amizade e poesia

Alguém que faz você rir…Alguém que faz você acreditar em coisas boas…Alguém que convence você …De que existe uma porta destrancada…Só esperando para que você abra. Esta é a Amizade Para Sempre.

Archive for Julho, 2008

BEIJOS MADUROS

Posted by amizadepoesia em Julho 31, 2008

Beijos dados com consciência,
de quem tem da vida muita experiência,
e os dá tendo do amor a ciência…
Aprendeu com a vida a ter paciência…
Não tem pressa para amar,
nem urgência no beijar…
Não precisa ser um amor perfeito,
basta que seja um beijo com jeito,
com jeito bem carinhoso,
num contato gostoso…
Tem o sabor da fruta madura,
e é o carinho que procura…
Beijos maduros…
Amores maduros…
São os que valem… os que contam…
Marcial Salaverry

Posted in poesia | 3 Comments »

TEUS BEIJOS

Posted by amizadepoesia em Julho 31, 2008

Sem teus beijos de orvalho banhando meus anseios mais secretos,
sem tua presença que me faz sentir dentro de mim,
sem o sol de teus olhos acendendo minha esperança na vida,
sem tua poesia apaixonada que me camuflou num romance…
não haveria amanhã, não gestariam cantos de amor
o meu pensamento a ti voluntariamente cativo.

Teus beijos, sublimidade e delícias,
bálsamo que incendeia o mar de infinitos gozos,
oh amado poeta, minha alma delira,
quando teus beijos frugais fazem meus lábios
um saboroso botão desabrochando perfumes
deste meu imenso amor indene

Inês Marucci

Posted in poesia | 1 Comment »

Beija-me amor

Posted by amizadepoesia em Julho 31, 2008

Beija-me amor poeta
com total sofreguidão
pois minha boca ferve,
boca louca, de paixão..
Sente a ausência da tua
dos teus lábios doces e suaves,
que me sufocam
com beijos ardentes
arrebatadores
transportando-me para outro mundo
outra dimensão
Beija-me poeta meu
dos teus beijos estou carente
sem tua boca na minha boca
não sou mulher..sou mero expoente.
Beija-me poeta
com tua boca de palavra doces
versos fáceis, rima ligeira
sabes que um beijo enlouquecedor
é a melhor forma de se fazer amor
porque assim como ele nos santifica,
também nos crucifica
Beija-me amor:
um beijo estonteante
pincel de pluma
Colibrindo a tarde flamejante
de cores mil e sons plangentes
que embala e consola
este meu pobre coração demente
Helô Abreu

Posted in poesia | Leave a Comment »

Bom-dia

Posted by amizadepoesia em Julho 31, 2008

O sol flamejante, arde…
        Tão rápido passa o dia…
        Antes que chegue a tarde,
        Vim lhes dar o meu Bom-Dia!

      Eme Paiva

Posted in AMIGOS | Leave a Comment »

HORA CÁLIDA

Posted by amizadepoesia em Julho 31, 2008

Cansada de tanto lutar,

                  Hora cálida venha restaurar.

                  Todo o mal que agora paira

                  Desdenhando toda a calma,

                  Hora cálida venha acalmar

                  O que o coração já não suporta passar.

                  Dê paz ao coração que sofre,

                  Calma para o corpo que definha.

                  Amarga é a penúria de dias tristes.

                  Hora cálida venha me acalmar…

                  

                  Nanci Laurino

Posted in poesia | Leave a Comment »

Adios

Posted by amizadepoesia em Julho 31, 2008

                        En COSTA lejana
                        y en mar de Pasion,
                        dijimos adioses
                        sin decir adios.
                        Y no fue verdad
                        la alucinacion.
                        Ni tu la creiste
                        ni la creo yo,
                        “y es cierto y no es cierto”
                        como en la cancion.

                        Que yendo hacia el Sur
                        diciendo iba yo:
                        Vamos hacia el mar
                        que devora al Sol.

                        Y yendo hacia el Norte
                        decia tu voz:
                        Vamos a ver juntos
                        donde se hace el Sol.

                        Ni por juego digas
                        o exageracion
                        que nos separaron
                        tierra y mar, que son
                        ella, sueno y el
                        alucinacion.

