amizade e poesia

Alguém que faz você rir…Alguém que faz você acreditar em coisas boas…Alguém que convence você …De que existe uma porta destrancada…Só esperando para que você abra. Esta é a Amizade Para Sempre.

Archive for Novembro, 2008

Um Gesto de Amor

Posted by vidapura2 em Novembro 30, 2008

Um garoto pobre, com cerca de doze anos de idade, vestido e calçado de forma humilde, entra na loja, escolhe um sabonete comum e pede ao proprietário que embrulhe para presente.

 

“É para minha mãe”, diz com orgulho.

 

O dono da loja ficou comovido diante da singeleza daquele presente. Olhou com piedade para o seu freguês e, sentindo uma grande compaixão, teve vontade de ajudá-lo.

 

Pensou que poderia embrulhar, junto com o sabonete comum, algum artigo mais significativo. Entretanto, ficou indeciso: ora olhava para o garoto, ora para os artigos que tinha em sua loja.

 

Devia ou não fazer? O coração dizia sim, a mente dizia não.

 

O garoto, notando a indecisão do homem, pensou que ele estivesse duvidando de sua capacidade de pagar.

 

Colocou a mão no bolso, retirou as moedinhas que dispunha e as colocou sobre o balcão.

 

O homem ficou ainda mais comovido quando viu as moedas, de valor tão insignificante. Continuava seu conflito mental. Em sua intimidade concluíra que, se o garoto pudesse, ele compraria algo bem melhor para sua mãe.

 

Lembrou de sua própria mãe. Fora pobre e muitas vezes, em sua infância e adolescência, também desejara presentear sua mãe. Quando conseguiu emprego, ela já havia partido deste mundo. O garoto, com aquele gesto, estava mexendo nas profundezas dos seus sentimentos.

 

Do outro lado do balcão, o menino começou a ficar ansioso. Alguma coisa parecia estar errada. Por que o homem não embrulhava logo o sabonete?

 

Ele já escolhera, pedira para embrulhar e até tinha mostrado as moedas para o pagamento. Por que a demora? Qual o problema?

 

No campo da emoção, dois sentimentos se entreolhavam: a compaixão do lado do homem, a desconfiança por parte do garoto.

 

Impaciente, ele perguntou: “moço, está faltando alguma coisa?”

 

“Não”, respondeu o proprietário da loja. “é que de repente me lembrei de minha mãe. Ela morreu quando eu ainda era muito jovem. Sempre quis dar um presente para ela, mas, desempregado, nunca consegui comprar nada.”

 

Na espontaneidade de seus doze anos, perguntou o menino: “nem um sabonete?”

 

O homem se calou. Refletiu um pouco e desistiu da idéia de melhorar o presente do garoto. Embrulhou o sabonete com o melhor papel que tinha na loja, colocou uma fita e despachou o freguês sem responder mais nada.

 

A sós, pôs-se a pensar. Como é que nunca pensara em dar algo pequeno e simples para sua mãe? Sempre entendera que presente tinha que ser alguma coisa significativa, tanto assim que, minutos antes, sentira piedade da singela compra e pensara em melhorar o presente adquirido.

 

Comovido, entendeu que naquele dia tinha recebido uma grande lição. Junto com o sabonete do menino, seguia algo muito mais importante e grandioso, o melhor de todos os presentes: o gesto de amor!

 

………………………………

 

Invista no amor. Ele é o mais poderoso meio de tornar as pessoas felizes. Em qualquer circunstância, em qualquer data especial para determinadas comemorações, o mais importante não é o que se dá, mas como se dá.

 

Todo presente deve se revestir de sentimento e não deve haver diferenças entre homenagens a uma pessoa pobre ou a uma pessoa rica.

 

A expressão deve ser sempre do afeto. O que se deve dar é o coração a vibrar em amor.

 

O valor do presente não está no quanto ele vai aumentar o conteúdo das caixas registradoras, mas sim o quanto ele somará na contabilidade do coração.

Momento Espírita

Anúncios

Posted in AMIGOS, amizade | Leave a Comment »

Debaixo do caramanchão

Posted by vidapura2 em Novembro 30, 2008

                  Queria parar o tempo no momento em que acreditava
                  que serias aquele que veio para me amar e ser amado.
                  Mas tudo se desvaneceu, e agora já não há mais nada,
                  que possas me dizer, pois não mais ouvirei o teu fado.

