amizade e poesia

Alguém que faz você rir…Alguém que faz você acreditar em coisas boas…Alguém que convence você …De que existe uma porta destrancada…Só esperando para que você abra. Esta é a Amizade Para Sempre.

Archive for Abril, 2009

O ESPETÁCULO DA VIDA

Posted by vidapura2 em Abril 29, 2009

Que você seja um grande empreendedor.
Quando empreender, não tenha medo de falhar
Quando falhar, não tenha receio de chorar.
Quando chorar, repense a sua vida, mas não recue.
Dê sempre uma nova chance para si mesmo.

Encontre um oásis em seu deserto.
Os perdedores vêem os raios.
Os vencedores vêem a chuva e a oportunidade de cultivar.
Os perdedores paralisam-se diante das perdas e dos fracassos.
Os vencedores começam tudo de novo.

Saiba que o maior carrasco do ser humano é ele mesmo.
Não seja escravo dos seus pensamentos negativos.
Liberte-se da pior prisão do mundo: o cárcere da emoção.
O destino raramente é inevitável, mas sim uma escolha.
Escolha ser um ser humano consciente, livre e inteligente.

Sua vida é mais importante do que todo o ouro do mundo.
Mais bela que as estrelas: obra-prima do Autor da vida.
Apesar dos seus defeitos, você não é um número na multidão.
Ninguém é igual a você no palco da vida.
Você é um ser humano insubstituível.

Por isso, desejo que você
Jamais desista das pessoas que ama.
Jamais desista de ser feliz.
Lute sempre pelos seus sonhos.
Seja profundamente apaixonado pela vida.
Pois a vida é um espetáculo imperdível.

Augusto Cury

Anúncios

Posted in poesia | Leave a Comment »

ONDE O HOMEM POR ENTRE A FÉ

Posted by vidapura2 em Abril 29, 2009

Ah, mas nós, como muitas das vezes, já o escrevi, não
precisaríamos nunca de deuses, se nos acreditássemos,
como pessoas, nem de ajoelharmo-nos jamais,
perante estátuas e anjos, num acto de contrição.

É que tudo isto (de deuses e de semi-deuses), é apenas
o caminho mais fácil, quando diante de um problema.
Como se, enquanto seres humanos, não
nos bastássemos, para saber, o que é bom ou mau,
para as nossas vidas.

Como seres inteligentes, todos temos o discernimento
suficiente, para nos conhecermos, sabendo perfeitamente,
que caminhos a evitar ou buscar.

A isso se chama, crescer e aprender, formando
um carácter, enquanto pessoa, de ideias e ideais, bem vincadas.

E será dessa forma, que todos a irão conhecer e respeitar,
sem bengalas nem bíblias, que não passou, de uma mescla
de pessoas, escrevendo, o que foram ouvindo, de boca em boca,
ou rasurando, para colocar, seu próprio entendimento do livro.

Daí as imensas leituras, possíveis (porque incoerentes):

assim como, qualquer ser humano, sugestionável e propenso, a alterar,
o que feito está, não por um qualquer fundamento Universal,
tão só por puro radicalismo. 

A cada um sua fé, sem fundamentalismos – Jesus revolucionário,
na cruz, por tudo aquilo em que acreditou.

Porém, em toda a nossa estupidez, contra os ensinamentos, de Jesus
(que, para além dele, nada mais existe, senão o Universo, que nos traz),
Pagão o fizemos, ao usarmos ícones, proibidos, para o referenciar.

Jorge Humberto

Posted in AMIGOS | Leave a Comment »

Prece

Posted by vidapura2 em Abril 29, 2009

      Abençoa-me
      com tuas mãos verdadeiras
      e me deixa assim:
      entre o céu e a terra,
      suspenso cristal
      a cair em teus lábios,
      riso certo,
       choro aberto,
      da beira de meus ais.
      Abençoa-me
      com teu sinal.
      Dá-me um rumo certo,
      um consolo,
      um porto com luz ao final.
      Abençoa-me
      que estou crente,
      de joelhos,
      carente,
      esperando a cura desse mal.

      odeteronchibaltazar

Posted in poesia | Leave a Comment »

