amizade e poesia

Alguém que faz você rir…Alguém que faz você acreditar em coisas boas…Alguém que convence você …De que existe uma porta destrancada…Só esperando para que você abra. Esta é a Amizade Para Sempre.

Archive for Outubro, 2010

A escolha é sua!

Posted by vidapura2 em Outubro 31, 2010

Você já ouviu, alguma vez, falar de livre-arbítrio?

Livre-arbítrio quer dizer livre escolha, livre opção.

Em todas as situações da vida, sempre temos duas ou mais possibilidades para escolher.

E a cada momento a vida nos exige decisão. Sempre temos que optar entre uma ou outra atitude.

Desde que abrimos os olhos, pela manhã, estamos optando entre uma atitude ou outra.

Ao ouvir o despertador podemos escolher entre abrir a boca para lamentar por não ser nosso dia de folga ou para agradecer a Deus por mais um dia de oportunidades no corpo físico.

Ao encontrar o nosso familiar que acaba de se levantar, podemos escolher entre resmungar qualquer coisa, ficar calado, ou desejar, do fundo da alma, um bom dia.

Quando chegamos ao local de trabalho, podemos optar entre ficar de bem com todos ou buscar o isolamento, ou, ainda, contaminar o ambiente com nosso mau humor.

Um médico que trata de pacientes com câncer, conta que as atitudes das pessoas variam muito, mesmo em situações parecidas.

Diz ele que duas de suas pacientes, quase da mesma idade, tiveram que extirpar um seio por causa da doença.

Uma delas ficou feliz por continuar viva e poder brincar com os netos, a outra optou por lamentar pelo seio que havia perdido, embora também tivesse os netos para curtir.

Assim também acontece conosco quando alguém nos ofende, por exemplo. Podemos escolher entre revidar, calar ou oferecer o tratamento oposto. A decisão sempre é nossa.

O que vale ressaltar é que nossas atitudes produzirão efeitos como consequência. E esses efeitos são de nossa total responsabilidade.

Isso deve ser ensinado aos filhos desde cedo. Caso a criança escolha agredir seu colega e leve uns arranhões, deverá saber que isso é resultado da sua atitude e, por conseguinte, de sua inteira responsabilidade.

Tudo na vida está sujeito à lei de causa e efeito: para uma causa positiva, um efeito positivo, para uma atitude infeliz, o resultado correspondente.

Se você chega no trabalho bem humorado, alegre, radiante, e encontra seu colega de mau humor, você pode decidir entre sintonizar na faixa dele ou fazer com que ele sintonize na sua.

Você tem ainda outra possibilidade de escolha: ficar na sua.

Todavia, de sua escolha dependerá o resto do dia. E os resultados lhe pertencem.

Jesus ensinou que a semeadura é livre, mas a colheita é obrigatória.

Pois bem, nós estamos semeando e colhendo o tempo todo. Se plantamos sementes de flores, colheremos flores, se plantamos espinheiros, colheremos espinhos. Não há outra saída.

Mas o que importa, mesmo, é saber que a opção é nossa. Somos livres para escolher, antes de semear. Aí é que está a Justiça Divina.

Mesmo as semeaduras que demoram bastante tempo para germinar, um dia darão seus frutos.

São aqueles atos praticados no anonimato, na surdina, que aparentemente ficam impunes. Um dia, ainda que seja numa existência futura, eles aparecerão e reclamarão colheita.

Igualmente os atos de renúncia, de tolerância, de benevolência, que tantas vezes parecem não dar resultados, um dia florescerão e darão bons frutos e perfume agradável.

É só deixar nas mãos do Jardineiro Divino, a quem chamamos Deus.

* * *

A hora seguinte será o reflexo da hora atual.

O dia de amanhã trará os resultados do dia de hoje.

As existências futuras lhe devolverão a herança que hoje lhes entrega.

É assim que vamos construindo nossa felicidade ou a nossa desdita, de acordo com a nossa livre escolha, com o nosso livre-arbítrio.

Pensemos nisso!

Momento Espírita.

Anúncios

Posted in AMIGOS | Leave a Comment »

Não te darei colo.