                  Tu mesmo nem sabes o que inquieta o teu coração.
                  Não tens a certeza dos teus sentimentos e anseios,
                  e vagueias em busca de algo que empreste a emoção,
                  aos momentos que passam fugazes e muito ligeiros.

                  Diferentes somos na busca da ansiada felicidade.
                  Enquanto borboleteias entre as flores de variados matizes,
                  sento no banco da esperança, sob o caramanchão dos sonhos,
                  pois acredito que o Amor há de chegar, criando profundas raízes!

   Guida Linhares

Posted in poesia | Leave a Comment »

HOJE VOCÊ SE DESCOBRIU!

Posted by vidapura2 em Novembro 30, 2008

      Que dia surpreendente!

      Hoje você se olhou no espelho e, viu a sua alma!
      A música está no ar…
      As aves estão a revoar….

      Que grande descoberta.

      Você está vendo o que tem de melhor…

      E, sente uma vontade imensa de compartilhar com o mundo…

      Aí, você sorri e, um mundo de luz o contamina!

      Você fala que se ama muito!

      Que quer dar á sua alma um carinho imenso e, uma atenção total…

      Você lhe pergunta o que pode fazer para ela , sua alma, ser mais feliz…

      E, se dá todo o tempo para ouvir a resposta…

      Você se inunda de vontade de praticar o bem!

      De ser solidário!

      De ajudar o mundo a se encontrar!

      Muita gente vai gostar da sua disposição e, quem sabe,

      se motivar para uma mudança de atitude…

      Hoje é dia do descobrimento de SI MESMO!

      DESAFIE-SE!

      PROVE A SI MESMO QUE VOCÊ PODE
      TUDO O QUE REALMENTE QUISER…

      Viva dentro da sua realidade EQUILIBRADA!

      Use a sua fé, a sua determinação, a sua coragem para buscar soluções para seus desafios, uma saída para algum problema que o esteja afligindo, uma conquista em qualquer área da sua vida, uma mudança radical de um estado que o estava sufocando, uma vida sem rotina!

      Mude o roteiro de sua vida, porque você é o diretor!

      Mude o papel que esta vivendo porque você é o ator!

      Invente o que você quer de melhor porque da vida você é o autor!

      Acredite, você é feliz á mediada que QUER SER FELIZ!

      Você pode decidir SER FELIZ OU INFELIZ!

      Seja inteligente e faça a melhor escolha!

      VOCÊ MERECE COLHER TUDO O QUE PLANTAR…

      Alimente o seu Romantismo!

      Mande flores ou mande-se flores!

      Surpreenda seus pais, irmãos, amigos, namorados, esposo, esposa…

      Seja carinhoso!

      Abrace e beije muitooooooooooooooo!

      Elogie a si mesmo e, ao outro!

      Faça um balanço das suas qualidades e, perceba como você é FELIZ!

      Agradeça a Deus mostrando a ELE como você reconhece o que ELE lhe dá…

      VOCÊ É O CAPÍTÃO DO SEU BARCO!
Penhah Castro

Posted in poesia | Leave a Comment »

VOU CAPITALIZAR MEUS SONHOS

Posted by vidapura2 em Novembro 30, 2008

            Vou capitalizar
            as paixões da minha vida,
            as alegrias sentidas,
            o sorriso mais espontaneo….
            Varrer a tristeza, as desilusões
            ficar com o que sempre me emocionou…
            O que sempre minha alma e meu ser alimentou…

            Vou aceitar estes braços abertos
            pra abraços sinceros….
            Este rosto sensual
            pra beijar sem limites…
            Este sorriso caliente
            que parece dizer o que sente
            e,
            “estou aberto para ser feliz….”

