amizade e poesia

Alguém que faz você rir…Alguém que faz você acreditar em coisas boas…Alguém que convence você …De que existe uma porta destrancada…Só esperando para que você abra. Esta é a Amizade Para Sempre.

Archive for Março, 2008

FREDDY O CÃOZINHO

Posted by amizadepoesia em Março 31, 2008

Freddy era um cão já de sua idade
        que a todos curtia pla inteligência
        atropelado foi, co certa gravidade
        vindo a morrer na convalescência

        Sua mãe não admitindo realidade
        maldisse, toda, e qualquer ciência
        pois, perante, tamanha fatalidade
        aí vencer, coube-lhe incumbência

        Mui chorou, a pobre, dita senhora
        dizendo-se sozinha, e até saudosa
        nada se importando nem penhora

        Até que, um pequenino, cãozinho
        alguém de alma muito extremosa
        ofereceu à senhora o animalzinho

        Jorge Humberto

Anúncios

Posted in poesia | Leave a Comment »

ABAIXO OS CAPATAZES

Posted by amizadepoesia em Março 31, 2008

Não há como fugir às minhas responsabilidades
                  de poeta que escreve para o povo só e alienado
                  Escrever é um acto de entrega às sensibilidades
                  mais puras, que ouvem o que lhes é ensinado.

                  Assim escrevendo sem quaisquer amabilidades
                  urdi mil estradas, e propus caminhos, olvidados
                  pois a miséria colhe discernimentos e vontades
                  ao homem que ganha uns míseros desgraçados

                  Todo o dia, na metalúrgica, ou nas construções
                  arriscando suas próprias vidas, não se queixam
                  da grilheta ferindo-lhes a carne e putrefacções
                  
                  Mas as coisas, não têm de ser assim, ofertadas
                  de mão beijada aos patrões, se tiram e deixam
                  mais difíceis se tornam aqui as vossas jornadas

                  Jorge Humberto

Posted in poesia | Leave a Comment »

ENTRE AS FLORES

Posted by amizadepoesia em Março 31, 2008

Me deixo ficar entre as flores…
      assim te espero!
      O amor maior em sua essência
      e configuração, em si mesmo venero!

      Talvez nem demores a vir!
      Chegastes ligeiro e afinando a voz,
      entoastes as sutis notas do sentir
      que podes vir a ser…um bem querer!

      Tens o pulso forte de quem
      sabe o que quer e vai à luta.
      Talvez um majestoso totem
      de séculos, quem há de saber ?

      Me fizestes sorrir ao dizeres:
      – Recuperemos o tempo perdido.
      Senti nas entrelinhas dos prazeres,
      a hora do supremo amor apetecido.

      Então…
      me deixo ficar entre as flores…
      No meio delas, te espero!

 Guida Linhares

Posted in poesia | Leave a Comment »

ORAÇÃO PESSOAL

Posted by amizadepoesia em Março 31, 2008

 Hoje eu quero rezar:

      Mas não quero pedir nada a Deus!

      Quero pedir aos Homens:

      Peço mais tolerância para com seus semelhantes;

      Peço mais confiança no próximo;

      Peço mais solidariedade para com os necessitados;

      Peço mais lealdade nos relacionamentos;

      Peço mais piedade com os pecadores;

      Peço mais respeito pelos mais velhos;

      Pe;co mais prudência nos próprios atos;

      Peço mais sensibilidade com a natureza;

      Peço mais fé na Humanidade;

      Peço mais amor para cada Ser;

      Peço mais…

      Peço…

  Neida Wobeto

Posted in oração | Leave a Comment »

Meu Grande Amigo JESUS CRISTO

Posted by amizadepoesia em Março 31, 2008

 Companheiro de todas as horas,
      neste momento meu coração chora.
      Todo momento de decisão é dificil,
      e tem vezes que dá vontade de
      jogar tudo fora.

      Tudo ia tão bem, tão certinho,
      tranquilo como o barco navegando,
      no plácido mar de águas azuis.
      Mas de repente, um solavanco,
      nem deu tempo de jogar a âncora.

      Naufragaram os sentimentos,
      molharam-se as certezas,
      sobraram apenas pedaços toscos
      de esperanças quebradas,
      à deriva, mais nada.

      Perdida no oceano das emoções,
      venho pedir-te, meu bom amigo,
      não me deixes soçobrar nas ilusões,
      que margeiam a escada da vida,
      na cegueira dos sentidos.

      Faze com que vagarosamente,
      possa alcançar cada degrau desta escada,
      envolta na paz de espírito,
      coração leve, mente altruista
      e sobretudo, a ninguém magoar!

Guida Linhares

Posted in poesia | 5 Comments »

Busco alguém.

