amizade e poesia

Alguém que faz você rir…Alguém que faz você acreditar em coisas boas…Alguém que convence você …De que existe uma porta destrancada…Só esperando para que você abra. Esta é a Amizade Para Sempre.

Archive for 23 de Maio, 2007

A velhinha e o Transatlântico

Posted by amizadepoesia em Maio 23, 2007

Minha esposa e eu viajávamos num cruzeiro
pelo Mediterrâneo a bordo de um transatlântico
da empresa Princess, quando…
 
Durante o jantar notamos uma senhorinha,
uma velhinha sentada perto da varanda
do restaurante principal…
 
 Notei também que todo o pessoal,
a tripulação do barco, garçons,
ajudantes dos garçons, etc,
estavam muito familiarizados com ela.

Perguntei ao garçom que nos atendia
 quem era aquela dama, e esperava que
respondesse ser ela a dona da companhia
de cruzeiros, ou alguém de muita fama,
mas nos respondera que não !
 
Ela apenas estava a bordo nas últimas
4 viagens, ida e volta.

Uma tarde quando estávamos saindo
do restaurante cruzamos com ela e
 aproveitei para cumprimentá-la.
Conversamos um pouco e
passado um tempo eu lhe disse:
 
– “Pelo que entendi a senhora
 têm estado neste barco
 nas últimas 4 viagens…”.

Ela me respondeu:
– “Sim, é verdade”.

Disse a ela que não entendia
 a razão, e ela me respondeu,
novamente sem pensar muito:
 
– “É que sai mais barato que
um asilo para velhos nos
Estados Unidos.
Não ficarei num asilo nunca
 e de agora em adiante fico
 viajando nestes cruzeiros
até a morte. O custo médio
para se cuidar de um velho
 nestes asilos é de 200
dólares por dia.
Verifiquei com o deptº de reservas
da linha Princess, que posso obter
 um desconto quando compro
 os cruzeiros com bastante
antecipação, mais o desconto
para pessoas de mais idade,
chegando a 135 dólares por dia…
Dessa maneira, cada
viagem me sai 65 dolares
diários, e mais:

1) Pago só 10 dolares
diários de gorjetas;

2) Tenho mais de 10 refeições
 diárias se quero ir aos restaurantes,
 ou posso ter o serviço na minha
 cabine, o que significa dizer que
posso ter o café da manhã
na cama, todos os dias da semana;

3) O barco tem 3 piscinas,
um salão de ginástica,
 lavadoras e secadoras
de roupa grátis, biblioteca,
 bar, Internet, cafés, cinema,
 show todas as noites e
uma paisagem diferente cada dia;

4) Creme dental, secador de
 cabelo, sabonetes e shampoo grátis;

5) Te tratam como cliente
e não como paciente.
Com uma gorjeta extra
de 5 dolares, terás todo
 o pessoal de serviço
 trabalhando para te ajudar;

6) Conheço pessoas novas
 a cada 7 ou 14 dias;

7) A TV estragou ?
Necessitas trocar a lâmpada ?
Quer que troquem o colchão ?
Não tem problema.
Eles consertam tudo e
ainda te  pedem desculpas
pelos inconvenientes causados.
Lavam a roupa  de cama
e as toalhas  todos os dias,
 e não tens que pedir;

9) Se tu  vieres a cair num asilo de velhos
 e quebra a bacia, tua única saída
é o plano médico;
 
10) Se cair e se machucar em algum
 barco da empresa Princess,
 vão te acomodar em uma
suite de luxo pelo resto da tua vida;

11) Agora vou te contar o melhor
 que tem as empresas Princess.
 Quer viajar pela América do Sul,
Canal do Panamá, Tahiti, Caribe,
 Austrália, Mediterrâneo,
Nova Zelandia, pelos fjords,
pelo rio Nilo, Rio de Janeiro, ou Asia ?

12) Ou mencionas  aonde queres ir,
e a Cia. Princess está pronta para te levar,
aonde quer que seja….

Por isto meu caro, não me
procures em um asilo para velhos.

Viver entre … 4 paredes … e um jardim …
 Como paciente de um hospital…

No thanks !!!

Hãaa…ia esquecendo,
 É que se vieres a morrer num navio,
ainda  te atiram ao mar,
sem nenhum custo adicional.”