                        No te digas solo
                        ni pida tu voz
                        albergue para uno
                        al albergador.
                        Echaras la sombra
                        que siempre se echo,
                        morderas la duna
                        con paso de dos…

                        Para que ninguno,
                        ni hombre ni dios,
                        nos llame partidos
                        como luna y sol;
                        para que ni roca
                        ni viento errador,
                        ni rio con vado
                        ni arbol sombreador,
                        aprendan y digan
                        mentira o error
                        del Sur y del Norte,
                        del uno y del dos!

                        GABRIELA MISTRAL

Posted in poesia | Leave a Comment »

Amor y Pasión en esencia

Posted by amizadepoesia em Julho 31, 2008

   Que es exactamente el calor
      O como se procesa el  dolor
      Como acontece la pasión
      que es en esencia el Amor

      Sentimientos, sentidos
      Emociones o sensaciones
      Corazones y razones
      Cuerpos o espíritus

      Conjunción de cuerpos
      complementares en belleza,
      en la búsqueda incesante por la perfección
      para satisfacción de la Naturaleza

      Formando misteriosas alquimias
      hechiceras pociones
      de ingredientes inebriantes, que extasían
      surtando delirantes pasiones

      Una unión, un nuevo ser
      de mayor belleza
      satisfecha Naturaleza
      no tiene más sentido la pasión

      Cuando hay magnetismos en sintonía
      Vibrando en la misma frecüencia
      En exuberante empatía
      Comprensión en divina tolerancia

      Corazones en los mismos tonos
      Palpitaciones en las mismas notas
      Vibraciones en los mismos tonos, planos y tiempos
      Duos completos,sin defectos

      Es el amor siendo hecho
      En entendimientos perfectos
      Amistad, atracción y respeto
      Magia divina, eterea armonía

      “El amor es la esencia de toda existencia”

      Joe’A

Posted in poesia | Leave a Comment »

Amor e Paixão em essência

Posted by amizadepoesia em Julho 31, 2008

O que é exatamente o calor
      Ou como se processa a dor
      Como acontece a paixão
      O que é em essência o Amor

      Sentimentos, sentidos
      Emoções ou sensações
      Corações e razões
      Corpos ou espíritos

      Conjunção de corpos
      complementares em beleza,
      na busca incessante pela perfeição
      para satisfação de Natureza

      Desencadeando misteriosas alquimias
      enfeitiçadoras poções
      de ingredientes inebriantes, que extasiam
      surtando delirantes paixões

      Uma união, um novo ser
      de maior beleza
      satisfeita Natureza
      não tem mais sentido a paixão

      Quando há magnetismos em sintonia
      Vibrantes na mesma freqüência
      Em exuberante empatia
      Compreensão em divina tolerância

      Corações nas mesmas entonações
      Palpitações nos mesmos acordes
      Vibrações nos mesmos tons, planos e tempos
      Duetos completos,sem defeitos

      É o amor sendo feito
      Em entendimentos perfeitos
      Amizade, atração e respeito
      Magia divina, etérea harmonia

      “O amor é a essência de toda uma existência”

      Joe’A

Posted in poesia | Leave a Comment »

DISCREPÂNCIAS

Posted by amizadepoesia em Julho 31, 2008

 Porque sofrem assim tantas pessoas,
      se neste Mundo tão belo, há espaço, para todas elas?

      Se escrevo, meu primeiro sentido, é cantar loas,
      mas como levar minha palavra, a quem vive em favelas?

      Pobres crianças, deambulando, a meio à imundice;
      em sua inocência não medem riscos nem doenças.

      Pergunto-me, como pode haver, tanta canalhice,
      de pressupostos nobres e condessas,

      passando imunes, a todo este grande sofrimento,
      e inda atribuindo culpas, a quem em desgraça vive?

      Não têm por elas, o sagrado juramento:
      aos necessitados ajudar, como tudo que revive.

      Meu sono atribulado, revê em catadupa, tal incongruência;
      e não raras as noites, acordo em desespero.

      Hoje em dia, joga-se com a falsa inocência,
      de que quem não vê, não tem de prestar seu esmero.

      Ah, mas tudo isso foi parido, pela puta da mentira!
      portas fechadas, a tudo e todos; grades na janela.

      Porque quem aos outros, o pouco lhes retira,
      enfeita a imensidão das casas, à porta sentinela.

      Pobre mundo, parcial e pungente!
      vede teus filhos, suplicando só uma atenção.