QUERO…QUERO…APENAS PODER VIVER

Posted by vidapura2 em Abril 29, 2009

Para mim,
nada é motivo de alegria
ou de comemoração.
Já não sei qual é
a minha missão!
Não imagino e nem sei mais
o que sinto ou o que é emoção.
Não sei porque,
tudo é transtorno ou decepção.
Infelizmente, já nem consigo mais disfarçar
essa minha dor, minhas lágrimas,
minha vontade de sumir e não mais voltar.
Estou cansada de tanto sofrer.
Não posso mais calar.
Preciso aprender a falar, gritar…
Fazer as minhas vontades valer.
Não suporto mais essa falta de amor,
de compreenção…
Estou cansada de tanto sofrimento,
e de tamanha dor.
Tudo o que quero é por um instante ser o alvo de atencão.
Que me olhe apenas por um momento
e possa ver em meus olhos todo sofrimento.
 
Sabe,
muitas vezes tento disfarçar
e um sorriso tento estampar.
Mas, meu coração.
Ah! Coitado do meu coração,
não mais suporta tamanha decepção.
Quero novamente poder sorrir
sem ao menos ter que fingir.
Não quero mais chorar
muito menos ter que esconder
essa tristeza que apoderou do meu ser.
Quero novamente poder sentir
meus olhos brilhando,
as estrelas no céu encantando
e a luz iluminando…
Novamente quero sentir
a esperança renascendo em meu coração!
Sentir a alegria de viver e conviver.
Poder amar e o amor poder compartilhar!
 
Hoje,
não sei quem sou
Uma incógnita?
Um ser sofredor?
Talvez??
Não sei !?!
Sei apenas que quero ter uma vida normal.
Sem remédios, sem doenças, sem dores
e sem sofrimentos.
Quero voltar a ser feliz!
Cantar!!
Posso até chorar, mas de felicidade.
Quero poder comemorar
a alegria de viver,
sem ter que me esconder
em um quarto de hospital
ou mesmo em meu quarto
ligada por fios em tubos de remédios.
Não quero mais subterfúgios ou máscaras.
Quero apenas viver!
Quero ter um pouco de saúde
para que eu seja amada
e não suportada.
Quero ter o poder de mandar
a doença para bem longe
e voltar a trabalhar, passear,
brincar, viajar
e muitas outras coisas.
Quero…. Quero…
Apenas ser eu,
ser o que sempre fui
e nada mais.
Amo você minha lindinha!
Amo você meu linsinho!

Catarina Yunen

Posted in poesia | Leave a Comment »

Que você possa vir

Posted by vidapura2 em Abril 29, 2009

Que você possa vir
pela água, pelo vento,
por caminhos limpos ou
cheios de folhas de outono.

Mas que, de qualquer modo,
você venha, e que se cumpram todas as profecias
dos deuses e deusas que um dia nos conheceram,
quando éramos ainda mais crianças em espírito.

Que se cumpram todas as promessas que fizemos um ao outro,
sob a luz da lua e enquanto tínhamos
o solo sagrado sob os nossos pés.

Eu te consagro nesse momento
e em todos os outros em que
ainda vou olhar o horizonte distante,
e esperar por você.

Eu peço o poder das estrelas
e de toda a dança do Universo,
para receber você em meu coração,
de onde, na verdade, você nunca saiu.

No Mundo Espiritual existem Leis.

Uma delas fala que o semelhante atrai o semelhante.

Isto significa que qualquer imagem que mantemos em nossa mente, atrairá a semelhante que está no Universo.

Para fazer que essa Lei funcione, temos que manter sempre uma imagem viva em nossa mente.

Se temos essa imagem, mas ao mesmo tempo duvidamos da forma que ela poderá se manifestar, se “achamos” que é impossível realizá-la, se na própria imagem mental colocamos dúvidas na sua realização, o que acontecerá é que você receberá exatamente as dúvidas, incertezas de tudo aquilo que “sonhou” receber.

Receberemos EXATAMENTE as sombras da dúvida.

A Lei sempre funciona.

Nós, os Humanos, temos momentos onde nos sentimos inadequados e inseguros. Acontece com todos… Se não soubermos o que é isso, como iremos caminhar em equilíbrio e harmonia?

Somente conhecendo os dois lados para poder escolher.

Uma visão dualista não materializará o que desejamos, e sim todas as dualidades inerentes àquela visão.

Uma visão sem nenhuma espécie de dúvidas sempre se realiza.