Anúncios

Posted in AMIGOS | 1 Comment »

Se…

Posted by amizadepoesia em Maio 23, 2007

Se em algum momento
Eu não puder mais olhar nos olhos teus
E minhas mãos se desvencilharem das tuas
E meu corpo já não puder
Sentir o teu calor
Me perdoe meu amor.
É que, sem querer eu tive que ir embora
Fazer minha despedida
Mesmo com o coração cheio de dor.
Sentirei tua falta, eu sei
E meu coração vai se contorcer.
Mas, saiba que você foi quem eu amei
Quem eu esperei
Quem fez festa nos dias meus.
Mas, se em algum momento
O tormento da separação se fizer
Não foi por mim
Nem por você
É porque assim tinha que ser…
Visitarei teus sonhos
Te acompanharei silenciosamente
Por todos os dias teus.
Mesmo que já não me veja agora
Farei brisa como prova de caricia
Porque, sabe
Não sei ser eu sem você.
Se em algum momento
Só restar o desalento da distancia
Não importa meu amor
Guardarei todas as lembranças
E sentirei toda saudade de você.
Contarei os dias
Saberei te esperar…
Porque sem você não sei de mim
Não sei me encontrar…
Mas o dia vai se fazer
Num momento qualquer
Que a espera não vai mais esperar
Você vira fazer festa nos dias meus
Te abraçarei com força
E no silêncio do meu olhar
Estarei dizendo:
Como me fez falta…
Que saudade de você!
 
Marcos Sergio T. Lopes

Posted in poesia | 1 Comment »

A procura de ti…

Posted by amizadepoesia em Maio 23, 2007

Hoje sai para te procurar,
e nao estavas
és minha mais bela melodia

por isso cada vez que te procuro
se nao te encontro,
me parte o coração
somente em pensar que da fascinação
nasce o amor…
mas quando vem o amanhecer
e olho o céu e te tenho,
se te tenho
te tenho em minha memória
logo que me lembro de seu cabelo
e por isso sonho
sueño que podemos estar juntos,
sonho que podemos estar juntos
 ja sei que és impossivel
mas é assim
que a sinto

 K-OS

Posted in poesia | Leave a Comment »

Seu lar…meu coração

Posted by amizadepoesia em Maio 23, 2007

Quando voce adentrar no meu coração
Cuando entres en mi corazón
vai nele se ver, se encontrar
Vas a verte, y encontrarte
pois nele já  voce mora
pues en él,   tu,… ya vives
e  vai conhecer à voce tão amada
y  vas a reconocerte tan  amada 
 
Tão docemente cultivada
tan dulcemente cultivada
com sua imagem
con tu imágen
nos meus sentimentos colada
arraigada en mis sentimientos
com sua fragrância em meus sentidos impregnada
en mis sentidos, tu aroma impregnados
 
E mais ainda, vai se sentir em sua casa
y aún más…te sentirás en tu casa
em seu lar doce lar, onde é a dona, a senhora
en tu hogar dulce hogar ,donde eres la mujer,la señora 
vai se sentir aquecida no calor da minha paixão e…
y te has de sentir entibiada ,por el calor de mi pasión y…
nos amar nas rimas das poesias compostas para
você
nos amarán las rimas de  las poesías compuestas para ti ….
 por meu coração
por mi corazón
Joe’A

Posted in poesia | Leave a Comment »

MANANCIAL DA VIDA!

Posted by amizadepoesia em Maio 23, 2007

Nem todos nós conseguimos compreender a força que temos,
a capacidade de criarmos nosso céu e nosso inferno,
de mudarmos situações que parecem impossíveis,
de criarmos “milagres” como nos lembrou o Cristo:
“Sois deuses”, “foi a tua fé que te curou”.
Nós ainda não acreditamos nessa força.

A depressão, a síndrome do pânico,
e outras doeças “nervosas” são frutos reais,
da anulação dos nossos poderes, da nossa capacidade,
é a materialização dos pesadelos que criamos,
é a negação do “eu”,
é a anulação do “divino que habita em nós”.

Aprende então, filhos da Luz,
dentro de cada um de nós existe uma usina,
um poder ilimitado que nos foi concedido,
para criarmos o que quisermos,
mesmo na simplicidade do lugar mais isolado,
podemos viver um inferno de ansiedade,
e no meio da cidade mais agitada,
sentir a paz que só os “iluminados” atingem.