Posted by vidapura2 em Outubro 31, 2010

Não te darei colo.
Terás que ser mais forte do que a força que te fez sucumbir.
Estarei do teu lado, mas não te darei colo.
Terás com tuas próprias pernas te sustentar.
Estarei do teu lado, e ampararei teus ombros, em sinal de companheirismo.
Estarei do teu lado, mas não te darei colo.
Estarei do teu lado e mesmo assim não sentirei tua dor. Essa precisas, sentir sozinha para crescer.
Estarei do teu lado e não te darei colo. Caminharei contigo em teu sofrimento. Pois esses são estágios de provações.
Estarei do teu lado e não te darei colo, mas estarei aqui quando necessitares de minhas mãos, do meu carinho.
Confia no teu próprio EU Interior.

Paulo Mello

Posted in poesia | Leave a Comment »

Se eu Morrer Amanha

Posted by vidapura2 em Outubro 31, 2010

Não quero ver as suas lágrimas, quero ver seu sorriso

Não quero ver voce triste, quero te ver feliz

quero que você lembre de mim como eu sou

Alegre, Brincalhona, sorridente,

que dançava pagode, dança de salão

que saía na Mangueira.

Que gostava de contar piadas

de conversar, de beber um chopinho.

Que gostava de escrever sobre o Amor

Que não gostava de brigas

que queria pegar todos os animais abandonados

e levar pra sua casa.

Quero ver você lembrando de mim, e pensando

Ela já deve estar lá em cima

fazendo todo mundo dar boas risadas

cantando e chamando todos para dançar

Mas principalmente dizendo aos amigos,

Familiares e a todos que a receberam;

Cheguei e quero que você saiba;

Que amo você e que

Nunca deixei de amar os amigos que na terra deixei.

Nancy Cobo

Posted in poesia | 1 Comment »

A CANÇÃO QUE TE FIZ

Posted by vidapura2 em Outubro 31, 2010

E vinhas de tão longe, tão
longe, grinaldas no cabelo,
nardos e sândalos,
enfeitando o teu rosto.

E estavas tão perto, tão
perto, que eu senti o olor
de teu perfume,
fragrâncias do teu ser.

E o sol era uma bola de
fogo, iluminando-te à
distância, que meu coração
tinha tão certo, tão certo.

Alfazema e jasmim,
nas árvores os passarinhos,
meus olhos velando por ti,
e vieste por mim, por mim.

Jorge Humberto

Posted in poesia | Leave a Comment »

Seja uma pessoa forte

Posted by vidapura2 em Outubro 31, 2010

Seja uma pessoa forte, positiva, real, amorosa…

Enxergue adiante…

Aproveite as oportunidades do agora.

E não aceite o ditado

“Deixe como está para ver como fica”.

A sua vida pede avanço, dinamismo, confiança.

Dê a você mesmo as chances para progredir.

E digite no Banco Divino suas senhas de esperança e paz.

Ainda que tudo esteja contra você,

levante o ânimo, creia em Deus e acredite

que uma boa hora há de chegar.

Ser positivo é estar de bem com Deus….

©Lourival Lopes©

Posted in AMIGOS | Leave a Comment »

Brilha lua

Posted by vidapura2 em Outubro 31, 2010

Brilha lua no céu, tão linda!
Com raios brilhantes, nos brinda.
Emitindo com glamour sua luz,
A todos viajantes seduz.

Destaque celestial do Criador,
Não nos reprimimos diante de seu esplendor.
Transmite a chama do amor,
Nos eleva com seu calor.

Que poder exerce no mundo,
Quando surge elegante, deslumbrante!
Provoca suspiros profundos,
Excitantes!

Amiga dos apaixonados, dos desencantados.
Envolve-os em sua magia, com maestria.
Enfeitiçados pela perfeição, ficam enlevados,
Esquecendo preocupações, do dia a dia.

Lua, luz clara, perfeita!
De pronto, rainha da noite é eleita!
Alimenta sonhos, enfeitiça, nos atiça.
Sempre é belo um reencontro!

Vanderli Granatto

Posted in poesia | Leave a Comment »

TEUS OLHOS FALAM-ME

Posted by vidapura2 em Outubro 31, 2010

Se a paz renasce em minh’alma a cada dia,
vem de teus olhos a luz desta beleza
me declarando o mais belo sentimento
teu puro amor, é minha maior riqueza.