Essa é a Lei:

Tudo aquilo em que acredita te aprisiona.

        “Homem se queres conhecer
        os deuses e o universo
        conheça a ti mesmo”.

Posted in AMIGOS | Leave a Comment »

Estou

Posted by vidapura2 em Abril 29, 2009

      Só em meu quarto,
      penso em você.
      Sinto falta
      e ouço uma canção.
      Lembro seus lábios
      beijando os meus,
      seu olhar,
      o abraço,
      toques,
      nosso jeito de amar,
      único,
      somente nosso.
      Parece que está aqui,
      sinto seu cheiro,
      seu gosto,
      seu calor…
      Ouço sua voz
      e vivo…
      A música
      toca suave,
      calma…
      Me faz sonhar acordado
      e amo você
      intensamente.
      Sinto tanto sua falta…

      Ruben Alves Vieira

Posted in poesia | Leave a Comment »

ASSIM BRILHA

Posted by vidapura2 em Abril 29, 2009

                              Constelação radiante
                              conjunto ouro brilhante
                                quilate irradia beleza

                                superfície acetinada agudeza do vento
                               sólida sabedoria relva perfumada

                              virtude esplêndido encanto
                              brisa noite segui caminho
                              ascensão gentileza

                               esmeralda pedra preciosa
                              escreve assim brilha poeta

                              Espírito Santo lança do alto
                               relâmpago raio faísca luz
                               clareia alma corpo mente

                              universo extensão imensurável
                               Jesus eterno divino contempla
                               abençoando filha de Deus.

                              Mana emocionada
                              beijo tua alma teu coração
                              Lucia Trigueiro

Posted in poesia | Leave a Comment »

SUPERAÇÃO DE MÃE

Posted by vidapura2 em Abril 29, 2009

                              No coração de nossa mãe,
                              não há nada nem ninguém,
                              que crendo, fira tal relação,
                              entre filho e sua condição.

                              E se alguém tenta interferir,
                              só com o intuito de denegrir,
                              o que jamais pode separar,
                              mais a mãe, o filho para amar.

                              E unidos por cordão umbilical,
                              nada os atinge nem faz mal,
                              pois que são uma só pessoa,
                              que por todo o lado ressoa.

                              E nada se oponha entre eles,
                              sejas tu, demais, ou aqueles,
                              que se maior é a dificuldade,
                              maior se fará a solidariedade.

                              Em toda ocasião, toda a razão
                              é falha, perante um coração,
                              porque da mãe, vem o alento:
                              dar o melhor, a seu rebento.

                              E para fim, saiba pois o filho,
                              que mãe nunca é espartilho,
                              querer bem e aprendizagem,
                              preparando-o para a viagem.

                              Jorge Humberto

Posted in poesia | Leave a Comment »

Tua face

Posted by vidapura2 em Abril 29, 2009

      Doce olhar penetrante em misto de sedução e ingenuidade
      doçura viva de uma alma límpida.
      Procurando seu novo porto seguro
      Teus cílios marcantes
      fazem o contorno em teus olhos de jabuticaba, Meus agora…
      De ora em diante os próprios condutores de meu  viver!
      
      Tua pele lembra-me da leveza dos lírios a tocar-me o rosto
      em teu ouvido baixinho trocar nossos versinhos de amor,
      Como crianças por momentos,
      como amantes com furor em outros;
      em cada um destes instantes mágicos, marcantes o suficiente.
      Para se perpetuarem diante dos deuses de amor,
      Tocá-los; e sermos agraciados com suas bênçãos…
      
      E em nosso olimpo próprio agora envolvemos nossas almas
      neste entrelace de corpos e entrega apaixonada,
      onde juras se fazem de amor eterno
      simples promessas não são pactos diante do próprio universo
      
      Um pacto que será delicioso cumprir e viver,
      aqui e acolá; hoje e amanhã…
      O tempo é nosso, o sol, a lua e as estrelas ao nosso redor,
      Assistem nossa dança sobre este universo antes pálido,
      Agora tocado pelas cores do amor
      meio ao infinito nossa marca maior!
      
      Paulo Nunes Junior

Posted in poesia | Leave a Comment »

O VENTO, MEU AMIGO E MENSAGEIRO

Posted by vidapura2 em Abril 29, 2009

             
            Quando  não estás aqui comigo,
            envio-te meus recados pelo meu amigo,
                                                             o vento.
            Porque o nada não me agrada,
                                              não agüento!
            