Aprenda a dominar os teus pensamentos,
que criam impulsos, que levam aos atos,
que acabam se transformando em ações,
que com certeza causam reações, desejadas ou não.

Eis ai o segredo da vida,
o tesouro do livre arbítrio:
“está em você pensar em si mesmo como ser completo,
merecedor da felicidade, da paz, da alegria,
sorrir, mesmo quando tudo diz não,
porque você sabe o que quer e onde quer chegar,
e nada, nem o tempo, nem a morte,
podem te separar do seu objetivo.

Isso é mais do que esperança, mais do que fé,
isso é determinação, é certeza de coisas que ainda nem existem,
e tudo começa no seu pensar.

Cuide dos seus pensamentos, regue-os todos os dias,
com amor, carinho e muitas certezas,
pois o Divino habita em você.

Paulo Roberto Gaefke

Posted in AMIGOS | Leave a Comment »

A Canção da Vida

Posted by amizadepoesia em Maio 23, 2007

O tempo
Lá fora
A marcar…

Perdido
Na noite
D’um sonho
De amor
Um barco
Vasqueja
A vagar
Nas ondas,
Estrelas
A brilhar…
Na pele
Saudade
De amar,
Na boca
Sorrindo
Ao luar
Da vida
A canção
Entoar…

Lembranças
Que vêm
Do mar…

Luis Carlos Mordegane

Posted in poesia | Leave a Comment »

Declaração de Amor

Posted by amizadepoesia em Maio 23, 2007

Acabou o mistério.
O amor,foi confidenciado,
não poderá ser mais trancado,
ou reservado no tempo.
Ele fez eco no vento,
encanta o espaço físico,
liberta o calor do fogo,
levanta as águas do mar,
bate nas velhas rochas
abrindo caminhos paralelos,
atravessando a ponte.
No horizonte não há retornos;
sem palavras,
a volta silenciosa,
aguça todos os sentidos,
dissolvendo,
em gotas transparentes,
o suor do prazer,
e nas lágrimas cristalinas
esta a verdadeira emoção.
Ainda que a conquista pura,
tenha brotado, sem a convivência
o amor, libertou a magia,no ar
à dois, não existe mais segredos.
Te amo!
Schyrlei Pinheiro

Posted in poesia | Leave a Comment »

Timidez

Posted by amizadepoesia em Maio 23, 2007

Basta-me um pequeno gesto,
    feito de longe e de leve,
    para que venhas comigo
    e eu para sempre te leve…

    – mas só esse eu não farei.

    Uma palavra caída
    das montanhas dos instantes
    desmancha todos os mares
    e une as terras mais distantes…

    – palavra que não direi.

    Para que tu me adivinhes,
    entre os ventos taciturnos,
    apago meus pensamentos,
    ponho vestidos noturnos,

    – que amargamente inventei.

    E, enquanto não me descobres,
    os mundos vão navegando
    nos ares certos do tempo,
    até não se sabe quando…

    – e um dia me acabarei.

Cecília Meireles

Posted in poesia | Leave a Comment »

Ah… Minha Vida!…

Posted by amizadepoesia em Maio 23, 2007

Hoje a vida me parece tão sem razão,
Sem sentido… sem graça…sem cor…
Encolhida num canto…deixo-me ficar,
Mortificada… calada… tragada pela dor.

Meu eu… naufraga em tantas águas…
Silêncio… não quero pensar em nada!
Quero dormir… dormir e acordar em outro
Tempo, só poder vencer esta madrugada…

Quero apenas ouvir a chuva lá fora…
Caindo… e lavando a minha alma…
Levando pensamentos tão sombrios,
Da minha terra árida… e sulcada…

Quero esquecer tudo o que quis ou fiz…
Deixar lá no passado todos os sonhos,
Todos os erros, equívocos e enganos…
Tantas feridas… instantes medonhos!

Ah minha vida… tenho saudade de mim,
Daquela… cujo sorriso era fácil e largo,
Que dançava livremente como uma criança,
E as lembranças não tinham gosto amargo!

