by vidapura2 em Maio 31, 2009

De luz fulgurante,

      No céu a brilhar

      Se postam as estrelas,

      Divinas centelhas

      A nos iluminar!

      Azuladas, vermelhas,

      De ouro banhadas

      Ou então prateadas,

      No seu eterno piscar,

      Estão a dizer:

      Assim como nós,

      Estrelas sois vós

      Que vieram a nascer

      Para sempre brilhar!

      Em tudo que fizeres,

      Aonde estiveres,

      Não importa o lugar,

      Sejais a centelha

      Do Amor cuja luz,

      A estrela maior,

      É o Mestre Jesus!

Eri Paiva

Posted in poesia | 1 Comment »

Buscas

Posted by vidapura2 em Maio 31, 2009

Sigo em busca de caminhos além do seu corpo,
quero minh’alma tranqüila, como sono de anjo,
as passadas firmes, as batidas descompassadas da paixão;
enquanto a pele fica úmida no meio das suas dobras,
deite sua cabeça em meu peito nu,
feche os olhos e sonhe por segundos, até adormecer…

 
Voe através de seus pensamentos, sinta-me seu,
corra sua língua por minha pele, devagar limpe o sal,
toque o piso do meu coração, está limpo de amor,
retome as linhas da vida, deseje sentimentos a dois,
sinta que os brilhantes dos seus olhos vieram aos meus,
volte à terra, volte amor meu, para você minhas mãos esperam…

 
Adormeça suas vontades e os ontens de outrem,
tome suas asas, as minhas se preciso for, voe!
Venha dar voltas no espaço que meu desejo lhe oferece,
viver cada pedaço de sonhos que inventaremos,
ao longo do caminho lhe direi do amor meu, fale do seu,
até nos extasiarmos e provarmos dos prazeres no topo do mundo.

 
Seguiremos em busca de todos os sentidos da vida,
de propósito rezaremos a todos os deuses;
quando cansar, deita seu corpo na minha cama de paz,
sorria com seus dentes lambuzados de meus beijos,
faça minha sua vontade, todas, uma a uma…
quando e depois de muito sonhar acordaremos o amor.

 
Deixe sua resposta do lado de fora do meu coração,
marque suas intenções com os lábios de batom,
reponha os cristais em seus olhos até que brilhem,
guardarei cada frase escrita, cada pensamento seu,
habite meu corpo como farei ao seu, tome, use-me;
quando não mais sonhar, lhe darei mais amor, todo o meu…

Caio Lucas

Posted in poesia | Leave a Comment »

AUTODETERMINAÇÃO

Posted by vidapura2 em Maio 31, 2009

Todo o Cidadão, é merecedor, de respeito,
      desde a sua nascença, até ao dia, em que à terra,
      baixar.

      A todos o direito, intelectual e ideal, na escolha,
      de seu «partido político», e, partindo daí, defender,
      sem fundamentalismos nem xenofobismos, naquilo em que
      crêem, como o melhor, para as suas vidas e dos seus.

      E todas as pessoas, têm ainda o direito, sagrado, pela lei,
      à «autodeterminação», sem que venham a sofrer represálias,
      por certos indivíduos, a mando, de outros, que se escondem,
      nas sombras, do fascismo.

      É ainda permitido (exceptuando, no dia das eleições), que,
      qualquer pessoa, possa vir para a rua, gritando palavras de
      ordem, com toda a panóplia, de bandeiras e de roupas, alusivas,
      à predominância, das cores, pelas quais defendem, ainda que,
      sabendo respeitar, contrastes e diferenças. 

      Penso no entanto, que, cada um, de nós, terá de aprender, a
      discernir, «o quê do quê», e, fazer, um rigoroso exame mental,
      na altura, da
      «propaganda política» (num autêntico massacre, escrito, ouvido
      e televisionado, que mais confunde, as pessoas, do que as elucida).

      Mas isto é um mal, de todos os «partidos políticos». Cabe pois, a
      nós, ouvir, pensar e repensar, ante o que nos é oferecido.
      Escutando as várias posições, e, se pelos «nossos», somos bem
      defendidos, pelas propostas apresentadas.

      E, se acaso, tivermos de mudar, de uma, para outra cor, a isso,
      chamo: sinal de inteligência.

      Jorge Humberto

Posted in poesia | Leave a Comment »

FALA DO CORAÇÃO

Posted by vidapura2 em Maio 31, 2009

                  Se em simples verso, sempre uma palavra minha,
                  sem que a buscasses, no teu colo, se enredasse;
                  Se em cada verso meu, sempre uma palavra de amor,
                  mais do que simples supor, no teu regaço, se aninhasse;

                  Se em cada silêncio, olhos nos olhos, e, sem nada dizer,
                  apenas e só, uma única verdade, a nós, se revelasse;
                  E, ao entregar-te, uma bela flor, de todas a mais linda,
                  nova flor, em tuas dulcíssimas mãos, aí crescer, quisesse;

                  Esse seria somente o apogeu, de toda esta grande magia.
                  De, dois seres caminhando, buscando, o amor que havia.

                  Jorge Humberto

Posted in poesia | Leave a Comment »

ESTA NOSSA CANÇÃO

Posted by vidapura2 em Maio 31, 2009

Foi tão fácil, esquecer de mim,
                  no dia em que te conheci.
                  Se voei, fui pássaro, numa ânsia,
                  louca de céu.
                  Se nadei, fui, qual peixe, em consonância,
                  com o mar, buscando, o que é seu.