      E reparai, no chão dormindo, esta gente,
      que há muito endureceu, sofrido coração.

      Jorge Humberto

Posted in poesia | Leave a Comment »

Fugaz

Posted by amizadepoesia em Julho 31, 2008

O tempo se voltou

contra nós

Somente caem folhas secas

daquele fugaz equinócio

que somente pedia corpos em aliança

                   
                      © Juan José Mestre.

Posted in poesia | Leave a Comment »

Humildade x Orgulho

Posted by amizadepoesia em Julho 31, 2008

Você já deve ter ouvido muitas vezes a palavra humildade, não é mesmo?

Essa palavra é muito usada, mas nem todas as pessoas conseguem entender o seu verdadeiro significado.

O termo humildade vem de húmus, palavra de origem latina que quer dizer terra fértil, rica em nutrientes e preparada para receber a semente.

Assim, uma pessoa humilde está sempre disposta a aprender e deixar brotar no solo fértil da sua alma, a boa semente.

A verdadeira humildade é firme, segura, sóbria, e jamais compartilha com a hipocrisia ou com a pieguice.

A humildade é a mais nobre de todas as virtudes pois somente ela predispõe o seu portador, à sabedoria real.

O contrário de humildade é orgulho, porque o orgulhoso nega tudo o que a humildade defende.

O orgulhoso é soberbo, julga-se superior e esconde-se por trás da falsa humildade ou da tola vaidade.

Alguns exemplos talvez tornem mais claras as nossas reflexões.

Quando, por exemplo, uma pessoa humilde comete um erro, diz: “eu me equivoquei”, pois sua intenção é de aprender, de crescer. Mas quando uma pessoa orgulhosa comete um erro, diz: “não foi minha culpa”, porque se acha acima de qualquer suspeita.

A pessoa humilde trabalha mais que a orgulhosa e por essa razão tem mais tempo.

Uma pessoa orgulhosa está sempre “muito ocupada” para fazer o que é necessário. A pessoa humilde enfrenta qualquer dificuldade e sempre vence os problemas.

A pessoa orgulhosa dá desculpas, mas não dá conta das suas obrigações e pendências. Uma pessoa humilde se compromete e realiza.

Uma pessoa orgulhosa se acha perfeita. A pessoa humilde diz: “eu sou bom, porém não tão bom como eu gostaria de ser”.

A pessoa humilde respeita aqueles que lhe são superiores e trata de aprender algo com todos. A orgulhosa resiste àqueles que lhe são superiores e trata de pôr-lhes defeitos.

O humilde sempre faz algo mais, além da sua obrigação. O orgulhoso não colabora, e sempre diz: “eu faço o meu trabalho”.

Uma pessoa humilde diz: “deve haver uma maneira melhor para fazer isto, e eu vou descobrir”. A pessoa orgulhosa afirma: “sempre fiz assim e não vou mudar meu estilo”.

A pessoa humilde compartilha suas experiências com colegas e amigos, o orgulhoso as guarda para si mesmo, porque teme a concorrência.

A pessoa orgulhosa não aceita críticas, a humilde está sempre disposta a ouvir todas as opiniões e a reter as melhores.

Quem é humilde cresce sempre, quem é orgulhoso fica estagnado, iludido na falsa posição de superioridade.

O orgulhoso se diz céptico, por achar que não pode haver nada no universo que ele desconheça, o humilde reverencia ao criador, todos os dias, porque sabe que há muitas verdades que ainda desconhece.

Uma pessoa humilde defende as idéias que julga nobres, sem se importar de quem elas venham. A pessoa orgulhosa defende sempre suas idéias, não porque acredite nelas, mas porque são suas.

Enfim, como se pode perceber, o orgulho é grilhão que impede a evolução das criaturas, a humildade é chave que abre as portas da perfeição.

………………….

Você sabe por quê o mar é tão grande? Tão imenso? Tão poderoso?

É porque foi humilde o bastante para colocar-se alguns centímetros abaixo de todos os rios.