Entretanto… hoje… sou ave sem pouso…
Sem rumo… sem paz… sem ninho…
Sou folha leve… carregada pelo vento…
Que perdeu para sempre seu caminho!
© Mary Trujillo

Posted in poesia | Leave a Comment »

O MEU JARDIM

Posted by amizadepoesia em Maio 23, 2007

Flores das mais variadas texturas ornamentam
O meu jardim; crisântemos, orquídeas, jasmim;
Tudo numa coloração que só elas ostentam,
Quando são cultivadas e acarinhadas por mim.

Quando a chuva vem parecem elas entristecer,
Na saudade que o sol deixou para trás antes de ir,
E eu vejo as gotículas nos beirais a empalidecer,
Quando estas vestem as janelas com o seu advir.

Assim como os jardins mostra só o melhor de ti,
Cultiva a sabedoria e o grande companheirismo,
Para que eles sejam sempre mas sempre assim.

Irriga os campos, para que estes possam florescer,
Trazendo-te a amabilidade e o grande altruísmo,
Que será doravante o teu susceptível engrandecer.

Jorge Humberto

Posted in poesia | Leave a Comment »

Tudo a seu tempo…

Posted by amizadepoesia em Maio 23, 2007

Ninguém pode lutar contra o tempo
            ninguém pode lutar contra a natureza
            ninguém pode parar o tempo
            muito menos dar tempo ao tempo

            Ha para tudo  o seu tempo
            Não perca esse tempo,
            viva cada segundo do seu tempo
            Viva do tempo de nascer ao tempo de morrer

            Quem deseja lutar contra o tempo,
            quem deseja combater o envelhecimento
            somente vai encontrar infelicidade, aborrecimento
            porque é uma luta que você sempre vai perder

            Lute. lute muito para viver, cada instante
            fazendo ter sentido a vida em todo instante
            com determinação, com o devido alcance
            Viva o tempo de criança, do adolescente ou do envelhescente

            Cada tempo tem sua própria alegria
            cada tempo tem sua própria razão de ser
            cada tempo tem sua própria maturidade
            cada tempo tem sua própria felicidade

            E quanta felicidade você pode acumular dentro de você
            de todas felicidades de cada tempo por que passou
            e  acumular todas as idades de todos seus tempos
            E viver com tempos multiplicados dentro de você

            Viva cadenciadamente cada uma de suas idades
            encontre nelas o que cada uma lhe oferece de felicidade
            Cultive-as com amor ternura e generosidade
            Colhendo a cada dia o que semeou em cada idade.

            Joe’A

Posted in poesia | Leave a Comment »

TEU CORPO

Posted by amizadepoesia em Maio 23, 2007

Quando surgiste em minha frente,
Senti vontade…
De te morder, arranhar…
Sentir teu sabor
Saber o gosto da tua pele
Meus dedos e meu corpo
Precisavam te conhecer.
Explorar, acariciar, conhecer
cada pedacinho do teu corpo,
Acariciando, explorando,
passando a língua
Lentamente em cada pedacinho teu
deixando o rastro quente
da paixão se misturando…
Com nossos gemidos e sussurros…
Desejei ser acariciada,
Desejei o roçar de línguas,
sentir tua boca em mim…
Desejei o roçar de corpos,
queria me tornar parte de ti,
do teu corpo…
Sentir cada carícia, cada gesto…
Num toque profundo.
Desejei fazer amor
contigo sem me perder,
deixando o ritmo louco
do desejo alucinado, nos levar
para um caminho sem limites,
sem preconceitos…
Sem volta.
Ah! Como desejei teu corpo…
Teus mistérios conquistar
Em cada momento,
cada vão da minha vida…

Fafá Lima

Posted in poesia | Leave a Comment »

AMANTES MASCARADOS!…

Posted by amizadepoesia em Maio 23, 2007

O que é,
O sofrimento diante do prazer?…
O querer viver a intimidade!…
Mesmo que, por momentos,
Embarcar nas ondas do sentido,
Que seja,
Atrás de uma mascara de ilusão,
Amante que não condiciona,
Imposto sobre o desejo da carne,
O querer do coração!…Com intensidade,
A paixão faça acontecer…