            Nunca mendigar amor
            pois sou inteira e feliz…
            Preciso de alguém igual a mim
            que queira na mesma intensidade,
            não tenha medo da verdade,
            do tempo que já vivemos,
            da experiência que tivemos,
            das ruguinhas que não escondemos,
            de alguns cabelos que estão branquinhos,
            mas que escondem um rostinho,
            inocente, cheio de amor, carente ,
            que quer dizer para o ser amado e confiado,
            confiante declarar
            todo o amor que no seu coração está…
            Pra que esconder?
            Pra que disfarçar?
            Pra que esperar?
            Vem amor e abre seus braços!
            Vem ao encalço deste amor que o espera
            Vem sem demora porque nossa hora
            é AGORA….

Penhah Castro

Posted in poesia | Leave a Comment »

PROCURANDO A FELICIDADE?

Posted by vidapura2 em Novembro 30, 2008

      A primeira providência para ser positivo,
      E CONSEQUENTEMENTE FELIZ, é
      DAR ATENÇÃO AO QUE VOCÊ QUER,

      ao invés  de dar atenção ao que “NÃO” quer…
      Outro ponto importante é RESPEITAR-SE…
      Assim você saberá respeitar o outro…
      A ACEITAÇÃO também é um ponto de partida…
      Substitua suas RECLAMAÇÕES por AGRADECIMENTO…
      Nunca exigir do outro o que você não sabe ou pode fazer…
      Esta é uma regra do bem viver…

      A vida é tanto mais linda quanto mais você colaborar…
      E, Deus? Como está ELE na sua vida?
      Verificamos que as pessoas que tem Deus no coração são muito mais felizes…
      Ninguém é obrigado a seguir este exemplo, mas deveríamos questionar esta felicidade…
      Muitas vezes sentimos uma barreira para chegar a Deus…
      Muitos vivem questionando Sua existência,
      mas se minha inteligência adere á verdade de que Deus existe,
      eu vou ter mais disposição e tempo,
      para cuidar deste presente que é minha vida…
      Então, amigos, vamos orar com intensidade,
      sabendo que merecemos o melhor desta vida…
      Aumente a sua CONCENTRAÇÃO
      em AMAR-SE & ACEITAR-SE  INCONDICIONALMENTE…
      Este é um grande passo para sua FELICIDADE…

Penhah Castro

Posted in poesia | Leave a Comment »

AMADO_AMANTE…MON AMOUR….

Posted by vidapura2 em Novembro 30, 2008

        Seja bem vindo ao meu coração
        que estava ansioso por uma nova paixão
        Desconhecido eras dos meus olhos

        Mas, há muito meu amante no coração…

         

        Homem querido que bom que tu chegastes!

        Tenho procurado por tantos caminhos!

        E, o encontrei aqui tão vizinho do meu prazer,
        do meu querer,

        da minha alegria e do meu viver,
        de tanta vontade de te ver..

        

        Eu já me apaixonei pela tua alma…

        Falar-te assim me da tanta calma,

        Tanta segurança e esperança
        de ter nesta vida um amor criança…

        Puro, ansioso, manhoso,
        ousado, maduro,voraz,

        caridoso, generoso, apetitoso

        e, só um pouquinho egoísta….

        

        Proclamar o teu amor
         te torna merecedor
        de tudo que é bom e gostoso
        tudo que nos faz tão feliz…
        Poder calar o silêncio

        e sentir que no fundo,

         és quem eu sempre quis….

        

        O meu corpo espera ansioso

        por este momento mágico

        onde tu e eu seremos
        ousados, insanos, guerreiros…

        E, atraída estou pelo brilho teu

        que se junta ao meu para formar

        a mais linda estrela

        deste firmamento de Deus

        Porque pensar em adeus?…
Penhah Castro

Posted in poesia | Leave a Comment »

VEM PARA MEU MUNDO ENCANTADO

Posted by vidapura2 em Novembro 30, 2008

            Vem amor, confia em mim!
            Fecha os olhos ,

            aninha-te em meus braços…

            Volta a ser criança!

            Liberte os sonhos prisioneiros

            da sua mente negativa …

            Vamos atravessar os limites do infinito

            E, descansar nos sonhos realizados…

            

            Vamos ousar viver feliz …

            Vamos colher as flores que plantamos

            Sentir o seu perfume…

            Quero conduzir-te ao meu encantado mundo…
            Longe de guerras, dores, medos e tristezas…

            Mas, onde tua sede será saciada…

            Tuas dores serão curadas…
            Teu corpo será muito amado…

            Teus desejos respeitados…

            Um mundo cheio de luzes de esperança

            Onde voltarás a ser uma alegre criança…

Penhah Castro

Posted in poesia | Leave a Comment »

É DANÇANDO…

Posted by vidapura2 em Novembro 30, 2008

            É dançando que consigo
            sentir, sem ser censurada;

            Mostrar o que está guardado
            de puro e abençoado!