Posted by amizadepoesia em Março 31, 2008

Busco alguém, que possa me amar,
  e que se deixe amar
  Busco alguem imperfeito, com erros,

  porque equivocar-se, o torna mais humano.

  Sonho com alguem que me consuma com seu olhar
  e com seu ser…

  Sonho com alguem com que me divirta,
  ainda nos domingos…
  Sonho com alguem que nao creia que o sexo é tudo
  mas que é importante.

  Quero alguém que aceite meus erros,
  e os compreenda, e por sua vez me deixe
  entender os seus.

  Quero alguém que esteja ao meu lado,
  que me dê forças, com suas forças.

  Amaria alguem que me diga:

  Um “Te quero”, mas… muito mais “Te amo”

  Amaria alguém que tenha curiosidade,
  por si, por descubrir minha alma…
  (que todavia nao saiba esconder-se bem..).

  Amaria alguém que me desse um abraço,
  quando alguma dor me parta o coração.

  Necessito de alguém que possa amar,
  mais que a minha própria vida.

  
  Necessito de alguém que acompanhe este coração
  que nao pode com a solidão,e que já não quer
  viver nela; necessito um coração no qual bater…

  Busco e busco esse amor,
  mas não um qualquer…senão: o meu amor:

   O amor pelo qual eu despertaria cada manhã
  e cada noite para ver se está a meu lado.
  
  Somente busco e busco a meu amor, o amor de minha vida,
  mas é tão dificil encontra-lo…

Lolita

Posted in poesia | Leave a Comment »

Reciprocidad

Posted by amizadepoesia em Março 31, 2008

Toda acción genera una reacción igual y contraria
                  Todos sus actos generan tus momentos
                  Todos tus sentimientos serán retribuídos
                  De la forma que tu tratares la vida por ella va a ser tratado

                  No plantes vientos pues  podrás recoger tempestades
                  tu solamente recogerás los frutos por ti sembrados
                  Plantados, cuidados y preservados
                  Solamente quien cultiva amor será amado

                  De la pasión recogerá realización
                  Del cariño recogerá atención
                  De las caricias recogerá sensaciones
                  De la entrega recogerá donación

                  Tus actitudes tendrán su propia reciprocidad
                  desde que tu discurso hable solamente la verdad
                  Que tus sueños hagan parte de la realidad
                  y estén imbuídos de moralidad.

                  Así es la vida, siempre reactiva
                  tu también haces tu propio cielo
                  tu mismo monta tu propio infierno
                  Sentirás el dulce de miel, o amargor de hiel

                  Haga de la verdad su estandarte,
                  De la Paz su bandera,
                  De la pasión su blasón
                  De Amor su corazón

                  Joe’A

Posted in poesia | Leave a Comment »

DA ALMA PARA O CORAÇÃO

Posted by amizadepoesia em Março 31, 2008

“Não sei…
            se a vida é curta ou longa
            demais pra nós,
            mas sei que nada do que vivemos
            tem sentido,
            se não tocamos o coração das pessoas.

            Muitas vezes basta ser:
            colo que acolhe,
            braço que envolve,
            palavra que conforta,
            silêncio que respeita,
            alegria que contagia,
            lágrima que corre,
            olhar que acaricia,
            desejo que sacia,
            amor que promove.

            E isso não é coisa de outro mundo,
            é o que dá sentido à vida.
            É o que faz com que ela não
            seja nem curta, nem longa demais,
            mas que seja intensa,
            verdadeira,
            pura… enquanto durar….”

            Irene

Posted in poesia | Leave a Comment »

Bilhetinho

Posted by amizadepoesia em Março 31, 2008

Na minha vida , por minha dura e inclemente
estrada, nas poucas oportunidades que tive
de encontrar um remanso,..uma sombra em jardim
esta relva de colo suave, amiga, amante..
em fragrancia de puro sentimentos , em balsamos
para suavizar minhas dores, meus medos
essa frondosa caricia…é voce
….sempre voce
seu sorriso que me encanta , seduz..é  minha menina
que tanto gosto, amo voce..
Nste tempo..conto os anos…nessa vida…
desde ocomeço…até qualquer fim de tempos..sempre
amarei voce

Com meu mais especial carinho e amor
acorrentado a seu lindo coração
um beijo…amoroso
sempre seu coração,

Joe’A

Posted in poesia | Leave a Comment »

Ao abraço da felicidade

Posted by amizadepoesia em Março 31, 2008

Ouvi dizer que a tal felicidade,
      Todos vivem por ela a procurar.
      E pode ser somente ingenuidade,
      Mas sinto que ela está a me abraçar…

      Será loucura? Mera insanidade?
      Mas mesmo assim eu quero louca estar!
      Morrer do que acredito ser verdade,
      Vivendo do prazer de acreditar!