            
            
            Sei que a ele, especial   carinho, não haverá de faltar,
            Percorrerá  , em segundos, o mundo,  se precisar.
            E como lhe é peculiar, em suave brisa tocará tua face,
            e em teus ouvidos irá assoprar, frase a frase…
             

            
            Mas se não conseguir fazer-te entender,
            enérgico, em ventania irá se transformar,
            fará janela bater, a arvore galhos perder.
            Tudo isto para fazer-te  que o ouça
            a falar do meu lamento, da minha dor,
            do  meu amor.

Olga Kapatti

Posted in poesia | Leave a Comment »

PAZ E AMOR NO CORAÇÃO

Posted by vidapura2 em Abril 29, 2009

          Para que possamos ter
          muita paz no coração,
          e do amor a doce sensação,
          é importante saber viver
          sempre procurando fazer o bem,
          que faz bem pra nossa alma também…
          Maus pensamentos cultivar,
          sua vida irá atrapalhar…
          Paz e Amor no coração,
          dando à vida uma gostosa razão…
          Para saber amar,
          temos que amar o amor,
          e nosso amor com amor amar…
          Esta a mágica combinação
          que dá vida ao coração…

          Marcial Salaverry

Posted in poesia | 3 Comments »

Amor e Paz

Posted by vidapura2 em Abril 29, 2009

          Amor, quatro letras que nos trazem a Paz.
          O Amor guia a nossa vida,
          nós dá a calma interior, a Felicidade,
          nos faz mais humanos
          e com isso, nos traz a Paz.

          Quem tem Amor no coração,
          tem a Paz, irradia Alegria.

          Vamos colocar
          o Amor à frente de tudo.
          Agindo assim, conseguiremos
          construir um alicerce
          seguro e indestrutível,
          e então, irradiaremos ao mundo, a Paz!

   Nancy Cobo

Posted in poesia | 1 Comment »

Miragens

Posted by vidapura2 em Abril 29, 2009

      Quando fecho os olhos

       e embalado em sonhos mágicos,

       que me levam ao teu encontro…

        Sinto-me anjo dentre um vale de amor infinito!

      Acordo e teimo em acreditar neste amor

      e agarro-me à Senhora Esperança,

      que me faz adentrar as horas

       e tornar-me, mais uma vez, vencedor…

      Se utilizo da Esperança,

      para me fazer crer em nós…

      Faço dela instrumento,

      que me leva a acreditar 

      que existe lá fora corações puros,

       que a humanidade, a tempo,

      acordará para o amor…

      Querer ver todos entrelaçando as mãos,

      sem diferenças, ninguém mais disputando,

       ou repartindo amor: este deve ser ofertado!

      Ninguém mais temendo as ruas:

       estas devem ser instrumento

      de liberdade de todos;

       ninguém mais julgando-se melhor

       que o outrem, pois todos somos feitos

      da mesma imagem e semelhança!

      Esperar por um globo terrestre

       sem poluição, onde os rios

      voltariam a ser límpidos…

      Os oceanos a ter a magia de encanto

      e não serem temidos, como agora…

      Ver um planeta, onde o respeito

      voltaria a brilhar em todos os lares;

      a droga derrotada;

      a violência extinta;

       a moral, respeito, amizade,

      fraternidade, caridade,

       honradez, fidelidade,

      não fossem predicados de alguns,

      mas que fossem qualidades

       naturais de cada um…

      Enfim,

       miragens de um velho coração,

       que, mesmo cansado, busca sempre forças

      para poder continuar a sonhar;

      assim, faço destes objetivos de minha alma,

       chamados por miragem,

      fonte inesgotável, dando-me o vigor necessário,

       para continuar minha trajetória…

      Apenas, peço:

       deixe-me continuar a sonhar!

      

      Paulo Nunes Junior

Posted in poesia | Leave a Comment »

A BANDA BREJO DO AMOR

Posted by vidapura2 em Abril 29, 2009

      Lá na baixa do bonfim
      Cidade de Salvador
      Eu vou contar o que vi
      se formando bem ali
      a banda Brejo de Amor

      O líder Sapinhos Brown
      Teve a idéia num estalo
      Sapo boca de cantor
      foi chamar o seu amor
      A dona Ivete Rãzallo

      Embalaram no Axé
      e soltaram a cantoria
      Ergue a mão e ergue o pé!
      Quero ver como é que éééé!
      E a turma aplaudia.