             

            É dançando que irradio
            toda a vivida alegria
            toda a doçura contida
            dentro do meu eu mais profundo…

            Que é todo o meu mundo

            Que é musica constante

            Onde o eterno é cada instante…

             

            É dançando que me entrego
            ao doce afago da vida
            á brisa de um suave carinho

            Á descoberta de um novo caminho…

             

            É dançando que confio

            Nas mãos fortes onde enfio

            Meu corpo, minhas curvas,

            Meu desejo, meus segredos…

             

            Dançando sinto o Infinito…
            Sou eterna e tão tranqüila,

            Sentindo o mais bonito…

            Sinto meu corpo vibrar

            Pelo prazer de dançar…

             

            Enquanto danço sou pássaro
            que abre as asas ao céu

            Exercendo a liberdade

            Com muita suavidade…

             

              É dançando que sou…

            É dançando que estou…
            É dançando que me dou…

            É dançando que prossigo

            Pensando

            Sonhando

            Apaixonada

            Encantada

            Feliz em ser tão amada…

Penhah Castro

Posted in poesia | Leave a Comment »

QUERER APAIXONADAMENTE

Posted by vidapura2 em Novembro 30, 2008

Ah! Eu dei de mim tudo o que tinha:
qualidades,
boas emoções,
um amor sem igual…
Guardei no meu peito um grande investimento…
Roubei o brilho das estrelas!
Vesti as cores do arco iris…
Perfumei-me com odor de rosas…

AH! Como quero massagear o teu corpo,

apaixonadamente
com minha energia de amor!

E minhas mãos seguiriam um ritual,

Começando na sua cabeça

Percorrendo os seus caminhos

Deixando-o em ebulição….

Emanando seu cheiro por inteiro,

E eu como uma fera,
farejaria o âmago de tua alma …

E iria beijando-o suavemente a pele

E voluptuosamente seus lábios…

Enxugaria o seu suor…

E continuaria meu percurso….

Sentiria você crescer

tornando-se gigante em minhas mãos…

E , então,uniria meu corpo ao seu,

Dançaria ao som de nossos gemidos e esperança

A dança apaixonada e alucinante da VIDA!

Penhah Castro

Posted in poesia | Leave a Comment »

VAMOS FALAR DE SEDUÇÃO

Posted by vidapura2 em Novembro 30, 2008

      O ato de seduzir alguém começa em você mesmo…
      Quando nos amamos nos encantamos com pequenas coisas…
      Cuidamos de detalhes desapercebidos pelos outros…
      Preenchemos a nossa mente com muita doçura…
      Alimentamos o nosso corpo ” racionalmente”…
      Mas para muitos, sedução é algo que todos podem seduzir,
      ativando habilidades que podemos  aprender para alimentar
      uma faculdade inerente ao ser humano.
      Também os animais possuem esta faculdade, com algumas diferenças…
      Como disse , anteriormente, a sedução é algo que temos ,
      mas que precisa ser aperfeiçoado
      e, alimentado…
      O que atrapalha o desenvolvimento da sedução são os medos e limitações
      que ocorrem contra nós…
      Mas tudo na vida pode ser aprendido ou desenvolvido…
      TODOS NÓS TEMOS UM SEDUTOR DENTRO DE NÓS…
      Como fazer para manifestá-lo?
      É um grande desafio: PRECISAMOS NOS CONQUISTAR!
      Muitos jovens usam o exterior para seduzir, usando roupas curtas
      e movimentos sensuais,
      principalmente as mulheres…
      Os homens são mais visuais e, pensam em seduzir
      pela ” conversa”…
      O maior inimigo da sedução é a BAIXO AUTO ESTIMA…
      Quando estamos seguros do que queremos basta um OLHAR
      para sermos entendidos…
      Há uma Lei do Universo que diz:
      SEMELHANTE ATRAI SEMELHANTE!
      Que pode ser traduzido como
      GOSTAMOS DE GENTE IGUAL Á GENTE…
      Num processo de sedução quanto mais reconhecermos
      no outro as nossas qualidades , a sedução pode ficar intensa…
      Porisso meu amigo, minha amiga, para você se sentir mais sensual
      PRECISA SE CONHECER PARA SABER O QUE QUER…
      O AUTO CONHECIMENTO nos leva a projetar valores nossos
      que são admirados por todos…
      Podemos usar olhares sedutores, palavras que parecem acariciar,
      gestos graciosos,
      e até silêncio significativo!
      O sorriso é um grande elemento da sedução!
      É preciso ser um pouco misterioso para dar chance do outro
      querer nos descobrir…
      É preciso ser sutil e, insinuar sem se mostrar totalmente….
      É preciso se conhecer e, saber o que realmente quer….
      É preciso estar pronto para os desafios da própria sedução….
      No convívio de dois seres que se amam, o processo de sedução é tanto maior
      quanto o interesse pelo auto conhecimento…
      Bom o caminho foi mostrado!
      Mas há muito para se aprender neste processo de
      AUTO CONHECIMENTO!