      Pouco me importa a dor e tudo mais!
      Bem pode ser a última que eu tenha,
      E no momento a que mais me convenha…

      É certo que ninguém provou, jamais!
      Abraço assim que afaga docemente…
      Que bom se existisse a toda a gente!

Tere Penhabe

Posted in poesia | Leave a Comment »

PESSOAS SÃO FLORES

Posted by amizadepoesia em Março 31, 2008

   Às vezes, a gente percorre o caminho entre os canteiros; e, de repente, nota que no jardim brotou uma flor. Não existia antes, mas a Natureza a colocou lá, como um mimo.  Nos caminhos da Vida costuma acontecer a mesma coisa. As pessoas cruzam os nosso caminho. Às vezes retornam. Às vezes não voltam mais.  Mas, assim como acontece com as flores, um dia, elas desaparecerão para sempre.  O importante, porém,  é o que deixam conosco, o que acrescentaram à nossa vida.

  J. O. Nascimento

Posted in AMIGOS | Leave a Comment »

COM AMOR TUDO É POSSÍVEL!…

Posted by amizadepoesia em Março 31, 2008

Sem que eu consiga
                  dominar o sentimento que me envolve,
                  me arrasta por estradas escuras,
                  afogando minh’alma em mares de angústias,
                  me entrego às lágrimas,
                  ao desgoto de ver o mundo
                  dominado por tanto egoismo!…
                  Invejas que transformam a convivência
                  em espaços de desconforto…
                  Mentiras que vão destruindo amizades,
                  separando amantes!…
                  Maldade por maldade, na incapacidade
                  de desenvolver o brilho próprio,
                  de entender que cada um tem o seu espaço,
                  a herança, por ser filho do Universo,
                  do Pai que tudo pode e tudo deseja
                  e, por amor, tudo ofereceu
                  e aí está para ser usufruido:
                  é só pegar, basta acreditar…
                  Triste, mas ainda envolta em esperança,
                  me dou em versos, tentando sempre
                  alcançar os corações; quem sabe
                  possa fazer, a quem me lê, entender
                  que a Lei da Atração existe,
                  é bíblico: “Faça e receberá em dobro!…”
                  Quem semeia ventos, colherá tempestades…
                  Não machuque para não se machucar!…
                  Acredite no Bem!…Acredite no Amor…
                  E a tua vida se transformará
                  em um mar de maravilhas!…
                  Te garanto com absoluta certeza:
                  Ama e serás amado…

                  Carmen Cristal

Posted in poesia | Leave a Comment »

AS CURVAS

Posted by amizadepoesia em Março 31, 2008

Correm os rios
                              em serpentinas descontroladas
                              pelas matas silenciosas,
                              cheias de fantasmas…
                              As flores silvestres
                              que alimentam macacos
                              o olham indiferentes…

                              Assim são meus anseios,
                              por isso geram as dúvidas
                              e medos
                              e quantas vezes perco-me
                              nas curvas da vida…
                              fico sem o sentido de direção
                              ao léu…

                              Ao romper a minha consciência,
                              já não mais silenciosa,
                              ouço os alertas da impaciência,
                              que me assustam e me amedrontam…
                              Não adianta querer recuar
                              só se vê flores tenebrosas
                              sem jardim
                              em buquês mal-intencionados…

                              O resto é mistério….

                              Tarcísio Ribeiro Costa

Posted in poesia | Leave a Comment »

Não queira nunca satisfazer a todos.

Posted by amizadepoesia em Março 31, 2008

“Não queira nunca satisfazer a todos.
É ilusório.
Se você conseguir respeitar as suas necessidades, estará aprendendo a viver de bem consigo e com os outros também.
Realizar somente os desejos alheios é de você esquecer.
É ficar se procurando, sem se ver.
É não acreditar em si, ignorando que a sua felicidade reside em apenas um endereço.
O seu.”
Luiz Carrieri

Posted in AMIGOS | Leave a Comment »

BRINCADEIRA DE MENINOS

Posted by amizadepoesia em Março 31, 2008

Tenho um pião que gira gira a rodar
      senhores, da nobreza, cheiram rapé
      espirram, sem parar, fazendo banzé
      atrapalhando o peão, sempre a girar
       
      As madames usam peles, a calafetar
      seus corpos ligeiros, mas, o Barnabé
      que, não é dessas coisas, diz como é
      atrás delas vai co os cabelos a pairar

      E os meninos pobres curtem co brio
      os brinquedos que eles inventaram
      enfrentando, defronte, o muito frio

      Nisto, o meu peão, continua a rodar
      e, finalmente, enfim, todos calaram
      para aí, verem os meninos, a brincar

      Jorge Humberto

Posted in poesia | Leave a Comment »