Esquecer o mundo
E dele o supostamente imoral,
Dar as costas as limitações
Que fazem das relações
A intenção real diante do mal!…
Varar a escuridão,
No açoite da designação
Que desmedida, discrimina!…
Dar vazão ao tesão,
Viver e reviver a ilusão…
Por um querer, se entregar…

Dar as costas, à covardia do mundo,
Que se prostra ao preconceito,
Acusando sem querer saber,
a quem atinge, desfigura…
Entregue as mãos de um louco
Que aponta e desfia a ignorância
Do querer ser sem razão!…

Esquecer
Essa que é a verdadeira imoralidade,
Superando qualquer oposição,
Ao afogar a tristeza meretriz,
Virar o rosto para esconder verdades,
De quem vive para amar…

Face encoberta para poder viver,
Dar vazão aos sentidos
Deixar voar livre a emoção,
Ouvindo apenas o coração, que busca,
Deseja acima do pecado,
Ser feliz…
Sem importar erros ou acertos,
Ser amaldiçoado,
Ou apontado por traição…
O querer amante é vencedor,
A felicidade, acima de qualquer proibição…

Abraçar o sonho,
Até que o final impiedoso,
Faz a farsa sucumbir à luz,
Deixando o gosto amargo
Da inconformidade,
Ser a saudade o destino penitente,
Na cor da lágrima que justifica
As dores de um amor impossível…

Ter e Ser somente,
Visível na paixão escondida
Que fez da noite uma orgia
Pagando o preço da felicidade roubada…
Presente no adeus que ecoa, exuberante,
No que foi conquistado!…
Viver as restrições de ser,
Condenados!… Perdidos pela noite…
Amantes Mascarados…

Carmen Ortiz Cristal

Posted in poesia | Leave a Comment »

Amantes mascarados!

Posted by amizadepoesia em Maio 23, 2007

Travestidos de fantasias
de fetiches e poesias.
Cheios de brilho
olhar repleto de orgia.
Escondem seus rostos
para ninguém os reconhecer.

Mergulhando na noite psicodélica
fingindo não saber,ser alvo
de escândalos,de rejeição
os amantes não se importam
vão desfilando pelos salões.
Demonstrando toda sedução
não escondem nem o tesão.

A ética, a moral, a cética
conjuga: Não julga?
O verbo verdade pouco importa
para quem é covarde…

Atrás de máscaras se escondem
para os devaneios viver,
os prazeres da carne sentirem
precisam fugir do eco, que
grita ensurdecedor em seus corações:
errado…pecado…maldições, traições.

Fingem não ouvirem,
já não é opção…
é imposta condição,
condição única de ser feliz,
já que o amor é proibido.

Mas quando tudo termina,
a noite chega ao fim,
não conseguem ignorar
aquele eco que grita impertinente
que os aflige,os amedronta.
Os faz esquecer rapidamente
da noite de ousadia,de orgia.

As diversas conjugaçãoes
do verbo ter e ser,
faz a grande diferença.
Chega a pesar na consciência,
difícil conviver assim
com o grande eco do sim
ecoando intermitente dentro de si.

Arneyde T. Marcheschi

Posted in poesia | Leave a Comment »

VALORES REAIS DO MUNDO VIRTUAL

Posted by amizadepoesia em Maio 23, 2007

Flores no jardim da vida!…
Anjos que nos acompanham…
Companheiros, vigiando na caminhada,
São verdades que trazem consigo,
Nos fazendo cientes que não estamos sós…
Que no cerne do carinho construído,
Se fazem presentes a todo instante…

E mesmo não estando conosco em matéria
Nossas almas, tocam com amor!…
E por um elo que chamamos amizade,
São de todo
Parte fundamental de nossas vidas…
A palavra certa no momento certo,
Presença sem a qual
Não seriamos mais completos…

Tu, anjo!…Flor de preciosa beleza,
Faz deste mundo virtual uma doce morada!…
Recanto onde deitamos nossas almas
E na tua essência de raro perfume,
Amor-amigo!…Nos banhamos…

E crianças,
Nos braços da felicidade,
Sabendo-nos amados!…
Felizes adormecemos…
Para acordar,
Na mais bela realidade de nós mesmos…
– A importância
Do que somos na vida de cada um!…
Compartilhando sempre,
Ser reciprocidade…

Carmen Ortiz Cristal

Posted in poesia | Leave a Comment »