      Já gravaram um CD
      pra soltar no carnaval
      Lá na praia do estaleiro
      ensaiam o dia inteiro
      animando o pessoal

      Oxi -oxi, arrêa-arrêa
      Vão cantando os sapinhos
      maré baixa ou maré cheia
      essa banda incendeia
      o turista e o ribeirinho.

      Muito punk essa banda
      Muito massa a sapaida
      O Sapinhos Brown comanda
      forró, axé e ciranda
      e até mesmo timbalada

      Se voce tá duvidando
      que a banda fogo ateia
      é só ir logo chegando
      e da banda perguntando
      lá no caminho de areia.
  Jorge Linhaça

Posted in poesia | Leave a Comment »

DO CORAÇÃO DE UMA MULHER

Posted by vidapura2 em Abril 29, 2009

Pensando bem, não sou essa mulher fatal
que você pensa que eu sou. Aquelas histórias de sedução foram
 todas inventadas, esse ar superior, de quem sabe lidar com a vida,
 é apenas auto-defesa.

Aquelas frases filosóficas, foram só pra te impressionar,
pra te passar essa ilusão de intelectual… na verdade
eu ainda  nem sei se acredito nos valores que me ensinaram,
quanto mais em frases feitas e opiniões formadas!

Senta aí, vai! Deixa eu tirar os sapatos, desmanchar
o penteado, retirar a maquiagem… quero te mostrar que
assim de perto não sou tão bonita quanto pareço, por
isso uso todos esses artifícios.

 É que no fundo tenho um medo terrível de que você me ache
feia,de que você encontre em mim uma série de imperfeições.

Sabe, não quero mais usar essa máscara de mulher
inatingível, de mulher forte, com punhos de aço…
No íntimo me sinto uma pequena ave indefesa, leve demais
para enfrentar o vento e que deseja ficar no aconchego do
ninho e ser mimada até adormecer.

Olha pra mim, às vezes minha intimidade não
tem brilho nenhum e você terá que me amar muito
para suportar essas minhas impotências.

Deixa eu tirar o casaco, tirar o cansaço… essa jornada dupla
me deixa tão carente… A convicção de independência afetiva?
 É tudo balela! Eu queria mesmo era dividir
a cama, a mesa, o banho… Queria dividir os sentimentos,
os sonhos, as ilusões… um pedaço de torta, uma
xícara de café,  algum segredo…

Ah, eu tenho andado por aí, tenho sido tantas mulheres que
não sou! Quantas vezes me inventei e até me convenci da minha
 identidade. Administrei minha liberdade.

Tomei aviões, tomei whisky… troquei a lâmpada, abri
sozinha o zíper do vestido… decidi o meu destino com
tanta segurança… mas não previ que na linha da minha
vida estivesse demarcada uma paixão inesperada.

Agora, cá estou eu, quarenta e poucos anos e toda
atrapalhada, tentando um cruzar de pernas diferente,
um olhar mais grave, um molhar de lábios
sensual… mas não sei direito o que fazer para agradar.

Confesso que isso me cansa um pouco. Queria mesmo era
falar de todos os meus medos, “dos seus medos?” você diria,
como se eu nunca tivesse temido nada.

Queria lhe falar das minhas marcas de infância, dos animais
 que tive, do meu primeiro dia de aula… queria falar
dessas coisas mais elementares, e lhe levar à casa da minha
mãe, lhe mostrar meu álbum de retrato (eu, me equilibrando
nos primeiros passos ) ah, queria lhe mostrar minha
primeira bicicleta, com truques. Ela ainda existe!

Queria lhe mostrar as árvores que eu plantei
(como elas cresceram!) e todas essas coisas que são tão
importantes pra mim e tão insignificantes aos outros.

Ah, você queria falar alguma coisa? Está bem! Antes,
só mais uma coisinha: estou morrendo de medo que você
saia desta cena antes de mim, que você saia, à francesa,
desta história e eu tenha que recolocar
minha máscara e me reinventar ,outra vez…

Posted in poesia | Leave a Comment »