                  E foi de tal maneira e imensa alegria,
                  que o sagrado encontro, a ninguém diria.
                  E talvez, tenha sido, uma flor,
                  nascida do ventre, de um belo jardim.
                  E todo eu, fui todo aquele amor,
                  completamente perdido, de mim.

                  E tua voz, tão calma e tão serena,
                  fez-me ver-te, imensamente plena.
                  Nem por um só momento, perdeste razão,
                  defendendo-me, com bravura.
                  Não entendendo, tanta mal criação,
                  determinada, mantiveste, tua candura.

                  Leve, levemente batia, meu coração,
                  qual, no meu peito, fazendo-se canção.
                  E no céu, o sol, sempre brilhando,
                  de algodão, as nuvens clarearam.
                  Rosas brancas, nossos lábios, beijando,
                  aqueles, que, por aqueles, sempre se amaram.

                  Jorge Humberto

Posted in poesia | Leave a Comment »

Reaprendí a amarte

Posted by vidapura2 em Maio 31, 2009

Despacio, como una flor al
      abrirse
      Tú has ido mostrandote a mí
      lenta, tímidamente
      
      permitiendote que se viera
      
      cada día un poco más de tu  alma viva

      y en ella me fuí envolviendo
      queriendote, admirando  lo que descubría en tu corazón
      en tus valores, en tus refinados gustos y en la formación
      Como un lindo paisaje que se abría para mi felicidad
      y sin notar el creciente envolvimiento
      en el paisaje, una casita, como la de un cuento de hadas, era tu corazón

      y sentí, que en ella deseo, vivir… ser feliz
      y estaba  abierta para mí
      permitiendo que en ella me instalse
      sin notar  fuí, llevando  en la mano del corazón, la pasión
      y en las noches de luna do su interior
      haciamos el amor
      tapados por el manto de la luna bordado de estrellas…

      ya era amor
      un amor que completó un vacío que noté que ya  existía

      como que resucitó mi corazón

      incendiandome de pasión
      Tu me enseñaste otra vez a amar
      al dejarme conocerte,
      al permitir que contigo me envolviera,
      permitirme también que me habitases,
      con tu amor, dulcemente, mi corazón conquistar

      Aprendí a amarte
      con las lecciones de tu corazón
      y hoy, haya lo que  haya
      por ese amor
      voy a luchar, para que yo pueda vivir
      porque se, que quiero ser feliz solamente contigo
      mi alma sentir la libertad de volar
      en los cielos de tus sentimientos
      en las nubes de tus caricias
      sembrar en tus jardines las flores
      da mi dedicación
      con las fragancias de mi afecto
      que juntos cultivaremos, regaremos con las aguas de nuestro amor
      donde se abrirán las más lindas y vivas flores multicoloridas de las emociones
      y nuestra casita , en su paisaje se hará mi hogar, nuestro hogar…
      paz, complicidad, harmonía
      respeto, tendremos como decoración

      En ella viviremos las estaciones
      las primaveras 
      los veranos
      los outoños
      y también los inviernos
      Sembraremos 
      en el otoño
      cojeremos en la primavera
      los frutos del amor
      del amor que me enseñaste con el amor que me dedicaste
      solamente nuestro amor…
      Joe’A

Posted in poesia | Leave a Comment »

Teoría de la Pasión…¿la Evolución?

Posted by vidapura2 em Maio 31, 2009

Para tu preservación,
      en la búsqueda de la perfección
      la Creación creó la pasión
      Amor del cuerpo para evolución

      Una irresistible atracción
      un hechizo que anula la razón
      Brebaje  de olores y pieles
      Suma de atributos e talentos

      Con la idéa de la más perfecta creación
      La pareja complementar,
      ser más perfecto germinar
      La naturaleza en ación ¿instinto, Pasión?

      Atropella instituciones, ciega la razón
      no importando las diferencias
      mucho menos las situaciones
      ni conceptos, ni preconceptos

      El gordo quiere a la  delgada
      El bajo quiere a la alta
      El negro quiere a la clara
      El imperfecto quiere a la perfecta

      Un atributo quiere lo que le falta
      en la busqueda de la armonía
      por la mezcla de individuos
      de razas, en la lucha por la sobrevivencia

      Lucha vencida por los más fuertes y perfectos
      Por los escogidos por la madre naturaleza
      que los arma con los más evolucionados atributos
      La Fé del instinto y obstinación del corazón

      Maquillada de Amor
      Actua la pasión, sin compasión
      Implacable luchadora, siempre vencedora
      Hasta su deseo fecundar, el ideal generar

      Hasta el alma engaña
      ilusionada por un amor
      como fuego de paja que arde,
      que quema hasta las cenizas

      Satisfecha la naturaleza la pasión se va
      dejando para atras un rastro de destrucción
      de tierra arrasada, muchas heridas
      En el alma, en el corazón, en la razón

      Com raras excepciones
      nace amor de esa insanidad
      que cura y cauteriza las heridas,
      Donde puede florecer el amor de verdad

      “La Pasión es un engaño que nos da la  Naturaleza,
      por Amor, por su preservación,
      por la perpetuación de las especies, en evolución…
      En la dirección a la belleza perfecta ”
      Joe’A

Posted in poesia | Leave a Comment »