Sabendo receber, tornou-se grande. Se quisesse ser o primeiro, se quisesse ficar acima de todos os rios, não seria mar, seria uma ilha. E certamente estaria isolado.
Momento.com.br

Posted in AMIGOS | 2 Comments »

Mistérios da Vida

Posted by amizadepoesia em Julho 31, 2008

Vivemos da morte
 A morte é vida
Morte para alimentar vida
Vidas prometidas para morte
Mortes prometidas para vida
Morte das formas…essências eternas
Materias eternas…transformadas
 Vidas que passam de vidas para vidas
Ciclos de vida para a vida
Essencias materiais imortais
Materia eterna…
Almas…Eternas?
Mistério…
Mistérios da Criação.
Mistérios da vida.

Joe’A

Posted in poesia | Leave a Comment »

O Amor Chegou

Posted by amizadepoesia em Julho 31, 2008

              Na minha vida deixando meu coração
                    pronto para amar e assim poder
                         viver uma grande paixão
                                    Nancy Cobo

Posted in poesia | Leave a Comment »

RECORDANDO

Posted by amizadepoesia em Julho 31, 2008

  Ah, são cada vez mais lindos, meu amor,
            os dias, que passo a teu lado.
            E cuidar de ti, é para mim,
            todo esse amor, que, reservado em meu
            peito, qual cavalo louco, te entrego em mãos,
            como o mais sublime, de meu ser.

            E não há momentos mais importantes
            que outros, pois que todos são sublevados,
            no mais alto, de cada um de nós.

            Precioso é o teu sorriso, deixando, na minha
            alma, um outro sorriso, que se abre para o teu,
            em perfeita constância e harmonia.

            E assim somos felizes, como não há mais
            ninguém, nos percalços deste mundo,
            tão apressado e resignado.

            Flor desabrochada no meu coração, que
            desfolhei, folha a folha, no dia a nós reservado.

            Jorge Humberto

Posted in poesia | Leave a Comment »

DOCE MUNDO DA INTERNET

Posted by amizadepoesia em Julho 31, 2008

Existe uma fatia mínima, mas grandiosa na internet ,
      a fatia dos que jorram alma em letras ,
      uma fatia dos que choram entre letras,
      abraçam o monitor, pedem ajuda….
      Sorriem!
      Aplaudem aos gestos de doçura,
      amizade e conseguem continuar…
      Acreditam, não importa rima ou métrica,
      eles são emoção,as vezes lenço,
      poesia lenitivo, ou poesia que impulsiona,
      que levanta e faz nos sentir menos
      sozinhos em alguns momentos.
      Uma pequena fatia,luminosa,mergulhada
      na imensidão da internet!
      Com pessoas de todos os tipos, fortes,calmas,
      febris,doces,sofredores,atores por trás das letras
      que num ritual divino nos ilumina e nos afaga,
      escondendo a própria dor.
      Fatia despojada de artifícios,egoísmos,
      crueldade,competição.
      Esta fatia existe, acreditem!
      São dedos teclando ,magia acontecendo,
      derrubando a tristeza,enganando a solidão.
      E essa fatia se despedaça, se ata,se encontra,
      se esparrama no nosso monitor.
      E nós a sentimos, a reconhecemos.
      Não importa se são poetas, parnasianos,
      ou façam sonetos, prosa ou sorrisos!
      O que importa é que estão aqui para troca,
      amizade,aprender que não se está sozinho,
      que as dores se parecem,
      se acariciam e se misturam
      num novelo de companheirismo.
      Esta fatia maravilhosa existe!!
      Homens, mulheres,adultos-crianças,sensíveis e puros.
      E eles, acreditem amigos, são puros de verdade,
      se entregam,contam dores,amores,
      e jorram lágrimas que descem e nublam o olhar,
      mas não perdem o prumo do monitor,
      porque lá estamos nós, dedos ouvintes.
      O que é a poesia??
      Para mim poesia é a ejaculação da alma,
      é o grito do ser humano,
      um grito melodioso como se dissesse:
      Eu sinto isto,o que vc acha?
      O que eu sinto dói,e eu estou aqui usando a alma
      para dizer que sou igual em essência a todos vcs!
      Se vejam em minhas letras,beijem a minha dor!
      Leiam meu coração!
      Para mim isto é poesia.
      AMOR é poesia!
      Se expor bravamente é fazer poesia,
      pois poesia é ser, e entregar a alma aberta
      numa bandeja de sonhos.
      Continuem sonhando amigos!
      Com essa fatia!
      Nada mais importa!
       É com ela e por ela que eu estarei sempre aqui!
      Fiquem !!!

Silsaboia

Posted in poesia | Leave a Comment »