Penhah Castro

Posted in poesia | Leave a Comment »

RECONHECIMENTO DO AMOR

Posted by vidapura2 em Novembro 30, 2008

   Amiga, como são desnorteantes os caminhos da amizade. Apareceste para ser o ombro suave onde se reclina a inquietação do forte (ou que forte se pensava ingenuamente).

                        Trazias nos olhos pensativos a bruma da renúncia:
                        não querias a vida plena, tinhas o prévio desencanto das uniões para toda a vida, não pedias nada, não reclamavas teu quinhão de luz. E deslizavas em ritmo gratuito de ciranda.

                        Descansei em ti meu feixe de desencontros e de encontros funestos. Queria talvez – sem o perceber, juro – sadicamente massacrar-te sob o ferro de culpas e vacilações e angústias que doíam desde a hora do nascimento, senão desde o instante da concepção em certo mês perdido na História, ou mais longe, desde aquele momento intemporal em que os seres são apenas hipóteses não formuladas no caos universal.

                        Como nos enganamos fugindo ao amor! Como o desconhecemos, talvez com receio de enfrentar sua espada coruscante, seu formidável poder de penetrar o sangue e nele imprimir uma orquídea de fogo e lágrimas.

                        Entretanto, ele chegou de manso e me envolveu em doçura e celestes amavios. Não queimava, não siderava; sorria. Mal entendi, tonto que fui, esse sorriso. Feri-me pelas próprias mãos, não pelo amor que trazia para mim e que teus dedos confirmavam ao se juntarem aos meus, na infantil procura do outro, o outro que eu me supunha, o outro que te imaginava, quando – por esperteza do amor – senti que éramos um só.

                        Amiga, amada, amada amiga, assim o amor dissolve o mesquinho desejo de existir em face do mundo com olhar pervagante e larga ciência das coisas. Já não defrontamos o mundo: nele nos diluímos, e a pura essência em que nos transmutamos dispensa alegorias, circunstâncias, referências temporais, imaginações oníricas, o vôo do Pássaro Azul, a aurora boreal, as chaves de ouro dos sonetos e dos castelos medievos, todas as imposturas da razão e da experiência, para existir em si e por si, à revelia de corpos amantes, pois já nem somos nós, somos o número perfeito: UM.

                        Levou tempo, eu sei, para que o EU renunciasse à vacuidade de persistir, fixo e solar, e se confessasse jubilosamente vencido, até respirar o júbilo maior da integração. Agora, amada minha para sempre, nem olhar temos de ver nem ouvidos de captar a melodia, a paisagem, a transparência da vida, perdidos que estamos na concha ultramarina de amar.
 Carlos Drummond de Andrade

Posted in poesia | Leave a Comment »

Classificados

Posted by vidapura2 em Novembro 30, 2008

Leia!
 