O teu olhar de bondade me acolhe
eis a razão de entregar-me sem receios
o teu carinho acalma a tempestade
quando explodem meus íntimos desejos.

É a certeza do teu amor entre os percalços
que me dá forças para enfrentar a vida,
com teu amor cura-me as feridas.

Teu corpo é luz, é fonte de carícias
na pura forma com que teu amor me brinda
tornas, amado, minha alma embevecida.

Maria de Fatima Delfina de Moraes

Posted in poesia | Leave a Comment »

TEUS OLHOS DIZEM

Posted by vidapura2 em Outubro 31, 2010

Teus olhos dizem tudo, sem rodeios,
Do amor que me dedicas, comovida,
Da paz da tua alma, renascida
E dos teus sentimentos, teus anseios.

E neles, vejo sempre, refletida,
A luz com que me mostras, sem enleios,
De cultivar o bem, todos os meios,
Como a dizer-me sempre que esta vida,

Se tem percalços muitos, porventura,
Também lhe são frequentes as primícias
Da singeleza e da felicidade

E vejo em ti a fonte, que não há de
Secar jamais – um mundo de delícias
Com que me brindas, da forma mais pura.

Mario Roberto Guimarães

Posted in poesia | Leave a Comment »

Devagarinho…

Posted by vidapura2 em Outubro 31, 2010

Transbordam claridades

em cascatas de luzes.

Do alto, escorrem melodias,

de suave esplendor,

saciando ansiedades,

porque é chegada

a hora do Amor…

Uma fina garoa de perfume

chove sobre nós,

como se fossem

evaporadas lágrimas

de ciúme,

voltando

para festejar

o nosso momento

a sós…

Lá fora,

a vida segue

bordando momentos

de sonhos e sedução,

tricotando alegrias

e fazendo chorar

corações apaixonados,

ansiando alentos,

e iguais instantes de emoção…

De que vale a vida,

em suas viagens

nas asas do sonho

e da ilusão,

se não ouvirmos

sequer um gemido

de esperança

em nosso coração?

Eis aqui o nosso momento,

o nosso presente;

um precioso instante

em que sozinhos

espantamos para longe

a solidão…

Nossos corações

batucam acelerados.

Nossos corpos

e nossas mãos

quais partes desgarradas

e outra vez reunidas,

eternizam o (re)encontro

de nossas almas.

De olhos fechados,

somos sensíveis ao escorrer

de melodias

de suave esplendor

e ao transbordar

de claridades

em cascatas de luzes…

Porque é chegada

a hora em que

o nosso Amor se esparrama,

debaixo da fina garoa

de evaporadas lágrimas

perfumadas,

causando arrepios…

Bem Devagarinho…

Ariovaldo Cavarzan

Posted in poesia | Leave a Comment »

BEM DE MANSINHO

Posted by vidapura2 em Outubro 31, 2010

Sim, bem de mansinho,

percebo-te e todo o meu ser reluz.

Todo meu ser canta

e se sacia e se encanta….

E , sobre nós, não há de pairar

ciúmes, nem queixumes, e

não nos perfumaremos

com as nossas lágrimas, de antes,

em nossos momentos à sós…

Haveremos, sim, de nos ajudar

a desatar-nos os nós.

É que nossa estrada se inicia e

caminharemos

lado a lado, porém agora,

colhendo dos momentos os

instantes mais belos.

Das alegrias,

faremos fotografias tendo por fundo

nossos livres corações

e nossas fantasias…

É o momento de fazer valer

da vida, suas idas e retornos,

caminhadas ardentes cuja bagagem

hoje, sabemos-nos em sonhos do amado amor

e dos nossos pretéritos vôos

na incansável busca de nós mesmos.

E nossos corações, compactuados,

haverão de reconhecer-nos no presente.

Por mais que tenhamos sidos ausentes

hoje – Somos

almas e corpos que se buscam

e se re-(encontram).

Vivenciaremos este mágico e único momento

onde orquestras desfilarão as sinfonias

Que retumbarão em cores e clarões

Quais cascatas multicores

de espetáculos pirotécnicos.