Por favor, quem encontrar uma
 garrafa em forma de coração, me

avise, pois ela só tem valor para mim.
Poderão abri-la, e sentirão a necessidade
 do seu envio, pois lá, estão as últimas
 palavras, de um adeus do meu amor!
A recompensa será dada em orações,
 para que sejam tão amados
  quanto eu fui.
 
 
Zilca P. Tricerri

Posted in poesia | Leave a Comment »

Não Fujas

Posted by vidapura2 em Novembro 30, 2008

Quando as sombras da provação se te adensem, ao redor dos passos,
permanece firme na confiança em Deus e em ti mesmo,
seguindo adiante nas tarefas que abraçaste na seara do bem.
 Não existem tribulações infindáveis.

 Sobretudo, não te omitas.

 Aceita os encargos que as circunstâncias te impõem,

buscando cumpri-los com o melhor ao teu alcance.

 Não te aflijam dificuldades.

 Anota as bênçãos de que dispões.

 Conserva-te fiel às próprias obrigações,

na certeza de que a Divina Providência te oferecerá os recursos precisos

para que qualquer desequilíbrio desapareça.

 Desapegue-te de toda idéia do mal.

 Abençoa a quanto não raciocinem por teus princípios.

 Muitas vezes, os adversários de hoje,

 se soubermos respeitá-los com sinceridade,

estarão possivelmente amanhã na fileira de nossos melhores benfeitores.

 Não te lamentes.

 O aguaceiro que te incomoda é apoio da natureza

para que não te falte o pão indispensável à vida.

 Não exijas dos outros qualidades que ainda não possuem.

 A árvore nascente aguarda-te a bondade e a tolerância

para que te possa ofertar os próprios frutos em tempo certo.

 Por mais áspero se te mostrem os obstáculos da estrada, segue adiante.

 Se alguém te feriu, desculpa e prossegue à frente.

 Não procures na morte provocada o esquecimento que a morte não te pode dar.

 Não fujas dos problemas com que a vida te instrui.

 A vida, como a fizeres, estará contigo em qualquer parte.

 Lembra-te sempre: cada dia nasce de novo amanhecer.
Francisco Cândido Xavier/Emmanuel

Posted in AMIGOS, amizade | Leave a Comment »

Meu Marinheiro

Posted by vidapura2 em Novembro 30, 2008

Hoje espero meu amor, meu marinheiro

E este céu, o claro azul de brigadeiro

Barquinho de manso vem ligeiro,

Recebeu o mensageiro.

 

O sol cintila a areia nas ondas do mar

Gorjeios melancólicos de pássaros

Trazem preguiça e colorem o ar, 

Ao desfrute do meu amor.

 

E a saudade me mata aos poucos

Deixando meu corpo quase frouxo

Quando entro em seus braços

E esqueço o mundo meu.

 

E essa mulher quer lhe amar

Quem sabe até a lua escandalizar

E todo meu dengo lhe entregar

Porque amanhã, quem sabe?

Ele vai voltar pro mar.

LuliCoutinho

Posted in poesia | Leave a Comment »

A DANÇA DO AMOR

Posted by vidapura2 em Novembro 30, 2008

                  Como posso esquecer
                  aquela música romântica?
                  Você me tirando para dançar
                  delicadamente me conduzindo
                  a bailar pelo salão
                  como namorados…
                  Você dizia, baixinho
                  que por mim estava apaixonado
                  e que queria ser meu namorado.
                  Dançando, não percebemos
                  que a noite passava.
                  Eu só com você dancei,
                  e em seus braços flutuava,
                  em mais nada pensei…
                  Recordo que até um beijo ganhei
                  enquanto rodopiávamos pelo salão.
                  senti meu coração disparando,
                   e o seu palpitando…
                  Foi nesse baile que começou
                  o jogo da sedução.
                  Como pude perder completamente a razão,
                  não conseguindo resistir à louca tentação
                  – Você!?
                  Pura complicação!
                  Eu me apaixonei por você
                  e você por mim
                  desse dia em diante
                   nunca mais paramos de dançar.
                  Começamos a namorar,
                  e em pouco tempo casamos.
                  No nosso casamento
                  a noite toda dançamos.
                  Jamais poderei esquecer
                  que foi dançando em seus braços
                  que me apaixonei… 
   Catarina Yunen

Posted in poesia | Leave a Comment »