Deixaremos, então, que nosso amor

fique à vontade.

Nossos corpos, junto ao chão,

apalparão o sereno e

sentirão as estrelas

no reflexo de nossas lágrimas

agora trêmulas de emoção.

Um perfume suave adentrará em nós…

Nossos olhares se cruzarão e nos diremos:

Valeu à pena!

Um toque e a energia deste encontro

farão-nos o reconhecimento.

Sim… somos nós,

Defronte um ao outro

Entregando-nos, e todo nosso carinho…

Devagarinho…

Assim, bem de mansinho…

CIDA VALADARES

Posted in poesia | Leave a Comment »

SIGO SUA ALMA NO VENTO

Posted by vidapura2 em Outubro 31, 2010

Aonde o vento for

Contigo eu vou

Seguindo seus passos sua alma

Clamando! Estou apaixonado.

Posso sentir sua presença

Na flor que toco levemente

Na gota de orvalho na folha

No coração cheio de amor.

Sinto seu perfume nas mãos

Nas marcas que ficam nos lábios

No lençol branco da cama

No prazer de curtir seu abraço.

No vento sigo contigo eu vou

Onde você estiver estou

Sou teu anjo protetor

Sou teu sonho meu amor.

Quando dormes estou ao seu lado

Velando teu sono musa adorável

Beijando sua alma aureolada

Brincando de amar sua alma.

Luiz Gonzaga Bezerra

Posted in AMIGOS | Leave a Comment »

Segue

Posted by vidapura2 em Outubro 31, 2010

Segue
Enquanto te fixas nos acontecimentos de ontem,
perdes os belos amanheceres que hoje começam
e se prolongarão indefinidamente.
Quem ama e aspira a felicidade não se detém no passado,
utilizando-se das suas lições para crescer no futuro.
Joanna de Ângelis

Posted in AMIGOS | Leave a Comment »

VOCÊ, TERNURA E PAZ

Posted by vidapura2 em Outubro 31, 2010

Você, beleza de ontem,
de hoje, de todos os meus dias.
Gosto assim, da beleza simples
manifesta em pequenos detalhes
Oh amor meu, aonde vamos?
Contigo gosto de todos os caminhos…
Você fonte de ternura, beleza presente
mesmo na mais longa distância.
Nos momentos atribulados que vivo,
tua imagem trás paz ao meu coração.
Presença balsâmica quando imaterializada,
presença física em fogo queimando a alma
purificando meu ser, dando gozo ao meu corpo.

Evaldo da Veiga

Posted in poesia | Leave a Comment »

VESTIDA DE ADEUS

Posted by vidapura2 em Outubro 31, 2010

Assim vestida de adeus
enfrento esta correnteza
que não se enquadra entre os tantos
preferidos gestos meus.
Eu, que de adeus adoeço
misturo todos acenos
em até breves amenos.

De ser avessa às certezas
misturo fim e começo
faço o passado ausente
e me tranco a sete chaves
em reuniões e conclaves
com que moldo o futuro
como se fosse presente.
Assim vestida de adeus
perco-me em iguais defesas
tantas de toda gente
e quando alguém se vai
eu sinto, uma vez mais,
que sou eu a grande ausente.

Elane Tomich

Posted in poesia | Leave a Comment »

Flashforward

Posted by vidapura2 em Outubro 31, 2010

Dentro do sonho
Há uma outra cidade
Onde tudo acontece
E nada obedece a razão
Um lugar
Que pode ser sua casa ou não
Bairros/viadutos/praças/avenidas
Se misturam
E você acha um pouco confuso
Mas sempre aceita

Dentro do sonho
Há uma outra cidade
De risos/sustos/alegrias/lágrimas
Onde qualquer objeto
Não é qualquer objeto
As pessoas passam
O estranho e o conhecido
Se encontram
E você acha um pouco confuso
Nas sempre aceita

Dentro do sonho
Há uma outra cidade
De cimento/aço/asfalto/vidro
Onde amores são sempre amores
Flores que não precisam da primavera
Plantas que não precisam brotar
Algo que você parece não se lembrar
Um nome a mais no seu nome
E você acha um pouco confuso
Mas sempre aceita

Carlos Assis

Posted in poesia | Leave a Comment »